1. Spirit Fanfics >
  2. The Bad Ending >
  3. Relatos de Wirt

História The Bad Ending - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Relatos de Wirt


Fanfic / Fanfiction The Bad Ending - Capítulo 1 - Relatos de Wirt

Nossa história começa com um garoto meio palido vagando pela floresta com um lampião, ele é relativamente alto e bastante fino, com um vermelho chapéu pontudo. Sua roupa é composta por uma capa azul-marinho com botões amarelos, calça cinza simples que atingem seus tornozelos, suspensórios, e uma camisa branca abotoada clássico. Tem um cabelo escuro que cobre a maior parte da testa, grandes olhos redondos com cores vibrantes e vivas com olheiras e marcas de choro, grandes orelhas quando comparado com outros, e um nariz pontudo triângulo rosado. Mas o que mais chama atenção são os galhos em sua cabeça que lembram chifres. Esse é Wirt, nosso lenhador que vaga na floresta mantendo o lampião aceso e mais uma vez na solidão da noite escura da floresta, ele relembra como acabou perdendo tudo.

Foi a anos atrás. Ele e seu irmão Greg estavam perdidos na floresta, com "A Fera" os perseguindo mas não uma perseguição como polícia e ladrão, ela os seguia e esperava para pega-los, foram dias fugindo, muitos homens formados poderiam ter seus espíritos quebrados. Mas esses garotos fizeram de tudo para resistir.

Quando o garoto pensa ter perdido tudo, ele desistiu e largou tudo. A Fera agora está muito próxima de ter mais duas árvores para se manter viva.

Seu irmão Gerg preucupado com seu bem estar, tomou o posto de lider e entrou na floresta em busca da fera. Não foi difícil encontra-la, ela estáva sempre a espreita, Greg ofereceu fazer o que a Fera quisesse para que seu irmão pudesse ficar em paz.

Depois de ter feito um trato com a Fera para ela deixar seu irmão paz, Wirt acordou sem ter saber onde Greg poderia estar, então ele se lembra do que ouviu antes de dormir "Pode ficar tranquilo Wirt, eu vou cuidar de tudo."

Ele em desespero correu para floresta, ela se apoderou do Greg e agora ele tem que ir salva-lo. Sem saber para onde ir ele se perde e cai na água onde bateu seu cabeça e desmaiou.

Ele foi encontrado e salvo, mas mal conseguia ver Beatriz o perguntando onde esta Greg. Quando acordou estava numa arvore cheia de pássaros azuis, deviam ser a famila da Beatriz, a mãe dela o ofereceu terra para comer, pois estava fraco e não parecia ter se alimentado bem nos ultimos dias, ele comeu a terra e então saiu da arvore, antes de sair ele ouve a mãe de Beatriz.

- Você não pode sair agora, espere a nevasca passar. Não pode ajudar seu irmão se estiver morto!

- Eu também nunca fui muito bom para meu irmão estando vivo mesmo...

Ele desceu a árvore e no meio daquela nesvaca ele tremia de frio, ainda não tinha se secado enquanto procurava Greg seus pés afundavam na neve, gritando o nome dele a esmo. Em meio a isso Beatriz me encontra e diz desesperada que tinha visto ele junto com a Fera, sem tempo a perder eles correm até o lugar até que ele vê uma luz, indo até ela era um lampeão, parecia o do senho da mata, Wirt olhou em volta e o achou seu irmão mas tinha algo de errado, ele estava diferente, não parecia bem e seu corpo estava sendo coberto por galhos. Como se ele fosse uma árvore. Desesperado ele correu até Greg.

- Wirt? 

- Sim Greg!

- Wirt eu consegui...

- Conseguiu oque?

- Eu consegui wirt, eu ganhei da fera...

Ele tosse folhas, seus olhos estão se fechando e tem olheiras. Beatriz se desespera.

- Essa não! as folhas já estão cresceno dentro dele.

- Não, eu que estava comendo folhas...

Cospe mais folhas.

- Me desculpa Wirt...

- Não, Não Greg..

Wirt começa a chorar enquanto vê seu irmão que foi corrompido pela Fera.

- Foi culpa minha acabarmos aqui, isso foi tudo culpa minha, eu não deveria ter sido..

- Não, eu falei da pedra dos fatos concretos.

Ele pegou uma pedra com o rosto desenhado.

- Eu roubei ela Wirt, eu roubei do jardim da senhora Danniels, eu sou mesmo um ladrão... E isso é um fato concreto

Disse ele levantando a pedra e a deixando cair pois seu corpo ja estava muito fraco.

- Não Greg, isso não importa

- Importa sim, e você tem que devolver ela pra mim tá legal?

- Não, você mesmo vai fazer isso, vamos temos que levar o Jason Fanderburker de volta pra casa né?

- Jason Fanderburker, o nome.. de sapo... perfeito...

Greg desmaia nisso que parecia ser suas últimas palavras, lágrimas saem dos olhos de Wirt vendo isso. Ele agarra o corpo de seu irmão e o balança.

- Greg? Greg?!

- Venha vamos tira-lo dai!

Diz Beatriz pousando nos galhos e tentando arranca-los. Suas mãos pegaram os galhos e tentaram quebra-los mas não conseguiu, foi quando eles ouvem um barulho e seus olharem se viram para tras para ver oque era.. Era o senhor da mata caido no chão e havia algo atrás dele, era alta, tinha chifres grandes como uma galhada de alce, e seus olhos, seus olhos era o maior destaque em todo seu corpo, pois eram brilhantes e grandes, com cores fortes chegava a hipnotizar.

- Me de meu lampião...

- Não, não precisamos dele.

- É isso mesmo, precisamos dele, vou levar o Greg pra casa!

- Seu irmão esta fraco de mais para ir para casa, logo ele se tornara parte da minha floresta.

- Não vou deixar isso acontecer!

- Tudo bem, talvez seja melhor se fizessemos um acordo.

- Um acordo?

- Eu posso colocar o espirito dele no lampeão e enquanto a chama estiver acessa ele vivera lá dentro aceite a missão do portador do lampião ou veja seu irmão perecer... Venha cá.

- Tudo Bem..

- Wirt! Não pode fazer isso, você viu o que aconteceu com o senhor da mata.

- Me desculpe Greg nunca fiz muito por você estando vivo, me perdoa...

- Isso mesmo criança agora você deve manter o lampião acesso e seu irmão viverá...

Depois de aceitar o acordo, sua visão ficou turva e tudo escureceu, tudo que Wirt via era o lampião e a Fera, ele foi até o lampião e o pegou. Quando ele segurou, sua visão voltou e ele estava sozinho na floresta com a luz da alma de seu irmão iluminando a sua frente.

A partir dai, a Fera se apoderava mais e mais de Wirt, ele não lutava contra ela para manter sua própria mente. O tempo se tornou apenas tempo, não importava se era dia ou noite, se era sábado ou domingo, muito menos se era Janeiro ou Fevereiro, a unica coisa que importava era ter o lampião aceso. Com o passar seus olhos foram adquirindo cores e brilhos, uma expressão melancólica se apoderou de seu rosto, galhos cresceram em sua cabeça. Agora Wirt é a Fera, e percebeu que a alma de seu irmão não esta no lampião, mas a sim a dele. Ele perdeu seu irmão, perdeu seu propósito, sua vida agora é apenas arrependimentos que voltam para assombra-lo sempre que olha para o lampião. Beast Wirt agora se perde mais uma vez em lágrimas.


Notas Finais


Primeiro capítulo terminado em 30/06/2020 às 20:35


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...