1. Spirit Fanfics >
  2. The Beauty and the Beast >
  3. Sete

História The Beauty and the Beast - Capítulo 7


Escrita por: E-White

Notas do Autor


boa leitura♥

Capítulo 7 - Sete


Fanfic / Fanfiction The Beauty and the Beast - Capítulo 7 - Sete

No vilarejo da França...

— Ah, uma ave mensageira! — Diz Chris Argent ao ver o pássaro negro pousando na janela, abre a carta que estava presa no animal. — “Querida família, estou perto de casa. Mal posso esperar para chegar da viagem. Seu filho, Isaac. ”

— É a ave de Isaac! — Pronuncia Gaston.

— Ele está voltando. Gaston vá fritar batatas para seu irmão. E tempere bem. — Argent dá a ordem, e o caçador torce o nariz, mas faz. Logo as batidas soam na porta.

— Filho, estava com saudades! — Chris recebe o mais novo com um abraço.

— Onde está Gaston? — Isaac pergunta com um sorriso.

— Isaac! Que bom te ver! — Gaston recepciona o irmão com um abraço apertado.

— Gaston vai buscar cerveja para seu irmão! — O mais velho entoa, e o caçador faz cara feia mas obedece.

— Como vai as coisas pai? — Isaac faz a pergunta enquanto alimenta seu falcão.

— Melhor agora que você voltou. Senti sua falta. Gaston vai buscar um sanduíche para o Isaac — Ordena em tom paternal, recebendo um olhar de insatisfação de Gaston, que o pai ignora, e um som de conversa alta fere a tranquilidade da vila, e logo os três saem para ver o que era.

— Uma mensagem...do castelo! — Um aldeão diz recolhendo a carta que Stiles escreveu. — Noah, esse não é o seu cavalo?

Ao ouvir a pergunta, o Stilinski reconhece que era mesmo o seu cavalo.

— O que diz a carta? — Noah pergunta enquanto os aldeãos cercam o cavalo.

— É um convite. Para um baile. — A voz masculina soa — Estão todos convidados para hoje a noite. Boca livre. Dança! Tragam o melhor músico da vila e será recompensado!

— É uma armadilha. Não confiem! — Gaston grita.

— Como sabe? — O aldeão faz a pergunta.

— Uma fera vive no castelo e Noah viu ele. — O caçador responde.

— É verdade? — O mesmo aldeão pergunta.

— Sim, eu vi. Um homem muito feio. — O Stilinski dá seu relato.

— Feiura não é perigoso. Tem muita gente feia na aldeia — Isaac dita a frase — Só sei que eu vou querer ir na festa.

— Se meu filho vai eu vou! — Chris pronuncia recebendo uma cara feia de Gaston.

No castelo...

— Stiles, como estou? — Scott pergunta vestido com uma roupa de festa do dono do castelo.

— Elegante. Vai ir ao baile assim? — O castanho responde.

— Stiles, quem é ele? — Fera aparece.

— Ah é o Zip — Stilinski diz.

— Zip? Pelo que sei Zip é uma xícara — O careca entoa.

— Eu era, antes do Stiles me tornar humano de novo — O moço de queixo torto pronuncia.

— E como fez isso? — O rapaz de rosto cicatrizado faz a pergunta.

— Na verdade eu não sei... — Mieczyslaw responde tímido.

— Deve ter sido me tocando. — Scott deduz.

— Mesmo? Então me toque, eu gostaria de voltar a ser humano. — Horloge pede, e o jovem de pintinhas fica pensativo, mas acaba segurando o relógio mordomo, mas nada aconteceu — Nada mudou. Continuo sendo um relógio.

— Mas Stiles não tocou Zip com a mão. Tocou com a boca. Eu acho que só funciona com um beijo. — Lumiere lembra.

— Um beijo??? — Fera se enfurece.

— Ele quis dizer quando eu bebi chá na xicara. — Stiles explica.

— Então é isso, um beijo, e a maldição será quebrada! — Horloge pede — Me beije Stiles?

— Não!! — O moço da pele marcada grita, em seus olhos era visível que ele não queria Stiles beijando o seu mordomo. Nem ninguém tocando no verborrágico — Stiles adoraria, mas tem que me ajudar a escolher uma roupa. — Segurando na mão do castanho, subiu as escadas com pressa.

--

— Os convidados chegaram! — Lumiere grita e sua voz ecoa no salão. Stiles e o Fera finalmente descem já vestidos com trajes formais.

— Sejam bem-vindos. Esse é o anfitrião e o príncipe. — O relógio mordomo diz, e a reação foi o típico espanto pela aparecia do rosto do careca. Mas todos foram entrando mesmo assim.

— Pai! — O falador vê Noah e vai correndo abraça-lo. — Que saudades.

— E qual é a pegadinha? — Gaston perguntou — Está na cara que é uma armadilha.

— Não é uma armadilha — Scott responde enquanto os criados colocam a música na vitrola — É só uma festa, e o castelo ainda vai dar muitas.

— Então Stiles, e a surpresa? — Fera pergunta ao castanho.

— Ainda não é hora. — O jovem das pintinhas diz.

— E agora é a hora? — O careca insiste impaciente.

— Mais tarde. — Stilinski responde.

— Daqui a quanto tempo? — O dono do castelo faz mais perguntas.

— ‘Tá bom, acho que chegou a hora. — O verborrágico responde, sendo vencido pelo cansaço. — Mas precisamos ir a outro lugar, onde esteja só eu e você.

O Fera quase morreu de vergonha ao ouvir isso, mas levou Stiles ao segundo piso, na varanda.

— Tem que fechar os olhos, se não nem vai ser surpresa. — Mieczyslaw entoa, e o careca fecha lentamente seus olhos, era o que ele sempre quis, ficar a sós com o verborrágico.

O falador hesitou primeiro, mas criou coragem e tocou os lábios do moço de rosto rugoso, deixando um selinho e sentindo seu corpo arrepiar com o toque. O beijo foi rápido mas fez o corpo dos dois aquecer inteiro depois formigar.

O rapaz de rosto cicatrizado ficou olhando nos olhos do jovem das pintinhas em silêncio, então investiu nele, dando mais um selinho dessa vez mais demorado e o corpo do careca inteiro estava vibrando com o beijo, os lábios fazendo o ato de abrir espaço na boca do castanho, que deu a permissão para o Fera continuar, enquanto um saboreava a saliva do outro, os dois corpos estavam enviando ondas de calor que desciam direto para suas ereções.

— Stiles, estava te procurando — A voz cínica de Gaston soa. — Quando você vai pagar a sua dívida? Está me devendo um ou dois beijos.

— Beijo?? — Fera diz em tom áspero.

— B-E-I-J-O. — O caçador soletra ironicamente — Stiles me prometeu naquele dia em que me procurou.

— Ele não vai te beijar nunca! — O careca grita já empurrando o moreno.


Notas Finais


continua.......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...