1. Spirit Fanfics >
  2. That was not in the plans >
  3. Capítulo 4

História That was not in the plans - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Achei q publicaria ontem mas esqueci 🤡 bom espero q gostem ❤️

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction That was not in the plans - Capítulo 4 - Capítulo 4

Andres...

Eu estava assustada e acabei ficando paralisada até que ele me abraçou e sussurrou no meu ouvido:

Conversamos depois maninha–disse saindo do abraço.

Papai,eu vou brincar um pouquinho no piano!Posso?–perguntou a pequena.

Sim princesa,só toma cuidado!–disse ele.

Ok–a menina falou e em um piscar já estava no piano.

Vocês se conhecem?–perguntou Sérgio.

Pois é,isso que eu quero entender–disse Alícia.

Mundo pequeno não é mesmo maninha?–falou Andres sorrindo.

Pois é!–sorri também–Então a pessoa que você comentou comigo é Alícia?–questionei.

Sim!A ruiva mais linda do mundo!–ele disse olhando para ela.

Então vocês são irmãos?!Meu Deus,que conhecidencia!–disse Sérgio.

Nada é conhecidencia maninho,isso se chama destino!–disse Andres.

Minha amiga,agora cunhada!–disse Alícia me abraçando.

Raquel,porque você não fica para jantar?–disse Sérgio.

Não Sérgio,eu não quero encomodar!–eu disse.

Que encomodar o que?!Tu é da família agora–disse Alícia–Você fica e ponto!–disse ela olhando para mim com um sorriso no rosto.

Ok,ok,mas fiquem sabendo que vou contar vários micos do Andres!–eu disse rindo.

Tchau Raquel,foi bom te ver–disse ele brincando.

Vai ser um prazer!–disse Alícia.

Todos rimos,Sérgio chamou Alice e entramos no carro dele pois estava chuvendo do lado de fora.

...

Raquel-casa Marquina.

Chegamos e entramos correndo pois estava chovendo.A casa era bonita,não era simples mas também não era chique demais, era perfeita!

Eu vou preparar o almoço então!–disse Alícia.

Eu te ajudo "mi amor"–disse Andres seguindo a ruiva deixando apenas eu Sérgio novamente.

Então–comecei uma conversa para quebrar o silêncio–o que mais você gosta de fazer além de tocar piano?

Hmm,gosto bastante de ler!–ele disse com um leve sorriso no rosto.

Instantaneamente o pequeno sorriso dele me fez sorrir também e ele se aproximou.

Vem comigo!–disse enconstando sua mão em meu braço e eu o segui até uma sala que contiam várias estantes e algumas poltronas,uma biblioteca particular eu diria.

Gosta ler também?–perguntou ao meu lado olhando as estantes.

Gosto sim!Digamos que não é meu rob favorito,mas sempre que posso,tento achar algo que me interesse–eu disse e ele sorriu.

O que gosta?–perguntou.

Hm,depende do momento!–eu disse– tipo,nesse momento eu estou preferindo ler sobre pianos!–eu brinquei o fazendo gargalhar junto comigo.

Por isso foi tão bem hoje!–ele disse.

Digamos que eu goste de desafios,e faço o possível para vence-los–eu disse firme.

Mesmo que os "desafios" sejam algo políticamente incorreto?–ele questionou.

Sim!As vezes o politicamente incorreto é a sua melhor opção!–eu disse com convicção.

Hm!E música?Qual sua favorita?–ele perguntou.

Deixe-me ver!Amo várias,mas Brown eyed girl com certeza é minha favorita!–eu disse sorrindo.

Quem canta?–ele perguntou e eu fiquei incrédula.

Como assim horas?!Van Morrisson!–eu disse.

Nunca ouvi uma música dele!–ele disse.

Sério?Pois eu vou te mostrar!Não sabes o que está perdendo!–eu disse tirando meu celular da bolsa e colocando a música.

hey, where did we go?

When the rainy days came

We went down to the hideout

Aumentei o volume e comecei a cantar enquanto a música tocava.

playing a new game

laughing and running,hey,hey

jumping and jumping

Ele fixou o olhar em mim junto a um sorriso enquanto eu cantava.

Vai ficar aí parado me olhando?–eu perguntei–se solta e dança!

Não,não,eu não sei dançar!–ele disse mas eu o puxei para meu lado.

Não precisa ser nada elaborado!Só se solta–eu disse e ele começou a se mover de um lado para o outro enquanto estalava os dedos no ritmo da música.

in the misty morning mist

with ours, our hearts beating

Ele estava com o mesmo movimento até que nos esbarramos e ambos caímos,por um segundo nos olhamos paralisados,mas logo em seguida uma gargalhada boa pairava sobre o lugar.

And you, my brown-eyed girl

Eu me levantei primeiro e estendi minha mão.

Madame,precisa de ajuda?–eu disse rindo e ele me acompanhou pegando minha mão.

Obrigado,a senhora é um ótimo cavalheiro!–riu e eu o puxei para ajudá-lo e acabamos nos prendendo no nosso olhar novamente.

You, my brown-eyed girl

A música tocava quando percebi que seu olhar foi para minha boca,mas rapidamente,o colocou de volta em meus olhos.Em um impulso,eu colei nossos lábios! Ele não demorou para corresponder,mas rapidamente nos afastamos pois escutamos passos,e eu logo desliguei a música.

