História Ten Years Later - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Visualizações 130
Palavras 4.178
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiii! Espero que você que estava lendo isso aqui tenha uma boa leitura.

Capítulo 31 - Sometimes...


Pov. Camila Cabello

- Eu ainda não acredito que isso aconteceu - escutei Ally falar de dentro do carro.

Depois que encerramos a ligação com as meninas, DJ deu a volta e parou no posto de gasolina para abastecer meu carro e encher alguns galões para levar para o carro de Lucy que Lauren está dirigindo.

- Nem eu - falei voltando a entrar no carro depois de ajudar a Dinah.

- Foi tudo muito inesperado, acho que por isso a ficha não caiu tanto assim -  Dinah falou dando partida no carro para seguir até o estacionamento do super mercado que as meninas estão.

- Fico me perguntando se isso vai acontece novamente - disse encostando minha cabeça na janela.

- Se acontecer espero que estejamos mais preparadas - DJ falou - estamos chegando.

Acelerou um pouquinho mais o carro e dirigiu até um dos únicos carros no final do estacionamento. Vero e Lucy foram as primeiras a saírem e Lauren a última, esperei Dinah parar o carro para sair e abraçar cada uma delas demoradamente.

Quando chegou a vez de Lauren eu passei meus braços por seus ombros e entrelacei minhas mãos, senti as suas mãos em minhas coxas onde deu impulso e passei minhas pernas por sua  cintura. Ficamos nesse abraço por alguns minutos, não falamos nada.

- Vocês falaram com as meninas? - Ally perguntou.

- Sim, elas tiveram que pegar outra rota e o carro que estava seguindo a gente capotou - Lucy respondeu abraçada a Vero.

- Falamos com Louis e Harry também, acho que daqui a pouco eles chegam - Vero disse apertando mais Lucy em seus braços.

- Pronto Jauregui - Dinah disse colando os galões no chão.

- Obrigada DJ - Lauren agradeceu e antes que Dinah fosse para o lado de Mani que está mais ao lado, Lo puxou Dinah para um abraço.

Elas se afastaram depois de um bom tempo em um abraço carinhoso. Dinah ficou olhando Lauren por mais algum tempo, as duas se encarando, até que ela sorriu negou um pouco com a cabeça e deixou um beijo na bochecha de Lauren.

- Olha os meninos ali - Mani disse.

Louis é quem está dirigindo, estaciona o carro ao lado do meu, Harry é o primeiro a descer e como fizemos nos dá abraço, Louis faz a mesma coisa.

- Estão bem, sim? - Louis pergunta.

- Estamos Lou - Ally quem responde por todas.

- Vocês ainda falaram com Alexa e Keana? - Mani perguntou para eles.

- Não, assim que encerramos a ligação com as meninas aqui, Louis dirigiu o mais rápido pra chegarmos logo - Harry respondeu.

Ficamos em silêncio, não tinha mais ninguém além da gente no estacionamento. Noite fria, estamos cansados.

Um carro se aproxima em uma velocidade razoável e para ao lado do carro dos meninos. Primeiro sai Keana e logo depois Alexa a acompanha.

A mesma coisa acontece, nos abraçamos em puro alívio.

- Vocês estão bem mesmo? - perguntam o que julgo ser a quarta vez.

- Estamos, não se preocupem - Lauren quem responde.

- O carro deles capotou em uma das curvas a gente ligou para alguns policias e eles estão indo, não vamos ter que nos preocupar com isso, não por  enquanto - Keana nos informa.

- Eles estão vivos? - Vero pergunta.

- Não sabemos, quando o carro capotou estávamos bem na frente, mas presumo que não, o barulho foi forte e o carro provavelmente começou a incendiar além da altura que  era grande, algum policial vai entrar em  contato - Alexa respondeu.

- Vamos voltar ainda hoje para os nossos apartamentos? - Dinah perguntou fazendo um leve carinho entre o cabelo de Mani que tem sua cabeça em repouso no seu ombro direito.

- Não acho que seja seguro, não agora, mesmo que seja tarde. Vamos para a nossa casa e voltamos de manhã, ainda temos que ir para a faculdade - Alexa respondeu novamente.

- Então vamos logo, eu só quero comer e dormir - Vero disse.

