1. Spirit Fanfics >
  2. Tenho bons momentos, apesar de tudo >
  3. Valer a pena.

História Tenho bons momentos, apesar de tudo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Isso aqui é uma inspiração. Uma menina postou uma carta de adeus no site e eu deixei um enorme comentário lá pra ajudar caso ela leia, e acabei desenvolvendo uma carta aqui de ajuda e desabafo ao mesmo tempo.


POSSUI GATILHOS, cuidado.

Capítulo 1 - Valer a pena.


Eu tenho bons momentos em meu sangue, apesar de tudo.

Todos nós tivemos decepções que causaram dores.

Mas eu não quero voltar ao passado e me "consertar".

Antigamente, me senti uma covarde quando pensei em ir embora desta vida e não tive coragem. Eu ri internamente sobre meu medo.

Cogitação era algo que me definia. Em troca, comecei a machucar minhas unhas, algumas vezes me mordia e arrancava fios de cabelo.

E parece meio bizarro ou algo que você ouviu falar. As machucava e as apertava, sentindo a dor como forma de me aliviar. E isso se tornou um vício que nem percebo quando estou com os dedos cheios de sangue. Minha psicóloga e meu psiquiatra me disseram "sem dúvidas, em um crise você ataca suas unhas de primeira e nem percebe".

É, é uma forma muito louca de se aliviar.

Eu não queria quebrar a barreira do meu corpo e sair cortando.

Cito isso, pois é muito louco pensar que cada pessoa encontra um jeito de aliviar sua dor. E entre tantas maneiras, algumas são absurdas.

Acredite, eu tenho bons momentos em meu sangue, apesar de tudo.

E, novamente, eu não quero voltar ao passado. 

Depois, saberemos que tudo isso teve um propósito. Mesmo que demore para ser devidamente compreendido.

Eu não quero sacrificar as pequenas coisas que fazem a vida valer a pena.

Eu não quero sacrificar as pequenas felicidades do dia que me fazem bem.

Eu não quero sacrificar minha zona de conforto.

Eu não quero sacrificar todas as coisas que me fazem bem e que fazem a minha vida valer a pena. Mesmo que sejam coisas "fúteis", "infantis", "sem sentido" ou "complexas". 

Eu não quero sacrificar o meu bem-estar.

E por isso estou

Aguentando

Aguentando

E aguentando.

Sobrevivendo.

Sou uma sobrevivente em meio à turbulência de minha mente e em meio ao caos que o mundo é.

Nada vai me matar mais do que minha mente e os pensamentos dentro dela, eu dizia.

Nada vai superar as coisas ruins que minha mente deseja.

Nada vai ultrapassar o poder que a mente possui. Ela é a líder e sabe comandar toda a merda aqui dentro. Ela dita as regras e os pensamentos a seguem.

Irônico, eu mesma não tenho poder sobre ela até hoje.

Mas eu continuo me dizendo.

Sou uma sobrevivente e não importa o que está idiota fizer, eu tenho que continuar caminhando.

E uma hora parece que isso nunca acaba, não é?!

E de fato, algumas doenças não possuem curas. Algumas feridas não podem se cicatrizar totalmente. Às vezes surgem quelóides que não saem mais de sua pele.

Mas você, eu, todos, nos levantamos dia após dia. Acabamos por dar um sorriso, mas em nossa cabeça aquilo soa como falso.

Escute o que eu digo, nada vai te matar mais do que sua própria mente.

Eu acredito que uma hora iremos descobrir nosso propósito. Uma hora podemos finalmente descobrir quem somos e qual o nosso papel. Uma hora, um dia, podemos estar em paz com nossas mentes. Talvez um dia possamos entender este mundo. 

Mas sabemos que a coisa é bem lá no fundo, e voltaremos em outras vidas até tudo estar em seu devido lugar. E isso vai demorar, tenho plena certeza. Somos seres em constante evolução e que não importa o ano, década, século ou vida, nós sempre erramos.

Mas tem muitas coisas que não são nossa culpa.

Eu sei como é difícil, sei bem. 

Somos, de certa forma, iguais, não?! Temos um corpo, temos um espírito. 

Entretanto, podemos ter olhos e cabelos de cores diferentes, traços diferentes, gostos diferentes e, principalmente, temos vivências diferentes, sentimos as dores em pontos e frequências diferentes.

Eu também estou sobrevivendo e aprendendo cada vez mais comigo mesma. E você também deve sobreviver e aprender sobre você. 

O mundo, apesar de ser totalmente cruel, ainda é o nosso lar e penso que ainda temos tanta coisa para olhar e vivenciar. 

Não deixe que os demônios de sua cabeça vençam, por favor. 

Não faça nada de ruim com você, eu digo, respire fundo. Repito isso em minha mente, afinal sou sobrevivente. 

Se retire das redes sociais, se for preciso, fique longe de gatilhos. Sempre continue caminhando, continuo dizendo. 

Eu creio que algum dia todos estes comentários ruins não irão me afetar. 

E nem te afetar.

Estamos juntos lutando, cada um vendo suas dores, mas somos seres e estamos evoluindo a cada dia. 

Você é tão necessário quanto eu, tenho certeza de que uma pessoa incrível. Eu penso em mim como uma pessoa incrível que apenas não se deu conta disso ainda.

 Eu tento me manter assim e me dizer que os pensamentos ruins não podem dizer o que vou fazer ou o que devo ser. É tão difícil dizer para eles pararem, mas eles precisam te escutar. 

Nossa saúde mental vale mais do que tudo nesta vida.

Saúde mental vem em primeiro lugar sempre.

Respire e tente sempre colocar isso em sua cabeça.

Acredite em mim, que apesar de tudo, temos bons momentos em meu sangue.

Veja bem, um dia, o nosso sol não irá mais nascer. E um dia tudo isso irá acabar por culpa dos seres humanos.

Então, eu gostaria de viver mais um dia, chegar em casa e ver o rosto dos meus gatos, ouvir música, comer algo que eu goste e tentar dormir. Tenho que fazer isso o quanto eu puder e o quanto minha mente e meu corpo aguentarem.

Um dia ainda vou me compreender.

E eu realmente não quero sacrificar as pequenas coisas que fazem a vida

Valer a pena.


Notas Finais


Esse finalzinho ficou tão incrível que senti vontade de chorar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...