História Terapia(Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 367
Palavras 1.598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii 😁

Capítulo 20 - A pior cena


Fanfic / Fanfiction Terapia(Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 20 - A pior cena

Eu tive um ótimo fim de semana com o Jungkook, ele só voltou para a casa dele domingo de tarde, nós nos divertimos bastante, às vezes ele ficava com aquele olhar que me dava arrepios mas não durava muito, ele estava conseguindo se controlar, o que é muito bom.

Como tudo que é bom dura pouco meu fim de semana também acabou e chegou segunda, dia de ir para a escola, não é que eu não goste da escola é só que ela é bem entediante. Estava perto do meu horário de ir para a escola então eu me arrumei e fui, assim que cheguei lá Hyo estava me esperando no portão com uma cara um pouco estranha.

-Tudo bem Hyo?

-Na verdade não.

-O que aconteceu dessa vez?-Revirei os olhos.

-Eu não quis atrapalhar seu fim de semana com o Jungkook então esperei até hoje para te contar-Ela respirou fundo-Sabe aquela foto que a gente tirou lá no parque?

-Sei, o que têm ela?

-É que...sem querer eu...-Ela parecia um pouco receosa em me contar-Eu enviei pro Jimin.

-VOCÊ O QUE?-Dei um grito bem alto fazendo todos a nossa volta nos olharem.

-Mas eu apaguei a mensagem, só espero que ele não tenha visto.

-É eu também espero-Respirei fundo.

-Não tá brava comigo?

-Não, eu sei que você não faria isso de propósito.

-Então o que a gente faz?

-A gente da uma de doida-Ela me olhou confusa-Fingimos que nada aconteceu, se ele tiver visto alguma coisa provavelmente vai perguntar, eu acho.

Fomos para a sala e assim que entramos vimos Jimin sentado em uma carteira perto da nossa, nos olhamos, respiramos fundo e fomos para o olho do furacão. Sentamos em nossas carteiras e Jimin não falou nada, ainda be...

-Oi S/N-E então ele resolve falar.

-O-Oi Jimin-Falei um pouco nervosa.

-Me desculpe ter te beijado sexta, eu não deveria ter feito aquilo-Ele deu um pequeno sorriso e eu me aliviei de ele não ter comentado sobre a foto, o que significa que ele não deve ter visto.

-Ah tá tudo bem-Dei um sorriso forçado.

-Vocês se beijaram?-Hyo falou surpresa.

-S-Sim, mas foi coisa de momento nada demais-Respondi e Jimin me olhou um pouco sério.

-É foi só coisa de momento maninha-Ele disse ainda sério e sem tirar seus olhos de mim.

Eu estava conversando com a Hyo e Jimin estava distraído mexendo no celular quando vemos J-hope entrar com uma cara séria.

-Oi J-hope, tudo bem?-Perguntei assim que ele se sentou na carteira.

-Oi, não muito, meu pai chegou de viagem ontem, sem nenhuma novidade como sempre.

-Novidade?

-É que minha irmã...-Ele ia continuar mas o professor de matemática entrou na sala.

-Depois você me conta-Ele assentiu e fomos prestar atenção na aula.

O dia foi bem tranquilo, apesar de eu ter tido a impressão da Shiso estar me olhando mas nada a que eu não esteja acostumada. As aulas acabaram e eu fui para minha terapia. Quando cheguei lá Jungkook estava arrumando alguns papéis.

-Oi-Sorri.

-Oi linda-Ele veio até mim e me deu um beijo-Vamos começar?

Eu assenti e me sentei no sofá, eu adorava como o Jungkook conseguia separar nosso relacionamento do seu trabalho, ele é um ótimo namorado e um ótimo terapeuta, ele me ajuda de todas as formas.

-Você nunca mais reclamou de ser incomodada por aqueles dois, o Jimin e a Shiso, eles pararam de te atormentar?

-Sim, depois que eles terminaram o namoro o Jimin diz que quer ser meu amigo e parou de me incomodar e a Shiso disse que vai deixar eu me ferrar sozinha.

-Como assim se ferrar sozinha?

-É que ela disse que o Jimin só tá tentando ser meu amigo para conseguir transar comigo e...-Parei ao perceber o que eu tinha falado, as vezes quando estou falando com o meu terapeuta esqueço que ele também é meu namorado.

Jungkook me olhou bastante sério, ele abaixou a cabeça apertando fortemente as mãos.

-E vocês são amigos agora?-Ele disse ainda de cabeça baixa.

-Bem, mais ou menos, como eu já disse, não confio muito nele.

-Que bom-Ele levantou a cabeça e deu um sorriso forçado-E você está tomando seus remédios né S/N-Eu olhei para baixo e percebi que me esqueci de tomar o remédios-Esta S/N?

-Eu me esqueci desculpe.

-Aqueles remédios são para seu bem S/N, assim como os meus eles te ajudam a manter o controle-Ele se levantou e foi até sua mesa-Não fique sem toma-los ou você pode ter uma recaída.