- É melhor irmos comprar algumas coisas aqui nesse super mercado, faz tempo que não vamos lá e a dispensa deve estar fazia - Keana falou rindo levemente.

- Vamos fazer assim, Louis, Harry, Ally , Lucy, Keana, Alexa e Mani vão na frente, fazemos as comprar aqui - Lauren disse passando sua jaqueta por meus  ombros.

- Tá bom, esperamos vocês lá - Lucy disse se afastando de Vero com as chaves do carro em mão, Ally e Mani vão com ela.

Agora que percebemos que estamos no final do estacionamento lateral, então colocamos os carro na frente para facilitar nosso trabalho.

- O que vamos comprar? - perguntei pra ninguém especificamente.

- Vamos comprar as coisas mais rápidas para fazer nessa madrugada - DJ respondeu guiando um carrinho.

Começamos a pegar algumas comidas que é só esquentar, mas também compramos comidas o suficiente para encher a  dispensa.

- Vem Camz, meninas cuidado - Lauren disse abrindo a porta do passageiro para mim depois de guardar alguma sacolas.

- Se cuidem também, nos vemos lá - Vero falou de dentro do carro, só abaixou o vidro.

Elas saíram primeiro e logo saímos também.

- Tudo bem? Você ficou quieta quando as meninas chegaram - Lauren me perguntou.

- Sim, foi só a adrenalina que saiu e o cansaço da tensão ficou - respondi depois de um longo bocejo - e você também ficou quieta e mais distante.

Ela se mexeu no banco e olhou rapidamente para o espelho retrovisor.

- Lo, o que foi? - perguntei colocando minha mão em sua coxa.

- Não é nada, foi só a mesma coisa que aconteceu com você - me respondeu apertando de leve minha mão.

- Eu sei que não foi isso, se tivesse sido você não estaria assim - falei - é por causa do seu tio? - perguntei baixinho.

- Ele não é meu tio - falou de forma seca - desculpa - disse baixinho também - é só que - bufou - poderia ter sido a gente ou as meninas sabe? Poderíamos estar naquele carro que capotou, mortas e tudo isso seria culpa de um babaca que carrega o mesmo sangue que o meu.

- Mas não foi, estamos bem, vamos ficar bem. E você não tem que ficar se martirizando por causa disso, se ele carrega ou não o mesmo sangue, ou mesmo nome que o seu - disse me ajeitando no banco para ficar de frente para ela.

- Como você quer que eu não fique assim Camila? Porra ele é a droga do irmão do meu pai, você entende? Ele é o culpado de tudo que está acontecendo. Se algo acontecer e-eu, eu não sei nem como olhar pra vocês direito sem me sentir um completo lixo indesejado - soltou tudo batendo com a mão no volante.

- Você não tem culpa de nada Lauren, esse homem ficou completamente maluco e ele não tem mais nenhuma ligação com sua família a partir do momento que ele fez tudo aquilo - falei para ela que me olhou rapidamente.

- Todas as nossas famílias estão envolvida nisso, você não tem que se sentir indesejada quando todo mundo na verdade gosta e ama você. Estamos todas juntos nessa e o problema de ninguém é maior que o outro, não estamos julgando ou fazendo comparações aqui. Não pense nessas coisas - dei um tapinha em sua perna.

- Não tem como não pensar - disse engolindo em seco - eu não quero que algo de ruim aconteça, ele pode não ser da família agora, mas ele levou isso por um longo tempo. Eu só não me sinto a vontade com essa situação.

- Não queremos que nada de ruim aconteça, ele pode ter levado o 'Jauregui' por muito tempo, mas isso não importa mais, você é uma pessoa completamente diferente dele, seu pai, sua mãe, sua irmã, seu irmão, seus avôs, suas avós, sua família no geral são todos diferentes Lauren. Ele agora é Matt Damon, apenas isso. Ninguém aqui está a vontade com isso, por isso vamos trabalhar duro para que isso acabe o quanto antes.

- Você tem certeza?

- Sim Lolo, nós estamos juntas nessa, não falo só de mim, mas das meninas e agora os meninos também. Não se  preocupe com isso, somos um família onde cada um vai dar tudo e fazer de tudo para que todos se ajudem e fiquem bem.

