1. Spirit Fanfics >
  2. Terra do nunca outra vez (imagine Jungkook e Taehyung) >
  3. Prólogo

História Terra do nunca outra vez (imagine Jungkook e Taehyung) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu estou reescrevendo essa história, já que a minha conta antiga foi banida... Mas espero que gostem!


Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Terra do nunca outra vez (imagine Jungkook e Taehyung) - Capítulo 1 - Prólogo




JUNGKOOK ON




Ser o filho do Peter Pan não é fácil, é preciso saber lidar com as pessoas daqui. Desde que meu pai me teve ele ainda era um adolescente, pois a velha lei que teve na terra do nunca foi " Terra onde ninguém cresce", e não estou dizendo que é porque as pessoas são baixas, e sim que nenhuma criança crescer aqui. Toda criança que vem pra cá não cresce mais, só se elas retornarem para suas casas.



Meu pai tinha engravidado minha mãe, Wendy, quando ela estava aqui com os meus tios, João e Miguel. Mas a gestação só foi descoberta quando ela já estava em casa de volta com os meninos perdidos que preferiam ter ficado com ela lá. Ela engravidou com 16. Minha mãe tinha medo de que os pais dela não aceitasse essa gestação por conta da vida formal que tinha na época, e essa época era de 1990, onde tudo era regra.



Minha mãe pediu para que meu pai me levasse para a terra do nunca, para que eu não sofresse com a minha mãe e com os pais dela. E assim foi. Mas foi arriscado e aconteceu algo não esperado: quando eu era bebê, meu pai me lançou em um portal para a terra do nunca, mas ficou preso na dimensão da Wendy. E teve outra coisa ruim: o capitão gancho, inimigo do meu pai, teve acesso ao portal e sabiam quando eles podia entrar ou sair de lá, fazendo o que quiser.



Peter Pan não era o único em ser pai, o capitão gancho também. Soube que ele usou o portal é sequestrou uma mulher, a qual ele engravidou. E assim nasceu Kim Taehyung, o único filho do gancho. Esse filho era igual o pai: sempre competitivo, egoísta, fresco e todos os defeitos de personalidade que existia.



Como eu disse, o tempo passou, e as coisas mudaram. Antes, na época do meu pai, era aquilo: ele com os meninos perdidos, tendo uma vida em uma floresta e se sustentava colhendo frutas por aí. Mas agora é diferente, pois já que meu pai já foi várias vezes para a dimensão das pessoas, onde não existem fadas sereias... enfim, a dimensão chata, ele teve umas ideias pra tornar a terra do nunca diferente. Agora a gente tinha como fazer roupas como as pessoas da outra dimensão e evolui como está o mundo agora, em pleno seguro XXI. Nesses tempos temos acesso a celular, internet, tudo graças às descobertas do meu pai.



Mas devem está se perguntando onde ele está agora, infelizmente ele morreu junto com o capitão gancho na dimensão chata. Quando eles estavam lá, as pessoas enxergaram eles pela forma de vestir como ameaça, algo ruim, e os mataram, fazendo eles deixarem dois filhos. Ficamos sabendo disso atrás da sininho, a fada do meu pai, que avisou para mim e o Taehyung.


Falando em Taehyung, nós nunca fomos amigos, assim como nossos pais eram inimigos, nós também estamos, um em seu canto pra não gerar guerra.



Fui criado por fadas e crescido com os outros meninos perdidos, as crianças que foram maltratadas na dimensão chata, que as fadas trouxeram. Tinha as crianças como ZeYu, Xin Long, HanYu, ZiHao, ShuYang e MinRui em base de 10 à 14 anos, os mais jovens. Também tinha os maiores, como: Jeno, Chenle, Renjun, Jaemin, Haechan, Jisung e Mark, de 16 a 18 anos. A gente brincava de um monte de coisas e criavamos vários jogos. No futebol, era os mais novos contra os mais velhos. Criavamos os nomes dos times: Boy story era composto pelos mais novos e o NCT pelos mais velhos. Eu fazia parte do NCT, já que eu era um dos mais velhos, mas com a chegada de novos adolescentes eu me juntei a eles. Os novatos eram: Namjoon, Jin, Hoseok, Yoongi e Jimin que juntos éramos o BTS.




Mesmo tendo amigos pra conversar e brincar, algo me faltava. Já que eu era um adolescente, minha maturidade e puberdade estava rolando em mim, e uma das minhas maturidade era o sentimento de carência e de alguém para me relacionar, mas no inico eu não sabia o que era esse sentimento, pois na terra do nunca não tinha garotas, só garotos.




Preciso de alguém pra fazer parte da minha vida...





JUNGKOOK OFF




S/N ON




Ser uma garota da cidade grande não é fácil, ainda mais quando as pessoas por aqui perderam o respeito. Muitos não sabem dizer um simples "com licença" até com os mais velhos. Na escola, eu sofro bullying, por causa do mesmo jeito de "estranha" e eu estava me sentindo mal por causa disso. Todos os dias falavam absurdos de mim que nem fazia sentido, e quando chegava em casa era pior: meus pai brigavam muito e sem parar, aquilo me dava dor de cabeça.



Eu estava em casa lendo um livro no meu quarto e os gritos da minha mãe e meu pai do lado de fora estava ruim. Tentava me concentrar mas não conseguia, só conseguia chorar me perguntando o porque a vida dos outros são mais fáceis do que a minha. Se eu pudesse, eu sairia daqui. Cubro minha cabeça com os travesseiros e com um tempo eu dormo.



S/N OFF

TAEHYUNG ON




Aff... estou cansado de ficar e não fazer nada, mesmo que eu tenha um monte de coisas. Meu pai, capitão gancho, morreu por causa do Peter Pan, o pai do maldito Jungkook. Eu sou uma pessoa egoísta, dominador e que ama roubar coisas... sou tipo a nova vida do meu pai e de Peter, e que agora, a época deles fossem só a vida passada. Eu acredito nisso, acredito que existe a vida passada, e acredito que eu sou a nova vida do meu pai, pois eu me indetifico muito com ele. Essas coisas eu resumo em "tal pai, tal filho".



Mas enfim, eu posso possuir várias coisas como tesouros que meu pai deixou pra mim e muito mais, mas eu queria mais, sempre quero mais do que eu tenho, tenho sede em roubar algo de alguém e vou fazer isso... só preciso saber que alguém tenha algo que me interessa.





Notas Finais


Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...