História Tênue linha entre amor e ódio - Dramione - Capítulo 1


Escrita por: e LiliLuna


Notas do Autor


O primeiro capítulo fresquinho pra vcs!
Obrigado por escolherem nossa fic!

By Milly 💚🐍 & Tai 💛🐺

Capítulo 1 - Prólogo


Malfoy Manor, 1966

[POV Hermione Granger]

Eu estava nervosa, aquele ambiente hostil estava cheio de pessoas que me odiavam, me odiavam por uma coisa que eu não tinha escolha.

Na floresta, eu, Harry e Ron fomos capturados pelos sequestradores, aparatamos em frente a Malfoy Manor. Eu estava arrepiada, aquele lugar era tão... sem vida.

Os sequestradores nos arrastavam para dentro da mansão, até uma sala no que parecia ser o centro da mesma.

Pediram para Draco identificar se o Harry era quem ele dizia ser, pois ele estava com o rosto deformado. Draco mentiu, tenho certeza que ele o reconheceu, mas disse que não. Mas por quê?

Logo, eles arrastaram os meninos para um lugar, um porão, talvez?

- Eu quero ter uma conversa de mulher pra mulher com ela. – Disse Bellatrix.

Ela me perguntou o que mais eu tinha pego do seu cofre.

- N-nada, por favor, eu não peguei nada! Me solta! – Eu disse quando ela me agarrou – N-não! Não, para! P-para!

Comecei a dar gritos de dor, ela escrevia algo em meus braços com uma adaga.

Passaram-se minutos, mas pareciam décadas.

Algum tempo depois, os garotos chegaram. Logo começaram a batalhar com Lucius, Bella e Draco, eu estava apavorada no meio daquela confusão de feitiços, mas devia continuar lutando.

- Crucio! – Gritou Draco, mal tive tempo de pensar, a maldição veio em minha direção e eu não sabia o que fazer. Fechei os olhos, sendo a última coisa que vi foi aquela luz vermelha. Eu estava pronta para a sentir a dor, quando ela não veio...

- Hermione! Acorda, pelas barbas de Merlin! – Gina disse me chacoalhando, era só um pesadelo. Só mais um pesadelo. – Você está bem? Está suando frio, Mione.

- Gina, eu... a mansão... Draco... – Eu disse, sem conseguir formular uma frase coerente. Isso, Hermione. Fique parecendo uma “fracote”, como um bebê chorão após ter um pesadelo.

- Shh, eu estou aqui, não tem nada com o que se preocupar, certo? – Ela perguntou, me abraçando. Eu assenti, mesmo não tendo certeza de que estava tudo bem. – Quer conversar sobre isso?

- Gina, eu... Você é uma ótima amiga, mas não me sinto pronta ainda, tudo bem? – Eu perguntei

- Claro, Mione. Tudo tem seu tempo, agora, vamos tomar café? Estou faminta, nossa. – Ela reclamou e eu ri baixinho, mas ela escutou. – Que foi?

- Weasleys... – Disse rindo e ela soltou um muxoxo de indignação, antes de começar a rir junto

[Quebra de tempo - noite]

Era o nosso último mês de aula. Infelizmente Harry e Ron escolheram não fazer o último ano, então era somente eu, Gina, Luna e Neville.

Resolvi mandar uma carta aos meninos, antes que comecem a se preocupar. Voltei à torre da Grifinória e escrevi uma carta dizendo que eu estava bem e que sentia saudades, algo genérico, porém sincero.

Estava caminhando até o corujal quando trombei com alguém.

- Me desculpe eu... Ah, é você. – Eu disse debochando do fuinha parado à minha frente – Doninha oxigenada.

- Olha, se não é a rata-de-biblioteca. – Ele disse zombeteiro

- Melhor ser uma rata-de-biblioteca do que um filhote de comensal – Me arrependi de ter dito isso no segundo seguinte, quando ele franziu o cenho e me empurrou para o lado, passando ao meu lado parecendo furioso. – Típico.

Suspirei e caminhei silenciosamente até o corujal. Peguei uma coruja qualquer e amarrei a carta em sua perna e vi ela engatar voô. O céu estava lindo, então parei e o observei por uns momentos. Quando vi uma estrela cadente, por mais que não acreditasse que ia dar certo, resolvi fazer um pedido.

- Eu desejo, de todo meu coração, que todos esses pesadelos vão embora, e que eu tenha paz e amor de novo. – Eu disse, me lembrando de todos os pesadelos. Uma única lágrima escorreu do meu olho.

Vasculhei o pedaço que podia ver do céu e vi a constelação Draco. Lembrei do loiro em que trombei há alguns minutos. Pensei em seus olhos, como combinavam com as estrelas. Ah, pronto. Eu enlouqueci. Pensando nos olhos de Draco e os comparando com estrelas, por Merlin.

Balancei a cabeça para me livrar de meus devaneios e caminhei até a torre da Grifinória. Torci o caminho todo para que eu não tivesse pesadelo algum. Se funcionou? Surpreendentemente, sim.

A última coisa que pensei foi nele... O garoto de olhos estrelados, o babaca mais arrogante do universo. Eu o odiava.


Notas Finais


Capitulo curto, mas ainda é só o prólogo 😉

Beijos da Milly e da Tai!
Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...