História The battle of success - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Kagami Taiga, Midorima Shintarou, Murasakibara Atsushi, Yukio Kasamatsu
Visualizações 23
Palavras 1.232
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Esporte, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiis! Tudo beleza? Espero que sim!
Eu voutei! Rsrsrs vejo que todos estão ansiosos para o Taiga dar , de uma vez, em cima de mim...
Calma! Rsrsrs... Tudo a seu tempo. Continuem com esse capítulo!

Capítulo 11 - Bad romance de Taiga


Fanfic / Fanfiction The battle of success - Capítulo 11 - Bad romance de Taiga

Depois que todos saem com os seus futuros namorados, em um banco qualquer ,numa praça, eu estou sentada observando Taiga fazer inúmeras flexões, eu suspiro alto. Ele percebeu a minha cara de tédio e veio até mim.

Taiga: Você já cansou?
Duda: Mais era você quem estava fazendo flexões uma atrás da outra... Podemos fazer uma pausa? Ou ir logo pra CASA!?
Taiga: Haha. Você é impaciente... Bora!
Duda: Sério!? Legal!!

Nós passamos por uma outra praça que tinha balanços, roda, castelinho, escorregador... E o trepa-trepa. Eu parei, Taiga percebeu e se virou para mim, o brilho no meu olhar dava para iluminar uma rua inteira. Saí correndo até o trepa-trepa, escalei até o topo. Vi Taiga eufórico lá em baixo.

Duda: EU ADORO ESSE BRINQUEDO!
Taiga: Isso... É... Cof cof... É coisa de criança... Só o nome que é de adulto...
Duda: É MUITO DIVERTIDO!
Taiga: Tsc... Você iria ver o que seria divertido... EI! DESCE DAI! Vamos para casa...
Duda: Ah. Eu queria ficar mais...

Ele fez cara feia e me puxou pelo pé, desci rapidamente e já me encontrei em seus braços, ele está completamente suado, com a respiração ofegante e bem perto de mim. Ele sorriu de lado e me colocou sobre o ombro.

Duda: EI! Eu sei andar... ME PÕE NO CHÃO!!
Taiga: Eu não confio nas suas palavras. Vai que você foge?!
Duda: Não vai rolar...
Taiga: Sabe... Eu... Eu comprei aqueles brinquedinhos...
Duda: UAU! Eu adoraria jogar... Mais eu tenho que...
Taiga: O que!?

Ele para e me coloca sentada num banho, ele me rodeia e fica me encarando, depois se senta do meu lado.

Taiga: Eu pensei que... Hum... Esqueça... Eu não tenho tempo para isso. Você... Você traiu minha confiança... Kise também...
Duda: A culpa é dele... Não minha...
Taiga: E o que ele disse?
Duda: Ele só queria saber se você... Era... Ciumento...
Taiga: AGORA VOCÊS JÁ SABEM...

Eu parei, olhei para ele como lágrimas brotando nos meus olhos, me virei de costas para ele. Ele pegou minha mão, ele queria continuar falando, mais ai eu o empurrei para longe de mim. De uma vez só ele me segurou pelas mãos e selou meus lábios vermelhos, com força, aquele beijo foi o mais selvagem e o mais insano. Depois dessa eu juro que devo estar passando de vermelha para azul, eu me desprendi do seu beijo e sai dali, voltei para casa para dar um tempo de tudo.

Quinta-feira 5:30 PM

Estávamos na nossa festa/baile de formatura, Emely estava linda num vestido roxo tubinho, com um lindo par de botas, Gabriele estava ficando com os seus lindos cachos negros, o seu vestido imitava o céu cheio de estrelas, ele era comprido e chegava até os pés, eu usava um vestido looooooongo, tão longo que eu precisava levanta-lo para andar, da cor do mar com alguns detalhes prateados. Circe estava com Aomine, mais eu não deixei de olhar para o seu vestido, gótico com um corte assimétrico nas costas, um babado negro chegava até os joelhos, com uma calda longa atrás. Todos os meninos estavam com um terno lindo.

Gabi: Minina! Cê tá linda com esse vestido! Parece que foi ontem que nos conhecemos... Aí... Eu vou chorar...
Emely: E aí! Com quem vocês vão dançar?
Gabi: E TEM ISSO?!
Emely: Eu nunca vi uma formatura sem baile...
Gabi: Ah eu vou dançar com quem me chamar...
Emely: Entaum é o seu dia de sorte! Olha só quem não tira os olhos do seu decote...
Gabi: NHÃN?! Q-Q-QUEM?!
Duda: Atsushi Murasakibara.

Gabi tenta se esconder atrás do jarro de plantas mais Mura está decidido.