Me inclinei e dei um beijo na sua bochecha.

Não demorou muito para que chegássemos a casa onde o meu carro já está estacionando sinal que as meninas chegaram, os outros também estão estacionandos tanto na garagem quando em frente da casa.

Dividimos as sacolas cheias e entramos na casa, a porta foi aberta por Ally que já está com uma roupa mais confortável.

- Deixa que eu pego isso aqui, vão tomar um banho e mudarem essas roupas enquanto preparamos tudo por aqui - Alexa disse assim que entramos na cozinha.

Entregamos as sacolas e nos dirigimos para um dos quartos onde deixamos algumas roupas da última vez que estávamos aqui.

- Você por usar o banheiro do quarto eu vou para o do corredor - falei para Lauren.

Não demorei muito no banho, vesti minha roupa no banheiro mesmo. Quando voltei para o quarto Lauren estava saindo do banho também vestida, terminamos de nos arrumar e  voltamos para a cozinha.

- A comida já tá pronta? - escutei Vero pergunta antes mesmo de abrir a porta.

- Veronica se você perguntar isso mais uma vez que vou enfiar essa colher em um lugar nada apropriado e vai doer - Normani disse apontando a colher para o seu rosto, Vero se afastou com as mãos no ar, em forma de rendição.

- Vero dando trabalho como sempre - Lauren disse divertida.

- Eu só estou com fome, muita fome - Vero disse fazendo beicinho e passando uma mão sobre a barriga.

- Não vai demorar muito, foca quieta ai - Ally que também esta ajudando a preparar tudo, disse.

- Tá bom, tá bom.

Me sentei ao lado de Keana que está quase deitada em cima da mesa.

- Tudo certo Keks? - perguntei baixinho passando a mão por suas costas.

- Keks? Eu estou com sono e com fome agora - riu sonolenta levantando a cabeça.

- Sei lá, veio na cabeça - ri elavando meus  ombros - vem aqui - puxei sua cabeça para encostar em meu peito e comecei uma leve carícia entre seu cabelo.

- Eu vou dormir assim Mila - disse mais sonolenta.

- É só pra você relaxar, não vou deixar você dormir antes de comer - disse para ela continuando com a leve carícia e começando a falar coisas aleatórias para manter ela acordada.

- Devo sentir ciúmes? - escutei Alexa pergurtar de maneira descontraída quando ela colocou alguns pratos em cima da mesa.

- Claro, eu sou maravilhosa e Ke  também, adoraria abusar desse  corpinho - falei gargalhando logo depois quando  ela jogou o pano de prato em meu rosto.

- A COMIDA TÁ NA MESA PESSOAL - Ally gritou fazendo Vero que estava cochilando na mesa pular assustada o que nos causou boas risadas .

- Você aprendeu direitinho com minha família - Dinah disse rindo.

Começamos a nos servir, demoramos para comer e quando terminamos ninguém conseguia nem se mexer.

- Seu eu dormir aqui, eu vou apacer na cama amanhã de manhã? - Mani perguntou depois de um longo bocejo.

- Eu não quero estragar seus sonhos, mas infelizmente não - Alexa respondeu se esticando na cadeira.

- Quem vai arrumar isso aqui? - Lucy perguntou indicando a louça suja em cima da mesa.

Gememos em uníssono.

- Amanhã ligamos para a mulher que arrumar aqui - Keana disse colando a cabeça em meu ombro.

Louis e Harry foram os primeiros a levantarem nos desejaram um bom sono e se retiraram. Depois todas resolvemos levantar e seguimos para onde iriamos dormir.

[...]

- Lo  acorda - quase susurrei.

Ela nem se mexeu.

- Lolo vai, levanta - cutuquei algumas partes de seu corpo.

Ela apenas se aconchegou mais no colchão.

- Lauren? - falei bem próxima ao sue ouvido chaqualhando seu corpo.

- Hum?

- Você tem que acordar - passei minha mão por sua cabeça.

- Agora? Tem certeza? - perguntou com a voz mais rouca que o normal.

- Sim - respondi levantando da cama - agora levanta e cuida logo - peguei um travesseiro e bate com ele em suas costas.

- Bom dia pra você também - resmungou sentando na cama.

Ri sai do quarto,.

