1. Spirit Fanfics >
  2. The Beast and a not Harlot >
  3. Sex and Drugs

História The Beast and a not Harlot - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Sex and Drugs


_ Bom dia Anne! Olha onde estamos! - Coçei os olhos. Eu e Emma tínhamos acabado de acordar, e os meninos me ligaram pela Webcam.

_ Uau! Que praia incrível! - Emma disse. Onde estão?

_ Ah, oi Emma! Não sabia que estava por aí. - Zacky respondeu. - Estamos no Rio de Janeiro. - Ele filmou bem a cara do Matt.

_ Aqui é muito lindo, e tem umas mulheres muito gatas, logo de manhã! - Revirei os olhos. - Vocês deveriam estar aqui.

_ Bem que a gente queria. - Disse, contrariada.

_ Vem pra cá! - Jimmy e Elisa surgiram na tela.

_ Ahn, não é tão fácil assim Jimmy! - Eu ri. - Cadê o Brian? - Jimmy coçou a cabeça e ficou calado.

_ Tá por aí, Anne, nem a gente sabe! - Zacky filmou seu rosto.

_ Ah não!

_ Calma, a gente saiu e ele ficou no hotel, deve estar por lá ainda. - Johnny finalmente apareceu.

Eles se sentaram na areia e filmaram todos juntos.

_ Amanhã temos show no Rock in Rio. Muito foda. - Matt disse empolgado. - É um dos maiores festivais de música do mundo, e nós vamos estar no palco principal.

_ Vocês são fodas querido. - A Emma disse, os fazendo rir.

_ Vocês podiam ter vindo pra cá com a gente, nós nem pensamos nisso. - Zacky disse.

_ Vamos ter que nos contentar em ver na TV, de novo. - Fiz biquinho.

_ Cuidado, ouvir falar que Rio de janeiro é uma cidade perigosa. - Emma disse e nós rimos. - É sério!

_ A gente ouviu falar isso mesmo. Já vamos indo. Bom dia para vocês. - Zacky disse e desligou.

_ Uau Anne, eu nunca imaginaria ser amigas desses homens. Você tem uma vida muito louca!

_ Pra falar a verdade, nem sei como isso aconteceu. Eu fui obrigada a ir naquele show e acabei íntima deles.

Nós conversamos mais um pouco, hoje nós teríamos o dia livre, e Emma estava me implorando pra gente sair para alguma boate. Eu estava meio relutante, mas resolvi aceitar, ela estava muito animada.

Decidimos ir ao Avalon Hollywood, Emma disse que sempre quis ir, mas nunca teve a oportunidade, eu também fiquei animada. Procurei sobre o lugar e parecia ser muito bonito.

Nós passamos a tarde inteira atoa, estávamos ansiosas para sair, isso seria totalmente diferente pra mim. Quando começou anoitecer, nós fomos nos arrumar.

Coloquei um vestido preto com as mangas boca de sino, um coturno preto e Emma fez uma maquiagem preta em mim.

Emma colocou uma saia jeans com o cropped vermelho, e um salto alto preto. Também passou uma maquiagem preta.

Entramos no carro dela, e fomos até Los Angeles, escutando Avenged Sevenfold e rindo muito.

Quando chegamos ao Avalon Hollywood, já estava bem movimentado. Conseguimos entrar rápido e lá era realmente muito lindo.
Era meio que um teatro, simplesmente lindo.

Emma e eu fomos até o bar, e pedimos nossas bebidas. Ela pegou uma cerveja e eu peguei uma batida de morango com vodka, estava incrível! Fomos pra pista de dança e começamos a dançar no meio de todos. Emma já estava de olho em uns caras que estavam perto de nós, e eles também estavam de olho na gente. Não demorou muito pra eles virem puxar assunto.

Me afastei um pouco, deixei Emma conversando com eles e voltei para o bar, para pegar mais uma batida. Encontrei Ethan lá, dei um tapa na testa. Tentei sair sorrateiramente mas falhei.

_ Anne! - Ele sorriu. - Senti saudade sua.

