1. Spirit Fanfics >
  2. The Beatles songs >
  3. Love me do

História The Beatles songs - Capítulo 45


Escrita por:


Notas do Autor


Hello, it's me🎶

Quanto tempo, não é, povo? Aconteceu tanta coisa desde a última vez que eu postei aqui que só Deus! Meu cel me trollando o tempo todo não deixa eu postar mais.

Mas, voltando ao post, hoje eu vou postar o último pedido daquele perfil que não vejo mais. Espero que vocês gostem!!!

Com vocês, Love me do!!!

Capítulo 45 - Love me do


Fanfic / Fanfiction The Beatles songs - Capítulo 45 - Love me do

Paul era um adolescente que ninguém sabia dizer se era comum ou incomum. Como todo adolescente, estudava, tinha amigos, lia alguns livros e hq's, gostava de música alta e saía com os amigos para curtir a noite em pubs. O incomum, pelo menos no lugar onde moravam, é que ele era metódico, organizado, planejava como estaria quando tivesse trinta anos e era gay.

Esse último elemento fez com que seu pai procurasse um psicólogo para lhe ajudar a como lidar com aquela situação. Foi muito complicado para Jim no início mas, depois que Paul apresentou John, seu namorado, o McCartney mais velho viu que o importante era o filho ser feliz e se sentir acolhido em casa e pela família.

Com isso, John passou a frequentar quase que sempre a casa dos McCartney. Encontrou lá o amor, o carinho e a segurança que não tinha em casa. Jim era como um pai pra ele e Mike era como seu irmão mais novo. Paul, logicamente, adorava aquilo. Ver seu namorado tão integrado à família era a realização de um sonho que nem sabia que tinha.

O casal de namorados estavam fazendo uma sessão de cinema em casa. Apenas Jim estava em casa, mas no quarto, sem incomodar os meninos. Já estavam no terceiro filme em meio a beijos, abraços e carinhos quando, do nada, Paul pergunta:

Paul: John, você me ama?

John: Que, Paul?

Paul: Você me ama?

John: Claro que eu te amo! Que pergunta é essa agora, Macca? - perguntou surpreso.

Paul: Você sabe o quanto eu sou inseguro, Johnny, principalmente por causa da Cyn e da Yoko.

John: Dá vontade de não te amar quando fica com essas inseguranças. Paul, não precisa disso!

O moreno, como que para confirmar, acomodou-se no colo do outro, pondouma perna de cada lado do corpo do namorado e falou para ele:

Paul: Amor, me ame! Você sabe que eu amo você. Eu sempre serei sincero. Então, por favor, me ame - falou beijando o pescoço do acobreado.

John: Macca... Macca lindo do meu coração, eu amo os seus beijos e amo quando senta assim no meu colo, mas seu pai pode chegar e nos ver assim. Não vai ser legal...

Paul: Me ame!

Ninguém poderia falar que John não tentou se controlar, mas estava difícil. Não dava para se controlar com Paul sentado em seu colo daquele jeito. O pegou e o jogou no sofá, surpreendendo o moreno ao vê-lo por cima dele:

John: O que você quer, Macca? Fala pra mim, amor! - falou beijando o pescoço de McCartney.

Paul: Alguém pra amar... Alguém novo... Alguém para amar... Alguém como você.

Os dois começaram a se beijar com pequenos selinhos ali no sofá. John olhava maravilhado para o namorado e falou para ele:

John: Não precisa me querer, Paullie, porque você já me tem. Você me tem por completo nas suas mãos, amor. Eu te amo mais do que podia imaginar amar alguém na vida.

O acobreado começou a beijar apaixonadamente o moreno. Como sempre pensava, o beijo dele era o melhor do mundo. Era um beijo apaixonado, quente, doce. Nada pararia aquele beijo:

Jim: Caham... Que filme interessante, meninos! Do que se trata?

Paul: Oi, Paul! - falou se endireitando no sofá - É ficção científica. Quer assistir com a gente?

Jim: Não, obrigado! John vai dormir aqui, né? Está tarde pra voltar pra casa. Vou ligar pra sua tia.

John: Não precisa, sr. McCartney! Na verdade, ela nem se preocupa. Ela meio que... o senhor sabe!

Jim: Sei, sim! Vou arrumar a cama pra você. Paul, pode pedir a pizza pra nós três?

Paul: Claro! Já volto, amor!

Quando o menino saiu, deixou John sozinho no sofá, que se assustou ao ouvir a voz do sogro:

Jim: Se eu fosse você, me mudava pra cá. Pelo menos aqui, todos nós gostamos de você e te queremos bem - falou já saindo.

Enquanto John estava surpreso, Paul estava maravilhado. Tinha o melhor pai do mundo mesmo. No fundo, torceu para que John aceitasse a proposta para ele ser mais incomum do que achava que era.


Notas Finais


Por hoje é só, galerê!!!

Semana que vem teremos mais capítulos (se o cel deixar).

Pista: Será Starrison! Façam suas apostas 😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...