Até que enfim achei vocês,eu já ia mandar a polícia ligar para o sequestrador para agradecer por isso!–Andres brincou nos fazendo rir,porém a única coisa que não tinha ali era conforto,e isso por conta do ocorrido.

Andem,parecem que viram um fantasma!–disse Andres–a janta está pronta!–ele disse saindo,e quando eu fui atrás,Sérgio segurou meu braço.

Me desculpa por isso,não foi a intenção!–ele se desculpava por algo que eu tinha iniciado.

Tudo bem,me desculpa também!Bom, vamos jantar,pois depois de dançar assim eu estou faminta!–eu disse e fomos sem dizer mais nada.

Estávamos jantando até que Sérgio recebe uma ligação.

Sérgio

Martin,onde você está,não voltou para casa ontem–eu disse quando atendi.

Fica tranquilo irmão,eu viajei e voltarei somente semana que vem!–disse Martin.

Ah,ok!Menos mal,achei que tinha acontecido algo!

Não,tá tudo bem!Bom,vou desligar,só liguei para avisar mesmo!Tchau!–disse ele e desligou.

Voltei para mesa,onde eu estava sentado de frente para Raquel,e ao meu lado estava minha filha.

Quem era papai?–perguntou Alice.

Curiosa em mocinha!–toquei a ponta de seu nariz com a ponta do meu dedo fazendo ela rir–Era seu tio!–eu disse e Alícia bufou.

O que aquele imbecil quer agora?–pergunrou olhando para mim.

Nada!Apenas ligou avisando que está viajando!

Raquel

É claro!Ele viajou para não ser suspeito na morte do irmão,uma coisa que a cada segundo que se passava ficava mais difícil para mim!Sérgio é um cara inteligente,bonito e engraçado,sem falar do seu jeito meio desengonçado para dançar,mas acima disso, é minha encomenda.

Enfim terminamos de jantar.Quando terminei de ajudá-los a arrumar as coisas, percebi a enorme chuva que estava lá fora e me dei conta de que havia perdido a noção do tempo enquanto brincava com Alice.

Acho melhor você durmir aqui hoje!–disse Alícia.

Não!Eu não sou de açúcar,e além do mais eu–fui interrompida pela garota.

Fica aqui por favor tia Raquel–disse Alice segurando minha mão.

Não posso Alice!–abaixei na altura da menina,que por sinal,era quase do meu tamanho de tão baixinha que eu sou.

É claro que pode!–disse Alícia–Você dorme comigo no meu quarto e Andres com Sérgio!–disse ela e meu irmão repreendeu.

Eu prefiro a sala!–disse Andres e Sérgio riu.

Melhor pra mim!–disse Sérgio–Fica Raquel!Lá fora está caindo uma tempestade, e não é seguro você ir agora!–disse Sérgio e aí foi minha derrota.

Ok,mas não passa de amanhã!Assim que eu acordar deixarei vocês em paz!–eu disse.

Ebaaa!–comemorou Alice–eu queria brincar mais com você,mas estou com sono!–disse enquanto bocejava.

Vem,eu te levo pra cama!–disse Sérgio pegando na mãozinha da garota e saindo em direção ao quarto.

Não acredito que fui trocado pela minha irmã!–disse Andres para Alícia.

Se acustume maninho,você sabe que eu tenho meu charme!–eu disse.

Sabe,realmente!Seu charme é bem parecido com o da tia Gertrudes–riu fazendo Alícia rir.

Continuem crianças,eu vou só pegar uma pipoca!–disse Alícia debochando de nós dois.

Haha,eu te odeio!–eu disse segurando o riso.

Eu sei que me ama–deu um beijo em minha bochecha–assim como sei que me odeia!–ambos rimos.

Vem Raquel,vamos dormir e deixá-los aí!–disse Alícia se referindo a Andres e a Sérgio,que naquele momento estava chegando.

Vamos sim!Boa noite madames!–eu disse rindo enquanto me afastava com Alícia.

Durante o caminho até o quarto eu fiquei calada,mas assim que entramos,Alícia trancou a porta e se sentou na cama.

Desembucha!–disse ela com um semblante curioso.

Perdão?–eu questionei confusa.

Não se faz de desentendida Raquel!O Andres me disse que encontrou vocês na biblioteca e estava mó climão–disse ela.

Impressão dele!–eu disse.

Aff,eu não sou idiota!Eai?Se beijaram?–perguntou Alícia e eu arregalei os olhos.

Alícia!–repreendi.

Então sim?–perguntou.

Sim ok,sim!Mas não foi nada de mais!Isso aconteceu e não vai se repetir–eu disse seria sentando ao lado dela.

Se você diz...

...

Eu e Alícia passamos um bom tempo conversando de vários assuntos,até que ela dormiu,e eu tentei fazer o mesmo,mas toda vez que eu fechava os olhos,aqueles minutos na biblioteca tomavam meus pensamentos.






Notas Finais


Bom,vou ficar por aqui!Espero que tenham gostado,caso queiram comentar,eu lerei todos abertamente!❤️bjs e até o próximo 😚😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...