História The beginning of a new Love (EM CORREÇÃO) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Escolar, Harry, Larry, Liam, Louis, Romance, Zayn, Ziam Mayne
Visualizações 83
Palavras 2.483
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Together we are stronger


 

Duas semanas depois.... Duas semanas que eu não apareço no colégio, que não atendo telefonemas, sei que estou errado, mas não consigo imaginar como seria ver Louis ou pelo menos ouvir sua voz, depois de ter experimentado como se é ser amado, amar e ser retribuído -  mesmo sendo acostumado com a vida conturbada e revirada - dói perder o amor da sua vida por maldades alheias.

Eu agradeço a quem precisar por não ter tido uma surpresa e não ter recebido nenhum convidado surpresa aqui na minha casa. Bom o que eu falei para não aparecer na escola e não sair de casa desde aquele dia sem ir para casa do Louis com a permissão da minha mãe como era o esperado?

“Mãe estou doente” não sei como ela acreditou ou se realmente acreditou o fato é que, tem duas semanas, e infelizmente “doente” ou não amanhã serei obrigado a ir para escola, estou trancado todos esses dias no meu quarto, comendo a força e levantando da cama obrigado, tudo o que consigo fazer é ver e rever milhões e milhões de vezes todas as nossas fotos que tiramos durante o tempo que passamos juntos, seja como amigos ou até mesmo as duas depois do nosso primeiro beijo e do último dia que nos vimos  que dormi em sua casa.

[...]

 

Não consegui dormi, estava nervoso, ansioso e até mesmo com medo de rever Louis, cheguei o colégio e corri para o meu armário sempre de cabeça baixa tentando ao máximo passar despercebido, como estou acostumado sendo o invisível de todo colégio.

Felizmente minha primeira aula não era com ele, mas eu sabia que nas duas últimas eu teria que vê-lo querendo ou não. Sabia que ele não iria querer falar comigo, e talvez o que mais vá me doer é ver ele me virando o rosto, eu não vou suportar, meu coração se aperta só de pensar nisso.

Última aula, estou tremendo no intervalo inteiro fiquei escondido atrás da escola evitando ver qualquer um dos meninos, por sorte ninguém percebeu minha presença, meu peito doía, minhas mãos tremiam e meu olhos já lacrimejavam, a dor de saber que logo ele estaria aqui me corrompe.

Quando menos esperei vi entrando pela sala meu anjo, Louis parecia estar destruído assim como eu, cabelos embolados, olhos inchados olheiras escuras e bem marcadas, ele parecia mais magro também, e quando nossos olhos se encontraram tudo aconteceu:

Verde no Azul

Por um momento o tempo pareceu parar, nossos olhares não desviavam, eu via dor, via tristeza, tudo o que ele estava sentindo eu também sentia, não podia saber se eu sentia mais dor ou ele, mas sabia o quanto estava doloroso, só de ver que ele sofria por minha causa, meu peito se apertava mais e mais lagrimas caindo sem permissão silenciosamente, quando o professor entrou nossa bolha foi desfeita Louis desviou o olhar e se sentou o mais longe de mim que pode.

Não posso julga-lo fui eu que decidi que seria tudo desse jeito e agora só estava lidando com as consequências.

  Assim que a aula terminou corri para casa.

- Mamãe?

- Oi filho, como foi hoje?

- Ahn... Tudo bem, o que faz em casa cedo?

- Vim lhe dar um presente... – Estranho, minha mãe nunca está em casa, e nem se preocupa com presentes assim, normalmente deixa o que compra no meu quarto e quando chego eu vejo, porque faz questão de me dar em mãos hoje?

- Enfim, eu sei que é muito difícil essas mudanças para você, e sei como seu colégio é longe e fica cansativo, então tomei a liberdade de comprar uma coisa, não quero que você se alegre muito, é usado, mas espero que você goste.

- Mãe, o que a senhora está aprontando!

Ela sorriu e estendeu uma chave para mim, peguei meio desconfiado e olhei pra ela que continuava sorrindo...

- Vai lá fora filho.

Ainda confuso abri a porta e... Como esse carro veio parar aqui se eu acabei de entrar e não tinha nada?

- Um amigo meu parou ele aí assim que você entrou não se assuste, é usado, mas parece novo, espero que você goste.

Sorriu mínimo e meia culpada.

- Ma-mamãe e-eu .. E-eu amei! – Meio desnorteado e sem acreditar ainda corro e a abracei – Eu te amo, obrigado.

Não era um carro caro e super chique como a maioria dos adolescentes gostam, mas eu entendo a nossa situação, e nunca esperei um automóvel dela é isso com certeza é a melhor surpresa que eu poderia receber nesses últimos dias.

 

[...]

