1. Spirit Fanfics >
  2. The best part of me >
  3. O verdadeiro passado de Kirishima

História The best part of me - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - O verdadeiro passado de Kirishima


Fanfic / Fanfiction The best part of me - Capítulo 22 - O verdadeiro passado de Kirishima

~Autora on~

• Flashback on •

2 anos atrás 


Kirishima se encontrava sentado na frente da sala do diretor, afinal, havia tirado muitas notas baixas naquele semestre.

Ele sempre foi do tipo que não estuda e sempre acabava indo para a sala do coordenador no final, o que de fato lhe irritava muito.

— Você também se deu mal nas provas? —Perguntou um aluno com um pequeno sorriso no rosto, ao seu lado.

— Kkk é —Riu sem humor, não estava com muita paciência naquele momento.

— Os professores sempre pegam pesado não é? —Comentou abrindo um sorriso.

O ruivo estava confuso, não compreeendia como ele sorria tanto diante daquela situação. 

— Pois é né —Abriu um sorriso forçado para não parecer rude.

— Aer, esqueci de me apresentar, me chamo Tetsutetsu Tetsutetsu, sou da sala do 9° A —Se apresentou, estendendo a mão para Kirishima.

— Eh... sou Kirishima Eijiro, sou do 9°B —Disse baixo, apertando a mão do garoto em sua frente.

— Ei Kirishima, que tal saímos daqui? —Falou brincalhão, ainda segurando a mão do mesmo.

— Mas isso seria matar aula —Mumurrou confuso.

— Essa é a ideia —Riu puxando o ruivo pela mão para longe do local.

De repente o coordenador aparece no final do corredor, vendo os mesmos indo embora, ele então começou a correr atrás deles enquanto eles iam acelerando o passo.

— Vem Kiri, assim você vai ser pego!! —Gargalhou o platinado, soltando suas mãos e começando a correr pelo corredor.

O ruivo olhou para trás vendo o moreno se aproximando, logo começando a correr também. Eles saíram da escola gargalhando, olhando para trás afim de ver se o coordenador ainda estava os seguindo.

— Isso foi muito divertido —Falou Eijiro colocando suas mãos em seus joelhos e soltando o ar pesado enquanto abriu um sorriso de satisfação.

— Foi sim —Gargalhou Tetsutetsu — Você é muito legal moleque, espero que a gente possa se dar bem —Disse calmo batendo nas costas do ruivo.

— Também espero —Riu fraco.


~Quebra de tempo~


Meses se passaram e os mesmos acabaram se aproximando cada vez mais com o passar dos dias. Aonde iam, aonde ficavam eram grudados um ao outro, como algo impossível de se separar, o que de fato despertava um Kirishima extremamente apaixonado.

— Você já está pronto? —Disse o platinado quando Eijiro atendeu o celular.

— Calma lá calma lá, não é como se o mundo fosse acabar só por chegamos um pouco atrasados —Retrucou o ruivo presenciando a risada do outro indivíduo na linha.

Eles estavam indo para o cinema naquele dia, planejando ver aquele filme que estreou a muito tempo e finalmente podiam presenciar esse momento juntos. Mas o que o ruivo não sabia era que o Tetsutetsu era muito... conturbado em relação aos horários.

— Vai logo Kiri! Não temos o dia todo jovem! —Disse apressado chamando o mesmo pelo apelido carinhoso.

— Estou saindo agora! —Gritou para sua mãe, saindo de casa.

— Achava que ia ficar o dia todo aí —Falou, sentado em cima de uma moto.

— Oras, pelo menos eu tô gostoso —Retrucou ofendido, logo se aproximando do mesmo.

— Pior que está mesmo —Disse sincero arrancando uma risada do ruivo.

— Não mais que você baby —Piscou para o mesmo que corou com o ato fazendo o mesmo rir mais.


[...]


