História Testemunha do amor - Capítulo 63


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Tags Padackles, Romance
Visualizações 63
Palavras 1.657
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Slash
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


mais um capitulo gente...boa leitura.

Capítulo 63 - Saudades


Fanfic / Fanfiction Testemunha do amor - Capítulo 63 - Saudades

jensen foi embora sem dar explicaçao para ninguem.foi direto pra casa dos pais,nao conseguia ficar no apartamento sem jared.

-nossa filho que cara é essa?

-hoje nao pai.disse indo em direçao ao quarto se jogou na cama e chorou sem se importa se alguem ouvisse.

-tio jensen!

-oi naytan.

-porque ta chorando?

-o tio nao estar bem.

-o que o senhor tem?

-febre.

-mais o senhor nao estar quente.disse depois de colocar a palma da mao na testa de jensen.

-nao é esse tipo de febre campeao.

-qual é então?

-essa é por dentro.disse limpando as lagrimas que teimava em cair sem parar

-naytan deixe o tio descansa um pouco.mais tarde nos vamos joga futebol que tal?

-acho bom!disse saindo da cama e indo pra fora do quarto deixando jensen chorar por hora.

-"porque tinha que ser assim?estava tudo indo tao bem"pensava enquanto mais lagrimas cairam.

jared chegou na pousada estava com os olhos vermelhos de tanto chorar.

-jp!que aconteceu?

-nada demais.

-cara pra cima de mim.

-ele estava la lino.disse se jogando na cama.

-quem estava la?

-o jensen!ele estava la

-voce sabia que podia encontra-lo la.

-mais nao pensei que fosse tao dificil,ele estava tao lindo,aquelas sardas,aquele corpo que nao posso mais toca-lo.

-mais parece que tocou nao foi?a sua camisa estar faltando botoes.disse com sorriso largo.-voces transaram de novo?

-nao!mais foi por pouco.disse rindo com corvinhas so em lembrar de jensen o beijando.

-ele que nao quis?

-eu o parei.

-voce o que?

-eu parei!simples e facil

-porque?

-por que sim.seria so mais uma transa pra ele.

-seria se fosse ele a pegar.disse rindo.-mais ele estava dando o tempo todo e sem reclama.

-ele so queria sabe.

-sabe o que?

-como é.

-como é o que jp?

-ter um pau dentro de voce.

-eu nao acredito nisso jp.

-mais acredite!era so isso.

-como pode ter tanta certeza?

-ele mesmo disse que nao é de pegar homem.

-ele tem razao.disse rindo.-jp o cara realmente nao pega homem,ele é pegado e por voce.

-nais nao foi nesse sentido lino.

-eu sei!mais talvez ele se apavorou.

-é melhor deixamos de lado essa conversa.

-ok!nao quer conversar.ate mais tarde em tao.

-aonde voce vai?

-transar com justin.disse rindo.-quer se ajuntar a nos?

-fica pra proxima.

-qualquer coisa me ligue.

-sim!obrigado amigo.

-sem problema.mais voce tem que ir procura-lo.

-pra que?

-se voce vao trabalhar junto,ao menos teram que tentar conviver amigalvelmente.disse e saiu.

roger estava preocupado com jensen,chegou foi direto pro quarto e nao saiu mais.decido foi ate o filho pra ver o que estava acontecendo,encontrou dormindo.

Jensen sentia a água quente descer pelas suas costas. Estava cansado e estressado e tentava relaxar no banho.

Lentamente o box era tomado por uma leve fumaça, decorrente do vapor. Jensen passou as mãos pelos cabelos molhados e levou um pequeno susto ao ouvir um barulho dentro do banheiro.

- Quem está aí? O loiro perguntou com a voz baixa, mas ninguém respondeu.

Jensen levou a mão até a torneira, no intuito de desligar a água, mas sentiu que alguém o abraçava por trás, sussurrando em seu ouvido.

- Não desliga...amor

O loiro sentiu um arrepio correr sua espinha.

-Jared...te amo tanto...tanto girafa  Jensen gemeu e se virou encarando o moreno que sorria de forma sentia.

-Deixa eu te lavar?promento que vai ser um banho decente.Jared perguntou.

- Claro...que vai ser decente. respondeu e observou o moreno pegar o sabonete.

Jared virou o loiro novamente e começou a ensaboar suas costas lentamente fazendo uma gostosa massagem, fazendo Jensen soltar gemidos baixos.

-Tá gostoso? - Jared perguntou antes de depositar um beijinho no ombro de Jensen.

-Huhumm...

O loiro sentia as mãos de Jared percorrerem a sua pele, ora apertando, ora fazendo carinho com as pontas dos dedos e Jensen sorriu quando Jared desceu até suas nádegas as esfregando com carinho.

Jensen fechou os olhos, ansiando por mais e quando o moreno passou uma mão por seu quadril, agarrando seu membro que já estava duro, Jensen gemeu mais alto.

Jared passava uma mão entre as nádegas do loiro, se demorando em sua entrada, enquanto o masturbava com a outra.

Jensen movimentava o quadril querendo aumentar a velocidade, ouvindo o moreno sorrir com sua agonia.

O loiro gemia cada vez mais alto, não agüentando mais aquela tortura.

-Jensen...  Jared o chamou, mas o loiro continuou gemendo e se mexendo, sentindo que estava quase gozando.

-Jensen!O loiro escutou roger praticamente gritando em seu ouvido.– filho acorda!

Ackles quase caiu do sofá com o último grito e se sentou envergonhado.

-Tava sonhando com quem? roger riu.Tava gemendo alto igual a uma garota!

-Tava gemendo nada...

-Tava sim...  roger começou a imitar os gemidos do filho deixando ele mais irritado.

