História The Alpha (Imagine Park Jimin) - Capítulo 22


Escrita por: e Galcosta

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangatan Boy, Jimin, Park Jimin
Visualizações 353
Palavras 1.418
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Broteiiiii meu povo.
Broteiiii mesmo.
Tudo bom com vocês? Espero que sim, eu tô bem também, só atrasada, mas ok.

Agora boa leitura.

Capítulo 22 - Por Minhas Garras e Presas Morrerão.


Fanfic / Fanfiction The Alpha (Imagine Park Jimin) - Capítulo 22 - Por Minhas Garras e Presas Morrerão.

- Eu não sou nada sua, não sou sua alfa Jimin. Na verdade eu não tenho mais para se trata com você.

- Não tem mesmo? Então me explica o fato de ter visto você com os olhos tão ameaçadores? Me explica o fato de eu ter a visto em uma forma lupina? Vai mentir logo para mim? Isso é injusto.

- Cala a boca Jimin! – Ela gritou fazendo-me rir, rir de escárnio por saber quem ela se tratava, por ter reconhecido em poucos detalhes, um por um. – Você não sabe de nada, você não tem esse direito.

- Acredita eu tenho tanto direito, assim como você.

- Não você não tem. Você escolheu sua noiva ao invés do nosso amor.

- Não ver que escolhi você viva ao invés de à querer morta? – Sim, eu havia me exaltado ao ponto de dizer o real motivo do meu afastamento, pondo um “fim” em tudo. Por sua vez ela calou-se, mas logo a vir mudar de humor.

- Você não me contou por quê Jimin?

- Isso não importa agora. – Aproximei da mesma que não recuou momento algum. – Lindo colar, mas até quando vai negar?

- Negar o quê Jimin? Ficou maluco? - Esquivou-se e sorrir não acreditando.

- O que você ____, justamente você carrega o espírito alfa, o primeiro de toda a linhagem.

Seus olhos mais uma vez mudaram de cor e apenas confirmei as minhas suspeitas, ela segurou firme o objeto e quando voltou a me olhar-me sabia que não era ela ali, mas o verdadeiro quem eu sempre procurei e que agora eu encontrei mais uma vez.

- Me diz por que ela?

- Por que ela foi predestinada. A minha menina não podia correr riscos iguais a sua mãe, por esse motivo me mantive escondida durante estes anos, mas agora eu voltei e irei recuperar tudo o que é dela por direito. Afinal eu sou o espírito alfa e ninguém pode acabar comigo.

- Não compreendo!

- Ainda lerdo Jimin! – Sorriu.- Deste muito tempo o destino foi descrito assim e você, você não se casará, mas o verdadeiro amor irá retornar. Agora cuida dela, eu tenho que ir. Até breve Park.

Ele havia sumido e aos poucos ela foi voltando ao normal, ao seu eu verdadeiro. Sua expressão assustadas e seus olhos amedrontados me causou um desconforto e por tal motivo me aproximei e envolvendo ela em meus braços, sem dar tempo dela desviar do meu toque sobre si, seu olhar caiu sobre mim e me vir perdido admirando a beleza da minha humana, não mais humana. Meus dedos se envolveram em seus fios soltos e ela apenas observando tudo o que eu fazia, até que me aproximei e agarrando pela cintura firmemente eu a beijei, beijei o amor da minha vida e por nenhum motivo eu deixaria escapar.

Ela não correspondeu de início, mas logo se entregou ao nosso momento, não foi um beijo desesperando, mas o beijo de saudade que eu sentia da minha menina, beijei os seus lábios uma última vez e á olhei ainda de olhos fechados e coração acelerado. Até que ela se desviou dos meus braços e me sentir vazio, sem a segurança de tela comigo, sem ter ela em volta de mim, aproximei e ela recuou mais uma vez e nessa vez vir que por pouco eu não perderia o meu amor verdadeiro, seus olhos inundaram de lágrimas e eu me sentir um covarde por não ser forte o suficiente para ela e para o nosso amor.

- Jimin para.

- Por que vai ficar fugindo sendo que no fim sempre voltamos um para o outro?

- Me esqueça, vai ser melhor para nós dois.

- Não ____, o melhor para nós dois. – Aproximei. – Será nos dois juntos, eu e você.

- Me deixa Jimin. Eu estou confusa, eu não sei de nada, só fica longe.

- Eu não vou me afastar de você.

- Mas eu vou.

- Você não vai. – Exaltei. – Não vai, eu não vou deixar.

- Mas eu vou Jimin.

