História Tenente who - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Mary Jones, Senhor Do Tempo, Tardis, Tenente, Tenente Who
Visualizações 6
Palavras 873
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Sci-Fi
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nesse capítulo tentarei deixar mais assustador.

Capítulo 5 - O demônio de brinch


Fanfic / Fanfiction Tenente who - Capítulo 5 - O demônio de brinch

-não não não! !, - gritava uma menina mas não sabíamos porque.  - garota idiota,  pare de ser besta e dar esses shows,  - disse o pai dela.  Ele a puxou pelos braços e a jogou no  quarto e trancou a porta. 

- não,  não,  não , - gritava ela , - agora você aprende,  -  disse o pai dela. Logo em seguida que ele foi caminhando para a sala , uma luz fforte roxa sai da porta e refleti na sala .

- o que você esta fazendo sua imbecil,  - disse o pai , indo até la para ver o que havia , quando ele abriu a porta a menina se recontorsse e os olhos ficam roxos. 

- o que você esta fazendo menina,  - perguntou o pai frustrado com a situação.  - eu vou fazer justiça com todos os pais maus e você é um! ! , - disse a menina . Ela se preparou e transmitiu a luz para o pai .

- não não não !!, - disse o pai...

-isso mesmo senhores telespectadores , um homem foi decepado com todos os seus órgãos e só ficou a pele , pelo que a polícia científica comprovou , isso foi uma morte perfeita mas nos não sabemos quem foi , - disse a reporter Janet hill , do jornal local da cidade de brinch.

- se afaste  ,- disse um policial próximo deles . - por que não,  - questionou a repórter ,  - se você não se afastar , sera presa , - disse o policial. 

A reporter se afastou  com raiva  . E o corpo estava ali mas a menina não. 

    II 

-Hirruu , - gritava o tenente de felicidade na montanha russa do planeta diversão . - nem da pra acreditar que eu to viajando com um criançao , - disse mary. Ele a olhou com um olhar fixo e com um sorriso. 

- Mary venha aqui é fantástico e seguro,  - no momento em que ele disse isso , um parafuso importante se solta e ele é jogado no ar.

- aaaaaaaa, - gritou ele . - tenente!! , - gritou Mary.  Ele rapidamente nos ares , sacou a caneta sônica e chamou a TARDIS para se desmaterializa para salvá lo. 

A TARDIS se desmaterializa perto do chão uns 6 centímetros acima , e ele entra mas com a cabeça machucada , porque no momento em que ele entrou bateu a cabeça para abrir a porta.

As pessoas aos arredores correram para ver se ele estava morto com  a queda, quando elas se aproximam ele sai vestido de palhaço. 

- ola , eu sou o palhaço,  - disse ele , em seguida mary corre e o puxa pela gravata colorida para dentro da TARDIS.  As pessoas ficaram assustadas e a cabine se desmaterializa , mas com algumas faíscas. 

  - mas o que é isso tenente!  - gritou mary , - eu não sei , estamos sendo puxados , - respondeu ele tirando a roupa de palhaço.  - deve ser aalguma nave ou atividade paranormal. Mary ingoliu a seco,  e o tenente estava programando o pouso e puxou a alavanca e a TARDIS pousa.

Os dois correm para a  porta e se deparam com uma menina possuída jogando as pessoas para longe . O tenente olha uma delegacia em chamas .

- delegacia de brinch , - disse o tenente , - eu tenho pavor de demônios tenente ,- disse mary . - melhor entrar na TARDIS agora , eu sei um modo de ter isso,  - disse ele .  Mary correu e entrou na TARDIS . - pensei que ela ia ficar, - disse ele  . Ele foi correndo ate a igreja.

    III

- serviço secreto,  - disse o tenente mostrando o papel psíquico para  um padre que estava zelando a igreja.  - deus te abençoe filho,  - disse o padre . - amém , - respondeu ele.

 Ele correu para cima da torre  , por que havia um sino e ele iria usar para deter o demônio e deixar a menina em paz.  - agora sim se isso não der certo   , que Deus nos abençoe,  e ele sacou a caneta sônica no sino e o sino ficou tocando um som estrondoso e atingiu também  ele.

- a!!! ,- gritava ele . O demônio estava saindo do corpo da menina e se desintegrando , e num enorme feiche de luz o demônio sai por completo e ela cai no chão.  O tenente também cai , com suas veias parecendo mas consciente e sai la fora.

Quando ele sai as pessoas batem palmas a  ele , que vai direto a menina.  Ele a pega e leva direto ao padre.  - fique com ela , talvez o pai tenha morrido pelo que eu vi ali no jornal, eu sei que o senhor não pode mas pelos ferimentos,  ela estava sendo maltratada . 

 - pode deixar , e qual é o seu nome ? ,  - perguntou o padre . - tenente , so tenente.  - respondeu ele . E foi correndo ate a TARDIS. 

- para onde vamos?  , - perguntou mary , - para onde a TARDIS levar , - respondeu ele . E puxou a alavanca para a TARDIS levar para o tempo e espaço. 


Notas Finais


No próximo capítulo terá uma coisa meio que nova e vocês aprovaram se gostarem ou não


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...