1. Spirit Fanfics >
  2. The beginning of the end (Lee Know - Stray Kids) >
  3. Psycho

História The beginning of the end (Lee Know - Stray Kids) - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Cheguei!
Preparem os corações porq esse capítulo tá épico!

Boa Leitura!🌌❤

Capítulo 31 - Psycho


Fanfic / Fanfiction The beginning of the end (Lee Know - Stray Kids) - Capítulo 31 - Psycho

Sábado, 02

°•●Jisoo on●•°

Consegui sair de casa no meio da tarde sem ninguém me ver. Combinei de encontrar a Jeongyeon no nosso ponto de encontro, já que a Kwan está ocupada com algumas coisas. Cheguei na farmácia e estacionei o carro, saindo do mesmo e indo até a Jeongyeon que está parada na frente da porta do local.

: oi, e aí?

Jeongyeon: oi! *me dá um abraço rápido* preciso falar com você a pedido da Kwan.

:ah, ok! Mas não posso demorar muito. Não posso deixar que o Jungkook e as meninas saibam que eu saí.

Jeongyeon: ok, vou ser direta. Você conhece um homem chamado Choi Soobin?

acho que estou entendendo oque está acontecendo...

: s-sim! Por que?

Jeongyeon: já imaginava... você pode me dar informações sobre ele?

: posso... mas, por que?

Jeongyeon: recentemente, conhecemos ele e estamos conhecendo o grupo que ele comanda. Na verdade, de acordo com ele, tem um líder geral e que não é ele. Você está sabendo alguma coisa sobre isso?

: não, a Kwan não me falou nada sobre.

Jeongyeon: a Kwan me falou que saiu contigo hoje mais cedo pra vocês duas se reconciliarem. Ela também afirmou que quando o Soobin se aproximou de vocês, a sua primeira reação foi sair correndo e se esconder antes que ele percebesse sua presença. Por que agiu daquela forma?

: então... *olho pro chão e respiro fundo* eu conheci o Soobin antes de tudo isso acontecer. Já faz muito tempo, acho que foi mais ou menos no sétimo ano do ensino fundamental. Ele tinha acabado de se mudar pra Seul e tinha ido estudar na mesma escola que eu. Ele foi da minha sala até o nono ano e esse meio tempo foi o suficiente pra nos conhecermos bem. Tivemos um relacionamento sério do nono ano até a metade do segundo ano do ensino médio. No meio do ano, ele teve que voltar pra sua cidade natal pra resolver algumas coisas com a família dele. Ele ficou lá até a nossa formatura do terceiro e todo esse tempo ele continuou matriculado naquele colégio e fazendo tudo virtualmente, por isso conseguiu passar de ano. Antes dele ir embora, ele me prometeu que voltaria na nossa formatura pra sermos par de formatura. Mas em todo o tempo que ele ficou fora, ele não respondia minhas mensagens, não atendia minhas ligações e ignorava todas minhas cartas e presentes...

Jeongyeon: .... o que aconteceu depois?

: eu achei que ele tinha terminado comigo mas não queria me falar. Eu aceitei isso e esqueci ele do começo ao final do terceiro ano. Nesse tempo, eu conheci outro menino e acabei me apaixonando por ele. Começamos a namorar no meio do ano e eu lembro que eu sempre postava fotos com ele nas minhas redes sociais. Ele viu que eu estava com outro e resolveu aparecer novamente. Fiz a mesma coisa que ele fez, ignorei ligações, mensagens e cartas. Até que o problema começou a agravar.

Jeongyeon: como assim?

: ele começou a me mandar ameaças de toda forma. Chegou a me mandar uma carta completamente psicótica. *comecei a me arrepiar ao imaginar a cena*

Jeongyeon: e o que tinha nessa carta?

: *a olho* sangue! Não sei se é sangue humano ou animal, mas era sangue. Palavras escritas com aquele líquido vermelho, por exemplo "você vai pagar caro por isso".

Jeongyeon: ele enviou só uma carta ou mais cartas iguais a essa?

: daquele jeito, foram duas. Essa que eu te falei e outra escrita "sua hora vai chegar, Kim Jisoo! E pode ter certeza, que esse dia não está longe."

Jeongyeon: caramba... esse cara é um psicopata.

: sim! Depois daquilo, fiquei sabendo que ele começou a fazer terapia. Mas mesmo assim, eu não confio nele.

Jeongyeon: é, eu também não confiaria... você acha que eu e as pessoas da fábrica deve confiar nele?

