História Teu olhar - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Visualizações 21
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


bom espero q gostem

Capítulo 2 - De volta para casa


- Paulo - ele disse sorrindo.

- Prazer Paulo - falei sorrindo.

Ficamos conversando, ele me perguntou sobre minha vida, falei que eu tinha 20 anos, morava em São Paulo em um apartamento com minhas duas melhores amigas, Emanuelle e a Melissa. Falei também que fazia faculdade de arquitetura e só estava no Rio passando as férias com meu pai. 

Perguntei da vida dele, ele disse que morava em um apartamento sozinho, tinha 23 anos e era de Campo Largo, mas morava em São Paulo agora e tinha um banda com o Caíque e o Nathan seus melhores amigos.

Ficamos conversando por um tempo e dois meninos um loirinho forte e um moreno com um sorriso muito lindo veio em nossa direção e sentou ao lado de Paulo.

- Paulo por que não esperou a gente? - O moreno perguntou.

- Vocês fazem muita hora mano! - Paulo respondeu.

E nessa hora avisaram que a gente já podia embarcar.

- Nossa, já se passaram 40 minutos? Nem percebi - Paulo disse olhando pra mim.

- Pois é, nem vi o tempo passar. - Falei.

- Poxa Paulo, nem apresenta sua amiga pra gente - O loirinho falou.

- Ah, me esqueci - ele coçou a nunca - Sophia, esses são Caíque e Nathan - disse apontando para eles. E Caíque e Nathan essa é a Sophia.

- Prazer, linda - Nathan disse sorrindo.

- Prazer - falei.

Embarcamos e por coincidência meu assento era ao lado do assento do Paulo. Ficamos mais um tempinho conversando, até que o Caíque veio me pedindo pra trocar com ele, pois queria se sentar ao lado do Paulo, eu apenas ri e concordei, Paulo olhou feio pra ele mas não disse nada. 

Peguei minha mala de mão e fui sentar no lugar que o Caíque estava que era ao lado de Nathan.

- Oi, o Caíque me pediu pra trocar com ele - falei timida.

- É eu sei, ele não vive sem o Paulo - falou rindo.

Me sentei e depois de um tempinho, finalmente o avião decolou. Ficamos conversando por um tempinho e falei que eu tinha perdido meu voo. Depois a gente trocou nossos números de celular.

O Nathan era muito legal. Mas eu ainda queria estar conversando com o Paulo. 

Mandei uma mensagem pro Guilherme, meu melhor amigo, para ele ir me buscar no aeroporto, pois as meninas estavam muito ocupadas com a festa de 18 anos da Manu. 

Depois de muito tempo dentro daquele avião, finalmente ele pousou. Na hora do desembarque me perdi dos meninos, peguei minhas malas e sai procurando o Gui. Encontrei ele perto do portão de desembarque mesmo e quando ele me viu veio correndo me abraçar.

- Sophia, que saudades - Ele disse me abraçando muito forte.

- Também Gui, 10 dias longe de vocês é muito - Falei me soltando dele.

- Vamos logo pra casa, as meninas estão loucas e a Manu nem está acreditando que ela agora está fazendo 18 anos. - rimos.

Dei uma última olhada pelos lados pra ver se não encontrava os meninos, mas não os vi. O Gui pegou em minha mão era mania nossa andar de mãos dadas e na outra mão uma das minhas malas.

(...)

- Cheguei - Falei gritando entrando no meu apartamento.

- Soph!! - A mel gritou vindo me abraçar.

- Sophia!! - A manu veio me abraçar. - Nunca mais deixe a gente esse tempo todo.

- Pode deixar. - Falei me soltando das duas. - Cadê o Leonardo? - perguntei, ele também era meu melhor amigo.

- Não sei - eles falaram juntos.

Olhei as horas e já eram 14:00, fui pra cozinha e o almoço estava pronto. Almocei e subi pro meu quarto, deixei as malas em um canto e fui pro banheiro tomar um banho. Durante o banho eu fiquei pensando no Paulo, será que eu iria encontrar com ele novamente? Não sei, mais tinha algum motivo, ele não saia dos meus pensamentos.

Terminei o meu banho, troquei de roupa, arrumei meu cabelo, peguei o presente da Manu dentro da mala e desci indo pra sala.

- Manu, está tudo pronto pro seu aniversário? - A festa dela ia ser em uma balada.

- Sim - Ela disse sorrindo.

- Então, parabéns, o discurso só na festa, e aqui está seu presente - Disse entregando pra ela.

- Ai meu Deus, não acredito - Ela disse sorrindo e animada - É a câmera retrô que eu tanto queria! - Ela falou me abraçando -  Obrigada!!

- Que isso amiga, você merece.

Depois de um tempinho conversando, meu celular começou a tocar, eu ia ignorar mais resolvi atender.

" Alô, Sophia " .....


Notas Finais


...........


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...