História The Bangtan House - BTS - Capítulo 66


Escrita por:

Visualizações 34
Palavras 1.492
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, e desculpa se tiver algum erro, não revisei ele inteiro 🌹❤
Me segue ai no insta: _evelynsl

Capítulo 66 - "Tenha esperança"


[...]


|Hospital - 02:30AM


Choro. Isso era a única coisa que escutávamos no corredor do hospital. Eu estava de mãos dadas com Yoongi e Hoseok, enquanto Cleo chorava no canto com Taehyung, Jimin e Jungkook, e Jin estava sentado numa cadeira, com as mãos em sua cabeça e com o rosto vermelho de tanto chorar.

Cleo: O Nam vai ficar bem, gente... Eu espero...

Evelyn: Como isso aconteceu?

Jin: Ele estava andando pela rua enquanto ouvia música nos fones e... Um carro bateu nele... – Continua chorando.

Hoseok: Hyung, não chore... Namjoon vai ficar bem. Tenha esperança. – Vai abraçar seu Hyung.

Jungkook: Já avisaram para Bang PD sobre o ocorrido?

Jin: Sim... Ele já está vindo.

Jimin: Por que esse médico não sai logo desse quarto?

Cleo: Se acalma, Jiminnie... Namjoon vai ficar bem.

Evelyn: Vem, Yoon! Vamos tomar um pouco de água. – Levo ele até o bebedouro, e pego dois copos e encho os mesmos com água gelada. – Aqui! – Dou um dos copos para ele. 

Yoongi: Obrigado... – Diz entre soluços.

Evelyn: Ver você assim é tão... Aish... – Limpo as lágrimas dele.

Yoongi: Você também não consegue segurar o choro... – Bebe um pouco da água.

Evelyn: É... Não consigo. – Termino de beber minha água e jogo o copo descartável no lixo. – Eu tenho uma coisa para te dar.

Yoongi: O quê? 

Evelyn: Bom... É uma coisa simples, mas, significativa... Eu comprei naquela praia de Acapulco que nós fomos depois do pedido de namoro.

Yoongi: O que seria essa coisa?

Evelyn: É... – Tiro uma caixinha do meu bolso. – São duas pulseiras de linha de crochê... Sei que não é grande coisa, nem custou milhões e milhões, mas... – Rio. – Vem do meu coração... Tudo bem que você merece coisa melhor e-

Yoongi: Tudo que vem de você é o melhor.

Evelyn: A-ah... Para, Yoongi! – Fico envergonhada.

Yoongi: Não importa quanto custa tal coisa, sabendo que veio do seu coração já faz ela ser a coisa mais valiosa do mundo para mim.

Evelyn: Uma pulseira eu queria que ficasse com você e a outra, comigo...

Yoongi: Claro! – Sorri.

Evelyn: Desse jeito vai parecer que estamos conectados de qualquer jeito. – Tiro as pulseiras da caixinha e amarro uma no braço direito dele. Em seguida, ele amarra a outra no meu braço direito também. 

Yoongi: O azul da pulseira é bonito, não acha?

Evelyn: Sim, é muito bonito.

Yoongi: Eu te amo tanto, meu amor... Obrigado por tudo que faz por mim. – Me abraça. – Obrigado por tentar me alegrar num momento tão triste desses...

Evelyn: Eu também preciso te agradecer por conta disso. – Continuo o abraçando.

Bang: – Finge tossir e faz com que nos assustássemos e logo desfazemos o abraço. – Boa madrugada.

Evelyn: B-boa madrugada, tio Bang...

Yoongi: Olá.

Bang: Deveriam estar com os membros, dando apoio a eles, não acham?

Yoongi: Nós só viemos beber água... 

Evelyn: Yoongi estava chorando e trouxe ele aqui para beber um pouco de água para se acalmar.

Bang: Tudo bem... – Ele vai para perto dos outros membros e nós vamos atrás. – Vocês têm alguma notícia?

Jin: Aish... Ainda não.