- Bom dia Ally - beijei sua testa.

- Bom dia Mila - devolveu com um lindo sorriso.

- Nem vi você levantando - comentei distraída me sentando ao seu lado no  sofá.

Ally dormiu comigo e com a Lauren no quarto.

- Você estava mais preocupada com o seu ronco - falou rindo.

- Ei, eu não ronco - joguei um travesseiro em seu rosto.

Ficamos assistindo alguns desenhos até que todos aparecerem na sala e a campainha tocou.

- Eu atendo - Dinah disse.

E a mulher que arruma a casa das meninas passou pela porta.

- Bom dia - nos desejou com um singelo sorriso.

- Bom dia - desejamos de volta.

- Desculpa pela bagunça na cozinha - falei rindo levemente, ela apenas negou com a cabeça e riu indo começar o trabalho.

Ela não faz tudo sozinha tem mais outras duas pessoas que ajuda ela com toda a manutenção da  casa e de seus moveis.

- Vamos tomar café na cafeteria que tem lá perto da faculdade - Alexa falou assim que paramos ao lado de fora da casa.

- Meninos querem nos acompanhar? - Lauren  perguntou.

- Não a gente tem que ir pra casa e depois vamos voltar para a agência - Harry respondeu fazendo a maior expressão de  tédio.

- Nós vemos - Louis falou.

Eles entraram dentro do carro e  saíram.

Todas entramos nos nossos respectivos  carros, fizemos uma  parada para podermos pegar nossos matérias e fomos em direção ao café que fica a duas ruas da faculdade.

- Bom dia, vão fazer os pedidos agora? - uma garçonete com a maior cara de sono perguntou.

- Sim - respondemos em uníssono e ela soltou uma risada sonolenta com isso.

- Não vai demorar muito - disse assim que terminou de fazer todas as anotações.

Realmente não demorou muito para chegar.

- Hoje temos aula com a Roberts - Dinah lembrou.

- A questão é: quando não temos aula com ela?! - falei tomando um pouco do meu chocolate  quente.

- Agora que você falou, parece que ela está em todo lugar - Keana disse e meio pensativa.

Terminamos de comer, Normani e Ally levantaram para pagarem a conta.

-  Obrigada e voltem sempre - a mesma garçonete nos disse.

Agora é hora de ir para a faculdade, entramos novamente nos carros e fomos em direção ao lugar que a dias não vimos nem de longe.

- Prontas? - Vero perguntou arrumando seu casaco.

Nos olhemos e elevamos  nossos ombros.

- Nos vemos na aula de Julia - falei.

Participamos das duas primeiras aulas e na terceira direta era a sala da senhorita Roberts.

- Bom dia meninas - ela disse cantante e olhando por um longo tempo para cada uma de nós.

- Bom dia professora - falamos e fomos para os nossos lugares, cada uma perto da outra claro.

- Então meus jovens quero que vocês se juntem em grupos - a professora falou em alto e bom som.

Apenas juntamos nossas cadeiras, sem mais.

- Os famosos grupos, já deveria saber - a professora riu negando - vocês faram pra mim desenhos, isso mesmo desenhos, falando sobre o dia em que mais marcou a história de  vocês, porém, como vejo que quem ficou nessa classe são muito amigos falaram a respeito do dia em que vocês ficaram mais próximos, falem sobre a amizade.

- Professora como você quer que a gente fala se na verdade vamos desanhar? - a nossa grande pergunta jovem.

- Você me entendeu criança - a professora respondeu - eu quero isso para hoje ainda e cada um integrante tem que fazer um desenho.

Nossa eu sou péssima nessas coisas, mas vamos tentar. Comecei desenhando apenas silhuetas juntas em uma representação de uma sala, todas nós no dia em que a luz apagou e todas elas me ajudaram a me acalmar.

Vi as meninas passarem os lápis de forma rápida pelos papeis, em determinado momento a professora vez um barulho indicando que o tempo acabou.

- Vamos  lá, podem começar a  apresentar, não sejam tímidos.

O primeiro grupo foi, eles falaram que se conheceram em um jogo de futebol americano nas férias e não sabiam que estudavam juntos, os desenhos eram quase as mesma coisa, só mudava os  traços.

