1. Spirit Fanfics >
  2. The bad boy >
  3. 1- primeiro dia

História The bad boy - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Minha primeira história.

Capítulo 1 - 1- primeiro dia


A iluminosida que bate no meu rosto não é capaz de tirar minha ansiedade que percorre pelo meu corpo, olho para a janela do meu lado, o céu está cheios de nuvens cristalinas e totalmente brancas, essa oportunidade era única em minha vida, viajar para o Canadá, termina o ensino médio e talvez começar minha faculdade dos sonhos, parece uma ótima ideia desde que me despedir da minha terra natal um aperto no coração constantemente surge no meu peito, desde que descubri que estudaria fora, tive ressecio de deixar minha vida para trás.

O avião pousa e meu sangue começa a pulsar rapidamente, uma nova oportunidade e uma nova vida, poderia construi uma reputação e esquecer o passado que insiste em volta a cada pesado meu.

Um frio na barriga apresenta quando entro no desembarque e vejo uma mulher de aparência de ter uns quarenta anos com um enorme sorriso no rosto segurando uma plaquinha branca com o meu sobrenome no meio escrito de preto. Sorrio de volta, caminhando com minha mala um pouco pesada considerando o meu peso.

Ela olha pra mim, e sorri mais uma vez.

- Ola querida! Finalmente você chegou! - ela me abraça tão forte, capaz de quebrar minha coluna vertebral

- um prazer em te conhecer Karen! - retribuo o abraço.

- venha eu fiz um bolo em casa, especialmente pra você. - ela pega em minha mão puxando para fora do aeroporto.

Durante o caminho ela falava de como o Canadá era ótimo para o meu desenvolvimento, e como eu família era bem humorada e que eu era a primeira intercambista na sua casa.

Depois de algumas horas, chegamos no bairro que irei passar um bom tempo, paramos em frente da casa, ela tinha uma ótima aparência parecia aconchegante e acolhedora, desço do carro, logo um homem da mesma idade da Karen sai de dentro da casa, ele usa óculos quadrado, cabelos negros com algumas mechas brancas espalhadas.

- olá Sarah! Que bom que chegou! - ele me abraça com menos intensidade do que a mulher que abre o porta malas.

- um prazer em conhecer, Sr. Emanuel. 

- não me chame de senhor, me sinto um velho.

- mas você é um velho! - Karen fala atrás de nós. 

Nós riamos alegremente, até meu olhar para na janela superior da casa, tem um garoto parado nos observando, seu olhar parecia negro mesmo não conseguindo ver nitidamente, volto a presta atenção nas malas assim que ele sai da janela.

Nós entramos dentro da casa, tinha um cheiro de bolo e perfume muito agradáveis, sorrio imaginado como talvez eu seja feliz com uma família nova, a sala é casual e comum mas tem o seu charme canadense, saiu dos meus pensamentos assim que ouço a voz da Karen.

- venha querida, vou te levar até o seu quarto. - ela sai até a escada que leva para o segundo andar da casa.

A sigo vendo os quadros que ficam pendurados na parede enquanto subo as escadas, tem eles e mais o mesmo garoto que vi na janela. Ele é o filho deles? Se for, não parece ser tão simpático com os pais. Ela para em frente a uma porta branca e abre a maçaneta.

Ela abre e me dá espaço para que eu passasse, assim que entro o quarto tem uma cor creme pastel com poucos detalhes.

- deixei para você decorar da forma que quisesse. - Karen fala sorrindo para mim.

- muito obrigada. - falo.

- vou deixar você se organizar, daqui a pouco o jantar está servido. - ela diz saindo e fechando a porta.

Minhas malas já estão no quarto, tem uma cama que me sento e me deito, sentindo o colchão macio contra os meus músculos tensos,e sinto feliz por ter mais uma oportunidade de trazer paz para o meu espírito. Me levanto começando a colocar algumas roupas no guarda-roupa de cor escura como carvalho, decido tomar  banho que relaxe minha mente.

Após ouvir Karen me chamar do segundo que o jantar já estava pronto, olho para a janela que da visão para a rua vazia e já estava escuro, a noite obtinha estrelas brilhantes, sentia um leve frio com o tecido fino do meu vestido preto básico. Abro minha porta indo até a sala de jantar no andar inferior, assim que entro na sala, posso ver Karen colocando os pratos na mesa e o Emanuel sentado na ponta da mesa mexendo no celular.

Me sento em uma cadeira e logo Karen também se senta do lado do Emanuel, sua expressão é que está incomodada com algo.

- Shawn, por favor não seja indelicado, pelo menos não dessa vez! - ela grita o suficiente para que qualquer pessoa possa ouvir.

Não demora muito para que o mesmo cara da janela desse se, ele usava uma blusa preta coloda mostrando a modelagem dos seus músculos, seu olhar obscuro era intrigante e misterioso, olhos castanhos brilhantes e sua expressão séria causava arrepios até o meu último fio de cabelo. 






Notas Finais


Espero que gostem, vou tentar fazer o meu melhor para que a história seja interessante e complexa, vai contem partes imorais e ignorantes ao olhar de alguns, mas será bem interessante.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...