 

 

Cheguei no colégio no dia seguinte e como imaginei com todos me olhando assim que sai do meu Astro - pois é ganhei um Astro da mamãe e não poderia estar mais feliz - me sentindo uma estrela pop com todos aqueles olhares e cochichos, eu odeio ser o centro das atenções então sai logo dali e fui pro meu armário pra mais um torturante dia vendo Louis sem poder toca-lo..

Como de costume tenho ficado sozinho Zayn e Niall vem falar comigo as vezes mas continuam sempre ao lado de Louis, não que esteja reclamando sei que o melhor para ele é continuar com os amigos, mas eu odeio me sentir sozinho assim como passei minha vida inteira.

 

Já no intervalo sentei na mesa mais afastada, a mesma do meu primeiro dia aqui qual Louis veio falar comigo e me chamar para sentar com ele e os meninos. Suspirei frustrado e comecei a comer, mas assim que olho pra mesa onde eles costumam sentar vejo que Louis não está com eles, então aproveito para falar com Zayn já que preciso de sua ajuda.

- Zayn?

- Oi Harry.

- Eu ..Ahn.. pre-preciso falar.. Sabe.. C-com vo-você.

Antes que eu terminasse de falar escuto a risada de Louis atrás de mim, olho pra trás e travo, ele está conversando com uma menina, que está agarrada ao seu pescoço, ambos gargalhando enquanto se olham...

Sinto lágrimas se acumularem e fecho os olhos com força, ele se senta e a garota se senta em seu colo, assim que ele me vê sua expressão muda, ele congela assim como eu.

Sacudo a cabeça e troco olhares com ele e a garota, e logo depois saio correndo, sentindo as lágrimas correndo livremente pelo meu rosto, bato em alguém que me segura, mas minha vista embaçada não me permite vê-lo.

- Harry? oh meu deus, o que aconteceu?

 É Liam... Não respondo só me jogo em seus braços e volto a soluçar.

- Meu deus Harry, ninguém pode me ver aqui com você, sei que o Zayn contou a vocês sobre tudo, mesmo assim não posso, vem...

Ele me puxa e eu apenas o sigo ainda tentando controlar meu choro.

- Harry, toma, bebe e por favor se acalma.

Tomei a água que ele me entregou e aos poucos fui me acalmando.

- m-me des-desculpe. Eu-eu não aguen-tei ver a-aquela ce-cena

- Tudo bem, não tem problemas, você sabe de tudo que eu sei, mas precisa se manter distante tem muitas pessoas de olho em todos nós e não podemos correr o risco dele saber que abri a boca. Mas agora me conta o que aconteceu?

Parei por um momento para ver onde eu estava, Liam havia me levado para o quartinho de Limpeza do colégio.

Contei tudo, desde o telefonema até o acontecimento recente no refeitório.

- Olha, eu sei que é complicado, e por mais difícil que seja de acreditar, eu estou aqui eu sei o que aconteceu com você por toda sua vida, não se assuste por favor, mas quando Mark quer, ele consegue tudo, ele descobriu toda sua história, mas acredite Harry Mark não irá machucar o próprio filho, ele só quer o manter distante do que ele acha errado.

- ser gay – completei por ele que me olhou triste e assentiu – mas ele... Ele ma-machucou Louis antes... Quem... Quem me garante q-que não irá ma-machuca-lo agora?

- Eu Harry, eu garanto, eu jamais encostei um dedo em Louis, por mais raiva que eu tivesse dele, por ter ficado com Zayn quando eu mais queria era estar nos braços dele eu não tinha essa coragem, e sempre que Mark tentava se aproximar do filho eu o afastava para protege-lo. Eu sei que é difícil se manter distante, eu sei a dor que você sente, mas por favor, continue fazendo o que está fazendo e o proteja, por que por mais que Mark não queira machuca-lo, eu temo pelo bem mental de Louis, essa loucura, toda da família dele pode afeta-lo e não será nada bom, vamos deixar as coisas se resolverem e se acalmarem e eu prometo que quando isso acontecer você vai ser feliz ao lado de quem ama ok?

Tentei sorrir e concordei.

Escutei alguém mexendo na porta e me assustei, Liam sorriu e abriu a mesma, deixando Zayn entrar.

- co-como vo-voce sabia?

Zayn riu e me abraçou me apertei no moreno voltando a chorar.

- Está tudo bem, mas se acalma Hazz...

- e-ele... e-ele...

- Shiiix... Não vá pensar besteira, Louis não tem nada com ela meu Anjo, Lottie é a irmã de Louis, a única que ficou ao seu lado com toda a história do Pai, ela estava morando com a avó mas voltou essa semana e não quis se afastar do irmão. Eles são irmãos Hazz, por favor não se exalte.

 Não acredito, que vergonha, eu não tinha o direito de sair dali daquele jeito, mesmo que não fosse a irmã dele.

Me agarrei mais a sua blusa escondendo meu rosto corado.

- Hey está tudo bem, não precisa ficar envergonhado, você não sabia..

