História Texting - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Personagens Originais
Tags Bottom!kyungsoo, Chansoo, Do Kyungsoo, Facebook, Gay, Kaisoo, Mensagem De Texto, Park Chanyeol, Texting, Top!chanyeol
Visualizações 268
Palavras 1.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá novamente ^^
Agradeço os favoritos!!!

Capítulo 3 - O maldito noivado da minha irmã!


Fanfic / Fanfiction Texting - Capítulo 3 - O maldito noivado da minha irmã!

Acordou atrasado, e nem se preocupou em apressar-se para se vestir e comer. Queria apenas permanecer em seu quarto, lugar esse, que era seu preferido no mundo, porém, fora interrompido por sua irmã batendo na porta e chamando-o apressadamente.

— O que foi? — Disse sonolento a encarando. Ela tinha um sorriso enorme no rosto e não estava se contendo de felicidade.

— Nossos pais vêm hoje para nos visitar. Terá um jantar para que eles conheçam meu noivo. — Ela falou pulando em Kyungsoo, que quase caiu, se não tivesse se apoiado na parede.

— E daí? — Ele arqueou a sobrancelha, a empurrando. — Eles não ligam para mim mesmo.

— Quanto drama. — Suspirou, colocando sua mão no ombro do garoto. — É claro que eles ligam para você. Somos os únicos filhos deles.

— Ficarei na escola até tarde, então não precisa me esperar.

— Soo!!! — Ela gritou. — Eu sei que a gente não se dá muito bem, mas poxa, hoje será meu noivado. Quero que esteja aqui comigo.

— Fico feliz por você, mas não estou afim de encarar eles hoje.

— Eu não falarei nada sobre você ter beijado aquele garoto. Eu prometo. — Ela levantou o dedo mindinho sorrindo.

— Ficarei na escola. Agora preciso ir. — E fechando a porta, caminhou na direção do banheiro com seu celular na mão. Mayu tinha lhe enviado algumas mensagens.

Após terminar de comer, pegou a mochila, e saiu antes de sua irmã aparecer na sala. Pegou o celular, e enviou para Mayu: “Hoje minha irmã noivará com ele”, ele enviou, e torceu ansioso para que ela respondesse logo. Precisava desabafar com alguém.

Ao entrar no ônibus, sentou seu celular vibrando, e correu para pegar uma cadeira livre no fundo. Sentou-se ansioso e desbloqueou o aparelho, e seu coração acelerou ao ler:

“Olá Kyungsoo! Como estás? Espero que tenha dormido bem ^^ Sei que você acabará me respondendo uma hora ou outra, e nem adianta bloquear meu número, eu acharei outro modo de falar com você.”, clicou em excluir, e logo em seguida recebeu outra. “Kyungsoo, vamos fazer um trato? Você me responde, e caso eu não consiga te convencer em uma semana, irei te deixar em paz!”. E era o que o garoto mais queria nesse momento, que esse estranho Park Chanyeol parasse de lhe mandar mensagens, porém, estava gostando de ter um outro alguém preocupado com ele. Era bom ter essa sensação.

Clicou em escrever nova mensagem, e deixou que seus dedos digitassem. “Eu ainda não entendi o porque veio falar comigo, mas darei uma semana, para que você me convença a não te bloquear novamente!”, enviou, com o coração acelerado.

Chegou na escola, e caminhou desanimado, até a sala de aula. Receberia a nota da prova de ontem, e não estava muito animado quanto a isso. Com certeza, sua nota seria pior, que a anterior. Entrou na sala, e sentou-se na cadeira de costume. Ninguém veio falar com ele, como sempre, então apenas enviou uma nova mensagem para a Mayu, contando a conversa recente com o Chanyeol.

***

Contra sua vontade, estava sentado, as exatas oito horas da noite, na mesa de jantar, de frente para seus pais, e com o noivo de sua irmã ao seu lado. Aquilo, era pior que tortura para ele.

Evitou ao máximo, manter contato com eles, então pegou seu celular, para falar com Mayu, porém a garota não lhe respondia, e sem saber mais o que fazer, enviou uma mensagem para ele. “Tire-me do tédio, antes que eu morra!”, enviou, e quase no mesmo instante, ele respondeu, e não pode deixar de rir.