Jungkook: Eu estou ficando com medo, Hyung... – Chora, porém, é abraçado por Jimin.

Jimin: Vai dar tudo certo, Maknae... – Sussura.

Jin: Esperem... – Ele vai até a porta da sala onde Namjoon estava, e tenta espiar para tentar ver algo, mas a porta se abre pelo médico, causando um susto em Seokjin.

Jimin: MOÇO, O NAMJOON ESTÁ BEM? ME DIZ QUE SIM, POR FAVOR! – Começa a chorar.

Médico: Não se precipitem... Kim Namjoon apenas sofreu uma batida um pouco forte. O máximo que pode acontecer é ele ficar sem o movimento das pernas por um tempo.

Bang: O QUÊ? – Se assusta. – COMO ASSIM ELE PODE FICAR SEM ANDAR?

Jungkook: NAMJOON HYUNG VAI FICAR PARAPLÉGICO?

Médico: Se isso acontecer, não deve ser por muito tempo... No máximo uns dois meses... Ou até um.

Tae: NAMJOON ESTÁ BEM, NÃO É? ELE VAI PODER FAZER AS COISAS QUE ELE FAZ NO DIA A DIA?

Médico: Se tudo ocorrer bem e ele não ficar sem o movimento das pernas por um tempo, sim. O acidente não foi tão grave.

Cleo: Podemos ver ele?

Médico: Ele ainda está dormindo, mas podem entrar sim... Vão de três em três, por favor.

Bang: Ok. – Ele assente. – Quem quer vir comigo? 

Hoseok: As meninas podem ir com o senhor.

Evelyn: Tudo bem. Preciso ver o Nam logo.

Médico: Eu acho que já te vi aqui no hospital outras vezes, mocinha. Eu já cuidei de você, se eu não me engano.

Evelyn: É... Foi quando eu caí da escada, não é?

Médico: Isso mesmo... Bom, podem entrar no quarto.

Evelyn: Obrigada. – Abro a porta e entramos no quarto todo branco, com uma máquina dando soro para o Kim.

Cleo: Que bom que não aconteceu nada grave com você, Namjoon. Eu não iria ficar bem sem você...

Evelyn: Eu não vivo sem seus conselhos e suas preocupações. – Dou uma risada fraca. – Obrigada por me ajudar a estudar para as provas...

Cleo: Obrigada por ser Kim Namjoon, essa pessoa tão maravilhosa que eu não consigo me imaginar sem. 

Bang: Que bom que não foi nada grave. Sabemos que você é meio desastrado... – Ri e deixa as flores que trouxe na mesa ao lado da cama.

Cleo: Eu te amo, Joonnie! – Se aproxima do rosto do mais velho e beija sua testa.

[...]


|Hospital - 06:46AM


Tae: Cleo, vamos passar naquela cafeteria que tem aqui perto? Quero comer alguma coisa, minha barriga já está roncando.

Cleo: Eu também estou com fome. Aceito qualquer coisa. – Sorri. – Evelyn, quer ir com a gente?

Evelyn: É, aceito.

Tae: Acorda o hyung para ele ir com a gente também.

Evelyn: Min! – Balanço ele até o mesmo abrir os olhos.

Yoongi: O que foi, caralh*?

Evelyn: Xingar é feio! 

Yoongi: Me deixa dormir, merda... – Murmura.

Evelyn: Quer ir na cafeteria tomar café da manhã comigo, com a Cleo e o Tae?

Yoongi: Eu quero dormir. Vai sem eu. – Vira seu rosto e continua dormindo no chão.

Evelyn: Ok... 

Hoseok: Ei, podem trazer café pra gente? Queremos ficar aqui para ver se o Namjoon acorda. – Sussura para não acordar os demais membros.

Cleo: Vamos trazer sim. Qualquer coisa que acontecer, me ligue.

Hoseok: Tudo bem.

[...]


|Cafeteria - 07:09AM


Tae: Que cara é essa, Cleo?

Cleo: Essa é a cara de uma pessoa que está com dor nas costas porque dormiu no chão de um hospital... Um chão bem frio, para ser sincera.

