História Testemunha do amor - Capítulo 69


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Tags Padackles, Romance
Visualizações 23
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Slash
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


mais um capitulo minha gente....boa leitura

Capítulo 69 - Descobertas


Fanfic / Fanfiction Testemunha do amor - Capítulo 69 - Descobertas

jensen como sempre foi o primeiro a acorda olhou jared dormir.soltou dos braços de jared e quando foi pegar o celular pra ver a hora esbarrou num papel com monte de rabicos.

-solado do pé,jensen,donna,passagem secreta,donna.jensen.

ficou lendo todos os nomes do papel e nao viu jared acorda.

-bom dia amor!disse e beijo sua costa.

-bom dia querido!disse e se virou para beija-lo com vontade.-jay oque é isso?

-um papel!

-eu sei!mais porque tem tantos nomes nele e o meu tambem?

-eu acho que isso é um recardo do kit.disse pegando o papel.

-o que?

-amor voce leu a carta?

-sim!mais nao tinha a maioria desse nome nela.

-acho que voce nao leu direito.disse se levantado.-vou te mostra.

-como assim nao li direito?

-toma!lê.disse entregando a carta pra jensen.

jensen pegou abriu a carta e ficou supreso essa nao era a carta que ele tinha.

"jensen se estiver lendo essa carta so significa uma cioisa:estou morto.

sei que estar sendo dificil pra voces,mais quero que saibam que aproveitei cada segundo ao lado de voces.

irmao,cuide de mary e naytan por mim e o mais novo membro da nossa familia.isso mesmo,mary estar gravida e ela nem sabe ainda.nao se esqueça de se cuidar tambem.bro ja faz tempo que vivo com chiclete no solado do pe.vou sentir falta de transar com mary no banco traseiro da donna.

todos nos sabemos que voce nao vai desistir, e e fico feliz por isso mais nao se esqueca que voce tambem tem uma vida.irmao o amor nao bate tantas vezes na nossa porta ainda mais quando ele é verdadeiro.eu nao achei o mapa da donna ela é linda nao deixe ninguem chegar perto dela que nao seja voce.tome muito cuidado meu coraçao tem uma passagem secreta aonde vive muitas pessoas é como uma mansao de verdade.

quando o naytan completa maior idade,leve ele no bar sity é esse mesmo o bar onde conhecir a mae dele.ensine a ele a alegria de viver com juizo eu sei que é dificil se tratando de voce brincadeira brô.lembra uma vez frederick grimmy no carro o jeito que ele olhava pra donna parecia amor a primeira vista.lembre-se grimmy é a missao da felicidade de todos.

   cuide-se irmao! te amo!

                  kit winchester

jared ficou vendo as expressoes do loiro mudar.nao sabia o que estava acontecendo.

-a..aonde voce conseguiu isso?

-no texas!quando me designaram pra esse caso.disse sentando na cama.-amor voce estar bem?

-essa nao é a carta que eu tenho jay.

-como nao!que carta que voce tem?

-uma que ele falar pra cuidar da familia dele.e esquecer de acha quem fez isso com ele.disse abraçando jared

-calma amor.isso vai passar.

-ta doendo jay.o kit era o meu melhor amigo,meu irmao e essa carta é tao oposta da outra.

-me desculpa eu nao 

-na foi sua culpa.e obrigado por me mostrar.disse e deu um longo selinho em jared.-e voce tem razao realmente parece um recado.

E abraçados chorando suas dores adormeceram cansados por causa da tristeza que os esgotava fisicamente.

Algum tempo depois Jensen acordou, a primeira coisa que sentiu foi à sensação de aconchego, de proteção. Parecia que entre aqueles braços fortes, que envolviam seu corpo, ele era intocável, invulnerável. O mundo poderia se voltar contra ele que não o atingiria.

Jared acordou sentindo as pontas dos dedos de Jensen contornando seus lábios, por alguns segundos ficaram conversando em silêncio. seus olhares diziam tudo

- Eu te quero tanto... pra sempre. Jensen foi o primeiro a quebrar o silencio, sem desviar os olhos. Naquela simples frase mostrou que seu amor era tanto que não cabia mais dentro de si. Continuou acariciando o rosto amado, tocando as covinhas formadas pelo sorriso.

- Eu também .  Respondeu Jared, esquecendo naquele momento tudo que podia impedir aquele amor de se realizar.

Com loucura se beijaram, um beijo intenso, a língua de Jensen invadia a boca de Jared que a sugava com força fazendo o loiro gemer, as mãos do moreno apertavam a pele das costas de Jensen, marcando-a.