: eu--

Antes que eu completasse a frase, ouço barulhos e cochichos na parte de trás da farmácia. Vou até lá e olho pra todos os lados mas não vejo ninguém. Olho pra Jeongyeon sem entender nada e começo a ir até ela novamente. Antes de chegar lá, ouço passos rápidos no mesmo lugar. Olho pra lá novamente e vejo duas pessoas que conheço muito bem, correndo para dois carros que estão estacionados alguns metros daqui.

merda...

Jeongyeon: *fala baixo* quem é?

: *vou até ela* o Jungkook e a Lisa.

Jeongyeon: sério? Será que eles viram ou escutaram alguma coisa?

: não sei... mas espero que não.

Jeongyeon: é... você ia me responder uma pergunta.

: qual era mesmo?

Jeongyeon: se podemos ou não confiar neles.

: ah, é... Eu não sei... Eu acho que se ele quiser se vingar alguém, ele quer apenas eu. Vocês não tem nada a ver com isso.

Jeongyeon: entendi! Bom, na conversa da Kwan com o Soobin de hoje mais sedo, ela falou que eles são em muitos, em cerca de 40 pessoas, eu acho. Achamos que o Soobin era líder de todos eles, mas ele acabou falando que ele é líder de apenas uma parte. Mas tem um líder geral no qual ele não pode revelar o nome e nem nada sobre ele ou ela. Você acha que isso pode ter algo a ver com o Jungkook e com vocês?

: eu realmente não sei. Pensei nessa probabilidade também, mas pelo que eu sei, o Jungkook nem se quer conhece eles. Se ele soubesse de algo, ele com certeza me contaria.

Jeongyeon: ok! Nos deixe sabendo de tudo sempre, ok?

: pode deixar! *sorrio* mais alguma pergunta?

Jeongyeon: não, isso foi o suficiente. Caso precisarmos mais de alguma coisa, entraremos em contato com você novamente.

: ok! Ah, antes de irmos, quero te perguntar uma coisa. Posso?

Jeongyeon: claro! O que seria?

: como a Kwan está depois da morte do irmão dela? Eu me sinto muito mal por não ter conseguido fazer algo pra impedir.

Jeongyeon: ela está sendo forte. Está conseguindo superar. Estamos conseguindo... mas claramente, ela e o Felix são os que mais sofrem com isso tudo.

: imagino... Sinto muito!

Jeongyeon: obrigada! *sorri fraco*

: era só isso mesmo... tenho que ir agora.

Jeongyeon: é, eu também tenho que ir. Até logo!

: até! *a abraço*

Cada uma foi pro seu carro, em seguida saindo de lá.

°•●Jeongyeon on●•°

Acabei de chegar na fábrica e está tudo normal por aqui. Entrei e fui direto pro quarto da Kwan e do Minho, esperando encontrá-los lá.

: *paro na frente do quarto e bato na porta* gente? Estão aí?

Kwan: *abre a porta* oi, entra! *dá espaço pra mim entrar. Entro e a mesma fecha a porta, trancando. Aqui, está a Kwan, o Minho, o Hyunjin e o Felix* e aí? Como foi?

: deu tudo certo! Consegui várias informações.

Passei pra eles tudo que a Jisoo me falou. Eles ficaram bem surpresos com tudo isso. Realmente não tem nada ver com que pensamos que realmente foi.

Felix: caramba, que loucura!

: pois é...

Kwan: bom, pelo menos podemos ficar um pouco mais tranquilos agora.

Minho: mas não 100% tranquilos. Ainda não temos certeza de nada.

: exatamente!

Hyunjin: será que o Jungkook realmente não sabe de nada sobre os meninos?

: eu não sei... mas pelo que a Jisoo me falou, é bem provável que não.

Hyunjin: ótimo!

Duas semanas depois...

Quarta-feira, 18

°•●Kwan on●•°

Acabei de acordar. Estou na cozinha tomando café junto com o Minho. Acordamos um pouco mais tarde hoje porque tiramos essa madrugada pra ter um tempo só pra gente e "se divertir" um pouco, se é que vocês me entendem. Todos já acordaram e tomaram café. Agora estão por aí, fazendo sei lá oque.

Minho: você não acha que está tudo calmo demais esses últimos dias?

: você também percebeu? Isso tá muito estranho...

Minho: verdade... a Jisoo entrou em contato com você ontem, né?

: sim, mas novamente não tem nenhuma novidade.

Minho: temos que ficar de olho neles.

: é, eu sei!

??: bom dia casal! *Felix nos cumprimenta, entrando na cozinha e se sentando com a gente*

Eu/Minho: bom dia!

Felix: dormiram bem?

: sim, e você?

Felix: é, mais ou menos...

Minho: por que?

Felix: tentem fazer menos barulho da próxima vez.

: ah... desculpa kkk

Felix: tranquilo kkkkk *se levanta* só vim avisar que o Soobin já está lá embaixo.