“Simples, fuja comigo! Garanto, que não terá tédio, e sempre iremos ver vários animes ^^”.

“E para onde iríamos?”

“Que tal uma ilha? Conheço umas muito boas!”

“Isso, está parecendo aqueles filmes clichês de romance...”

“Então, poderíamos ir para uma cidade distante, conseguir empregos e viver uma vida simples.”

“Isso parece melhor do que estar sentado nessa mesa de jantar encarando meus pais!”

“E porquê? Está tão ruim, assim?”

“Hoje é o noivado da minha irmã, e eu já fui apaixonado pelo noivo dela.”

“Sua vida parece ser mais dramática que a minha... hahahaha”

“Com certeza minha vida é mais dramática que qualquer uma...”

Então, deixe-me tirar-te desse poço sem graça. Vamos fazer assim, você me envia uma foto sua e eu faço o mesmo”

“No meu Facebook, tem algumas fotos...”

“Não é esse tipo de foto, é uma sem roupa.”

“Eu não vou te mandar isso”

“Porque? É apenas uma foto, sabe. E além disso, ninguém a verá, porque eu jamais faria isso. Você deve pertencer apenas a mim, porque como eu já falei, eu te amo Kyungsoo. Então não se preocupe, pode enviar sem medo. Quero apenas admirar-te mais um pouco.! <3”, por mais que Kyungsoo, no começo odiasse aquele Park Chanyeol, agora, ele estava um pouco mais feliz em estar falando com ele. Porque, aparentemente, ele é o único que liga para sua felicidade no momento.

— Kyungsoo?!

— Ãn? Falou comigo? — Levantou a cabeça e encarou seus pais, e depois seu olhar vagou até o homem ao seu lado. Mesmo depois de tanto tempo, ele ainda continuava lindo.

— E as namoradinhas? Com certeza já tem algumas! — Riu seu pai, e sua mãe o seguiu.

— Você não tirou os olhos desse celular um só segundo, e algumas vezes até sorria. — Sua mãe falou. — Qual o nome dela?

— Não tem ninguém! — Bloqueou o celular.

— Tem sim. O nome dela é Mayu. Já ouvi você conversando com ela algumas vezes. — Sua irmã gargalhou.

— Eu te odeio. — A encarou.

— Deixa disso, Soo. Pode falar para gente, se esta gostando dela. — A mãe sorriu gentil para ela.

— Mãe, acho que ele não gosta dela. Até porque ele estava beijando um garoto...

Kyungsoo parou e encarou a garota ao seu lado. Ele não podia estar acreditando no que acabara de ouvir. Ela não podia ter feito aquilo.

E levantando-se, correu para seu quarto e se trancou lá. Pegou seu celular e enviou para o Chanyeol: “Eu enviarei essa foto, e aí você faz o mesmo. Eu não quero mais ficar sozinho, então não me deixe!”

“Eu jamais faria isso. Eu já não te disse? Eu te amo, Kyungsoo <3”

E tirando sua roupa, tentou ao máximo tirar a foto, sem parecer muito estranho. Ele nunca tinha feito isso, e todas que saíram, ele parecia estar muito mais magro que o de costume.

Escolheu uma com uma cara de criança abandonada e colocou na mensagem antes de enviar: “Desculpa, eu não sei tirar essas fotos.”

“Que isso! Você é ainda mais lindo do que imaginei ^^ Soo, eu realmente te amo!”, e em anexo vinha uma foto, um pouco mais sexy, porém não mostrava o rosto. Mas, o garoto não pôde deixar de admirar, essa era a primeira vez que via um corpo de um garoto nu. E ele tinha realmente gostado.

E assim, entre as batidas de seu pai gritando ferozmente e as mensagens trocadas com Chanyeol, a madrugada chegou. Ele estava feliz, em ter o mais velho. Ele parecia ser o único que conseguia fazê-lo sorrir, e o único que não o achava estranho por gostar de garotos.


Notas Finais


Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...