Evelyn: Eu dormi praticamente em cima do Yoongi, então até que estou bem... AÍ, QUEIMEI A LÍNGUA COM CAFÉ!

Cleo: Trouxa. – Ri.

Evelyn: Vai à merda! 

Tae: Ei! O que você mesma disse sobre xingar? "Xingar é feio". – Diz, e bebe seu cappuccino.

Evelyn: Ela me deu motivos para xingar! 

Cleo: Eu só disse que você é trouxa... E que eu saiba, isso não é mentira.

Evelyn: Cala a boca, cacete.

Tae: "Xingar é feio". – Repete minha frase de minutos atrás.

Evelyn: Aaaaaah! – Bufo e coloco minha cabeça na mesa.

Cleo: Aí, aí... Crianças!

Evelyn: Você só é alguns meses mais velha, idiota!

Cleo: Credo, Maknae! Quando rancor nesse seu coração de pedra!

Evelyn: Para de me provocar, desgraça!

Tae: Para de xingar a Cleo! Eu vou falar pro Yoongi que você está xingando.

Evelyn: Conta! O Yoongi não é dono da minha vida, ele não me controla! – Termino de beber meu café, dou o dinheiro para Taehyung. – Paga meu café, por favor. – Me levanto, saio da cafeteria, e vou para o jardim que ficava atrás do hospital para os pacientes irem visitar enquanto tiverem que ficar mais tempo aqui. 

Me sento em um banco e começo a olhar para algumas flores que haviam lá. O único som presente era a da água caindo na fonte... Um som até que relaxate. Com certeza daria para dar um cochilo aqui...

XxxxX: Evelyn? – Uma voz masculina acaba com o meu momento de paz.

Evelyn: O que foi? – Digo, ainda olhando para as flores.

"Merda, quem é que vai me estressar de novo, agora?" – Penso.

XxxxX: O que está fazendo aqui?

Evelyn: Não te interessa... – Olho para o garoto. – Yukyung? – Me assusto. – Você está me perseguindo? Você vai me sequestrar? – Me assusto com uma borboleta, levanto do banco rapidamente e começo a correr para fugir dela.

Yukyung: Te perseguir? Claro que não! Tenho coisas mais importantes para fazer.

Evelyn: Que bom, senão eu iria chamar meu segurança.

Yukyung: Que segurança?

Evelyn: Ah... Eu não tenho segurança... Mas, eu iria correr igual quando a borboleta apareceu do meu lado.

Yukyung: Então 'tá... Ainda não me respondeu o que está fazendo aqui.

Evelyn: Um amigo meu foi atropelado... Eu prefiro dizer que ele é meu pai, mas, ele não é tão velho, então iria ficar um pouco estranho... Mas ele já deve estar bem... E você? O que está fazendo aqui?

Yukyung: Minha mãe anda bem doente, sabe? Eu estou com medo dela me deixar sozinho...

Evelyn: Então é por isso que estava faltando as aulas na faculdade?

Yukyung: Sim... Eu estava cuidando dela. Ela é a única pessoa que eu tenho. Não quero perder ela. – Deixa uma lágrima cair.

Evelyn: A-ah... Ela vai ficar bem... Os médicos vão cuidar dela... – Seguro meu choro.

Yukyung: Não é de hoje que ela anda desse jeito... Eu amo muito a minha mãe! – Deixa as lágrimas tomarem conta de seu rosto.

Evelyn: Não chora, senão eu vou chorar também. – Desisto de segurar o choro, abraço o maior e ele retribui. – Eu vou estar aqui se você precisar de algo, ok? – Digo, ainda no abraço.

Yukyung: Obrigado... – Ele fala entre soluços.

[...]

Continua...


Notas Finais


Críticas construtivas são bem vindas e ideias novas, também!🌺

Meu instagram: https://www.instagram.com/_evelynsl/

Instagram de The Bangtan House: https://www.instagram.com/thebangtanhouse/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...