História Terráquea - Byun BaekHyun (EXO) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey, sim, mas uma FanFic, porém em outro estilo. Não sei se ficará boa ou se irão gostar, mas caso não dê certo, finjo demência e apago, beleza?

Capítulo 1 - Prólogo;


Fanfic / Fanfiction Terráquea - Byun BaekHyun (EXO) - Capítulo 1 - Prólogo;

 

 — Okay, você entra lá e pega aquela caixinha, _____! - Encarei Amber que me empurrava aos poucos para dentro da loja enquanto Charlotte prestava atenção no movimento do estabelecimento.

Prendi meu cabelo em um rabo de cavalo e respirei fundo antes de soltar o ar pesado dos meus pulmões, eu estava com medo, muito medo, não só por estar roubando algo valioso da loja por uma aposta ridícula, e sim por ser pega pegando aquela caixa misteriosa. 

 — Não temos muito tempo! Á loja logo fechará. - Charlotte insinuou fazendo gestos com ás mãos para que eu fosse rápida. Engoli a seco entrando na loja, partir para a cessão de objetos onde ficava a caixa a qual iria pegar enquanto olhava com cautela para o atendente que conversava distraidamente no celular.

Peguei a caixa jogando na minha mochila indo para o lado de fora, porém sou barrada pelo rapaz que conversava em seu aparelho. Droga!

 — Desculpa, deseja algo? - Encarou-me de forma inusitada me deixando mais nervosa do que já estava.

 — N-Não, obrigada! - Ele apenas concordou e voltou a conversar em seu celular me vendo sair do estabelecimento. Passei reto das meninas que apenas me seguiram com um olhar curioso. 

 — E aí? Conseguiu? - Concordei vendo um grande sorriso se formar nos lábios de Amber e Charlotte. Por que não apenas compramos? Não tínhamos dinheiro o suficiente para comprar algo do porte daquela loja, era extremamente caro e nem juntando os nossas mesadas iria ser útil. 

 — Tudo bem, vamos abrir! - Charlotte sorriu ansiosa esperando para que eu abrisse a caixa. Olhei os lados lo objeto vendo um pequeno botão dourado o que me fez contestar, mas Amber foi mais rápida apertando-a o que fez a caixa destrancar. 

O meu coração estava a mil, tinha péssimos pressentimentos do que estávamos prestes a fazer, mas sei que Amber e Charlotte não voltariam atrás. Suspirei colocando a mão encima do objeto, encarando ás lindas rubricas e perolas que estavam pregadas na caixa, e assim abri. Joguei o objeto no chão quando luzes coloridas começaram a sair de dentro da caixa, parecia fogos ou um jogo de luzes, fazendo minha visão ficar totalmente branca.

O meu desespero era grande, esse seria o preço a pagar por roubar?

Senti meu corpo se contrair ao chão e aos poucos minha visão focava em pequenas manchas, enquanto minha cabeça girava em torno do ambiente. Fechei os olhos com força esperando minha visão voltar ao eixo, e logo após abri, dando de cara com um lugar totalmente diferente de onde eu estava.

Engoli a seco encarando todos aqueles quadros, procurando por Amber e Charlotte. Fechei os olhos com força, talvez seja apenas um sonho e nada disso esteja acontecendo. Peguei minha mochila no chão, vendo que ali se encontrava meu celular, livros e a caixa mágica. Engoli a seco ao perceber que tudo aquilo não era apenas um sonho, era real, mas onde eu estava? 

 — Amber! - Gritei pela loira, mas não tive nem uma resposta. - Charlotte! - E do mesmo jeito foi em vão, nem uma das duas havia respondido.

Estava entrando em desespero, eu estava sozinha, ainda mais em um lugar que não conheço. Suspirei colocando minha mochila nas costas saindo daquele local, era uma cabana cheio de quadros velhos, mas nada daquilo me interessava, exceto um deles onde contia um garoto pálido, cabelo preto e bem bonito por sinal. 

Acabei por esbarrar em várias pessoas que andavam para o mesmo lado, me deixando confusa, mas segui o meu caminho indo em direção oposta de onde todos iam. Eram humanos, mas tinham o mesmo jeito, mesma aparência, seja corte de cabelo ou roupa, mas o que diabo era aquilo?

Onde eu havia me metido? 

 — Olha por onde anda, idiota! - Encarei um garoto alto, cabelos pretos e social, usava roupa branca assim como todos ali. Encarei o rapaz que me olhava estranho, sua testa estava franzida em pensativo, logo mudando para medo. 

 — Não sou eu que esbarrei em você, cara! - Retruquei.

 — Você é um... Alien? - Arregalei os olhos. - Não chega perto de mim, monstro! - Deu passos para trás, me deixando confusa e sendo motivo de olhares assustados. 

 — O que? Não! - Puxei o garoto pela manga da sua blusa, vendo-o entrar em desespero e tentar se livrar de mim. Puxei ele ás forças para um lugar menos povoado, ouvindo sua respiração descontrolada.

 — Por favor, não me mate! - Elevou a voz.

 — Eu não farei isso, imbecil! - Bati em sua testa, vendo ele se encolher. - Onde estou? - O encarei vendo-o tremer.

 — Waterfall! - Respondeu ás pressas tentando fugir de mim.

 — Dá pra parar de tentar fugir? Não vou te fazer mal, idiota! 

 — Como posso saber se não me fará de jantar, seu monstro? 

 — Cara, eu não sou canibal, e outra, você tem cara que não toma banho! - O garoto me olhou ofendido, o que me fez revirar os olhos. Olhei para todos os lados tentando encontrar um meio de saída. - Você viu duas garotas? - Perguntei.

 — Aqui há várias garotas! - Debochou. 

 — Não essas! - Suspirei. - Como se chama? 

 — Não vou dizer meu nome a uma estranha! - Ergui a sobrancelha, encarando a face pálida do garoto. - ChanYeol, Park ChanYeol. - Sorri para ele, que me encarou confuso. - O que você é? 

 — Humana? - Foi a minha vez de debochar. 

 — Olha, eu não sei o que você é e não tenho interesse em saber, então eu vou nessa! - Disse saindo de perto de mim. Encarei aquele garoto alto se misturar entre a multidão de pessoas que iam para o mesmo lado. Eu estava sozinha, sem minhas amigas, sem ninguém.


Notas Finais


Capa maravilhosa feito pelo projeto @Fanedits, obrigada pela preferencia e pela linda capa! Recomendo gente! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...