História The 5 Souls - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura~
^-^

Capítulo 5 - Uma visita indesejada


Fanfic / Fanfiction The 5 Souls - Capítulo 5 - Uma visita indesejada

As garotas formaram um pequeno acampamento no meio da floresta. Tinham uma grande tenda e pegaram tudo o que acharam necessário para sobreviver naquela floresta pelo menos por uma semana.

Não podiam negar que estavam com medo, mas não tinham tempo a perder. Elas tinham magia, eram as únicas que podiam lutar e salvar a todos. Treinavam quando podiam, tentando aperfeiçoar os poderes que tinham conhecimento e tentar descobrir outros, como por exemplo, Melissa conseguiu aprender um novo poder, se transformar em qualquer animal e Kelly também aprendeu algo novo, além da natureza, conseguiu controlar a água.

As noites passavam devagar enquanto as tardes e manhãs passavam voando, sempre treinando, cozinhando com o que tinham, ficando antenadas no rádio para saber das notícias e tentando a aprender a conviver uma com as outras, respeitando suas manias estranhas e virando cada vez mais amigas.

Perceberam que quem tinha mais experiência era Sophia, que controlava água e fogo, tinha velocidade e uma bolsa que se entrasse dentro dela, daria em uma sala enorme, cheia de armas no qual ela usava para treinar e daqui para frente seria para lutar. Então a garota virou a professora das outras.

Era uma noite normal, não estava muito frio nem quente. As garotas estavam quase indo para cama.

- EU TÔ COM FOME!!! - Melissa berrou, assustando Camille.

- Você já disse isso umas cinco vezes só hoje - responde Camille - e, aliás, você sempre está com fome.

- Eu quero minhas barrinhas de cereal denovo - a garota faz biquinho.

- Vai lá comprar então, mas com o risco de morrer ou matar todos, você ouviu o rádio ontem a noite. A cidade está um caos.

- Tá, tá - a garota cruza os braços - E eu ainda tô com fome.

De repente, elas ouvem um barulho lá fora. Todas preparam suas armas. Sophia pega um bastão comprido e cinza e Melissa pega o seu bastão, mas o dela é cor de rosa e menor, tendo em uma das pontas um pequeno coração rosa. Camille pega uma katana verde-água, Jane pega um arco e flecha de ametista e Kelly uma foice branca.

Sophia abre cuidadosamente a entrada da tenda e uma faca vermelha passa raspando em sua orelha direita.

- Parece que achei o que procurava - disse quem a arremessou, era a mesma estranha garota que viram na escola - eu achei que fosse alguém mais forte, ao meu nível sabe? Para ter um pouco de graça pelo menos.

- Você não sabe do que somos capazes - Camille responde de imediato.

- Ah não? Céus, vocês são tão fracas, mas eu vou dar a chance de vocês lutarem venham, cinco contra um, vai ser interessante.

- Um contra um - Kelly parecia estar transbordando coragem - cada uma vai lutar uma vez, sabe, para ficar justo.

- Você está realmente implorando para morrer, não é mesmo? Você está tão confiante mas eu sou mais perigosa do que suas pequenas mentes podem imajinar - a garota provocava mais e mais.

Sem esperar nada, Kelly ataca a garota com sua foice e a outra desvia com facilidade.

- Vê se ataca direito garota.

Na mesma hora, várias facas vermelhas aparecem e avançam para Kelly em uma velocidade incrível. A mesma joga várias bolas de água, que deixam as facas mais lentas e mais fáceis de desviar, ela desvia todas.

- Inteligente, mas não muito ágil. Se livre disso agora.

Uma enorme faca negra aparece na mão dessa assustadora garota. Ela ataca com toda a força em Kelly, que uma a foice como escudo e retribui com um chute. O chute não adianta de nada, pois ela sumiu antes de ser acertada.

- Realmente muito tola, eu sou muito mais forte. Vai ser tão divertido, fico ansiosa só para saber a cara de suas queridas amigas quando te verem sangrando.

Kelly sentia o peso da culpa, sempre gostava de trabalhar sozinha mas tinha percebido que essa escolha foi muito tola, ela era realmente muito forte. Mas não iria desistir tão facilmente assim.

Ela Joca várias pedras naquela garota, de todas as direções diferentes e ela estava destruindo todas como se não fosse nada, nesse tempo de distração, Kelly foi para trás daquela garota e acertou seu braço, o cortando fora.

Kelly não acreditava no que acabava de ter feito, levaria a culpa pelo resto de sua vida de ter sujado as mãos, mas voltou a realidade rapidamente quando percebeu que a garota não sangrava. Em poucos segundos saiu de dentro dela uma substância negra e aos poucos nasceu um novo braço no lugar onde tinha sido cortado.

- Hahahahhahaha! - a garota ri assustadoramente - Tola! Você acho que podia comigo? Eu vi sua cara quando cortou meu braço fora! Você é muito inocente! E você espera salvar todos de mim? Se acostume de ver sangue, pessoas mortas e muita, muita violência.

Ela estava tentando intimidar Kelly, e estava conseguindo. A garota sempre dava seu melhor e queria ser perfeita em tudo em que fazia, na sala era muito diferente. Aprendia a matéria e estudava muito e colocava tudo no papel na hora da prova e ia super bem, mas, era diferente. O que estava acontecendo não é ensinado em nenhuma escola, precisava aprender por conta própria e aprenderia aprender apenas de uma forma, errando.

Os olhos daquela estranha garota estavam totalmente negros e um líquido negro escorria pelos seus olhos e boca, sua voz mudara e estava muito macabra.

Sem mais nem menos, a garota pega sua faca e ataca Kelly, pronta para cortá-la na metade, mas Kelly desvia mas ela acaba acertando seu olho, fazendo um corte.

Kelly cai de quatro no chão, segurava seu rosto com a mão. O sangue e Coreia entre seus dedos e pingava no chão formando uma poça. A garota sofria de dor mas não iria gritar, não ia levar o braço a torcer.

Todas as garotas estavam chocadas e a estranha pessoa gargalhava.

- Quem será a próxima? Quem terá a mesma coragem? Ou preferem morrer sem mesmo tentar?

Sophia murmurou algumas coisas para as garotas, que assentiram com a cabeça e correram para ajudar Kelly.

- Eu serei a próxima - Sophia estava com a mesma virgem de Kelly.

- Saiba de uma coisa, você terá um destino pior de sua amiguinha!

- Saiba de uma coisa você! Eu percebi como você luta, percebi sua estratégia, percebi como vencer de você.

- Hahahahahhahahah, tola! - seu rosto estava completamente não humano.

- Eu não tenho medo de cara feia.

Sophia corre em direção daquela coisa, e quase a acerta com seu bastão mas ela desvia. Sophia continua a atacar com seu bastão e desviando de suas facas com um pouco de dificuldade.

Sophia tem um plano. Ela começa a correr em volta da coisa, enquanto ela tentava a acertar com suas facas, mas sempre errando. De repente, Sophia dá um mortal muito alto, segurava duas bestas, suas flechas pegavam fogo e ela atirava com uma mira incrível. Vários tiros acabaram acertando aquela coisa. Ela fugiu por meio das árvores.





Notas Finais


Obrigada por ler~
^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...