1. Spirit Fanfics >
  2. The Best Prince- Imagine Stray Kids (Seungmin) >
  3. Uma Nova Vida Para Quem Sofre!

História The Best Prince- Imagine Stray Kids (Seungmin) - Capítulo 1


Escrita por: e Llenew_Luijhia


Notas do Autor


Oie tudo bom ????? Espero que sim, aqui está a nova história sobre o Seungmin do SKZ, fiz junto com outra maravilhosa escritora uhuu, espero que eu consiga voltar com todas as histórias, postando novamente. Para um conhecimento rápido, a história se baseia em um outro tipo de governo, uma monarquia constitucional onde o parlamento governa. A trama em si começa no próximo capítulo, pois esse usei para mostrar mais a origem da personagem e a ida dela para essa escola. Boa leitura!

Capítulo 1 - Uma Nova Vida Para Quem Sofre!


Fanfic / Fanfiction The Best Prince- Imagine Stray Kids (Seungmin) - Capítulo 1 - Uma Nova Vida Para Quem Sofre!

S/N: Venham me pegar se puderem!!!!- grito mostrando a língua, na intenção de provocar. 

Grupinho dos descolados: Só espera a gente te alcançar! – Três garotas com dois meninos me respondiam correndo atrás. 

Eu sou boa em apenas duas coisas: a primeira é estudar, o caminho que vai me tirar desse inferno. A segunda é simples, mas muito útil em momentos cruciais, que é simplesmente CORRER! Corria por uma rua movimentada, não exatamente fugindo do grupo mais bullyinador da escola. Era mais uma brincadeira que nós fazíamos por eu sempre recusar limpar a sala na vez deles... mas quem liga, certo? Minha família estava quebrada, meu pai nos deixou e minha mãe acabou falecendo por causa de um câncer cerebral, deixando meu irmão mais velho, Changbin, junto com minha tia Rose, cuidarem do meu irmão mais novo Jeogin e eu de mim.

S/N: Acho que consegui em fim tirar esses malucos da minha cola – me vanglorio por cinco segundos, até ver um garoto de cabelos escuros, alto, usando roupas pretas simples, um boné que tampava seus olhos e uma máscara. Ele estava indo atravessar a rua enquanto, em sua direção, vinha um carro em alta velocidade – EI, MOLEQUE, DEIXA DE SER SUICIDA E SAI DO MEIO DA RUA!!!! 

?????: “But if he breaks your heart like lovers do…Just know that I'll be waiting here for you” - ele estava cantando lindamente aquela música do Ed Sheeran. O garoto estava de fone de ouvido, então não  me ouviu gritar. Corri até o mesmo e o empurrei, nos jogando para a calçada do outro lado da rua. 

?????: TA DOIDA, MENINA?! – Antes que eu começasse a gritar, ele posiciona a mão na frente do meu rosto em sinal para esperar, depois se levanta e estende a mão para mim – Desculpe, receio ter começado do jeito errado. Meu nome é Hyunjin, e o seu? – Eu conheço esse nome de algum lugar. 

S/N: Só vou te perdoar porque você parece ser bonito, beleza? Ah, eu sou a S/N, aliás. Está vestido assim como um famoso se escondendo dos paparazzi porquê? – O observo, tentando ver algo além de seus olhos atraentes. 

Hyunjin: Ok, só não surta... – Ele me mostra seu rosto e eu percebo de onde ele veio. Aquela boca era muito mais chamativa do que seus olhos... Espera, o que eu estou pensando? – Eu sou da família Hwang e, para resumir, filho do primeiro ministro. – Um astro na minha frente?! Que dia, hein!

S/N: O que alguém como você estaria fazendo aqui...? – Pergunto, curiosa ao ver o mesmo pôr sua máscara em seu bolso. 

Hyunjin: Às vezes saio para tomar um ar e ser salvo por garotas como você – o vejo rir – e a senhorita, porque corres tão rápido?

S/N: Realmente, uma beleza como a minha é difícil de se ver – começamos a rir iguais doidos na rua- Ah, digamos que eu fui obrigada a aprender – mostro alguns hematomas no pulso. 

Hyunjin: Você não pode deixar que te façam isso... – diz, vendo meus braços. 