Gabi: E-E-Ele já f-f-oi?
Mura: Ah pode crê...
Gabi:GAHHHHH! Mu-mu-Murassakibara?!
Mura: Hey... Você aceitaria dançar comigo?
Gabi: Eu... Eu não posso...
Mura: Por quê?
Gabi: Eu sou mais dura que um pau... Olha só...
Mura: Não tem problema... Eu pensei que você quisesse... Ninguém gosta de dançar com... Com um poste humano...
Gabi: E-espere... Mura... Eu... Eu.... Eu danço...
Mura: Sério?! Ah você não vai se arrepender. Com o parceiro ideal você não precisa se preocupar com isso...

Ele beija a mão dela e se vai, Gabi se vira pra nós e dá um sorriso sem graça.

Duda: VOCE ACEITOU?! Aii que fofo!
Gabi: Eu tive que aceitar... Ele é muito gentil... E você? Já arrumou um par?
Emely: Eu fui convidada pelo Shintaro em pessoa... Ele até me pediu para depois da festa passar lá na casa dele... Mais ai eu falei que eu iria no outro dia...
Gabi: TA TA CHEGA! Eu não quero saber o que aconteceu...
Duda: Eu não gosto de dançar... Vou ficar sentada aqui, COMENDO!
Emely: Tu vai engordar Minina... Ah olha lá! VEM COMIGO GABI! TEM TORTINHA DE FLANGO!
Gabi: E docinho de morango!

Emely saiu arrastando Gabi pelo salão, me deixando sozinha. Taiga chega na minha frente, me fazendo desviar o olhar delas.

Duda: Taiga? O que faz aqui?
Taiga: O mesmo que você... N A D A... Diz ae... Você por acaso não quer dançar comigo?
Duda: Tch tch... Não mesmo. Não gosto de dançar...
Taiga: Eu insisto...
Narradora: PARA ENQUENTAR A SUA NOITE! VAMOS DANÇAR! senhoras e senhores abram alas para o primeiro casal a abrir a pista de dança!
Taiga: Você ouviu... É sua última chance...
Emely cochichando para Gabi.
Emely: Olha lá... Será que ele está pedindo a Duda pra dançar com ele?
Circe: Quem sabe..
Emely: Uai Circe... De onde você surgiu?
Circe: Acorda Emely... Vocês estão paradas no meio do nada... Eu só vim ver vocês...
Gabi: Emely... Ou então eles estão mapeando os planos para a note do nheco nheco...
Emely: Aiii credo... Adorei... Eu quero ver no que vai dar...
Circe: Na cama... Debaixo do lençol... Um casal apaixonado...
Gabi: SOLTA UM PUM E MATANO OUTRO...
Circe: EIN? HAHAHAHAHA
Emely: Pouco Gabi... Eu queria ouvir o resto...
Gabi: Tch. Você é muito nova pra saber dessas coisas...
Circe: Ninguém foge desse ciclo... É como se você disse que não respira ar...
Gabi: Ah vá... Saí logo daqui e vai lá dançar...

Todas pegaram os seus Paes é começaram a dançar, a música agitada passou para uma mais leve. Eu encostei a minha cabeça no peitoral de Taiga, que colocou uma de suas mãos nela. Dava para ouvir seus batimentos acelerados, o calor da sua mão na minha cintura subia pelas costas.

Taiga: Eduarda... Eu tenho que te confessar algo...
Duda: Hum? Diga.
Taiga: Me desculpa se eu estragar nossa valiosa amizade... Eu... Bem... Quando Kise te beijou... Eu estava pronto para mata-lo... Mais ai ele me fez ter mais cuidado com você... Passei a te valorizar... Agora se eu ficar longe de você... Eu... Eu morro... Você é o maior motivo para mim existir... Eu te amo... Te amo tanto que sou capaz de fazer loucuras por ti.
Duda: Quê? Do tipo dar sua vida por mim?...
Taiga: Isso... Se você morrer... Eu vou com você... Mais eu estou falando de algo maior... Muito grande mesmo... Isso me ajuda a pensar e manter a minha saúde...
Duda: O QUEEEEE?! Como?
Taiga: Você se lembra de quando nós nos conhecemos? Eu acabei encharcado e tive que dormir com você... Eu peguei meu telefone e... Bem... Você sabe...
Duda: O QUE? O que você fez?
Taiga: Tirei uma foto de você...
Duda: não parece tão ruím... É só uma foto... Certo?
Taiga: Errado. Você estava tomando banho...
Duda: Hum... Eu juro que te mato... Eu estou bonita?
Taiga: Muito... Eu uso essa foto para me...
Duda: PARA! NÃO OUSE FALAR ISSO...

A música muda outra vez e ele me gira. Aquela noite foi incrível, saímos de lá com o emprego nas mãos, Taiga foi o que sempre quis ser, bombeiro, Shintaro conseguiu o diploma em medicina, Atsushi abriu uma pastelaria e Aomine entrou para a Polícia Militar. Todos ficaram muito felizes com o seu novo trabalho, isso mereceu um brinde especial. Estávamos nos tornando adultos.


Notas Finais


Aqui estou eu! Espero que esteja gostado... Rsrsrs. Digam se vocês concordam com as palavras SEM abreviaturas... Oush...
Eu vou ficando por aqui! Até a próxima! Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...