História The Auction - Fillie - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Billy Hargrove, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Personagens Originais, Will Byers
Tags Fillie
Visualizações 78
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


KARALHOOOOOO, 25 FAVORITOS! VCS SÃO FODAAAAA


Boa leitura mores 💖

Capítulo 10 - Meet her


Pov Finn

17/05

O sorriso debochado no rosto dele me deixava cada vez mais sem paciência. Apertei as palmas das mãos tão forte, que se forçasse mais um pouco, o sangue escorreria.

Não disse mais nada, apenas lhe dei um olhar enraivecido, MUITO, enraivecido e fui embora. Caso ficasse lá, não me responsabilizaria pelos meus atos; que venhamos, não seriam nada agradáveis. Pelo menos não para Dacre.

Entrei no carro bufando como um touro. Merda! Shit! Mierda! Merde! Paska!. E só não pensei em mais meio milhões de xingamentos, porque simplesmente não valia a pena apenas xingar Dacre, talvez já devêssemos passar para a parte da agressão física?

Balancei a cabeça, e afastando o pensamentos; e dei partida no carro. E todo esse percurso eu me acusei. Me acusei por tudo. Agora seria mil vezes mais difícil tirar Millie dessa, ou me tirar dessa.

 

Pov Millie

Entrei no quarto em uma velocidade incrivelmente alta, e, jesus!

Só quando eu me sento na cama vejo que estou totalmente ofegante. Eu não sabia como reagir! Eu tinha acabado de flagrar uma transa! UMA TRANSA!

E se fosse Finn? Meus deus, seria mais constrangedor ainda.

- Srta. Mill...

- Caralho! – Dei um pulo para trás – Maddie, você me assustou!

- Ah, desculpe senhorita – Ela disse sem jeito.

- Não tem problema. E eu já disse para parar de me chamar de “senhorita”.

- Sim, claro. – Ela soltou os ombros. E franzi o cenho, esperando ela falar algo – Ah, sim – Ela se tocou – O Sr. Wolfhard acabou de chegar, ele quer falar com a senh... com você.

- Tudo bem, já estou indo.

- O escritório dele fica um pouco mais a frente – Maddie explicou. Mas eu já sabia onde ficava, por causa de minha “aventura” de alguns minutos atrás.

E assim que eu  lembrou da aventura,  lembrei  dos gem... Ah, meu deus! Credo! 

Fiz uma careta.

- Millie, está bem?

- Ah, sim, estou, claro.

Maddie inclinou a cabeça e saiu. Me deixando sozinha com meus pensamentos altamente constrangedores.

Respirei fundo antes de sair. Sonharia com aqueles gemidos por uma semana.

 

. . .

 

Bati na porta com cuidado, e um pitada bem, bem pequena de receio. O que será ele quer?

- Pode entrar, Millie – Ouvi a voz abafada, então empurrei a porta.

Dei um meio sorriso e andei até a mesa dele. E seus olhos observavam cada passo que eu dava.

- O que você queria? – Falei calma.

- Eu... – Ele engoliu -Eu fui falar com Dacre, o dono do leilão.

Engasguei, e comecei a tossir como uma maluca.

- O que?

- Fui falar com ele hoje, bem cedo.

- Falar exatamente o que? – Dei uma grande ênfase no “exatamente”

- Sobre sair do leilão – Finn falou obvio.

Minha boca ficou um O.

- Por que precisa da permissão dele?

- Porque... Não importa. Mas não deu certo.

- E? Você disse que ia me ajudar – Meus olhos saíram do desespero para a magoa. Ele iria desistir e me leiloar, já previa isso.

- Não! Eu disse que vou te ajudar, e um Wolfhard não quebra uma promessa – Ele olhou bem nos meus olhos – Nunca.

- E então?  O que sugere? Já que eu não posso sair daqui.

- Acho que você pode ficar aqui até o leilão. E quando estiver perto da data, fazemos alguma coisa. Que saberemos o que será daqui para lá.

- Wolfhard, por que você não pode simplesmente me deixar ir? Ninguém nunca vai saber; eu juro – Falei.

- Se eu pudesse, eu deixaria, Millie. Mas o problema é que por mais que eu não saiba, ou tenha certeza; há uma grande possibilidade de Dacre já saber que você está aqui.

Fiz uma careta.

- E se você sair, vai ficar totalmente desprotegida. Você tem informações do leilão; e Dacre não ia deixar isso passar em branco – Ele cruzou os braços – Temos que pensar em algo. Alguém que possa te substituir quando estivermos perto do evento, ou algo assim.

- Me substituir?

- Sim. Chamar outra pessoa – Ele deu os ombros.

- Não – Neguei com a cabeça – Não. Se não conseguirmos fazer nada até lá, já era. Mas eu não vou submeter outra pessoa a passar por isso, não vou.

Não aceitaria isso nunca. Como eu seria capaz de passar esse “fardo” para outra pessoa? Simplesmente jogar essa “responsabilidade” para outra garota, que pode ser até mais inocente.

- Millie, se não conseguirmos...

- SE, não conseguirmos... – Interrompi – Eu vou.

Os olhos negros dele não se arregalaram, mas surgiram um brilho estranho, da qual eu ainda não tinha visto.

- Tudo bem.

Assenti com a cabeça. Ele não me perguntou nada, mas me senti na obrigação de fazer isso.

- Mais alguma coisa?

- Não – Ele soltou os ombros, e se ajustou na poltrona atrás da mesa – Você já pode ir.

Respirei e saí da sala, sem olhar para trás.

 

. . .

 

Pov Finn

Quando Millie deu as costas para mim, pude encara-la com meu olhar perplexo.

Fiquei totalmente chocado com a sua atitude. Ela estava disposta a sofrer, para que outra pessoa que ela nem sequer sabia quem seria, não sofrer em seu lugar. E isso me deixou... sem palavras.

Quando ela falou tudo aquilo, tive vontade de abrir a boca, e olhara com meu olhar mais impressionado; mas me controlei bem, até pelo menos ela me dar as costas.

Incrível. A atitude dela foi incrível.

Não a conhecia, nem  a conheço. Mas toda vez que ela me surpreende, sinto a vontade imensa de poder conhece-la. Como se isso fosse uma necessidade.

E foi ai que percebi, que realmente necessito conhecer ela.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Gostaram? Deixem nos comentários.

aaaaaa mills eh FODA!
uiiii o finn vai querer conhecer nossa millizinha agr!

até a proxima meus lindos💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...