História Tenshi no densetsu - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Anjos, Demonios, Lutas, Romance
Visualizações 1
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Continuamos nossa luta de onde parou, Yasashi se prepara para encontrar Karin, porém a situação não é como ele esperava...

Capítulo 8 - Eu realmente vi aquilo?


Uma lâmina média saia do pequeno bastão de Karin, essa era sua unica arma contra a criatura terrível que atacara os inocentes, ela continuava atacando e tentando usar suas abilidades, porém seu corpo sentia uma dor imensa cada vez que tentava acumular Luz para atacar, o demônio com suas garras afiadas apenas se jogava em cima dela como um animal selvagem, enquanto isso Yasashi cirria pelas calçadas aleatóriamente procurando por Karin, derrepente o crucifixo se mexe sozinho.

Ele começa a girar de forma incomum e e apontar para frente como uma bússola, Yasashi ouve um ruído do crucifixo e o aproxima de seu ouvido.

- Yasashi, Yasashi, siga em frente, Karin precisa e sua ajuda.

Yasashi solta o crucifixo e se afasta assustado com a voz, ele lentamente se aproxima...

- Q... q palhaçada é essa? 

- Por favor siga o crucifixo e salve Karin.

- Sa... Salvar de quê?

- Você verá em breve apenas segure o crucifixo e enxergará a verdade.

Yasashi pega o crucifixo ainda meio confuso e segue correndo em linha reta, enquanto isso Karin continuava enfrentando a criatura, porém sem poder usar qualquer poder ou voar, não tinha nenhuma vantagem, seu corpo já estava ofegante e cansado para continuar, nessa hora o demônio estica sua grande língua e segura o braço dominante de Karin e o aperta até se quebrar, na mesma hora o demônio se joga em cima dela e perfura a barriga de Karin com suas garras, ela recua más está no limite, não consegue fugir, ela novamente pega a lâmina e se põe em guarda.

- Você é durona mesmo, não é atoa que o chefe quer sua cabeça.

- Bem, eu não seria a guardiã da Terra se morresse para um fracote como você.

- Depois que eu te capturar, você vai desejar ter morrido, porquê eu vou brincar, com cada centímetro do seu corpo!!!

- Pode vir!!!

O demônio se joga em cima de Karin e e perfura um de seus ombros, com a Lâmina, Karin a finca no rosto do demônio, porém há pouco resultado, com raiva o demônio rasga do seio até o umbigo de Karin com seu dedo.

- Agora que a diversão come...

Sem terminar o demônio é agarrado por trás, Yasashi que mesmo atrasado consegue parar o monstro antes de acabar com Karin, o demônio não consegue contra atacar então ele se joga pra trás esmagando Yasashi.

- Humano desgraçado!!!! Não interfira na minha luta.

- Não é com ele que você devia se preocupar idiota!!!- Respondeu Karin perfurando as costas do demônio com a faça na esperança de destruir o coração de vez.

Errando por apenas dois dedos o demônio a chuta para trás e se aproxima devagar prestes a decapita-la.

Ao esticar suas garras para cima, Yasashi novamente agarra o demônio porém desta vez ele usa o crucifixo e amarra em volta do pescoço do demônio, a corrente feita com o ouro divino simplesmente corta a pele do monstro como se fosse papel, a cabeça cai pra fora do corpo, o demônio está morto, seu corpo começa a evaporar lentamente.

- Todos somos pó, e um dia ao pó tornaremos, só não pensei que eu veria isso com meus próprios olhos.- pensou Yasashi enquanto se aproximava de Karin que estava novamente ferida.

- Garoto, você é louco.- Disse Karin cobrindo seu corpo que estava exposto.

- Você deve uma explicação, más primeiro vamos para o hospital.

- Não, vamos para seu apartamento.

- Você está muito machucada para...

- confia em mim.

Yasashi a cobre com seu casaco e a carrega até seu apartamento, chegando lá Yasashi prepara o equipamento de primeiros socorros porém, Karin levanta o casaco que vestira e mostra sua barriga intacta, como se não tivesse sifo cortada.

- Ok... me explica agora o que exatamente você é, e o que era a coisa que eu matei.

- Primeiro uma perguntia, você acredita em Deus? 

- Sim...?

- Eu sou um anjo, sou um soldado direto da elite de anjos que defende o multiverso.

- Não acredito.

- E no monstro que você matou? Você acredita?

- Bem...

- Eu fui derrotada no céu, minhas asas foram arrancadas de minhas costas a força e fui jogada para morrer aqui.

- Isso não pode ser real, isso é só um sonho, não tem como ser verdade.

- Você não faz idéia do que é verdade Yasashi.

- Me dê provas que você está falando a verdade.

Karin se levanta e coloca a mão no peito de Yasashi, derrepente ela começa a contar fatos pessoais da vida dele, coisas que só ele poderia ter conhecimento, em seguida ela pega sua lâmina e faz um corte em seu braço, segundos depois o corte se fecha e o sangue some como se não tivesse manchado.

- Isso foi o bastante?

- Meu Deus, você é mesmo um anjo!!!

- Foi o que eu te disse.

- Caraca Yasashi por que você não falou que ela era um anjo?

Sam simplesmente entrou na conversa e revelou ouvir toda a história explidada por Karin, eventualmente Sam chegara após Yasashi sair para devolver o crucifixo.

- Sa... Sam, você não pode contar isso pra ninguém ouviu?- Disse Karin incrivelmente assustada com o fato de seu segredo ser revelado para dois humanos numa tacada só.

Enquanto isso no inferno, os boatos de que um humano havia derrotado um demônio se espalhavam.

- Bellpegor, mande seus capangas para averiguar o Japão.

- Vai você Leviatã, já tá aqui mesmo.

- Eu estou mandando!!!

- E eu estou desobedecendo.

- Bellpegor!!!!

- Cale a boca, desde quando você liga pra um carniceiro qualquer que morre?

- Morto por um humano!!!

- Humanos sempre mataram nosos irmãos, isso é normal, espere e verá, tudo vai voltar ao normal.

-  Não quero nada normal, quero que ele morra.

- Seu infantil de merda, já que vai ficar chorando, eu mando o Wolf para o Japão e ver a situação, aprenda a perder soldados de vez em quando.

- Acho bom mesmo.

Um diálogo preocupante e um novo inimigo que irá até Karin, enquanto isso na cidade, um feixe de luz caracteristico dos portais do céu se abrem e uma figura misteriosa também vai até o Japão, assim termina mais um dia na Terra.



Notas Finais


O próximo virá em breve


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...