1. Spirit Fanfics >
  2. Texting - Chaesoo >
  3. Capítulo 33 -

História Texting - Chaesoo - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


Não vá dormir tão tarde! ( *¯ ³¯*)♡

Capítulo 33 - Capítulo 33 -


Fanfic / Fanfiction Texting - Chaesoo - Capítulo 33 - Capítulo 33 -

[Chaeyoung]

Ciúmes.

Eu estou com ciúmes da Jisoo, admito. E eu não gosto de me sentir assim, pois é um sentimento egoísta e eu não deveria estar assim. Suspirei audível, comendo os últimos biscoitos da embalagem, ouvindo risadas altas vindo do quarto onde ela e ele entraram.

— Yah! A Joy é a rainha da porra toda sim!— Ouvi a voz de Jimin, e logo a imagem de Jisoo abrindo a porta com um sorriso imenso.

— Eu concordo!— Jisoo disse. Eles notaram minha presença, mas ignoraram, o que me fez arregalar os olhos indignada.— Qual sua música favorita do Red Velvet?!

— Sem dúvidas é Ice Cream Cake!— Jimin falou, sentando despreocupado no sofá, e logo Jisoo fez o mesmo, aproximando-se lentamente do mesmo.

— Eu também amo!— Ela concordou animada, eu deixei um murmúrio escapar, ganhando a atenção dos dois.

— Ah, você está aí!— O menino lembrou e eu apenas concordei, o olhando de cima para baixo.

— Ah, é mesmo.— Ela concordou, virando-se para o lado.

— Oh, você lembrou.— Debochei.

— Ah, ok.— Jimin voltou a dizer, a virando para seu lado novamente.— Que tal irmos tomar um sorvete?

— Seria uma boa ideia.— Respondi, me levantando do balcão e indo em direção ao casal.— Que tal tomarmos um sorvete?

— Ah, eu pensei que poderia ser só eu e ela...— Jimin exibiu um rosto de chateação, e eu disse:

— É, mas não tem só vocês aqui.— Disse incomodada, pegando minha bolsa e indo em direção a porta.— Vão ou não?

— É, ok...— Jisoo disse, esperando Jimin levantar-se. Sério isso?!

— Vamos, Soo.— Passou o braço ao redor do pescoço da Jisoo, a acompanhando até a porta.

— Sério?— Falei baixinho. Passei o caminho todo vendo eles falarem de Red Velvet e trocarem sorrisinhos amigáveis. Poxa, o sorriso dele é tão bonito, e Jisoo parece gostar tanto.

Chegamos na sorveteria, pedimos nossos sorvetes e nos sentamos em uma mesa quadrada, e para variar, Jisoo e Jimin juntos, e eu isolada. Já não aguentando mais ver tal cena, busquei pelo meu celular na bolsa e assim que o achei, comecei a abrir aplicativos aleatórios só para esconder minha tristeza.

— O sorvete de vocês.— A garçonete alertou, deixando os sorvetes na mesa, e curvando-se antes de sair.

— Quer provar um pouco do meu, Soo?— Jimin perguntou, levando sua colher até a boca de Jisoo, que aceitou.

— Hmmmm, muito bom!— Murmurou alegre, pegando um pouco de seu sorvete também.— Quer, Chim?

— Claro.— Aceitou, comendo um pouco do sorvete de flocos, que é o favorito de Jisoo. Poxa, eles são tão casalzinho de dorama.

Passou-se um tempo e eu mal comi o meu sorvete... Eu me sinto tão triste de repente. Eles estão me ignorando e até agora eu estou querendo saber o motivo, pois eu não me lembro de ter feito nada para magoá-los. Fui levar a colher cheia com sorvete até a boca, mas acabei derramando na mesa quando ouvi uma risada super alta escapar da garganta de Jimin.

— Merda, você quer me matar? — Perguntei séria, pegando um papelzinho para limpar a mesa.

— Porra, eu não consigo fingir que sou hétero.— Ele enfim disse, e eu levantei minha cabeça lentamente para encará-lo. Como assim?!

— Você merece um prêmio por toda essa atuação.— Foi a vez de Jisoo dizer, batendo palmas.

— Alguém pode me dizer o que está acontecendo?— Perguntei. Atuação? Prêmio?

— É, meu anjo, eu sou gay.— Ele anunciou, e eu me xinguei internamente por xingar ele esse tempo todo.— Isso era só um teste para ver o quão ciumenta você é. E minha nossa, eu estava com medo de você arrancar meu fígado.

— puta que pariu.— Gritei e atenção da sorveteria inteira virou para mim.— Foi mal.— Me curvei, sorrindo de nervoso.

— Eu fiquei com dó de você.— Jisoo disse.— Você fez um biquinho tão fofo.

— Vai se foder vocês dois!— Disse.

— Ai gente, eu me senti muito ator.— Jimin disse animado.

— Enfia essa coisa de ator você sabe onde.— Disse mal-humorada. Poxa, eu deveria ter tido essa ideia antes. Será que Jisoo sente ciúmes de mim?

— Ih, mas você tá brava?— Ele perguntou.

— Sua carinha de ciúmes foi ótima.— Jisoo riu. E vem cá, isso é um atentado contra a minha pessoa? Dois contra um é pecado.

— Ah, vão rindo, o mundo gira.


Notas Finais


Se estiver com erros é pq eu revisei que nem a minha cara. Tô morrendo de sono.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...