_ Oi Ethan. - Revirei os olhos.

_ Eu apareci na sua casa ontem, mas não me deixaram entrar. Feliz aniversário. - Ele tentou me abraçar mas recusei.

_ Você deve imagina o porque. Obrigada. - Segurei meu pingente.

_ Que cordão lindo. - Ele não parava de puxar assunto, e eu estava ficando desconfortável. - Ganhou de aniversário?

_ Sim. Bom te ver. - Disse irônica e virei as costas.

Ele puxou meu braço, e colou nossos lábios. Passou os braços pela minha cintura e me apertou contra ele.

_ Que isso? - Empurrei seu peito. - Pra sua informação, ganhei esse colar do meu namorado. - O empurrei de novo e saí.

Namorado.. mal sei eu oque eu e Brian temos.

Cheguei com uma cara horrível perto de Emma, e fiquei parada do lado dela.

_ Da pra desfazer essa carranca e aproveitar a festa? Eu vi oque aconteceu, não precisa contar.

_ O Brian pediu para que eu o esperasse e eu já beijei outro!

_ Ai Anne, para de drama! Você nem beijou ele, e duvido muito que o Syn está trancado dentro do quarto só pensando em você.

_ Ai, doeu. - Ela riu e me deu um soquinho no ombro.

_ Olha esses gatos aqui, já estão totalmente na nossa!

Eu ri, e nós começamos a dançar com os tais garotos. Me diverti muito, bebemos mais um pouco, eles até que não eram tão ruins assim.

Já era de madrugada, então resolvemos ir embora. Emma me deixou em casa, e foi pra casa dela.

Anne King
Está acordado?

Brian não me respondeu, provavelmente já estaria dormindo a horas, pois amanhã teria um show gigante, e teria que se preparar desde cedo.

Dormi apertando meu pingente de novo, Brian sempre estaria do meu lado enquanto eu estivesse com ele.

brian


Nós pegamos o vôo logo de madrugada, e chegamos por volta das 9 da manhã. Eu estava esgotado, precisava dormir. Quando chegamos no hotel, procurei logo meu quarto, antes que eles me arrastassem para conhecer a cidade. Me joguei na cama de sapato e tudo, e dormi em um segundo.


Acordei eram onze horas, não tinha dormido nada, continuava cansado. O fuso sempre me matava. Nenhum dos caras estavam no hotel, procurei em cada quarto e nada. Provavelmente estavam conhecendo alguma praia ou sei lá. Eu estava morto de fome, então resolvi almoçar de uma vez.

Fui até o restaurante do hotel, e o cheiro era realmente incrível. Experimentei várias comidas típicas e eram realmente muito boas.

Voltei para o quarto e tomei um banho, já estava estranhando a demora deles. Resolvi ligar para Jimmy.

_ Cadê vocês caralho?

_ Acordou Bela adormecida? - Ele riu. - Estamos na praia, fica só algumas quadras do hotel.

_ Ótimo.

Jimmy me explicou como chegar a praia, e não era tão difícil. Coloquei uma bermuda e chinelos de dedo, uma camiseta branca, óculos escuros na cabeça e fui. Consegui encontrar a praia fácil, e eles também, pois estavam mais afastados.

_ E aí. - Disse enquanto pegava a cerveja da mão do Jimmy. - Essa disposição de vocês me impressiona. - Tirei a camiseta e a coloquei no ombro, me sentando na areia.

_ Você que é morto. - Johnny riu.

_ Anne disse que vai pegar um avião pra cá hoje. - Arregalei os olhos e todos riram de mim. Dei um tapa nas costas de Zacky.

_ Ele tá todo apaixonado. - Elisa brincou e eu fiz careta.

_ Vocês parecem crianças. - Resmunguei e eles riram. - Vou dar um mergulho, essa cidade é mais quente que o inferno.

