História The Angel and the Devil - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom)
Personagens Kaede Kayano, Karma Akabane, Nagisa Shiota, Personagens Originais
Visualizações 314
Palavras 2.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente chegamos nisso né? Queria fazer vocês sofrerem um pouco, mas amo vocês, então aqui estamos nós, tenham uma boa leitura e FIQUEM ATENTOS AS NOTAS FINAIS

Capítulo 26 - Reconciliação


Fanfic / Fanfiction The Angel and the Devil - Capítulo 26 - Reconciliação

Autora on

Na casa de Itona e Maehara estão: Kayano, Azuka e Lyon. O casal acabou de contar para os amigos o que ouviu.

- Você tem certeza? - Perguntou Azuka se levantando com um olhar mortal.

Ela não aguenta mais ver seu irmão sofrendo por causa de Karma e agora esta ainda mais irritada em saber que foi algo feito para separá-los.

- Sim, ouvimos da própria boca deles, mas precisamos de uma confirmação. - Explicou Maehara. - Kayano, você precisa falar com o Karma, confirme nossas suspeitas e nos avise, depois o leve para a organização, vamos fazer isso essa noite que é o plantão de segurança do Itona.

A esverdeada se levantou e assentiu com a cabeça, depois saiu rapidamente de lá, afinal não podem perder nem um segundo sequer.

- Azuka, você precisa levar o Nagisa para a organização, explique basicamente a situação para ele. - Instruiu Isogai olhando fixamente para a mulher de cabelos azuis e olhos um tanto acinzentados.

- E se vocês estiverem errados? O Nagisa só vai se machucar! Não posso dar falsas esperanças para ele! - Exclamou em resposta.

Lyon se levantou e tentou acalmar a chefe.

- Azuka, a história deles faz sentido, Itona tem conhecimento suficiente para poder fazer algo assim e tanto ele quanto Asano tem todos os motivos do mundo para separarem o Nagisa do Akabane. - Falou o irmão de Kayano. - Vamos, eu irei com você.

- Na verdade Lyon, temos uma tarefa diferente para você. - Informou Maehara com um sorriso travesso nos rosto.

Então o moreno ficou com o casal e Azuka foi em direção a sua mansão falar com o irmão.

Kayano chegou na casa de Karma e se surpreendeu por ele não ter morrido. O ruivo está sentado no chão com as costas encostadas na parede encarando o teto e rodeado de lixo e bagunça, além de estar fedendo. Ela o forçou a comer, lhe deu banho e o vestiu. O ruivo continua fraco, mas agora encara a mulher à sua frente com raiva.

- O que você faz aqui? Sabia que impediu meu processo de morte lenta? Agora vou ter que começar tudo novamente! - Falou de um jeito tão rude que seu tom de voz parecia um rosnado.

- MORRER NÃO É UMA ALTERNATIVA PARA VOCÊ! - Gritou e deu um tapa no maior (Já haviam sido vários). - O Nagisa precisa tanto de você quanto você precisa dele.

As lembranças de ver seu amigo definhando de tristeza assombram Kayano dia a pós dia, tudo que ela quer é que os dois se reconciliem novamente.

- Me responda, no dia que tudo aconteceu, teve algo de diferente na organização? - Perguntou ao ruivo.

Ele a encarou de forma inexpressiva.

- Apenas tomei a vacina para os funcionários. - Respondeu.

Ela pegou o celular e digitou rapidamente a mensagem para os amigos e depois voltou a atenção para Karma novamente.

- Karma, não teve isso de "vacina dos funcionários", apenas você recebeu isso. - Informou fazendo o ruivo se levantar.

O quebra-cabeça se encaixou perfeitamente na mente. Ele pegou seu casaco e calçou seus sapatos.

- Onde você vai? - Perguntou a esverdeada indo até ele.

- Mostrar que eu sou tão bom em tortura quanto minha mira é boa. - Respondeu com um olhar mortal.

- Você não vai fazer isso, pelo menos não antes de termos como provar tudo. - Explicou e agarrou o braço dele. - Você não vai fazer nada antes disso, ou eu terei que incapacitá-lo.

O ruivo sabe que sua amiga não está brincando e tem total noção de que não está na sua melhor forma para poder medir forças com ela.

- Certo, vamos logo. - Falou e se apoiou nela.

Os dias sem comer prejudicaram muito o corpo de Akabane, se fosse alguém comum talvez já estivesse sem nem conseguir se mexer, mas como não é, ainda consegue se mexer.

Os dois saíram do pequeno apartamento e foram em direção à organização. Uma chama de esperança se acendeu no coração de Karma, talvez ele consiga seu grande amor de volta.

(...)

Na mansão Kiragi, Azuka havia explicado tudo para Nagisa. O menor se lembrou da habilidade que Itona desenvolveu na Rússia de criar venenos mortais e alguns que estimulassem os sentimentos humanos ao máximo.