- Mesmo assim Z, eu terminei com ele, não tinha esse direito de sair de lá daquele jeito. - falei ainda soluçando mesmo com o choro cessado.

- Você fez isso pra cuidar de quem ama Harry.

Assenti e sorri triste. Saímos daquela salinha e fomos para as nossas aulas, e assim foram se passando os meus dias, uma coisa monótona, de casa pra escola, da escola pra casa, e o dia todo deitado na cama chorando.

Amanha era o dia, o baile de final de ano, para que dois dias depois fosse a formatura e enfim formados.

Se eu estava feliz? Não, pretendi ia acompanhado de Louis, se eu queria ir? Não, mas estava sendo obrigado tanto pela minha mãe quanto por Zayn e Niall. O Loiro só sabia unicamente que tínhamos nos beijado e logo depois eu tinha ido embora sem explicações, por isso estávamos sem nos falar.

[...]

 

Zayn combinou de me encontrar na porta do colégio, sim hoje era o baile e eu não queria aparecer sozinho, então ele se ofereceu de ficar ao meu lado, já que Niall ia com sua namorada que até hoje não sei quem é, e pelo o que os meninos falaram Louis iria com a irmã. Está sendo um tormento, cada dia mais doloroso.

Cheguei no colégio e assim que estacionei encontrei Zayn.

- Vamos acompanhante? – ele se curvou estendendo o braço.

Sorri corado e cruzei meu braço com o dele enquanto ia sendo levado para dentro da quadra onde estava sendo o baile...

 Tudo ocorria muito bem, até a chegada da rainha e do rei do baile, e eu já sabia quem iria ganhar, Eleonor e Louis, pois é, a mais popular das garotas e o garoto mas na dele e quieto de todo colégio antes de mim, porém o mais bonito que todos babavam e tentavam ficar cima, eu não havia visto Louis em todo baile mas assim que ele subiu no palco nossos olhares se encontraram ele sorriu e piscou pra mim, sabia que era seu alvo, pois era o único no canto da quadra onde estava acontecendo o baile.

Tenho que confessar que depois que nos conhecemos Louis se tornou muito mais confiante e menos envergonhado, Zayn me disse que ele era totalmente na dele, que Louis mal falava com as pessoas o tipo nerd solitário e que quando me conheceu ele mudou, para melhor claro, e sei que devo muita coisa a ele também porque ele me mudou também, nós completamos um ao outro mesmo com toda a demora para nos declararmos, mesmo com apenas a amizade que tínhamos, Louis me fez uma pessoa melhor assim como eu o ajudei.

Meus pensamentos foram desviados assim que escutei sua voz pelos auto falantes de todo colégio.

- Bom , agradeço a todos que votaram em mim, tenho que confessar que eu jamais esperava por algo desse tipo – Ele sorriu, que saudades desse sorriso dessa voz, do Louis por inteiro, ele está tão bonito, com seu terno preto reluzente e os cabelos que parece que ele nem penteou, ele fica perfeito dessa forma – Mas tenho que agradecer a uma única  pessoa, porque é graças a ela que estou aqui, depois que o conheci foi quando me tornei esse Louis que hoje vocês conhecem, pois antes eu era totalmente invisível, e nunca teria coragem de subir nesse palco. Harry o garoto mais incrível que eu já conheci, e que desde a primeira vez que eu o olhei fez meu coração bater mais rápido, e que por causa de um grande problema se afastou de mim, mas antes tenho que ser sincero, eu amo esse garoto, pois é, eu Louis Tomlinson amo Harry Styles.

Louis pulou do palco e veio andando em minha direção, as pessoas faziam um corredor para que ele pudesse passar e vir ao meu encontro, enquanto tudo o que eu queria fazer era parar de chorar e fugir dali, mas meus pés me traiam e não obedeciam minhas ordens, eu não conseguia me mexer e jamais me perdoaria se algo acontecesse com ele por causa dessa surpresa.

- Harry hoje eu consigo entender o porquê de estar longe de você a quase um mês, tenho que confessar que eu te amei ainda mais por saber que todo esse sofrimento era pra me salvar, mas meu amor, eu jamais me perdoaria se deixasse você passar por tudo isso, eu quero te fazer dois pedidos, um é que você confie em mim pra que não se afaste de mim de novo e o outro..

Ele parou por um momento pegou minha mão e olhou nos meus olhos

Azul no verde

 

Uma música de fundo começou a tocar enquanto todos os olhares continuavam em nós, ele se ajoelhou, e retirou uma caixa de dentro do bolso abriu e me estendeu duas alianças prateadas.

- Você aceita namorar comigo? Ser meu não só agora mais pro resto da vida, e eu juro a você que nada de pior irá acontecer a nós dois, pois eu sei que juntos somos mais fortes, eu te amo meu anjo, e esse tempo todo afastado de você foi o pior de toda minha vida. E então o que você me diz?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...