-Não tava sonhando com nada, pai... já te falei...

-Do jeito que tava gemendo?  roger gargalhou.Tava quase gozando.

 jensen lembrou do sonho e teve vontade de dizer que realmente estava quase gozando.

-foi com o jared?

-pai!eu nao estou afim de falar

-Hey, porque está tão irritado? perguntou preocupado.

-Foi mal pai... desculpa..

-é algo com o jared ne?

-sim.

-o que aconteceu?

-ele descobriu que estavam desconfiando dele.disse e nao conseguiu conter as lagrimas.

-mais voce disse a ele que voce nao estava desconfiado,pelo contrario que voce o defendeu com unhas e dentes.

-ele nao quis me oivir

-porque?

depos de conversar com seu pai,jensen resovau sair pra correr aproveitar o resto do dia.

jared depois da conversa com lino descidiu ir ate o apartamento de jensen.mais ele nao estava la entao foi ate a casa dos pais dele.ficou sabendo que jensen saiu pra correr.ficou brincando com naytan,depois se encontrou com roger e jogaram basquete.

-entao voce nao me disse porque voce é meu filho brigaram?

-nao tem muito o que dizer roger.disse acertando a bola na cesta.-acho que voce sabe da desconfiança que estava tendo na delegacia a meu respeito.

-jensen me contou.mais ele sempre te defendeu jared.

-ele mentiu pra mim.

-no que?

-eu perguntei a ele roger! e ele me disse que nao sabia de nada.quando na verdade estava por tras de tudo isso.

-caramba voce é muito teimoso.disse acertando a bola.-cinco a cinco

jared ia retruca quando avistou jensen entrando na varanda com roupa esportiva.

estava todo suado,ofegante e muito lindo.

-pai eu..j..jared?

Eu te amo assim como jamais amei alguem, meu bem
Com você eu descobri que amar e ser amada é o que mais importa pra viver
Eu te amarei como jamais amei alguem, meu bem
Com você eu descobri que amar e ser amada é o que mais importa pra viver
-oi jensen.
-acho que vou deixa-los a sos.nao fiquem muito tempo aqui fora a chuva ja estar começando.disse e saiu
-ate mais roger.disse jared
-ate goroto!
quando roger saiu o clima ficou bastante quente e constrangedor.ambos os homens estavam suados e ofegantes ficaram se olhando se comteplando.
-eu estive no seu apartamento.disse jared olhando pro proprios pes.
-vo..voce foi no meu
-fui!mais como nao te encontrei saberia que estava aqui.
-porque veio?
-temos que conversar!
-agora tomos que conversar?
-jensen por favor!
-Por favor o que jared?
-nao se faça de vitima.
-eu nao estou me fazendo de vitima,mais hoje eu quis conversa e oque voce fez?
-eu sabia que nao deveria ter vindo.disse fazendo mençao de ir embora.
-mais pra que realmente veio jared?
-como eu disse na delegacia vamos trabalhar junto denovo.
-e dai.
-entao pra isso da certo,temos que tentar conviver junto de novo,como parceiro é claro.
-otimo!
-otimo?
-sim!sabe jared eu andei pensando e voce tem razao.vamos fazer o que fazemos de melhor.
-e o que seria?
-trabalhar jared!u agente do fbi e um agente duplo trabalhando junto por justiça.
-entao esta resolvido?
-por mim! disse dando de ombro-e voce?
-tambem.
-ok. 
-so mais uma coisa.
-o que?
-em algum momento voce duvidou de mim?
-nunca.eu sempre acreditei em voce assim como alona e misha.
-foi mesmo o willian?
-foi.mais ele disse pro tim que voce estava com lex.
-depois disso adiantaram o plano?
-sim.mais eu nao sabia.eu pensei que seria a noite.me perdoa por nao ter contado.
-tudo bem jensen.voce ficou dividido ne?
-um pouco.disse chegando perto.mais por nemhum minuto duvidei de voce.
-eu sei!voce é um grande amigo e tambem.
- jared, por favor... Eu quero que você entenda que nunca passou pela minha cabeça machucar você!
 -jensen...
- Não! Me escuta, está bem? – jensen se aproximou decidido de Jared que não recuou. – Você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida jay, e eu não me vejo em um futuro sem você do meu lado voce se tornou um grande amigo. Desculpe por mentir, por não ter falado tudo antes, e ter sido um idiota egoísta! Mas, eu quero que entenda que se eu fiz isso, foi por não querer te machucar mais.
Jared encarava Jensen, com os lábios entreabertos e em sua mente, apenas as palavras do outro ecoando e se firmando cada vez mais. Nas últimas vinte quatro horas, agonia, confusão e dor se apossaram dele, fazendo com que as lembranças tão felizes que tinha passado com Jensen se tornassem dolorosas. E então percebeu pelo o que estava culpando Jensen. Culpando a si mesmo, Por um momento pensou em estar no lugar do loiro. E como ele deve ter sofrido por esses meses.
Ele estava ali na sua frente, olhando em seus olhos debaixo daquela chuva toda e dizendo tudo aquilo. Nenhuma mentira irrompia dos olhos de ackles.
Nenhum dos dois sabia como aconteceu, mas -lábios estavam se tocando com avidez. Jensen agarrou os ombros de Jared, que enlaçou sua cintura trazendo-o mais para perto, colando seus corpos molhados pela chuva que parecia nunca ter fim.
 
Eu te amo assim como jamais amei alguem, meu bem
Com você eu descobri que amar e ser amada é o que mais importa pra viver
Eu te amarei como jamais amei alguem, meu bem
Com você eu descobri que amar e ser amada é o que mais importa pra viver
 
 
 
 
 
 
 

Notas Finais


musica desse capitulo
grande amor..fafa de belem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...