1. Spirit Fanfics >
  2. Terra Medieval >
  3. O começo

História Terra Medieval - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Nessa história eu utilizarei alguns palavrões modernos então não me julguem ok?
Eu não vou descrever os personagens originais de Kuroko no Basket
E toda vez que tiver uma linha, significa que o tipo de narrador mudou.
Eu não vou ficar postando frequentemente, então vai ser meio aleatório os dias de postagem:)

(S/N)= Seu nome
(S/S)= Seu sobrenome

Boa leitura ❤️❤️❤️

Capítulo 1 - O começo


Fanfic / Fanfiction Terra Medieval - Capítulo 1 - O começo

Desde muito cedo, descobri que eu tinha um dom para pintar. Podia ser qualquer coisa, desde pessoas a mapas complicados.

Meus pais, ao perceberem, me colocaram para ajudar nos negócios da família, já que meu pai era carpinteiro e minha mãe escultora, porém eu exigi uma troca, a qual eles aceitaram. 

A minha condição de trabalhar na loja, era poder participar da academia de treinamento para cavaleiros. Meu pai ficou um pouco receoso, mas aceitou.

Então como prometido, quando eu completei 15 anos, comecei a frequentar a academia e fui selecionada para o setor 8.

Ao todo são 10 setores, divididos entre classes sociais, por exemplo as pessoas do setor 1 e 2 são da "nobreza" já o setor 10 são os "condenados" (pessoas endividadas que dão suas vidas ao exército para pagar sua dívidas).

Então, todos os que estão entre os setores 3 e 9 podem ser considerados "normais". E o nosso povo, é a favor das mulheres nos campos de batalha, nós também temos o direito de votar, mesmo não sendo algo tão comum.

Na academia você pode escolher o que vai ser também, se eu quiser ser uma arqueira, eu vou passar pelo treino completo de uma arqueira. E assim por diante.

No meu caso, eu escolhi ser uma estrategista e uma amazona, por conta do meu conhecimento com mapas e facilidade de aprender novos movimentos.

Passaram-se 3 anos de treinamento intenso mais as atividades da loja até eu me formar. Fiquei em primeiro lugar no ranking do meu setor e em segundo do geral, no dia seguinte seria a investidura de todos que passaram e os reprovados teriam que recomeçar do zero. 

Quando a cerimônia começou, estávamos todos organizados em filas do primeiro ao décimo setor, com a ordem dos respectivos rankings. Nesse momento o conselheiro do rei, começou a falar:

- É com imenso prazer que hoje, começo essa investidura de novos cavaleiros. Então, cada setor faça seu juramento.

- Seijuro Akashi, representante do setor 1, primeiro lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Ryota Kise, representante do setor 2, sexto lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Satsuki Momoi, representante do setor 3, nono lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Shintaro Midorima, representante do setor 4, terceiro lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Tetsuya Kuroko, representante do setor 5, oitavo lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Taiga Kagami, representante do setor 6, quinto lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Daiki Aomine, representante do setor 7, quarto lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

Respirei fundo.

- (S/S) (S/N), representante do setor 8, segundo lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade." - todos me olharam com uma certa surpresa no olhar, alguns mesmo até desconfiança. Ignorei todos e continuei olhando para frente.

- Atsushi Murasakibara, representante do setor 9, sétimo lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

- Gold Nash, representante do setor 10, vigésimo quarto lugar no ranking geral. "Com grande honra, juramos aqui hoje, extrema lealdade a Corte e a Vossa Majestade."

Mesmo após o último setor de pronunciar, conseguia sentir algum olhares queimarem em mim, para a minha sorte, o conselheiro começou a falar novamente.

- Este ano, tivemos jovens que brilharam tanto quanto um diamante recém polido e é com essas forças que esperamos dar um fim a essa guerra. - todos gritaram - Peço agora, Vossa Majestade que dê continuidade com a investidura.

O rei se levantou e foi até a beirada do mini palco, onde se encontrava seu trono.

- Hoje é um dia de glória para todos nós, então declaro Seijuro Akashi comandante e (S/S) (S/N) sub-comandante desta tropa. A partir de hoje todos são afilhados pertencentes ao me.. nosso glorioso exército! Os treinos continuarão neste mesmo período. Conto com a colaboração de cada uma de vocês para continuarem a vir nos treinos. Após a minha saída, estão todos liberados.

Logo após o rei e a Corte sairem, tentei sair o mais rápido o possível para só dar as caras no dia seguinte, mas tudo foi por água a baixo quando escutei gritarem o meu nome.

- (S/S)!!!!!! - virei para trás e vi Ryota, Daiki, Tetsuya, Satsuki, Shintaro, Taiga, Atsushi e Seijuro reunidos em um grupinho, aparentemente Ryota tinha gritado.

Me virei na direção deles com o rosto impassível, porém xingando cada átomo existente.

- Poderia ajudar em algo? - perguntei sorridente.

- Não é nescessário, só gostaríamos de dizer que foi impressionante a sua colocação - respondeu Satsuki.

Coloquei o meu melhor sorriso na cara e respondi 

- Agradeço humildimente, e será uma honra trabalhar com vocês. - fiz uma curta reverência - Peço licença para me retirar, até amanhã. - finalmente eu pude ir embora para ajudar meus pais


____________________________


- O que vocês acharam dela? - perguntou Kagami.

- Não sei, ela parece estar escondendo algo. - respondeu Kuroko.

- Concordo, os olhos dela não dão uma pista sequer. - observou Midorima.

- Como será que ela ficou em segundo? - Disse Aomine.

- Acho que só vamos descobrir isso com o tempo. - Murasakibara se pronunciou.

- Ou obrigando ela por tudo pra fora. - sugeriu Akashi - E se nós fizessemos o seguinte...


Notas Finais


Peço desculpas pela parte do juramento que ficou repetitiva :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...