S/N: Sem dinheiro, tudo pode te acontecer. Não querendo te julgar, nem nada do tipo. Você parece muito gentil, ao contrário de certas pessoas. – Começamos a atravessar a rua, dessa vez olhando cuidadosamente para os dois lados antes. 

Hyunjin: Eu estava procurando um lugar para tomar café – ele puxa assunto enquanto caminhávamos pelo pátio. 

S/N: Eu sei do lugar perfeito! – O levo em direção a um prédio enorme que era para observar o céu por meio de umas máquinas penduradas no prédio. 

Hyunjin: Achei que íamos tomar café.... – Entramos no prédio onde o levo num canto que havia uma máquina. 

S/N: E vamos! Melhor café da cidade, venho aqui sempre com meus irmãos – ponho o dinheiro na máquina – vai querer como? 

Hyunjin: Um café normal mesmo, obrigado. Vindo de uma máquina espero que seja bom, hein. Então você tem irmãos? – Ele termina sua frase com um leve toque receoso, enquanto eu apertava a opção do café. 

S/N: Tenho sim, um caçula que se chama Jeogin e outro mais velho, o Changbin – rapidamente um copinho de papel cai e começa a se encher de liquido. 

Hyunjin: Deve ser bem legal ter irmãos – ao terminar entrego o copinho para ele. 

S/N: Cuidado que está quente, É bom para mim, porque eu sou a única menina, né – rindo enquanto o vejo dar o primeiro gole. 

Hyunjin: MEU DEUS, ISSO É MUITO BOM! – Ele toma todo o resto em seu segundo gole – Me desculpe pelo incômodo, mas eu estou sem dinheiro, poderia me pagar outro? 

S/N: O filho do ministro sem dinheiro? Isso é raro, hein. – tiro mais algumas moedas e coloco para fazer outro – Vamos combinar de vir aqui mais vezes já que gostou. 

Hyunjin: Eu vou me lembrar do combinado. Hoje estou sem dinheiro por causa da minha fuga de casa, mas na próxima vez a gente vai esgotar a máquina. 

S/N: Combinado então. Mas, assim, você não deveria ficar fugindo de casa – digo enquanto voltávamos para nosso lugar de encontro. 

Hyunjin: Eu me sinto sufocado mesmo vivendo dentro de uma enorme casa – após terminar o café ele joga o copo no lixo e põe sua máscara de volta. 

S/N: Deve ser ruim... olha, podemos marcar de sair mais vezes, talvez um ar fresco te anime mais - digo o vendo sorrir lindamente, até mudar para uma expressão mais séria ao ver que vários guardas apontavam armas para mim. 

Segurança Chefe: Seu pai o espera no carro – ele olha para mim e acena ao ver o código que o Hyunjin envio com os olhos, fazendo os demais baixarem as armas. Ele retira a máscara.

Hyunjin: Hmmm…como posso te retribuir...? Parece que temos a mesma idade. Você conhece a T.B.S (The Best South)? – Eu olhei para ele e acenei com a cabeça admirada. Essa não era só uma das melhores escolas do país, como também a escola no qual apenas pessoas bem relacionadas ou ricas entram. Eu realmente estava empolgada – beleza, então você e seus irmãos vão lá estudar comigo no ano que vem. 

S/N: Ah, sei. Cada um de nós vai ter uma ilha com o próprio nome também? - Vejo ele ainda sorrir com um rosto pensativo abrindo a porta do carro. 

Hyunjin: Se decide, vai querer a ilha ou as bolsas? – Ele diz zoando – não é por nada, mas pagar mais três matrículas não vai nos falir. Deixa o seu número e seu endereço com um dos seguranças, que depois eles me passam. Tchau, S/N e, mais uma vez, obrigado – ele me dá mais um sorriso e entra no carro, que dá partida junto com vários outros que supostamente eram dos seguranças, atrás e na frente. Esse povo gasta grana como se tivessem árvores plantadas nos quintais, algo que eu não duvido. Estava caminhando de volta e ainda não conseguia acreditar, a chance estava ali mas sabia que não podia aceitar assim simplesmente, fui bipolar durante todo o percurso que fiz, quando estava voltando para casa percebo que a estrada de terra estava mais bonita cheia de flores ao seu redor, minha visão era maravilhosa até encontrar o meu irmão bobeando na estrada. 

