História Tentação - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias South Park
Personagens Butters Stotch, Clyde Donovan, Eric Cartman, Kenny McCormick, Kyle Broflovski, Stan Marsh
Tags Kyman, South Park, Stenny
Visualizações 106
Palavras 1.213
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei mas não desisti, bora lá.

Capítulo 2 - Segundo


"Eu te amo, Kyle! Por favor, saia comigo!" 
 

Kyle não sabia como tinha se metido naquela confusão, estava mais vermelho que os seus cabelos olhando para o garoto castanho na sua frente, não sabia direito se tinha sido as flores ou a declaração de amor pública, mas definitivamente se sentia constrangido, muito constrangido. Olhou para o amigo moreno em um pedido mudo de ajuda, mas antes que Stan pudesse fazer qualquer coisa, a voz do loiro que mais odiava cortou o silêncio da sala. 
 

"Kyle! Isso é tão fofo! Clyde e Kyle formam um casal lindo!" Butters falou bem alto para todos os colegas ouvirem, sorrindo triunfante. 
 

Depois disso todos começaram a comentar o quanto os dois eram perfeitos um para o outro e que Kyle deveria aceitar. O ruivo sentiu um ódio tão grande, queria matar aquela coisinha insolente, porém, como sempre, por fora o judeu estava impassível, mesmo com o rosto queimando de vergonha e raiva. 
 

Butters estava internamente dando gargalhadas, estava radiante com a situação, só se irritava um pouco com uma expressão séria do ruivo, mas com certeza iria fazer o judeuzinho chorar qualquer dia desses. Seu plano estava saindo perfeito demais, se agarrou mais no namorado e encostou a cabeça em seu peito, apreciando o show. 
 

"Você deveria responder o Clyde, Ky!" Colocou mais fogo, falando de propósito o apelido que só amigos íntimos usavam, sorrindo inocente. 
 

Kyle olhou para o loiro, logo depois passou o olhar para o castanho que estava sentado na cadeira, o mesmo detinha uma expressão dura e não tirava o olhar do ruivo, seus olhos vermelhos estavam queimando e muito escuros. O judeu virou o rosto e olhou para Clyde que estava na sua frente, ainda sentindo o olhar intenso de Cartman na sua nuca, pegou as flores e mordeu os lábios com força, suspirando baixo. 
 

"Eu aceito sair com você, Clyde." Disse meio baixo. 
 

Kyle deu um pulo com o barulho alto de uma cadeira sendo empurrada, se virou para encontrar o olhar raivoso de Eric, o mesmo tinha levantado e agora rumava com passadas firmes para fora da sala de aula. Ninguém realmente tinha prestado atenção naquilo, mas o coração de Kyle ficou pesado e por alguma razão o ruivo foi atrás do castanho. 
 

"Parabéns, Ky! Você agora..." Stan ia continuar a parabenizar o amigo, mas Kyle empurrou as flores no mesmo, o moreno segurou o buquê e ficou olhando perdido para o judeu, confuso. "Ky?" 
 

Kyle não respondeu o melhor amigo e correu pelos corredores da escola, tentando achar o castanho, finalmente o encontrou perto de onde os góticos ficavam fumando, o garoto estava com as mãos dentro do bolso do casaco e parecia irritado. 
 

"Cartman... você ta bem? Eu te vi saindo da sala e achei melhor vir atrás de você."  

Justificou, chegando perto do maior. 
 

"O que está fazendo aqui? Deveria estar lá com o seu namoradinho." O castanho ditou, sem olhar para o ruivo. 
 

Kyle ficou irritado. 
 

"Clyde não é meu namoradinho, só aceitei sair com ele, você que deveria estar com o seu namoradinho." Ralhou, fazendo uma carinha brava. 
 

Eric finalmente olhou para Kyle, o judeu se segurou para não suspirar, Cartman estava realmente muito bonito e o que mais fascinava o ruivo eram os olhos vermelhos do outro. Aqueles olhos vermelhos que enxergavam a alma do judeu, Kyle sempre fica todo arrepiado com o olhar do maior. 
 

"Tanto faz, por que aceitou sair com o babaca do Clyde?" Perguntou o outro com a voz rouca. 
 

"Porque ele tem interesse em mim e eu não tenho nada a perder." Respondeu sincero. 
 