: ah, obrigada por avisar! Já estamos indo.

Felix: ok, vou esperar vocês lá embaixo.

Eu/Minho: ok! *Felix sai*

Minho: você tem mesmo que ir hoje?

: já combinamos tudo ontem. Não podemos trocar agora.

Minho: mas eu queria ir com você.

: você vai amanhã, amor!

Minho: mas você não vai poder ir comigo.

: você sabe que tem que ficar alguns aqui cuidando das coisas pra caso aconteça algo aqui, não sabe?

Minho: sei... *abaixa a cabeça e faz bico*

: aish, não faz esse biquinho. *ergo a cabeça dele com uma das minhas mãos e faço ele me encarar. Sorrio pra ele* vai fazer birra mesmo?

Minho: eu quero ir com você! *me abraça e deita a cabeça nos meus seios*

: amor, já conversamos sobre isso ontem! Para com isso... *ele não fala mais nada. Apenas aperta o abraço e afunda mais a cabeça nos meus seios* o que você tá fazendo?

Minho: é confortável ficar assim em você...

: tá kkkkk vamos fazer o seguinte. Eu vou lá com eles pra conhecer a outra parte dos que ainda não conhecemos e quando eu chegar ficamos o dia todo na cama abraçados assim, ok?

Minho: tá bom! *separa o abraço* acho melhor irmos logo então.

: hmm, ficou apressado por que?

Minho: porque quanto mais rápido vocês irem, mais rápido vocês estão devolta.

: ah, certo kkkkkk vamos então!

Saímos da cozinha indo direto pra frente da fábrica, encontrando todos lá incluindo o Soobin e mais alguns dos meninos.

: bom dia!

Todos: bom dia!

Jeongyeon: tudo bem?

: sim, e você?

Jeongyeon: tô bem! *olha pro Minho* o que você tem, Minho?

: ele tá chateado porque não vai poder ir comigo.

Jeongyeon: meu Deus Minho kkkkkkkk daqui a pouco ela tá aqui denovo.

Minho: é, eu sei!

Soobin: quem vai hoje?

Chan: *pega uma prancheta* Kwan, Hyunjin, Felix, Momo, Sana, Yoongi, Seungmin, Jeongyeon, Chaeyeoung, Taehyung, e Nayeon.

Tzuyu: *pega outra prancheta* quem fica é Jeongin, Jisung, Minho, Bangchan, Jihyo, Mina, Dahyun, eu, Namjoon, Seokjin, Hoseok, Jimin e Woojin.

Soobin: certo! Quem não vai hoje, vai amanhã ok?

Todos: ok!

Yeonjun: vamos?

Todos: vamos!

Fomos com os meninos para o lugar onde eles "moram" pra conhecer o local e os meninos que moram com eles. Como é um lugar mais afastado da cidade, levamos em cerca de 1 hora pra chegar lá.


°•●Lee Know on●•°

Já faz mais ou menos 3 horas que eles saíram. Estou na área de treinamento tentando me distraír enquanto treino armas e facas aleatórias. Está tudo tranquilo por aqui, até que...

??: MINHO, TUDO BEM POR AQUI?

: *olho assustado pra pessoa que parece desesperada* Dahyun? *coloco a arma que eu estava usando, em cima de uma prateleira* sim, por que? Aconteceu alguma coisa?

Dahyun: tem alguma coisa errada!

: como assim?

Dahyun: vem comigo!

Ela pega na minha mão e sai correndo comigo até dentro da fábrica, no primeiro andar. Chegando na entrada, sinto um cheiro estranho e desconhecido.

Dahyun: tá sentindo?

: sim... *tento identificar o cheiro, mas não consigo* o que é isso?

??: não sabemos! *vejo a Tzuyu vindo na nossa direção, junto com alguns dos outros que ficaram na fábrica* ouvimos passos vindo do porão debaixo, aquele que a gente raramente entra por ter muito insetos. Depois começou esse cheiro estranho.

Me deito no chão e coloco a cabeça no mesmo, tentando ouvir alguma coisa. Do nada, começo ouvir um barulho estranho, como se fosse algo queimando.

: *me levanto* tem alguma coisa lá embaixo e não parece ser uma boa coisa.

Jeongin: como sabe que não é boa coisa?

: por acaso alguma coisa boa tem som de algo queimando?

Dahyun: queimando? Como assim algo queimando?

: eu não sei... mas parece ter algo queimando na parte de baixo da fábrica. Alguém sabe se alguém colocou fogo em algo lá em baixo?

Mina: eu fui a primeira a acordar hoje e não vi ninguém vindo pra cá e muito menos alguém colocando fogo em algo.