S/N: OIEEEEEE!!!!!- chego pulando em cima do mesmo que ao perceber desvia me fazendo cair no chão. 

Changbin: Que animação toda é essa, mulher? – Ele pergunta, rindo pela minha cara cheia de terra. 

S/N: Eu consegui uma coisa muito boa para nós quatro, mas não sei se isso é o certo... – ele me olha, esperando eu completar – consegui uma bolsa para cada um de nós três na escola T.B.S... – ele parecia nem ligar tanto para o que eu dizia, mas quando pronunciei as siglas ele virou o rosto animado em minha direção e me disse. 

Changbin: S/N, essa é a nossa chance de sair desse lugar e ajudar a todos nós! Não sei como conseguiu isso, mas pensa no I.N, como vai ficar feliz de ir na escola de seus sonhos – nós usamos apelidos para nos chamarmos por ser mais curto. Realmente, o caçula já estava sonhando com um lugar maravilhoso daquele há muito tempo. Talvez ir para aquele lugar não fosse tão má ideia. Já sei! Podemos ir, mas se ele precisar da minha ajuda para algo eu ajudarei. Não é muito, mas é o que posso fazer. 

S/N: Tá, vamos nessa então, só que não conta nada pro Jeogin, Ok? A tia pode saber, mas quero ver a reação da criança – o outro ri e me acompanha até em casa, pois já estava tarde e precisaríamos jantar. 

Bem, o final do ano foi tranquilo, tirando as meninas metidas que disseram que iam me perseguir não importasse em que escola eu fosse. Já era março, e as aulas iriam começar a qualquer instante. Enquanto brisava, recebo uma ligação do Hyunjin. 

-Ligação On

Hyunjin: Hey, animada para as aulas?! Não se empolgue muito, o povo lá pode ser meio chato. Principalmente as meninas, não querendo generalizar, mas você vai entender. 

S/N: Você deve estar exagerando, eu passei o ano todo vendo fotos. Aquele lugar deve ser um máximo! – Digo, quase gritando de animação. 

Hyunjin: De qualquer forma, não se preocupe, é só não esbarrar com ninguém muito esnobe ou arranjar problemas. Você tem a mim, de qualquer jeito. – Escuto o mesmo gritar de volta como se estivesse surdo. – Passo para buscar vocês daqui a pouco, se aprontem! Não se esqueça dos documentos e lá tem dormitório então… já entendeu, não é? 

S/N: Ok, esperaremos você aqui!

Jeogin: TÁ FALANDO COM SEU NAMORADO DE NOVO?!- meu irmão grita dando para se ouvir do outro lado da linha. 

S/N: Namorado? Desconheço... Adiosss – desligo, apenas escutando sua risada. 

-Ligação Off

Changbin: Trouxe nossos uniformes novos! – Ele diz empolgado, trazendo os três em embalagens chiques. 

Jeogin: Para que gastar tanto em embalagem, Binnie? – O menor pergunta lamentando. 

S/N: Aproveita que está de graça – rio, mostrando os uniformes para o caçula que me olha espantado. 

Jeogin: MEU DEUS, de onde vocês roubaram isso? Vamos devolver antes que chamem a polícia – o vejo desesperado. 

S/N: Veste essa bagaça logo, seu ingrato – digo apertando suas bochechas e indo me trocar. Depois de um tempo, acabei ouvindo uma buzina e, ao olhar pela janela, vejo meus irmãos animados admirando uma limusine enorme em frente a nossa casa, nos esperando. De lá sai o Hyunjin, gato para um caralho, cumprimentando os mesmos e acenando para mim ao ver que os estava observando... rapidamente desço as escadas e ando em direção ao menino, aceno para o mesmo e ele me puxa para um abraço. 

Hyunjin: Sintam-se confortáveis, chegaremos daqui a alguns minutos – ele diz com um enorme sorriso no rosto, após um tempo nós entramos na escola, que parecia mais uma segunda casa branca.  I.N não parava de estampar a cara no vidro do carro e nos fazer rir. Automaticamente, ao estacionar o carro, milhões de pessoas, em especifico meninas, vieram e ficaram ao redor, tendo que ser afastadas pelos guardas do famoso.