"Você gosta dele?" Eric o olhava de um jeito estranho. 
 

"Clyde é um cara legal, além de ser bonito e popular." O ruivo deu de ombros. 
 

"É disso que você gosta, não é seu judeuzinho sujo." Cuspiu as palavras. "Popularidade e garotos bonitos para te foder."  
 

Kyle quase tinha esquecido que Eric Cartman, mesmo sendo bonito e tendo olhos incrivelmente maravilhosos, continuava sendo Eric Cartman, o babaca neonazista. 
 

"Vai se foder, Cartman." Falou simplesmente, dando as costas para o nazista e voltando para sala. 
 

Kenny, que estava encostado na parede meio escondido, conseguiu ouvir a discussão dos amigos de camarote, foi até perto do castanho, que estava de costas para o loiro. 
 

"Você devia ter me ouvido." Mccormick falou. 
 

"Cala a boca, Kenny." Cartman mandou com uma voz baixa e perigosa. 
 

"Pode ficar com raiva de mim o quanto quiser, mas a culpa é sua por não ter me ouvido." Kenny deu de ombros. 
 

"Eu sei disso!" O castanho gritou, revirando os olhos vermelhos. "Não preciso que você fique me lembrando toda hora disso, me deixa quieto e vai chupar o pau do Stan." 
 

"Ah, se ele quisesse." Kenneth falou em um tom sonhador, sorrindo de lado. 

Kyle pensava que nada mais poderia lhe tirar do sério, mas estava muito enganado, revirou os olhos quando, novamente, escutou aquela voz irritante e aguda. 

“Kyle! Meus parabéns! Finalmente você e o Clyde estão assumindo o compromisso!” Butters não poderia perder a chance de provocar o ruivo. 

“Qual compromisso? Eu não sabia que ele gostava de mim até semana passada.” Kyle respondeu, não parou de andar, infelizmente o loiro o acompanhou. 

“Ah, vamos Kyle, pode confessar pra mim, sei que você tinha uma paixão secreta pelo Clyde, eu te entendo, também sempre tive uma paixão pelo Eric nem acreditei quando nos beijamos.” Enquanto falava o sorriso de Butters crescia, ele conseguiu o que queria.  

“Eu não quero ouvir essas coisas, Butters.” Avisou. “Dá licença.”  O judeu se afastou do loirinho e voltou para a sala. 

Stan, que ainda estava segurando as flores do amigo, fez uma expressão confusa para o ruivo quando o viu entrar. 

“Onde você foi? O que aconteceu?” O moreno entregou as flores para Kyle. 

“Longa história, Stan.” Respondeu, se sentando em seu lugar. 

Kyle encarou em silêncio Cartman voltar para a sala, novamente os olhos dos dois se encontraram, mas desta vez o castanho desviou o olhar, indo se sentar em seu lugar, seguido por Butters, que parecia um cachorrinho seguindo seu dono, o ruivo riu baixo com o pensamento e tentou esquecer de tudo quando o professor começou a dar aula.  

No final do dia, depois de todas as aulas, Clyde se ofereceu para andar com Kyle até sua casa, o ruivo aceitou, mas por dentro ele queria mesmo era andar com Cartman até sua casa, infelizmente o judeu viu Eric sair da escola com Butters agarrado em seu braço, os dois conversavam e riam como um casal de verdade, eles pareciam felizes. Kyle sentiu seu coração doer novamente e finalmente aceitou a situação, ele aceitou que havia perdido Eric para Butters e que provavelmente o castanho estava feliz com o namoro, não era certo intervir ou desejar que dê tudo errado, o ruivo acima de tudo queria que Cartman fosse feliz. 

“Que tal irmos tomar um sorvete amanhã?” Kyle perguntou, desviando o olhar para o castanho ao seu lado. 

Clyde lhe deu um sorriso grande. 

“Vamos!” 

Kyle sorriu de volta, talvez ele conseguisse amar Clyde mais do que Cartman e acabar por esquecer o outro castanho, sim! Ele conseguiria e os dois seriam felizes, muito felizes! O ruivo estava determinado a conseguir sua felicidade mesmo que não fosse como desejou. 


Notas Finais


Queria agradecer por todos os favoritos e pelos comentários que recebi, vocês são top!
Até o próximo, juro que vou tentar atualizar mais rápido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...