1. Spirit Fanfics >
  2. The beginning >
  3. The begging- 02

História The beginning - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, espero que gostem <3 boa leitura.
JY= Jinyoung
BB= Bambam
PF= Professor
JN: Jennie
JK: Jungkook
DT: Diretor

Capítulo 3 - The begging- 02


"-Olá, sou Jeon Jungkook, o novo colega de classe de vocês, espero que nos demos bem no futuro!"

Jeon tinha seus cabelos castanhos- escuros que faziam divisa com seus olhos jabuticaba. Sua pele era branca como a neve e tinha um estilo que eu não conseguia descifrar.

Tinha um lugar vazio ao meu lado, afinal Jinyoung e Bam sentavam juntos e além deles ninguém mais sentaria ao meu lado, mas a vida não é tão boa assim como em filmes românticos ou fanfics, crianças!

Na sala em geral, apenas havia apenas um lugar vazio, respectivamente ao meu lado, porém a nojenta da Rachel mandou sua amiga que sentava ao seu lado, ir sentar comigo para o bonitão, galã de novela, sentar ao lado dela.

Rachel: Uma intercambista russa que iria ficar um ano em nossa escola. Tinha seus cabelos longos loiros e seus olhos azuis, típica princesinha, ugh! Era idolatrada por todos, incuindo professores, e é oficialmente minha arquirrival, ela fica em segundo lugar nos dez melhores da escola, e por isso sempre diz que eu colo ou algo do tipo, ou seja, tudo que ela puder fazer para me incriminar, ela iria fazer.

Tanto faz, não queria ele mesmo.

Jeon sentou- se ao lado da russa e a aula prosseguiu.

Bom, a menina que sentou ao meu lado se chama Kim Jennie, uma verdadeira cobra,  todos faziam tudo que ela queria, na hora que ela queria, e do jeito que ela queria. Ela era coreana e tinha seus cabelos longos igual a Rachel porém seus cabelos eram castanhos- escuros. Concorria a miss Coréia, apesar de nunca ter ganhado, sempre se gabava disso. Jennie era muito bonita e se aproveitava disso, digamos que ela ficava com os restos da Rachel, todos os namorados de Rachel na Coréia foram também namorados de Jennie. irônico, não?

JN: Ei, me da seu resumo!

- Não!- digo puxando minhas coisas para mais perto de mim.

JN: Me dá logo essa bosta, sua vadia!- disse tentando pegar os meus resumos da minha mão.

Nesse momento, meu sangue ferveu, odeio quando as pessoas pegam as coisas que são minhas, ainda mais da minha mão.

Peguei a mão de Jennie a virando, depois a empurrei no chão e gritei:

- FIQUE LONGE DAS MINHAS COISAS SUA VADIA LOUCA!

Quando me dei conta estavam todos nos olhando, e o resultado foi eu e ela irmos para a sala do diretor.

DT: Eu já disse meninas,vocês tem de parar com isso!

- Ela estava praticando bullying comigo diretor e foi a única forma que encontrei de me defender- abaixei a cabeça- perdão pelo transtorno, mas o senhor poderia deixar passar desta vez por favor?- digo o olhando novamente.

Eu incrivelmente tinha uma ótima lábia e os adultos sempre caiam nela.

DT: Ok, mas não causem esse problema de novo, certo?

- Professor, ela vive me atormentando, o que faço?

DT: hum, bem, vou troca- la de lugar e se ocorrer de novo, me avise e tomaremos medidas mais drásticas, mas não use violência novamente, certo?- diz.

- certo!- assinto com a cabeça.

DT: Aliás, onde você aprendeu esse tipo de arte marcial?- diz pegando um caneta e rabiscando algo no papel.

- No youtube senhor.- digo tentando inventar minha melhor desculpa.

DT: Ensinam isso no Youtube? minha nossa!- diz parando de rabiscar em seu papel e olhando para mim surpreso.

