1. Spirit Fanfics >
  2. The best part of us (Camren) >
  3. Eu pago pelos danos

História The best part of us (Camren) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


❤❤

Capítulo 12 - Eu pago pelos danos


— Olhos verdes, é você? — Não pode ser.

— Maia? — ela me lança um sorriso.

— Vocês se conhecem? — Camz, aparece e nos levantamos.

— Sim, de uma festa. — ela diz enquanto tira areia do seu corpo e ao contrário de nós não está descabelada já que seus cabelos são curtos. — E você quem é?

Camila fica do meu lado e aperta minha mão como se estivesse marcando território, então faço questão de apresentá-la para deixar claro que estou com ela.

— Esta é Camila, minha namorada. — Maia fica surpresa.

— Então essa é a famosa Camila... sabe olhos verdes eu fiquei o resto da noite pensando por que você tinha me chamado assim e agora entendo o motivo — ela olha pra camz da cabeça aos pés e sorrir. — Ela é mesmo linda. — fico envergonhada por lembrar que saí correndo da festa.

— Como assim você chamou ela de Camila? O que está acontecendo Lauren? — Camila fala nervosa e mesmo estando com medo tenho vontade de rir por vê-la com um pequeno galho na cabeça.

— Não vou fazer parte disso, tô caindo fora, até outra hora olhos verdes foi bom te ver, xau Camila! — ela não espera uma resposta e se afasta nos deixando sozinha.

Olho pra minha namorada e ela não está nem um pouco amigável, mas vamos deixar isso de lado só por um 1 min e vamos surtar porque a gente tá namorando! E meu deus! Era pra ter comentando na quadra, droga! Mas não vou errar de novo e vou falar pra ela que estou adorando sermos namoradas!

Agora vamos voltar pra realidade.

— É que...— droga, não tem jeito fácil de falar isso — lembra da festa que a vero me levou? Pois é, a gente se conhece de lá. — sua expressão muda e agora uma carranca aparece seguida de uma tristeza que me faz querer morrer, eu entendo o lado dela e estaria do mesmo jeito, talvez até pior!

— Ela foi uma das garotas que fez aquilo em você? — suspiro derrotada confirmando. Tento me aproximar, mas ela se afasta.

— Camz... não significou nada eu juro! — ela me olha tão profundamente que sinto como se ela pudesse me ler a alma.

— Agora não Lauren, preciso de um tempo está bem? Só... me deixa sozinha. — ela se afasta indo até sua irmã e eu chuto a areia frustrada e com raiva de mim!



POV MAIA


Desde que ficamos aquela noite eu não tirei ela da cabeça e vê-la de biquíni em cima de mim me lembrou dos nossos beijos, mas aí vem o balde de água fria, ela tem namorada e pelo jeito é a garota que ela ama já que foi o nome dela que ela disse enquanto me beijava e não o meu, suspiro em descrença, até quando acho alguém interessante ela já tem dona, que droga!

Saio de perto delas quando sinto o clima ficar tenso, eu fiquei sim com Lauren, mas nunca falaria isso na frente da namorada dela, posso ser muita coisa, mas não planto discórdia muito menos em relacionamentos.

Minhas amigas se aproximam e me ajudam a ficar apresentável, odeio parecer desarrumada.

— Garotinha feroz em? — Brity fala enquanto ver alguns arranhões pelas minhas costas.

— Nem me fale... o que tem de bonita tem de brava. — nessa hora olho pra ela que surpreendente está me encarando, pisco pra ela fazendo -a bufar de raiva e agora percebo que fica ainda mais linda zangada.

— Ou! Se continuar encarando ela assim vai ter briga de novo — sorrio.

— Até que não seria má ideia — minha amiga me olha desacreditada — mas dessa vez quero que seja daquelas que terminam em sexo. — Brity rir com a minha fala.

— Você não tem mesmo jeito né?!

Fazer o que se gosto de desafios?

Me levanto e vou até a garota, eu sei que estou sendo afoita, mas não vou sair daqui até pelo menos saber o nome dela. Me aproximo e a cada passo que dou sou fuzilada com seu olhar de repulsa.

Levanto as mãos em rendição — Não vim brigar ok? Eu só quero me desculpar e dizer que vou pagar pelos danos. — ela cruza os braços irritada.

— Você é muito cara de pau em vir até aqui sabia? — sou é? Tô nem aí.

Dou de ombros — Vai negar minhas desculpas? Estou vindo em paz não quero brigar com você de novo, pelo menos não desse jeito. — ela me olha estupefata e vem em minha direção. Eu tô adorando vê-la assim!

— Olha aqui sua... — ela aponta o dedo pra mim e ando em sua direção até senti-lo entre meus seios.

— Sua?... — a incentivo, mas ela fica sem palavras e se vira fazendo birra.

Ainda vou tirar essa marra toda dela.

— Não quero nada que venha de você! Muito menos suas desculpas! Rum— ela torce o nariz empinado me fazendo rir.

