1. Spirit Fanfics >
  2. Teus encantos >
  3. Teus encantos

História Teus encantos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite, tudo bem com vocês? Hoje estou cumprindo o desafio da Tag de escrita, nova febre do momento junto com Pontinho do amor kkkk. @Flavegeta me indicou com tema misticismo, por isso trago um Stucky diferente pra vocês.

Capítulo 1 - Teus encantos


 O que poderia surpreender uma criatura lendária com mais de quinhentos anos vivendo nesta terra, ele poderia definir o cheiro e sabor de quase todas as coisas, os seus olhos tinha visão aguçada,   audição sensível e uma habilidade inigualável com a espada. A aparência bem peculiar para um elfo da floresta, ele não possuía os longos cabelos que deslizavam como plumas suave pelo vento, seu cabelos era curto extremamente loiros igual os  raios solares, corpo robusto, assim como não usava seu nome élfico, todos o conhecia como Steve o andarilho. Em uma de sua jornada em busca de algo novo que pudesse ocupar sua supérflua existência, ouvindo alguns rosnado melodioso ao longe, alguém estava em perigo mas sentido a voz lhe atrair. A voz daquela criatura era enfeitiçada, devido  sua vasta experiência sabia que nenhuma criatura poderia ter uma voz tão perfeita, além de uma sereia. O ideal seria tapar os ouvidos e correr para o mais longe possível, mas estava fazendo, tudo ao contrário, ao invés de fugir estava seguindo os rosnado aflito, sentindo um abrasar por dentro saindo pelos seus poros. Quando avistou de longe uma criatura na praia, a mais bela que tinha visto em toda sua vida, não era uma sereia, é sim um pequeno tritão preso em uma rede de pesca pedindo socorro. Steve correndo até a praia, cortando a rede com sua faca o libertando. Então em um breve momento parou para olhar aquela linda criatura, metade humano com uma esbelta cauda de peixe azul-celeste, olhando para o semblante arredio e ao mesmo tempo assustado da criança.

  — Não chegue perto de mim, você é um humano, não confio em você. — Adverte a criança com perrice diante do mais velho.

— Eu não sou humano, sou um elfo da floresta. — Afastar-se erguendo as mãos em rendição respeitado o espaço do menino. 

— Um elfo? Mostre-me!  — Indagar o menino desconfiado e Steve criando uma aura de luz ao redor de suas mãos pressionado sob a cauda machucada iniciando um rápido processo de cura.

— Pronto! Agora sua cauda está curada . — Comentar Steve terminado de curar o garoto. — Meu nome élfico é Ran, mas pode me chamar de Steve. — Faz a saudação do seu povo colocado sua mão direita sobre o coração.

— Eu me chamo Bucky, príncipe dos setes mares. — Cumprimentar baixando a cabeça em sinal de respeito. — Agradeço por me salvar, agora podemos ser amigos não é? — Pergunta ele abrindo um sorrisão inocente.

— Não vejo problema nenhum nisso. — Responder Steve meio bobão. — Agora acho que está na hora de voltar para casa, seus pais devem estar preocupado. — Mudar de assunto.

— Poderia me ajudar chegar até o mar? A maré me jogou muito longe. — Pedir Bucky passando as mãos nos cabelo extremamente curto meio envergonhado.

— Não vejo problema nenhum em ajudar, um novo amigo. — Steve pegar o garoto no colo sentindo um aroma cítrico e aquático vindo de sua pele trazendo a sensação de respirar a brisa fresca, jamais esqueceria esse cheiro, devolvendo ele ao mar criando um vínculo entre eles.

Todos os dias o elfo ia ver, Bucky cantando em cima de sua pedra favorita, admirado a superfície esperando o elfo chegar. Ele transmitia o conhecimento terreno e Bucky dizia como era o fundo do mar, passava hora nadando e rindo, ao contrário  das terríveis história sobre seu povo, Bucky era um tritão alegre, curioso, gentil e bondoso, mas o tempo passando como um piscar de olhos.  Então Bucky não era mais uma criança, agora era um jovem, no auge de sua mocidade, considerado o tritão mais bonito dos setes mares. A sua voz ficando mais grave é melodiosa que antes, o cabelos mediano ao vento, um sorriso encantador, sua metade humana moldada de forma escultural, mas nada era mais atraente que o azul, tão profundo e magnífico dos seus olhos. Amizade havia virado paixão e evoluindo para amor incondicional, os olhos atentos de Steve estava hipnotizado por aquela beleza, cada dia se apaixonava mais uma vez. O canto de Bucky o atraía para as rochas onde as ondas quebravam, era perigoso, mas excitante também. Sem pensar duas vezes o elfo tirando toda sua roupa, pulando no mar, atrás do seu amor, percebendo um sorriso tímido e um leve rubor na face do tritão que mergulho também.

 Águas tornando o corpo dele mais leve, as ondas batendo e a  fulgurante cauda azul-celeste balançando as algas, enquanto peixinhos colorido rodeavam sua metade humana, e sua mãos encontrando as mãos do seu amado. Ele abrindo os olhos brilhantes, os raios de sol refletindo em seu cabelos, afagando os cabelos de Bucky, acariciando com ternura sua bochecha, envolvendo a sua macia cintura, beijando os seus lábios com o último fôlego restante. Acontecendo a conexão de almas através do beijo, a cauda de Bucky brilhando como um fenômeno luminoso lembrando à aurora boreal, levando Steve para a superfície.

— O seu fôlego está melhorado cada vez mais, será que você está evoluindo de elfo para criatura aquática? — Brincar o tritão abraçando seu elfo. 

— Talvez. — Steve beijar o rosto dele sorridente. — A cada dia sua beleza ficar mais estonteante e sublime. — Afastar-se um pouco para contemplar o belo rosto ganhando um forte rubor. 

— Não diga essas coisas embaraçosas. — Esconder o rosto com as mãos sentindo o abraço aconchegante dele. — Melinyel… — Disse Bucky eu amo você em quenya.

— Nalyë melmë cuilenya. — Corresponder Steve dizendo que ele era amor da sua vida em sua língua materna, unindo seus lábios com Bucky.

Só que um elfo não podia viver no mar, tampouco um tritão podia viver na terra, mas isso não era empecilho suficiente para aqueles coração apaixonado. Eles sem dúvidas eram almas gêmeas nascidas em espécie diferente, mas junto encontraria uma solução para viverem felizes. Os sorriso trocado dizia mais que as palavras, Bucky mergulhando e Steve indo atrás nadando com seu amado.


Notas Finais


Espero que tenha gostado, agradeço a todos que chegaram ao final. Confesso que amei muito esse plot, infelizmente são 1mil k, mas quem saber pode ter continuação.

Beijinhos💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...