- Loucura, né- ri baixo- é chamado de...como era mesmo?- digo tentando puxar da cabeça alguma palavra que se encaixe.

DT: Defesa pessoal?- sugeriu.

- Isso, Isso! Muita loucura mesmo, mas agora eu tenho que ir, tchau diretor!!- digo saindo de sua sala.

Óbvio que não aprendi no Youtube, quando temos uma vida criminosa de sucesso precisamos de alguns requisitos.

Entrei na sala e Jennie ainda não estava ali, todos me olhavam assustados, e cochichavam supostos novos rumores e outras coisas, isso já era normal.

As pessoas sempre estão de olho no que você está fazendo para depois jogarem na sua cara ou te acusarem, elas nunca se cansam disso.

O diretor entrou na sala, e pediu para conversar com o professor por um instante, os dois saíram e Jinyoung e Bam viraram para saber os detalhes de como tinha sido minha aventura no "mundo exterior".

Jinyoung: Que que foi isso em?! Senhorita certinha quebrando os punhos de princesas nojentas? uau!- disse virando- se e colocando suas mãos na cabeça e seus pés sobre a  mesa.

BB: Que que houve lá fora?- diz animado.

- Nada demais, apenas ele disse para eu não fazer mais isso.

Nesse momento Jennie entrou na sala, recolheu seu material e foi em direção a Jeon enquanto era observada por todos.

JN: Vaza novato, o diretor mandou você sentar perto da maluca.- diz jogando seu material em cima dos de Jeon.

RC: O que? não! Ele não pode! lembra do nosso plano?!- diz fazendo uma cara dramática.

JN: DANE- SE O SEU MALDITO PLANO, SÓ VAZA DAQUI GAROTO!- diz assustando todos.

Jeon se levantou e foi em minha direção e sentou- se ao meu lado.

cumprimentei- o no estilo coreano. Ele nada correspondera.

Depois disso, admito que fiquei um pouco pressionada com ele do lado, mas ele nada dissera.

PF: Alunos, isso é tudo por hoje! Jeon e Bo-Ra na minha sala por favor.- disse saindo da sala.

Olhei para Jeon que nem me olhou de volta, apenas pegou seus materiais e seguiu o professor. Ele provavelmente me odiava.

PF: Quero pedir a sua compreensão sua Bo-Ra, preciso que mostre a escola a Jungkook, já que é nossa aluna premiada.- disse sorrindo.

Jeon me encarou de canto.

PF: Se bem que Jungkook também tem notas excelentes, deve ficar em alerta em -riu- bom, depois de mostrar a escola, lhe pague uma refeição bem saborosa em!- disse deixando algumas notas de vinte mil wones- Vão!

Nos levantamos e quando saímos Jeon se direcionou pela primeira vez a mim.

JK: Não precisa fazer isso, se não quiser. Eu posso virar sozinho!- diz não olhando para mim.

- É sempre assim?- digo o olhando.

JK: Que?- diz agora olhando para mim confuso, mas prestando atenção em cada detalhe e movimento, sinceramente isso me constrangeu por um leve momento mas relevei.

- Assim, autoritário. "Não preciso de ninguém" "Sou bom demais" - digo fazendo voz grossa com a intenção de imita- lo - se for assim, já temos pessoas desse jeito demais aqui, vai se enturmar bem!- digo sorrindo levemente.

JK: Você é sempre assim?- diz com um sorriso de lado.

- Como, Jeon?- digo com deboche.

JK: Durona.- disse tirando os olhos de mim e começando a andar.

- Sou!- digo o acompanhando.- por que? não adianta vir com esses papinhos que "você não faz meu tipo" "meninas duronas não são o tipo de nenhum garoto" "você devia ser mais doce".

JK: Na verdade, você é meu tipo ideal e para mim, meninas duronas são mais atraentes!- disse sem olhar pra mim.

Parei de andar.

Jeon Jungkook, parece que você vai me dar muitos problemas ainda!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...