-Preciso sentir você dentro de mim. Disse o loiro ofegante assim que o beijo foi interrompido, ainda estava por cima do corpo de Jared.

-Tem certeza? – Perguntou.

- Tenho. Tudo que eu quero é ter você dentro de mim, outra vez. - O moreno o abraçou, e beijando a sua boca, rolou o corpo, ficando agora por cima de Jensen.

Se ajoelhou entre as pernas do loiro e o puxou o colocando sentado,Sentando sobre as próprias pernas Jared puxou Jensen para o seu colo, que o laçou com as pernas.

Nessa posição sentiam toda a extensão do tronco um do outro, os sexos se tocavam, mãos se exploravam e bocas famintas se procuravam, se mordiam, se lambiam, gemiam.

Jared não queria sair de onde estava para pegar lubrificante então colocou dois dedos na boca de Jensen que os sugou, deixando-os bem molhados.

O moreno fechou os olhos para se controlar, quando viu a boca do Jensen envolvendo seus dedos.

Apertando o loiro junto ao corpo, procurou sua intimidade, primeiro massageou, e foi introduzindo aos poucos o primeiro dedo.

Na hora em que o dedo do moreno o invadiu, Jensen cravou as unhas nas costas de Jared, mas não tentou fugiu do toque. O moreno voltou a beijá-lo, antes de penetrar o segundo dedo, iniciou um movimento de vai e vem, até o loiro começar a gemer e implorar para ser penetrado o morena gostava de prepara o amado,mesmo sabendo que ele estava lubrificado.

- Preciso de você.  Repetia Jensen incessantemente, entre gemidos de puro prazer, sentindo os dedos de Jared lhe tocando em sua próstata.–Por favor! Ele implorava

 deixando-o lubrificado, segurou Jensen pela cintura o posicionando sobre o seu pênis. Capturando sua boca, abafou todos os gemidos de dor do loiro e os seus de prazer, enquanto penetrava aquele corpo amado, tão quente, tão apertado, tão seu.

Assim que se viu completamente dentro de Jensen, interrompeu o beijo, encarou os olhos verdes. Fez um carinho nos cabelos loiro curtos, mas que caiam suados na testa. Sorriu e depositou um leve beijo nos lábios inchados e perfeitos, antes de deitá-lo, mas sem sair de dentro de si- Posso continuar? Jared perguntou baixinho junto ao ouvido de Jensen e em seguida mordeu o lóbulo, arrancando um 'sim' gemido do loiro

Segurando Jensen pela cintura e distribuindo beijos pelo rosto, pescoço e peito do loiro, principalmente mordendo seu mamilo, Jared se movimentava. Primeiro devagar, e aos poucos acelerando, de acordo com os pedidos que escapavam da boca do loiro, que o envolvia com as pernas.

toda vez era assim Jensen se sentis completo: corpo, alma e mente. Todos de comum acordo, todos querendo apenas uma única coisa: se abandonar, se entregar totalmente a Jared, que no momento lhe possuía com paixão e força, o fazendo gritar de prazer.

-jen...ahhhh....te...amo...te quero

-jay...isso...ahhh...forte...rapido...te quero...pra sempre.

Com harmonia se movimentavam em um mesmo ritmo, e no mesmo momento que Jensen se derramava entre seus abdomens, Jared explodia de prazer dentro do loiro. Assim chegaram ao ápice do prazer, balbuciando palavras desconexas, as poucas entendíveis eram: Eu te amo

-quer sair comigo amanha?perguntou jensen apos recuperar o folego.

-sim!disse com sorriso nos labios.pra jared isso signifava muito.jensen estava o convidando pra sair.-mais pra onde vamos?

-que tal um piquinique?

-adoro piquinique!

-voce poderia leva seu violao?

-claro amor.

-agora infesmente tenho que ir embora.disse soltando dos braços de jared.

-por que?

-jay eu passeia praticamente o dia todo com voce.disse rindo.-claro que amei cada segundo,mais tenho que ver meu pai.

-ja que nao tem outro jeito.

-talvez tenha!eu posso dormir abraçadinho com voce e amanha cedo ir.

-eu acho uma boa ideia,mais antes vamos tomar um banho bem gostoso.

-mais um banho decente?

-isso depende de voce.disse levantando e puxando jensen pro banheiro.

tomaram banho entre beijos e caricias e declarocoes de amo muda. voltaram pra cama e adormeceram abraçados.

 

Notas Finais


o que estao achando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...