: isso tá muito estranho... alguém de nós vai ter que ir lá verificar isso. Quem vai? *ninguém se candidata* é sério isso? Tabom, eu vou mas não vou sozinho. Quem vai comigo? *ninguém se candidata novamente* eu vou ter que escolher? *todos ficam calados* aff... Jisung e Bangchan, vocês vem comigo?

Jisung/Bangchan: QUE? POR QUE?

: VEM LOGO!

Fomos pra entrada do porão. Eles ficaram reclamando o caminho todo até aqui e quando chegamos na frente da entrada, eles tentaram voltar pra trás.

: mas que caralho! Por que vocês tem tanto medo de entrar aqui dentro? *acendo uma lanterna e abro a porta, dando de cara com vários insetos, teias de aranha e muita poeira* acho que já entendi o porque...

Jisung: vamos ter que entrar mesmo?

: Sim!

Eu vou na frente com a lanterna, enquanto procuro oque está fazendo esse barulho tão estranho. Estava tudo bem, até que chegamos em uma certa parte e demos de cara com algumas coisas estranhas, aparentemente caixas.

: que estranho... Eu não me lembro disso aqui.

Bangchan: eu também não...

Jisung: por que tem uma corda esticada pra lá?

Fui seguindo a tal corda que está protegida por um tubo de plástico visivelmente resistente e transparente, até que vejo que a mesma está pegando fogo e se queimando rapidamente.

espera...

Olho para as tais caixas e vejo que a corda está conectada a elas. Vou correndo até uma das caixas e abro a mesma, dando de cara com várias dinamites.

O QUE?

: *vou correndo até os meninos* TEMOS QUE SAIR DA FÁBRICA AGORA! *vou indo até a porta e os meninos me seguem*

Jisung: que? Por que?

: *abro a porta* alguém colocou e ativou dinamites da base da fábrica. Temos pouco tempo pra sair daqui. *saio correndo* AVISAM TODOS, RÁPIDO!

Saio correndo desesperadamente pro andar de cima da fábrica, falando pra todos saírem da fábrica urgentemente. Mesmo sem entender o motivo pra isso, eles me obedecem. Vou até o meu quarto e pego minha mochila, vou pra cozinha e pego garrafas de água e algumas comidas. Coloquei o máximo que deu dentro e fui correndo pra fora da fábrica. Acho que todos já estão aqui fora.

Dahyun: o que tá acontecendo?

: já era, gente!

Tzuyu: o que? Como assim?

Olho para todos vendo se estão todos aqui e percebo que o meu irmão não está aqui.

: CADÊ O JISUNG?

Bangchan: ele foi pegar algumas armas e munições na parte de trás da fábrica.

: NÃO! *saio correndo pra dentro da fábrica novamente, deixando a mochila no chão. Vou pra parte de trás o mais rápido possível e vejo o Jisung carregando algumas armas. Vou até ele e seguro algumas pra aliviar o peso* VOCÊ TÁ LOUCO? POR QUE VEIO PRA CÁ?

Jisung: vamos precisar disso!

: AQUILO PODE EXPLODIR A QUALQUER MOMENTO!

Do nada, ouço um barulho fino vindo de dentro da fábrica no andar se baixo. Vou até a parede e encosto a cabeça na mesma tentando entender que som era esse. Assim que encosto uma das minhas mãos, sinto um líquido estranho escorrendo da parede. Cheiro o tal líquido e percebo que estamos bem mais ferrados do que eu imaginei.

álcool...

O barulho foi ficando cada vez mais forte e mais agudo, até que eu finalmente compreendi do que era. Corro até o meu irmão, derrubando o mesmo no chão e cobrindo o meu rosto e o dele. Assim que batemos no chão, um barulho estrondoso toma conta do local, juntamente com pedras e pedaços de paredes voando para todo lado. Levantei um pouco a cabeça e olhei pela grade que dá acesso a floresta.

Consegui ver algumas pessoas mascaradas com uma espécie de arma que eu nunca tinha visto antes. Em seguida, eles miraram pra cima, acertando a parte de cima da fábrica onde o tal líquido estava escorrendo. Senti um calor insuportável e um cheiro pior ainda tomar conta do ambiente. Tapando meus olhos com um dos meus braços, usei o outro para puxar o Jisung enquanto tento me afastar da fábrica. Em um canto, vi um pano grande o suficiente que era usado para limpar as armas. Estiquei o braço e peguei o tal pano, jogando em cima de mim e do meu irmão para proteger pelo menos um pouco.

Jisung: M-minho...

: oi?

Jisung: nós vamos morrer, não vamos?


Notas Finais


E aí? Alguém tem ideia do que vai acontecer?
Ah, obrigada pelos 86 favoritossssss❤❤❤❤❤🌌🌌🌌

Até a próxima!❤🌌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...