Deixei meus chinelos, camiseta e óculos, e fui em direção ao mar. Não pude deixar de observar as várias mulheres gostosas que tinham ali, e elas também retribuíram o olhar. Que paraíso! Entrei na água e estava perfeita. Nadei um pouco, mas estava cansado, então resolvi voltar pra areia.

Me sentei do lado deles de novo, e coloquei meu óculos, observando as mulheres que passavam ali.  Estava olhando pro mar, quando passou uma morena, com as coxas mais grossas que já vi na vida, e um peito gigante, não pude deixar de encarar. Abaixei o óculos, e ela riu, provocando.

_ Ai! - Elisa me beliscou.

_ Se esqueceu que sou melhor amiga da Leigh Anne, cara de pau?

_ Claro que não, você fala isso o tempo todo mesmo. Mas Anne e eu não estamos presos um ao outro, pelo menos não agora.

_ Não foi isso que ela entendeu quando disse pra ela te esperar, idiota. - Me deu um tapa na cabeça.

_ Tem razão.

Ficamos mais algumas horas na praia e depois fomos para o hotel. Ficamos sabendo que hoje teria uma festa lá, e nos animamos. Umas pessoas que estavam no hotel nos reconheceram, e disseram que esse tipo de festa era bem louca. Nossa cara!

Passamos a tarde dormindo, estávamos todos cansados, principalmente depois do dia de praia. Mais tarde nos arrumamos para tal festa.

Coloquei uma camisa preta, calça rasgada e tênis da Nike. Anne amava quando eu me vestia assim, oque era quase sempre. Nos encontramos no quarto do Matt. Eles já estavam bebendo e fumando. Me juntei a eles, acendendo meu Marlboro vermelho.
Elisa estava incomodada com a situação, ela odiava quando a gente ficava fumando perto dela.

Dei um trago e soltei a fumaça na cara dela, que revirou os olhos e tossiu, me fazendo rir.

_ Vocês vão todos morrer de câncer. - Tão carinhosa.. - Podemos ir pra essa festa agora?

Descemos pro salão do hotel, e estava cheio de gente, parecendo até a festa em que conhecemos a Anne. Estava tocando música eletrônica, que não é muito a minha praia, mas não me incomodou. Logo todos nós já estávamos com nossas bebidas, e alguns dançavam. Eu só estava observando as pessoas e fumando.

Uma loira se sentou do meu lado, me fazendo olhar para ela.

_ Não acredito que estou cara a cara com Synyster Gates. - Ela disse em inglês.

_ Pode acreditar gata. - Dei mais um trago e ela riu.

_ Você é ainda mais gostoso pessoalmente. - Ri.

_ Posso dizer o mesmo de você.

_ Você nunca nem me viu! - Ela riu e me deu um tapa no ombro. - Não quero algo pra ficar mais animado? - Ela tirou um saquinho com pó branco da bolsa.

_ Não, valeu, tô de boa. - Olhei pra frente e soltei a fumaça.

_ Oque foi Gates? Vai arregar? - Ela puxou meu pescoço e me beijou.

Peguei na sua coxa e apertei, a fazendo gemer baixo na minha boca.

_ Quer ir pro meu quarto? Pra ficarmos mais a vontade.

_ Claro. - Ela sorriu, vitoriosa. - Meu nome é Amanda, inclusive.

Fomos para meu quarto, e quando fechei a porta, ela já atacou meus lábios novamente. A peguei no colo e joguei na cama, me deitando por cima. A essa altura, as roupas dela já tinham voado pelo quarto, e ela estava tirando minha camisa.

_ Gostoso. - Arranhou minha barriga.

Ela pegou o saquinho de novo. Fomos até uma cômoda que tinha ali no quarto e fizemos 4 fileiras. Eu cheirei 3 e ela uma. Misturando com oque eu já tinha bebido, me fez ficar louco, e só me lembro de arrancar a lingerie dela. 

...

Caralho Brian! - Acordei com água na minha cara e uma gritaria no quarto.

_ Oque foi? - Estava tentando abrir os olhos mas estavam pesados demais. E minha boca estava tão seca que mal consegui falar.