- Então, o Karma foi induzido a ficar daquele jeito? - Perguntou se levantando da cama.

- Sim, e pela mensagem que a Kay-chan mandou... O Itona realmente aplicou algo nele afirmando que era uma "vacina para funcionários". - Disse e mostrou a mensagem para ele.

Nagisa sabe que sua amiga nunca mentiria e apenas repassaria uma informação confirmada. O azulado foi até a escrivaninha e pegou a pulseira de rubis que havia deixado lá desde que chegara na mansão Kiragi. Ele apertou a pulseira contra o peito e se permitiu sorrir por alguns segundos, pois agora ele tem a esperança de ter seu ruivo de volta. Depois de se arrumar, Shiota saiu da mansão acompanhando por Azuka e pegaram um táxi, logo estarão na organização para revelar toda a verdade.

----

Na organização, Maehara e Isogai haviam preparado o palco e o show está prestes a começar. Karma esta com Kayano e Isogai em uma das diversas salas de controle que tem no sétimo andar e Nagisa, Azuka e Maehara estão em outra, à frente da deles.

Lyon está na sala de Itona, junto a ele e Asano que parecem estar gostando muito de conversar com o moreno de olhos amarelos. Na sala tem câmeras de segurança que lhes possibilitaram ter uma visão completa de tudo e ouvir o que estão falando.

- Ly-chan, pode começar. - Pediu Isogai a partir do comunicador que está no ouvido de Lyon.

Assim que recebeu o comando, o moreno foi direto ao assunto.

- Nossa ainda bem que o Akabane nunca mais veio aqui, ele é um lixo em forma de homem, o odeio desde quando nos conhecemos. - Falou o moreno sorrindo de forma para Itona e Asano.

- Provavelmente aquele perdedor nunca mais vai aparecer por aqui. - Falou Asano sorrindo de forma vitoriosa.

- Se prometer guardar segredo... Talvez possamos contar o motivo. - Disse Itona ficando um tanto perdido com a forma provocante de Lyon se insinuar para ele.

- Eu fui criado pelos Kiragi, aprendi a guardar segredos. - Respondeu com uma voz aveludada que fez Itona se arrepiar.

Asano e Itona nunca viram uma amizade entre Lyon e Karma, pois realmente é algo que não existe, mas pelo irmão da sua melhor amiga e chefe, o moreno faria qualquer coisa.

- Usamos uma tática simples, apliquei uma injeção no Karma que continha uma substância desenvolvida por mim, que leva a pessoa ao seu pico de estresse e raiva, e como o Karma não é alguém muito calmo, só precisávamos de um gatilho para iniciar uma discussão entre ele e o Nagisa. - Explicou.

- Nagisa? Por isso ele saiu da organização? Porquê o Karma brigou com ele? - Perguntou Lyon fingindo não saber de nada.

- Eu os vi juntos... O Nagisa não pode ficar com alguém como ele! Então fizemos isso, e agora ele pode ser feliz. - Falou Itona.

Nas salas de controle, Nagisa havia começado a chorar, não de decepção, mas de alegria por saber que o ruivo não agiu daquela maneira porquê quis, ele conhece o poder de tudo que Itona faz.

A vontade de Akabane era ir lá e matar os dois da forma mais dolorosa possível, mas agora, ele precisa encontrar o Nagisa.

- Lyon, pode parar. - Disse Maehara.

O moreno sorriu e se levantou.

- Sabe, na família Kiragi eu aprendi sim a guardar segredos e também a usá-los para proteger quem importa para mim. - Disse com um olhar sádico fazendo os dois a sua frente suarem frio e apontou para as câmeras da sala. - Nenhum de vocês merece o Nagisa, se vocês gostassem mesmo dele, ficariam felizes por ele estar com a pessoa que ama.

- Nagisa, vai. - Falou Azuka para o irmão. O azulado secou as lágrimas e saiu da sala, dando de encontro com Akabane Karma que havia acabado de sair da sala a frente.

Para ambos, parecia que não se viam há uma eternidade.

- Você está péssimo. - Falou Karma sorrindo.

- Você está bem mais acabado do que eu. - Disse o azulado e se aproximou um pouco mais.

O ruivo não se conteve e puxou o azulado contra si e o beijou com urgência e intensidade. Só depois de alguns minutos que eles se afastaram um pouco para conversar.

- Me perdoa, Nagisa. - Karma começou a dizer. - Você é meu tudo Nagisa, eu não sou capaz de viver mais um dia sem você.

O ruivo se apoiou no azulado que já estava quase começando a chorar, mas se manteve firme para conseguir falar com clareza.

- Nós tentamos evitar isso escondendo nosso relacionamento, mas isso acabou tornando tudo pior, me desculpe Karma. - Falou o menor. - Eu também te amo, não teve um dia que eu não pensei em como gostaria de estar com você novamente.

O menor mostrou a pulseira e o ruivo mostrou a tornozeleira, eles se beijaram novamente.

