História That Foreign • Imagine Dean • - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias DEAN, Jay Park, Kris Wu, Kwon MinSik "Sik-K", Lee Jong Suk, Lee Taemin, LiSA, Lu Han
Personagens DEAN, Jay Park, Kris Wu, Kwon MinSik "Sik-K", Lee Jong Suk, Lee Taemin, LiSA, Lu Han
Visualizações 120
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pois é gente, depois de meses eu chego dando um susto aqui em vocês. Eu tava totalmente sem ideia pra escrever, então me perdoem. O capítulo todo vai se passar no ponto de vista o Hyuk, então não estranhem!

Capítulo 11 - Repentance.


Fanfic / Fanfiction That Foreign • Imagine Dean • - Capítulo 11 - Repentance.

(P.O.V Dean On)

Sentir meu corpo gelar ao ver o homem que destruira minha vida há alguns anos atrás.

Flashback on

– S/N! – gritei correndo entre as paredes daquele labirinto – Aish! – resmunguei ao sentir o espinho de uma rosa atravessar minha pele e arrancar um pouco de meu sangue – S/N! – continuei correndo e chamando o nome de minha noiva, cuja corria perigo nas mãos de Lee Jong Suk.

Quando minha esperança já estava quase no final, acho uma porta e, sem dó, arrombei a porta e vi a pior cena que poderia ver em minha vida. S/N já estava sem consciência e banhada de sangue, Jong Suk estava com uma lâmina em mãos pronto para continuar o seu "trabalho". 

Eu não ligava, faria de tudo para não ter a visão de S/N sendo torturada na minha cabeça e aquele cretino me olhando como se a situação que se encontrava era a mais normal do mundo. Sem aviso, me aproximei de Jong Suk e meu pulso naquele instante se encontrou contra o maxilar daquele homem,  fazendo cambalear para trás.

Recuperei minha respiração dando mais um soco e, dessa vez o impacto foi tão grande que o fez cair sobre o corpo de S/N sobre a maca, sujando sua roupa. Corri até minha noiva o empurrando para o lado consideravelmente forte o fazendo cair sobre o chão.

Peguei S/N no colo e, aos prantos, olhei para o seu corpo e a mesma já estava nua com o corpo inteiramente mutilado. Levei minha mão até sua bochecha a acariciando, deixando uma lágrima cair sobre seu ombro, se misturando com o vermelho do seu sangue.

Saí com a garota daquele lugar e, depois de quase meia hora procurando pela saída e não obtendo sucesso, resolvi ligar para Gray.

- Gray, preciso que faça um favor.

- Do que você precisa? E por que está com essa voz?

- Isso não importa agora, só chama um um helicóptero da empresa. Tô naquele labirinto em Busan.* 

- Ok, precisa de algum médico ou qualquer coisa? 

- Manda um helicóptero com a equipe médica, rápido! - ordenei já irritado pela demora. 

- Tudo bem, já vou chamar - falou antes de desligar o telefone.

Com S/N nos braços, a abraçava com toda força do mundo enquanto soluçava entre minhas lágrimas. Meu coração se despedaçou quando a vi abrir os olhos, formando uma expressão de dor pelos machucados.

- Durma, está tudo bem, meu amor. - falei ainda a abraçando - Isso é só um sonho, vai ficar tudo bem.

Sorri fraco, tentando disfarçar meu nervosismo e preocupação. Senti uma ventania sobre minha cabeça, me fazendo automaticamente olhar para cima. E lá estava o tão esperado helicóptero.

Colocamos S/N sobre uma maca e seguimos para minha casa.

(...)

- Vai ser melhor para ela. - disse o médio, me encarando com um olhar sério, gerando um clima tenso entre nós.

- Ela vai se esquecer de tudo? Não, eu não posso fazer isso. - respirei fundo e pensei sobre a sugestão do médico, chegando a uma conclusão. - Então faça de uma vez a lavagem. Vamos acabar de uma vez com isso.

Flashback off

Lee Jong Suk andou até mim como se fôssemos amigos, com um grande sorriso em seu rosto, cujo eu queria destruir agora mesmo com meu punho.

- Quanto tempo, Hyuk.

- Como descobriu que eu estaria aqui? - perguntei sério.

- É assim que recebe seu irmão mais velho? Aish.. - disse, dando uma risada irônica em seguida.

- Você não é bem-vindo. - o encarei.

- Ah, você acabou de terminar com aquela vadia? Por isso está de mau humor. - disse, me provocando - Mas de uma coisa que você não sabia, é que ela está conosco.

Senti meu corpo gelar e engoli em seco.

- Desde quando você anda me espionando?

- Desde sempre, meu irmão.



Notas Finais


*eu não sei se tem algum labirinto em Busan.
Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...