Não tive tempo de responder a mesma, ela sumiu do meu campo de visão e ódio passou a se apoderar do meu corpo. Meu lado lúpulo tomou conta e assim seguir de volta para a alcateia, ambos todos ali me olharam sem entender, cruzei por entre eles e adentrei a casa que divido com o mesmo, sentia o lado a presença daquele que é o meu pai, o olhei e seguir para o meu quarto voltando a forma humana. Porta fechada e agora lendo o livro que havia encontrado junto com Jin, mas os pensamentos voltados a minha paixão ardente como dois lobos destinados um ao outro.


[...]


Eu sei que é perigoso fugir assim, mas meu lado humano deseja ser amada e o outro deseja vingança. Eu não queria mais ouvir ele, não queria mais ser tomada pelo espírito, eu queria correr e fugir dali o quanto antes e as palavras de que a nossa conversa não havia acabado, deixou -me ansiosa esperando por algum motivo o encontrar mais uma vez. Apesar de todos os perigos que nos rodeiam, eu quero ir mais fundo e apesar de ser mortas enquanto eu luto por aquilo que desejo, eu irei. Irei lutar por aquilo que é da minha família por direito.

Abrir a porta vendo todos ali, sorrir mínimo, porém Eun notou algo e veio até a mim. Não entendi seu sorriso, mas me mantive na mesma e neutra, te que seus olhos mudaram de cor e se encontraram com os meus. O verde esmeralda emanando e sorrir chamando a mesma com um aceno, mas fui parada por meu irmão e então diante de todos resolvi dizer o que eu quero tanto dizer.

- Eun, você é a minha guardiã e eu quero que você tanto quanto Namjoon ou até mesmo você Jungkook me treine, eu vou tomar o que é meu por direito, eu vou vingar os nossos pais.

- Ficou maluca?

- Não Jungkook. Estou mais certa e sóbria do que nunca e Jimin. – Olhei para o mesmo. – Não casará.

- O que você vai fazer?

- Eu vou fazer o que o meu verdadeiro eu quer que eu faça.

- Eu vou lhe treinar minha protegida. Amanhã mesmo pela matina do sol raiar estaremos treinando juntas. – Assentir e olhei para os dois que não entendia, até que resolvi abrir a boca.

- A minha loba alfa, falou com ele Jungkook. – Ambos me olharam assustados. – E assim como ela deseja vingança, eu também desejo.

- Jungkook, sua irmã está começando a ter o espírito líder e você mais do que nunca vai precisar ajudar ela, por que no fim será vocês dois que entraram em cena e retomaram ao seu lugar.

Até que enfim, ele havia cedido e entendido. Mas eu, estava busca de respostas e essas respostas eu terei a todo custo eu terei, olhei para minha guardiã e a chamei para um lugar reservado e com isso ela me seguiu até a cozinha onde me viu de braços cruzados.

- Senti medo? – Neguei. – Então o que sentes?

- Por algum motivo me sinto presa à ele. – Olhei para a mesma que sorriu. Meu interior ficou inquieto Eun, eu sentir quando ele me beijou.

- Vocês se beijaram? – Assentir e ela sorriu largo. – Primeiro de tudo que seu interior iria gritar mesmo e segundo vocês tem mais que uma simples ligação ____. – Ditou simples. – No passado sua alfa amou Jimin e no presente você voltou a amar ele, por isso que o verdadeiro amor irá retornar e vocês irão ficar juntos.

- Ele vai se casar na última noite de lua cheia.

- Ele não vai se casar, você mesma disse e quando você disse isso seus olhos mudaram de cor para o ouro puro. Seu sangue tem mais que uma lenda alfa, tem a descendia real e poderosa correndo por elas.

- Eu vou acabar com tudo Eun, eu vou acabar, mas eu tenho medo daquela Sook.

- Eu sou sua guardiã e bem mais que isso sou a sua amiga e eu vou lhe proteger. Sugiro ir descansar, amanhã bem cedo você irá treinar, temos poucos dias antes da última lua surgir na colina e se por no alto do céu escuro.

Assim eu farei, irei caçar todos e todos por minhas garras e presas morrerão. A terra úmida será manchada pelo sangue daquele que derramou o sangue do meu pai. Eu voltei e voltei para destruir você .


Notas Finais


Postei e fui.
Beijokas amores...

Tem grupinho no wpp, vamos ser amigos e conhecer amigos também: https://chat.whatsapp.com/GfQAShN7DmB5HjRpZ4BzP4


Tentarei ao máximo trazer o próximo mais rápido possível. 🖤 @Meillee 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...