História That happens - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 994
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Suspense
Avisos: Álcool, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Acontece


Fanfic / Fanfiction That happens - Capítulo 1 - Acontece


Caro leitor aqui quem voz fala é sua autora,sim,sou uma mulher mais para uma garota com uma pequena história a lhe narrar. Acomode-se bem e aproveite.


Cambridge - Inglaterra 22:00 



• Eu não tenho desculpas

• Para todos esses adeus

• Me ligue quando acabar

• Porque eu estou morrendo por dentro

• Me acorde quando os tremores sumirem

• E o suor frio desaparecer

• Me ligue quando acabar 

• E eu mesma reaparecer 



A cidade de Cambridge já estava com o seu explendor da noite, com uma fina garoa que caia sobre a mesma. Pouco se via gente,pois passavam com seus guarda-chuvas onde lhe protegiam assim como andavam expremidos com a outra mão sobre a gola de suas roupas pois estava bem frio nesta noite.

Mas o ponto onde quero chegar não é esse e sim em um pequeno e simples bar da cidade,onde tinha cheiro de bebida e levemente pinho,eu gosto de capitar os detalhes se não se importa.

Neste mesmo bar onde tinha esse cheiro havia uma mulher comum,sim comum,ela não tinha poderes mágicos e nem tinha qualquer resquício de anormalidade,mas é nela onde minha historia ira se concentrar.



• Eu não sei,eu não sei,eu não sei,eu não sei por que

• Eu faço isso toda,toda,toda vez

• É só quando estou sozinha

• As vezes eu só quero me esconder

• E eu não quero lutar

• Eu tento e tento e tento e tento e tento

• Apenas me abrace,estou sozinha



Lhes apresento Helena devin,uma simples estudante de direito com cabelos escuros e corpo mediano. Com calças escuras,sobretudo preto e cheiro de vodka,oh sim ela estava cheirando a vodka já que tinha um copo em sua mão com a bebida,assim como uma meia garrafa sobre a sua mesa e mais duas sobre o chão.

O motivo? Nem eu mesma sei. Helena é uma garota comum,tem seus altos e baixos e algo a levou ate ali certo?



• Mamãe,me desculpe por eu não estar mais sóbria

• E papai,por favor,me perdoe pelas bebidas derramadas no chão

• Para aqueles que nunca me deixaram

• Nós já passamos por isso antes


• Eu sinto muito

• Eu não estou mais sóbria



Nossa jovem protagonista soluçou e deixou mais algumas lagrimas escaparem de seu belo rosto. Talvez alguém poderia acudila e lhe dar um ombro amigo,sim podiam,mas as duas pessoas que restavam naquele bar não estavam afim de dar bola a uma bêbada chorona. E o dono do estabelecimento estava mais concentrado em lucrar e no jogo de futebol que passava na sobre o balcão.

Sua mão livre escorregou para o bolso de seu sobretudo e de lá tirou seu telefone onde pousou seus olhos nos diversos contatos de sua agenta procurando somente um. O som da chamada ficou presente e Helena suavemente encostou o telefone na orelha esperando sua ligação.

- Helena?



• Desculpe,meu futuro amor

• Pelo homem que saiu da minha cama

• Por fazer amor do jeito que eu havia guardado para você na minha cabeça

• Sinto muito pelos fãs que perdi

• Que me assistiram cair de novo

• Eu quer ser um exemplo

• Mas sou apenas humana



- Oi mamãe... co-como esta?

- Eu estou bem filha,mas sua voz esta estranha... Helena esta chorando?

- Estou sim. Mas não precisa se preocupar... estou melhor do que estava antes.

- Meu amor o que esta acontecendo?

- Nada,e-eu só,não to bem...

- Esta em casa?

- Não e eu,queria pedir desculpas por isso. Mamãe,eu estou em um bar... Bebendo.



• Eu não sei,eu não sei,eu não sei,eu não sei porque

• Eu faço isso toda,toda,toda vez

• É só quando estou sozinha

• Ás vezes eu só quero me esconder

• E eu não quero lutar

• Eu tento e tento e tento e tento e tento 

• Apenas me abrace,estou sozinha 



- ... Porque está bebendo?

- Por que infelizmente eu sou fraca.

- Você não é fraca.

- Sou sim,eu sei que sou. Por isso estou aqui,bebendo essa maldita vodka.

- Querida por favor chame um taxi e vá para sua casa.

- Eu não quero ir para casa... eu não tenho casa.



• Mamãe,me desculpe por eu não estar mais sóbria

• E papai,por favor me desculpe pelas bebidas derramadas no chão

• Para aqueles que nunca me deixaram

• Nós já passamos por isso antes 



- Helena do que você esta falando?

- Que casa é um lugar onde você se sente bem. Fica com sua familia,sorri se sente confortável e a vontade. Eu não sinto isso a muito tempo.

- Helena se não estiver gostando dai saiba que pode voltar para cá quando quiser,eu sempre vou estar do seu lado meu bem.

- ... Você é uma mãe tão maravilhosa,eu não te mereço,nunca mereci.

- Não diga besteiras Helena filha,por favor volte para sua casa em segurança pois amanhã mesmo você vai pegar o primeiro avião e voltara para sua verdadeira casa.

- Mamãe... posso lhe pedir um favor?

- Diga...

- Diz que me ama?... Eu preciso muito ouvir isso...

- Eu te amo meu amor. Sempre vou amar,você é minha filha adorada,e não importa oque aconteça,eu sempre vou te amar.

- Sempre?

- Sempre.


                   [ ••• ]


• Eu sinto muito

• Eu não estou mais sóbria

• Eu não estou mais sóbria


• Me desculpe por estar aqui de novo

• Eu prometo que vou procurar ajuda

• Não foi minha intenção 

• Peço desculpas a mim mesma



Aqui me despeço.Sim me despeço.


Ah sim,você quer saber o final da historia? Ah é obvio se não por que aqui estaria não é mesmo?

Pois bem… Depois da ultima palavra que vocês ouviram do pai de Helena ela desligou a chamada e bebeu mais um pouco de vodka. Infelizmente depois que terminou sua bebida e saiu daquele bar cambaleando Helena entrou em seu carro e dirigiu alcoolizada,o resto não preciso falar já que vocês devem saber o ocorrido.

Mas o ponto não é esse. Essa não é uma historia com final feliz e sorrisos belos como puderam ver,mas sim algo a ser lido aproveitado e colhetado.

Minha total missão aqui foi somente aguçar mais seu conhecimento para algo que aconteceu,acontece e vai acontecer com algumas pessoas e isso não é nenhum absurdo somente verdades.

Me desculpe se o final não foi do seu agrado,mas nem todo vinho é bom e só sabemos disso o degustando.


Notas Finais


Talvez vocês não saibam mais as partes com o "•" é a música sober da demi que talvez não tenha nada a ver com a historia mas eu estava escutando ela quando a criei mesmo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...