- Então, você aceita namorar comigo novamente? - Perguntou o ruivo sorrindo para seu amado.

- Com certeza. - Eles se abraçaram novamente.

Seu momento romântico foi interrompido pelos amigos atrás de si, Kayano está chorando igual uma Bezerra desmamada e Isogai não para de tirar fotos.

Infelizmente eles tiveram que interromper aquele momento feliz para irem a sala onde os dois homens estão sendo maltratados por Lyon, que se aproveitou para judiar um pouco dos dois.

- Eu vou matá-los. - Disse Karma.

- Não, a morte seria uma benção para ambos. - Falou Azuka. - Torturar é mais divertido.

- Agora você está a falando minha língua, cunhadinha. - Disse Karma animadamente.

- Parem os dois, eu não ligo para o Asano, mas teríamos problemas se o matassem, do Itona cuido eu. - Informou Nagisa com um tom de voz sério.

Eles adentraram na sala e Lyon abriu a passagem.

- N-nagisa... - Antes que Asano pudesse continuar, o menor lançou um olhar congelante para ele.

- Eu não tenho vínculo nenhum com você, Asano, então se você morrer eu não vou ligar, apenas suma do meu caminho. - Disse de forma inexpressiva. - Já você Itona, me ajudou em diversos momentos difíceis da minha vida, em parte eu sou culpado por não ter contado a você que nunca poderia corresponder aos seus sentimentos, eu sempre deveria ter deixado claro que meus sentimentos já pertenciam a outra pessoa... E você sabe bem quem é.

- Mas Nagisa, eu... Eu sempre tive a esperança de te fazer feliz. - Argumentou com um tom de voz sofrido.

O azulado agarrou os ombros de Itona e o balançou.

- ITONA VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO DO QUE EU PASSEI! EU NÃO VIVO SEM ELE, ITONA, EU O AMO, NINGUÉM PODE SUBSTITUÍ-LO, EU PREFIRO MORRER A FICAR SEM ELE! - Gritou deixando as lágrimas escorrerem pelos seu rosto.

Naquele momento Itona só confirmou o que sempre suspeitou, mas nunca quis admitir.

- Eu queria que você me amasse... Eu queria ser amado por alguém Nagisa! - Exclamou e foi abraçado pelo azulado.

- Somos jovens Itona, não velhos à beira da morte sem perspectiva... Você tem uma vida inteira pela frente e talvez sua felicidade esteja mais perto do que você imagina. - Disse e se afastou. - Eu quero que você corra atrás da sua felicidade, pois eu estarei com a minha. Como nós passamos por tanta coisa... Eu não vou fazer nada com você, mas se algo desse tipo acontecer de novo, você pode me cortar da sua vida.

- Me desculpa! Eu... Eu sou... - Disse Itona com dificuldade por conta das lágrimas e dos soluços.

- Sim, você é um idiota, agora se esforce pra melhorar. - Disse e deu um cascudo nele. - Vamos.

Ele falou para Karma que já tinha conseguido arrancar dois dentes de Asano.

- Tá. - Respondeu o ruivo animado e agarrou a mão do namorado.

Lyon se aproximou de Itona mais uma vez.

- Eu sei que você é capaz de melhorar... Se torne um homem digno para estar com alguém como eu. - Disse e se afastou, indo para junto da irmã e deixando o homem de cabelos grisalhos para trás.

- Asano, nós não trabalhamos mais com você, estamos na Karasu agora. - Avisou Maehara.

Todos saíram de lá e seguiram seus respectivos caminhos. Nagisa e Karma foram para sua casa e ambos tiveram que usar seu tempo para limpar a casa e cozinhar. De agora em diante os dois vão fazer o possível para não caírem mais nas armadilhas de ninguém.

Uma semana depois...

Karma e Nagisa retornaram para a organização, e agora Karasuma e Irina tem conhecimento da sua relação. O casal foi convocado pelo chefe, que pelo tom de voz, não tinha boas notícias.

Eles adentraram na sala de Karasuma e deram de cara com ele, Irina e Kayano.

- Kay? Você também foi chamada? O que aconteceu? - Perguntou Nagisa curioso.

- Não sei, o Karasuma estava esperando vocês... - Disse em um tom de voz preocupado por conta da expressão facial do chefe.

- Já estamos aqui, então fale logo. - Pediu Karma impaciente.

Irina desviou o olhar dele e o moreno se levantou e jogou três cartas vermelhas na mesa e disse:

- Vocês foram convocados para o The ten of the one hundred.


Notas Finais


Se por algum motivo vocês pensaram que após a reconciliação a fic voltaria pro clima amorzinho pacato, bom, vocês estavam muito enganados.

Oq é o The ten of the one hundred? Vocês só vão saber no próximo capítulo.

Esse novo arco vai render vários capitulos e muitas emoções, se preparem!

Obbg por todos que comentam, me incentivam a continuar a fic 💚 e obrigada por todos os favoritos 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...