O segundo grupo teve apenas um desenho diferente, porém foi no mesmo dia só que em outro lugar, eles se conheceram em uma festa.

O quarto grupo apresentou seus desenhos que foi bem divertido, tinha uns traços rabiscados misturados com traços mais fortes e todos eles eram também iguais só mudava uma posição e outra.

O quinto grupo somos nós e nos posicionamos em frente a turma.

- Bom o meu desenho é esse - Mani foi a primeira - aqui é todas  nós no aeroporto, eu fiz esse desenho porque nesses últimos dias nós estávamos viajando e foi muito boa as viagens de certa forma, eu quis representar isso porque sempre que estamos juntas viajamos e vamos aos melhores e até os piores lugares,  em momento algum ninguém se manisfestou para dizer que não queria ir, ficamos juntas e isso foi muito importante.

- O meu foi feito com base de hoje, porque aconteceu de madrugada - Lucy começou - a gente saiu para uma balada e aconteceu alguns contratempos, acabamos a noite no estacionamento de um supermercado 24 horas. Eu fiz esse momento onde estamos todas e mais dois amigos em um tipo de circulo, alguns minutos antes todas tínhamos nos abraçado e perguntamos quase toda a madrugada se tudo estava bem. E isso nos aproximou ainda mais, pois podemos nos desentender em alguns momentos, mas sempre vamos voltar com um: ei, tá tudo bem com você?

- Eu podeira ter feito algo bem bagunçado, mas eu tentei fazer o meu melhor - Vero continuou - é uma continuação do desenho da Normani na verdade, quando estávamos no aeroporto o nosso voo atrasou e tivemos que esperar mais uma hora, ficamos com muito tédio então resolvemos fazer algumas brincadeiras lá mesmo sentadas no chão. Acho que isso nos aproximou porque a pessoa que te tira do tédio merece uma boa parte de seu coração - rimos com isso - e porque também foi nesse momento que eu percebi que mesmo com todo o trabalho que a gente tinha que fazer, que estavam nos preocupando, estávamos ali uma para a outra, juntas, não nos importando com quem visse a gente quase se jogando na lixeira quando brincamos de esconde-esconde. Tem um rabisco de uma pessoa deitada aqui e essa pessoa é a Lauren ela estava dormindo - rimos novamente - mas bom, ela em é importante demais pra ficar de fora mesmo dormindo.

- Eu fiz esse desenho junto com a Keana - Alexa virou seu papel para a turma e Keana também - nós tentamos fazer dois momentos e juntar em um  só, esse primeiro foi  quando as meninas me ligaram, elas precisavam de ajuda e eu dei uma leve surtada quando escutei a voz de Lauren depois a de Camila, fazia muito tempo que eu não via elas ou até mesmo falava.

- Então a gente foi até o apartamento na qual elas estavam - Keana continuou - e Alexa me apresentou a elas, as meninas aqui foram super receptivas e  simpáticas.

- Mesmo fazendo tempos que a gente não se via e tudo mais, pareceu que passamos apenas um dia sem nos falarmos - Alexa falou novamente - e isso se tornou importante porque eu vi que mesmo com esse espaço de tempo que passamos longe nada realmente mudou em questão de como nos tratamos e nos respeitamos, o carinho é o mesmo.

- E eu mal cheguei e consegui me enturmar, elas me trataram como se fossemos amigas a anos e isso foi importante porque nós sabíamos que de alguma forma já estávamos ligadas, importante porque conseguimos encontrar nas nossas difenças espaços onde nos encaixamos direitinho - Keana terminou.

- Isso aqui é quando estávamos na casa dos pais da Ally, nós nos juntamos na área externa para uma bela refeição afinal tudo com comida fica melhor - disse nos fazendo rir - estávamos todas juntas em meio a provocações, brincadeiras e boa conversa, sempre que estamos na mesa ou em qualquer outro lugar juntas nada fica chato, temos conversa e até quando ficamos em silêncio não é algo ruim. E se algo tende a ficar chato e ruim vamos tentar fazer de tudo pra que isso melhore ou só ir dormir mesmo - sorrimos com esse seu jeito - certo, bom o significado mostra que independente do momento vamos estar fazendo uma bagunça boa.