Me sentei e Matt me deu uma garrafa d'água.

_ Cadê a Anne? - Zacky e Matt riram da minha cara.

_ Tá chapado até agora? - Zacky se sentou do meu lado e deu um tapa na minha cabeça.

_ Ela tava aqui comigo.

_ Brian, tinha uma mulher aleatória aqui, e nós a mandamos ir embora. - Matt estava puto. - Caralho, quando as coisas se concertam com a Anne, você faz merda!

_ Você sabia que ela terminou com o namorado porque ele se drogou e a traiu no nosso show? Não sabia né? - Zacky me encarou. - E você acabou de fazer a mesma coisa.

_ Você não merece ela, caralho! - Matt deu um tapa na cama.

_ Se está tão preocupado assim, fica com ela porra! Aposto que já contou isso pra ela mesmo! - Avancei em Matt, mas Zacky me segurou.

_ Você é um babaca, Brian! Talvez eu devesse ter contado, mas pensei que fôssemos irmãos, porra! - Ele saiu do quarto e bateu a porta com toda força.

_ A gente é irmão e ele tá afim da minha garota!

_ Porra Brian! - Zacky me empurrou na cama. - Você tava com outra mulher na cama e agora se preocupa com ela?

Me encostei na cabeceira e coloquei a cabeça entre as mãos. Eu nunca pensei que me arrependeria tanto de uma coisa como estou arrependido agora..

_ Não conta pra ela, por favor Zacky! - Ele balançou a cabeça negativamente.

_ Se arruma, daqui a pouco vamos pra cidade do Rock. - Saiu, também batendo a porta.

Tomei um banho gelado, eu estava morrendo de dor de cabeça, e o corpo horrível. Tomei um remédio e me vesti.

Me encontrei com os caras e Elisa no saguão do hotel, pegamos nossa van e fomos para a Cidade do Rock.

Estava fumando e olhando a vista pela janela. Era uma cidade muito bonita. Olhei para Elisa e ofereci o cigarro, ela fechou a cara.

Enquanto eles riam e conversavam eu fiz o caminho inteiro calado. Não estava muito no clima, e ainda estava nervoso com o show de hoje.

Chegamos ao local do show, e fomos conhecer o palco. Era gigante, realmente dava um frio na barriga. Ficamos confinados nos bastidores, uma tarde longa e tediosa vinha por aí.

Saí do camarim para fumar, e encontrei Elisa. Ela deu as costas e cruzou os braços.

_ Parece que as notícias correm rápido por aqui. - Me aproximei.

_ Mas rápido do que imagina, Gates. - Ela se virou pra mim. - Eu te amo Brian, mas você é impossível!

_ Foi por impulso Lisa, hoje acordei e achei que estava com a Anne.

_ Ótima desculpa. Pelo que conheço, ela deve estar trancada no quarto, agarrada com o colar que você deu pra ela, e pensando em vocês. - Ela gesticulou. - Ela pode te amar! Já pensou nessa hipótese?

_ Não vai tão longe! - A empurrei de leve.

_ Não estou brincando Brian.. Você precisava ver o estado que ela ficou quando descobriu sobre aquele noivado estúpido! E você simplesmente se esquece dela pra ficar com uma qualquer que te dá droga! Achei que já tivesse saído dessa vida.

_ Uau.. Isso foi um tapa na minha cara. - Suspirei. - Eu saí Lisa, mas não resisti. Me desculpa.

_ É a ela que você deve desculpas.

_ Você contou pra ela?

_ Não Brian! Mas ela me disse que te enviou uma mensagem de madrugada e que você não respondeu até agora. - Passei a mão no bolso e bati na testa.

_ Esqueci o telefone no hotel. - Lisa bateu palmas, irônica. - Você acha que ela e Matt tem alguma coisa?

_ Ai Brian, pelo amor de Deus! Só você não percebe o quanto ela é louca por você. Mas sim, eles já ficaram depois da festa na casa dela. E ele a trata como uma princesa! Acho melhor ficar esperto.