O filme havia acabado, haviam parado um pouco para tomar sorvete enquanto olhava os carros que passavam por ali.

— Fusca azul —Disse Tetsutetsu, dando um soco fraco no ombro de Kirishima.

— Ei! Aquilo era vermelho! —Falou irritado massageando o local, tirando uma gargalhada por parte do mesmo — Oras, você me paga! —Levantou pronto para o acerta mas o platinado se levanta e corre para longe do ruivo.

— Quero ver você tentar —Provocou correndo ainda mais, Eijiro logo joga o sorvete no lixo e começa a correr atrás do mesmo.

Estavam nessa reviravolta de um correr atrás do outro, até que finalmente o avermelhado alcança o mesmo, se jogando em cima do indivíduo, eles se enrolam e logo caem na grama, já que estavam próximos a um parque.

— Kkkkkkkk —Gargalhou debaixo de Kirishima logo fazendo o mesmo lhe acompanhar.

— Falei que iria conseguir te pegar —Disse convencido.

Logo eles começam a se encarar por um certo tempo, Eijiro então se aproxima cuidadosamente pedindo aprovação, quando percebeu que o mesmo também estava esperando por aquilo, o ruivo se aproxima ainda mais e gruda seus lábios em um selinho calmo e carinhoso.

O ruivo desliza suas mãos na cintura do platinado e Tetsutetsu passa seus braços no pescoço do mesmo, aproximando mais seus corpos. Quando se separaram, o ruivo sorriu largo fazendo o platinado corar e abrir um sorriso tímido.

— O que foi? O gato comeu sua língua? —Provocou quando percebeu o garoto embaixo de si envergonhado.

— Não —Respondeu curto tentando disfarçar a vergonha, o ruivo riu.

— Então deixa que eu faço isso —Falou brincalhão, logo o puxando para mais um selinho carinhoso.


~Quebra de tempo~


Tempo depois começaram a namorar no 1° ano do ensino médio, tudo se parecia lindo e maravilhoso, mas do nada as coisas começaram a piorar. O Tetsutetsu morria de ciúmes do Kirishima, não deixando o mesmo conversar e até olhar para mais ninguém, pois se o fazia, já rolava briga pela parte do platinado.

Era um ciúmes totalmente processivo e pertubado, e isso de fato estava acabando com a sanidade mental do ruivo. Mas tudo isso começou a mudar quando um esverdeado acabou chegando na escola

— Kirishima! —Disse o pequeno esverdeado correndo em sua direção.

— Fala Izuku!! O que está fazendo? —Comprimentou Kirishima, sorrindo.

— Eu estou ajudando o professor a passar algumas folhas para a diretoria —Respondeu corado — Você pode me ajudar? Sabe, eu sou meio fraco e se brincar pareço uma garota com esse corpo —Riu sem humor, segurando alguns blocos de papéis.

— Ah deixa de onda, seu corpo é fofo —Sorriu largo pegando a maior parte dos blocos de papéis — E claro que eu ajudo, o professor pareçe que é doente para deixar você trazer todos esses blocos —Disse sincero caminhado com o mesmo para a diretoria.

Mas quando passam para um corredor, acabam dando de cara com o platinado com cara de poucos amigos.

— O que é isso Eijiro? Vai ficar com esse menino de novo? —Falou alto, com mal humor.

— Claro que vou, ele é meu amigo —Enfrentou seu namorado, se colocando na frente de Midoriya.

— Seu filho de puta, eu te avisei que não é para conversar com ninguém sem ser comigo —Rosnou — Você pertence apenas a mim —Falou puxando o ruivo pelo braço, fazendo os papéis que estavam em sua mão, irem para o chão.

— Olha o que você fez! Tudo isso por um ciúmes sem sentido! Eu já falei que amo apenas você Tetsu! —O ruivo encarou com uma face irritada, se soltando do mesmo — Não esqueça de quem é o ativo da relação aqui —Ameaçou se aproximando do esverdeado que se encontrava no chão, arrumando os blocos de papéis.