- Ainda na minha casa - Ally falou ao seu lado - ouve um momento tenso no dia e elas não tardaram em me ajudar,  e eu fiz todas nós na sala, antes disso elas me deram um abraço em grupo, eu eu senti e vi que ali estava as melhores pessoas que eu chamo de amigas. E esse momento nos aproximou porque estavamos em um momento ruim e não deixamos nenhum sentimento de lado.

- O meu é quase parecido com a Ally vendo por um lado - minha vez - estávamos em uma maratona de  filmes quando ocorreu um apagão, eu tenho um certo panico de escuro e nesse dia eu tive isso, eu fiquei muito quieta e comecei a tremer e essas coisas. Ally, Normani e Dinah já estavam "acostumadas" com isso, Lauren sabia que eu sofria de ansiedade quando mais nova, mas não sabia essa questão do escuro, Dinah contou o que aconteceu e elas não ficaram com pena ou qualquer sentimento parecido, elas apenas se juntaram na causa de me distrair e me ajudar a não pensar em nada daquilo. Isso nos aproximou ainda mais, um momento ruim que foi transformado em poucos minutos. O resto da noite foi muito boa, sabemos alguns monstros umas das outras e não fugimos disso, os enfrentamos e ajudamos a serem enfrentados.

- Uh - Lauren pensou por um momento até pigarrear - o desenho aqui mostra todas nós sentadas, pode ser em um  sofá, em uma clareira, na área da praia, no banco da praça, no chão, não tem um lugar especifico, é uma mistura. Pode-se ver que estamos de mãos dadas, são nesses momentos que ficamos ainda mais próximas, porque são nesses momentos que falamos sobre tudo o que aconteceu - indicou os nossos outros desenhos - que as vezes não fazemos nada, as vezes rimos de tudo, as vezes apenas dormimos, as vezes ficamos em silêncio, as vezes é até difícil nos entendermos, as vezes brigamos, as vezes apenas relaxamos, as vezes acontece coisas que nem mesmo pensamos que um dia iria acontecer e que iriamos estar participando, as vezes nos jogamos no chão suadas e cansadas de mais um treino, de mais um dia. E estamos ali e continuaremos ali mesmo com algumas inseguranças.

Teminamos as apresentações com uma salva de palmas.

- Bom  crianças, estou bem surpresa que vocês realmente fizeram - riu passando o dedo indicador no canto dos olhos - até me emocionei aqui, bom - bateu uma mão contra a outra - eu pedi pra vocês fazerem isso porque estamos na faculdade, aqui vocês terão novas experiências, conheceram e conhecerão novas pessoas. Eu pedi que vocês fizessem esses momentos de amizade porque eu vejo o quanto muito de vocês são  próximos e eu quero muito que vocês continuem com isso, vocês vão passar por muitas coisas ainda e ter alguém tão próximo de você nesses momentos é importante. Não tenham medo, arrisquem.

- Vocês podem fazer amizade com uma pessoa agora mesmo sabendo que no amanhã ela vai embora, façam não importa se ela vai ficar por cinco minutos, mas a experiência, o momento, vai ficar uma lembrança e isso não vai ter aparecido só para somar. É incrível essas relações, essas conexões que vocês tiveram nas primeiras, segundas e terceiras vezes que se viram. Então porque acabar com isso? Preservem, renovem, façam valer a pena e se e um dia vocês se magoarem com isso: perdoem. Deixem ser algo  natural, deixem esse sentimento invadir, façam bagunça, mas tenham um pouco de moderação. Vocês construíram muito com isso.

E o sinal para o almoço foi acionado.

- Tenham um bom dia e nos vemos na próxima aulaaa - falou cantando novamente.











 


Notas Finais


Não vou nem comentar sobre essa minha demorada de mais uma semana, só peço desculpas (será que alguém tá lendo isso aqui?) se tiver alguém lendo essas notas, esse capitulo foi apenas uma parte da ponte feita para os próximos. Será que esses desenhos saíram bons? Porque a Camila desenhando não é lá essas coisas kkkk... Queria ter uma aula com a professora Roberts, falando nela...
E essa professora hein? Aqueles homens não vão fazer uma única falta... Ally representando no almoço em família.

Bom

Espero que tenham gostado e essas coisas...!

Até o próximo!

XOXO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...