_ O Matt é meu irmão, ele não tentaria roubar ela de mim, mas obrigada pelo conselho. - A abracei a força, ela riu e acabou cedendo.

_ Que putaria é essa aqui? - Jimmy chegou.

_ Estamos te traindo. - Elisa disse e tampou a boca, como uma criança. Eu ri.

_ Espero que ela tenha colocado juízo na sua cabeça, otário. - Ele empurrou minha cabeça, rindo.

_ Eu podia jurar que era a Anne que tava lá comigo.. Acho que ela chama Anne. - Eles riram da minha cara.

_ É Amanda, meu filho! Ela fez questão de deixar bem claro pra todos nós. - Jimmy acendeu um cigarro.

_ Vocês viram ela?

_ Ela saiu do quarto fazendo o maior barraco, porque o Matt e o Zacky mandaram ela sair.

_ Galera! Corram aqui! - Johnny gritou desesperado e fomos correndo até o camarim, ele estava com o notebook no colo. - Vejam vocês mesmos.

Synyster Gates aproveita primeira noite no Brasil, para curtir com gata carioca, Amanda Menezes.

_ Que porra é essa? - Gritei. Tinham fotos minhas, e dessa tal Amanda, deitados juntos, abraçados, e nos beijando. Essa maldita tinha me drogado pra tirar vantagem e ter 15 minutos de fama!

_ Meus parabéns Amanda, inteligentíssima, eu nunca teria pensado nisso. - Elisa disse olhando pra mim.

_ Porra Brian! - Eles gritaram quase que juntos, Elisa riu.

_ Isso não tem graça Elisa!

_ Ah, tem e muita! - Ela não parava de rir. - Anne vai ver isso logo logo, já prepara seu discurso guitar boy. - Ela me deu uns tapas no ombro e saiu rindo. Bendito karma!

_ Nisso ela tem razão.. - Matt resmungou.

_ Como eu ia saber que ela tava me dando droga pra tirar fotos minhas?

_ Era só não ter aceitado drogas de uma desconhecida que mora do outro lado do mundo. - Zacky disse, também rindo.

_ Tem chances da Anne não ver, sei lá. Mas você deveria contar pra ela, antes que ela veja. - Johnny tentou me acalmar.

_ Ok. Mas não trouxe meu telefone, esqueci no hotel.

_ Cara burro. Toma o meu. -Jimmy disse, estendeu a mão e peguei seu telefone.

Estava apreensivo, eu não sabia oque deveria falar. Apenas liguei, e deixei a conversa fluir.

_ Jimmy?

_ Oi Anne, sou eu. Esqueci meu telefone no hotel.

_ Oi Brian! Desculpa ter mandado aquela mensagem tão tarde. Eu e Emma saímos e quando cheguei quis conversar, aconteceu uma coisa chata.

_ Pode falar linda.

_ Então eu encontrei Ethan na boate em que fomos e ele tentou me beijar. Mas eu não deixei! Me desculpa Brian, não foi culpa minha, eu tentei fugir dele. - Ela estava tão preocupada e eu só consegui me sentir pior ainda.

_ Oh Anne, tudo bem, eu confio em você. Só que vou matar esse puto. - Ela riu. - Só queria matar a saudade da sua voz, tenho que passar o som.

_ Bom show, beijo.

Ela não tinha visto nenhuma notícia! Mas talvez eu tenha esquecido um grande detalhe.. não falei com ela sobre o ocorrido. Provavelmente todo mundo ficaria bravo comigo, mas vou falar com ela depois do show, não quero brigar com ela agora, o show seria horrível.

Fomos passar o som, e eu não tinha falado com eles que não falei com ela, pra tudo correr normalmente. Estava quase na hora de entrar no palco e a ansiedade estava me matando..

Nós nos arrumamos e em pouco tempo chamaram nossa banda. Tinha um mar de gente nos esperando, e ao entrar no palco e ouvir todas aquelas pessoas gritando, me esqueci dos problemas por um instante, e resolvi que iria fazer um dos melhores shows da minha vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...