— K-Kirishima! —Falou Deku surpreso por ainda está ali.

— Oras, deixa dessa cara que eu vou te ajudar —Disse o ruivo pegando os papéis novamente, e o puxando pelo braço sem antes de mandar um olhar de reprovação para o platinado.


[...]


Tetsutetsu esperava o ruivo em sua sala, ele queria falar com o mesmo parar pedir perdão por mais cedo, mas Kirishima passou pelo menos sem o olhar e quando o platinado ia seguir o mesmo, o pequeno Deku aparece e segura seu braço.

— O QUE VOCÊ QUER!? —Gritou puto.

— Você sabe que ele é meu amigo né —Disse o esverdeado com uma cara sínica, o provocando.

— Se você fazer algo com ele, eu juro que te mato —Ameaçou.

— Nada que você já não fez não é mesmo —Riu maldoso fazendo o platinado estremecer — Ele pode ser seu agora, mas você sabe mais do que ninguém, que ninguém fica com alguém por muito tempo, que ninguém pode se sustentar apenas com uma pessoa —Mecheu seus dedos, rindo da cara que o mesmo fez.

— Você não vai roubar ele de mim! —Chegou perto de Midoriya e segurou sua gola.

— Você já fez isso quando traiu ele —Retrucou — E olhe, não me leve a mal, mas eu já roubei ele faz tempo —Sussurou em seu ouvido para apenas o mesmo escutar e abaixou a mão do maior.

— O que? —Disse Kirishima surpreso atrás do platinado — Você me traiu!? 

— O que? Claro que não te trair Kirishima,  você está entendendo errado —Virou-se para trás e caminhou em sua direção.

— Para! —Disse o ruivo fazendo o mesmo parar, nesse momento estavam a maioria dos alunos no local — O que você fez? Quantas vezes Tetsutetsu, quantas malditas vezes você me traiu!? —Perguntou com lágrimas nos olhos, se segurando ao máximo para não desabar ali.

— E-Eu... eu não sei —Respondeu sincero, abaixando sua cabeça. Logo sentiu um soco em sua face o fazendo ir para trás.

— QUE PORRA VOCÊ GANHOU FAZENDO ISSO!? VOCÊ ESTÁ FELIZ AGORA? ME DIZ! TUDO QUE A GENTE PASSOU, TODOS OS SEUS CIÚMES DOENTES, TODAS AS NOSSAS DISCUSSÕES DE VOCÊ ACHAR QUE EU ESTAVA TE TRAINDO, PARA NO FINAL, VOCÊ ME TRAIR! NÃO SERVIU DE NADA! DE MERDA NENHUMA! —Gritou machucado, todos podiam sentir sua dor em seus próprios ossos.

— K-Kiri... —O chamou pelo apelido de infância.

— KIRI UMA OVA! VAI SE TRATAR! NÃO OUSE ME PROCURAR NUNCA MAIS SEU MALDITO TRAIDOR! —Gritou com toda sua raiva, correndo para fora do local. 

O platinado que não podia fazer mais nada, só caiu no chão de joelhos e desabou em choro. 

Ele não o amava, ele sabia que deixou de o amar faz um certo tempo, mas era seu amigo, seu melhor amigo, não teve coragem de terminar e ver a dor em seus olhos, mas agora acabou o perdendo para sempre.

Izuku olhava tudo com sorriso pequeno nos lábios, estava adorando ver aquele show, pena que acabou rápido demais para o mesmo.


~Quebra de tempo~


Tetsutetsu e o ruivo não se falaram desde então, tempo depois o platinado conseguiu uma bolsa de estudos em outro país, se mudando para aquele local. Mas Eijiro estava acabado, não confiava mais em ninguém e nem conseguia, logo começando sua fama de pegador, se proibindo de sentir algum sentimento envolvido.


• Flashback off •


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...