Me aproximo dela até ficarmos bem perto — Não precisa aceitar agora, mas que tal pelo menos pensar no caso, hm? — pego meu celular e coloco na agenda — me passa seu número, assim vou saber onde te encontrar pra te pagar. — ela me olha pensativa e desgruda os braços, aeeee já estamos progredindo aqui.

— Não sei se devo confiar em você — sorrio.

— O que você tem a perder? — ela faz uma cara pensativa.

Ela fala seu número é depois me encara — Se você aprontar alguma coisa eu acabo com você! Fui clara?!

— Como água...

— Está tudo bem Hanna? Ela está te provocando?

Então esse é seu nome, Hanna, gostei.

— Não vero, ela já está de saída não é? — seu olhar é ameaçador.

— Claro, de saída... até mais.

Saio dali com um sorriso no rosto e de costa ardida, mas quem nunca começou algo com o pé esquerdo que atire a primeira pedra, não é mesmo?



POV CAMILA


Espero as meninas dentro do carro com Sofia, faço Hanna ficar entre mim e Lauren, não consigo ficar tão perto dela agora. Ao contrário da vinda a volta foi em completo silêncio num clima pesado e tenso. Eu não estou com raiva de Lauren, na verdade estou magoada e mesmo sabendo que deveríamos conversar e fazer as pazes eu não consigo no momento.

O carro para em frente à minha casa e antes de descer faço Sofi repetir que não é pra dizer a mamãe que Lauren foi com a gente e muito menos da briga. Nós saímos do carro e nos despedimos das garotas.

Lauren me olha triste e apenas aceno pra ela que retribui com um pequeno sorriso. Vero me acompanha até a entrada de casa.

— Sabe Camila, eu sei que você está bolada com a minha amiga, mas peço que não seja tão dura com ela. Eu que passei o semestre inteiro ouvindo ela falar e babar por você sei o quanto ela te gosta. Então seja lá o que estiver pensando não faça nada que possa se arrepender depois.

— Obrigada Vero, vou pensar bem sobre isso, não se preocupe. — ela me abraça e se despede de Sofi, indo embora em seguida.

Ainda vejo o carro se perder de vista antes de finalmente entrarmos em casa.

— Anda Sofi, vamos tomar banho. — ela sai em disparada pelas escadas e nossa mãe a repreende.

— Então, como foi na praia? — sua voz pela primeira vez desde que discutimos sai suave, o que me deixa espantada.

— F...foi bem... Nos divertimos muito. — ela faz menção de falar mais alguma coisa, mas desiste, então vejo ali minha oportunidade de sair.

— Vou tomar banho com a Sofi. — ela apenas balança a cabeça.

— Você e Lauren brigaram? — minha irmãzinha não dá trégua nem brincando com as bolhas de sabão da banheira.

— Não sei meu amor, é só que... Eu preciso de um tempo. — ela me olha curiosa.

— Mas ela parecia muito triste, não seria melhor não dá esse tempo? — sua mãozinha bate alegre na água me fazendo rir.

Começo esfregar seus cabelos pensativa.

— É que as coisas não são tão fáceis assim. — ela me olha de baixo pra cima.

— É o que tem de tão difícil? — meu ciúmes, minha insegurança...

— Você está crescendo rápido demais sabia? — passo sabão em seu nariz.

— Vem deixa eu ensaboar o seu — ela passa pra trás de mim e me feito ficando em um tamanho confortável pra ela.

— Eu gostei dela e vi que ela gosta muito de você.

— Eu também gosto muito dela meu amor, muito mesmo. — seus dedos para de mexer e a encaro.

— Então deveriam estar juntas, e não separadas. — É... não vou negar que já sinto saudades dela.

Talvez seja isso mesmo que eu precise, estar com ela.

Terminamos o banho e depois de ajudá-la para dormir volto para o quarto andando de um lado para o outro, o que eu faço... vou até ela? Ou deixo com está?

Mas não vou conseguir dormir se ficar aqui.

Então é isso... já decidi!

Começo pegar umas coisas e coloco numa mochila, tranco a porta do meu quarto e passo pela janela, depois de chegar embaixo vou até a esquina e pego um taxi indo até a casa de Lauren. Ele para um pouco antes a pedido meu e sigo até a sua casa, bato na porta e sou recebida por dona Clara que abri um longo sorriso assim que me ver.

— Olá dona Clara, Lauren está? — ela abre caminho pra eu entrar.

— Esqueça o dona está bem? Apenas Clara está ótimo — ela me leva até a sala — sente-se vou chama-la.

— Não quero atrapalhar...

— Não se preocupe já volto.

Fico nervosa, foi aqui onde demos nosso primeiro beijo, onde ela me tocou pela primeira vez... e agora somos namoradas, mesmo nenhuma tendo feito o pedido, mas se depender de mim hoje ele será feito.

Escuto um barulho vindo das escadas e vejo minha lolo em um pijama fofo. Sorrio.

— Camz? O que faz aqui? — ela me olha surpresa.

— Eu... vim pra gente conversar...

Ela estende a mão — Vem, vamos pra o meu quarto.

 


Notas Finais


E aí como estamos?
Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...