-Tudo bem, prometo que não vou esquecer-Fui até ele e lhe prendi em um abraço encostando minha cabeça em seu peito, ele retribuiu o abraço começando a fazer carinho em meus cabelos.

-É bom mesmo, se você tiver uma recaída e tentar se matar novamente, eu não sei o que faço-Ele respirou fundo.

-Eu prometi que não ia te deixar, não prometi?

-Sim.

-Eu não quebro minhas promessas-Levanto o rosto olhando para Jungkook.

Ele colocou a mão em meu rosto e me deu um beijo calmo em seguida fomos até a porta nos despedimos e eu fui para casa, assim que saí da clínica tive a impressão de estar sendo observada por alguém, me subiu um frio pela espinha e andei o mais rápido que pude para não demorar a chegar em casa, assim que cheguei abri a porta, entrei e a tranquei em seguida, me sentei no sofá, estava bem ofegante já que eu vim praticamente correndo.

-Por que meu pai não me compra um carro?-Pergunto a mim mesma enquanto recupero o fôlego.

Subo para meu quarto tomo um banho curto e vou dormir.

...

No dia seguinte chego na escola e vou para a sala, Hyo estava conversando com algumas pessoas então eu fui continuar minha conversa de ontem com o J-hope.

-Oi J-hope-Sorri para ele.

-Oi S/N-Ele retribuiu o sorriso.

-Ontem você ia me falar alguma coisa sobre sua irmã.

-Ah sim, é uma história complicada, quer mesmo saber?

-Se você quiser me contar.

-Bem, meu pai nunca foi um homem fiel a minha mãe e em uma das suas puladas de cerca ele acabou engravidando sua secretária, eu não tinha nem um ano direito, a mulher foi atrás do meu pai e ele disse que assumiria a criança mas minha mãe, ela não gostou nada disso, quando a secretária do meu pai deu a luz acabou morrendo no parto então meu pai levou a criança para a nossa casa, era uma menina, minha mãe não suportou olhar para o fruto da traição do meu pai todos os dias então pegou a menina e a abandonou em algum lugar da cidade, meu pai a odiou muito por isso e eles se divorciaram, meu pai passou todos esses  anos procurando minha irmã mas nunca teve sucesso, as vezes eu penso que ela já deve ter morrido.

-Nossa J-hope e seu pai não tem nenhuma pista dela?

-Não.

-Que pena.

-É sim, eu admito que gostaria de ter conhecido minha irmãzinha.

A aula começou e fomos prestar atenção, percebi que Jimin não tinha vindo.

-O Jimin não vai vir hoje Hyo?

-Não, ele falou que não tava afim de vir para a escola, então resolveu ficar em casa-Hyo olhou em volta e percebeu que outra pessoa havia faltado-A Shiso também não veio hoje.

-Serio? Nem senti falta.

Sorrimos e voltamos a prestar atenção. Assim que as aulas acabaram peguei minhas coisas e fui para a clínica, peguei o elevador e fui para a sala do Jungkook, bato na porta mas ninguém responde então resolvo entrar, assim que abro a porta me deparo com a pior cena que eu poderia ver.

A Shiso estava sentada na mesa do Jungkook apenas de sutiã e o pior eles estavam se beijando. Eu fiquei paralisada. 

Jungkook ON

Eu estava na minha sala esperando a S/N chegar quando escuto alguém bater na porta, será que já é ela?

-Pode entrar-Uma garota entrou mas não era a S/N-Quem é você?

Ela não me respondeu e apenas sorriu, ela veio em direção a minha mesa se sentando na mesma.

-O que você está fazendo?-Perguntei confuso.

-É e eu pensando que a S/N tinha arrumado um velho mas você até que é um gato-Ela sorriu-Então me diz, o pai da S/N tá te pagando pra namorar com ela né?

-Garota eu não sei do que você tá falando, saía da minha sala por favor.

-Calma aí gatinho, eu sei que aquela escrota da S/N não teria capacidade pra arranjar um namorado bonito feito você, pode admitir o pai dela ta te pagando pra namorar com ela-Eu não gostei do jeito que ela estava falando da S/N, estava ficando irritado-Mas sabe, eu sei bem que a S/N é uma lesada sem sal, pelo menos foi o que o ex dela disse depois que a gente transou, falando nisso...-Ela tirou a blusa que estava usando ficando apenas de sutiã-O que você acha de nos divertimos um pouco em?

-Escuta aqui garota eu não sei quem você e nem quero saber, ponha sua blusa e saía da minha sala antes que minha namorada chegue e pare de falar essas coisas dela, ela é maravilhosa, esse ex namorado dela era um idiota e você...-Dei um pequeno sorriso-Você não chega aos pés dela.

Ela me olhou com um olhar de raiva mas mesmo assim não saiu, ouço alguém bater na porta, deve ser a S/N, eu ia responder mas aquela garota incoveniente me puxou e segurou me rosto selando nossos lábios e logo após ouço a porta ser aberta, me separo da garota e vejo S/N me olhando totalmente paralisada.

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...