S/N: É sempre assim? - Pergunto descendo do carro e já recebendo olhares de desgosto. 

Jeogin: Se eu disser que isso é incrível mais vez vocês me batem? – O pequeno diz já atraindo olhares. 

Hyunjin: É sempre bom ter alguém positivo no grupo – ele dá um sorriso fazendo metade do grupo desmaiar. 

Changbin: Não incentiva ele, se não ele não vai parar nunca – o outro sai rindo enganchando seu braço no do Jeogin – Hyunjin, você quem manda! 

S/N: Vamos dar uma folga pro coitado, e, enquanto isso, alguém me belisca pra ver se isso é real – vejo o Hyunjin me dar um peteleco na testa sem intenção de machucar. 

Hyunjin: Fica tranquila que eu estou aqui para confirmar isso para você – ele me dá um sorriso e segura minha mão me levando para dentro da escola com os outros dois junto e vários olhares. 

????: BOM DIA!!!- vejo um menino vir correndo em sua direção, na intenção de abraçá-lo, mas o outro o para antes. 

Hyunjin: Já está agitado assim de manhã, não sei como você tem fama de playboy junto com o Jisung,  Minho – ele fala ao garoto que faz uma cara de sério. 

Minho: Do mesmo jeito que você tem fama de perfeitinho – o ouço dizer na intenção de provocar, mas o outro é mais calmo e sensato. 

Hyunjin: Acho que você está me confundindo com o Ace- estávamos só seguindo eles para a escola enquanto os escutávamos conversar. 

Minho: Ah, dá um tempo, né, você é o King! Escolhemos bem quando fizemos o jogo – diz rindo. 

Hyunjin: Ah, vocês três podem entregar os documentos aqui na diretoria – ele percebe nossa presença novamente. 

S/N: Oh... beleza, estaremos provavelmente na mesma sala, então... até daqui a pouco? 

Minho: Puts lá vem o Jisung... – diz ao olhar para um garoto animado que corria em nossa direção.

Hyunjin: Vamos indo antes que vocês não saiam mais daqui – ele acena e vai atrás do outro garoto que estava próximo a nós.

Jisung: Essa é a aluna nova? Nada mal hein. Obrigado por salvar nosso representante, e se quiser um tour pela escola estou disponível também! – O possível Jisung, grita de longe ao ver que seria arrastado pelos demais antes de chegar até nós. 

Changbin: BOM VAMOS ENTRAR NA SALA- o outro grita batendo na porta e sem esperar a abre vendo uma moça bonita sorrir para nós. 

Diretora: Oh, vocês devem ser os alunos novos que Hyunjin me falou, sentem-se por favor – nos sentamos e trocamos alguns papéis – Prestem atenção no quadro abaixo, depois que terminarem as aulas vocês verão seus quartos e com quem irão dividir. Só precisam assinar aqui e cada um será guiado pela sua professora até sua nova sala – assinamos e ela se despede de nós. 

Jeogin: Adeus, irmãos, nos vemos no intervalo, NÃO ME DEIXEM SOZINHO COM O POVO ESTRANHO – ele grita, seguindo sua professora enquanto acena. Fofo. 

Changbin: Adios, Hermanos! - O vejo desesperado ir embora, Povo dramático, ninguém merece. Fiquei parada, esperando, porque minha professora não chegava nunca. 

????: Ou você é nova aqui? – Vejo uma moça bonita com o mesmo uniforme que o meu me perguntar. 

S/N: Sou a S/N, e sim, sou nova. Você também é? – Pergunto curiosa, esperando resposta. 

Sana: Prazer sou a Sana! – Grita ela, animada – devemos estar na mesma sala, também sou nova. 

Professora: Meu deus, estou atrasada. Vocês são as novatas? Me sigam – a vejo correr. Ela quer que a gente faça maratona agora de manhã? Apenas a seguimos. Entramos na sala que parecia um pandemônio. Gente gritando, correndo um atrás do outro, algumas estavam reunidas passando maquiagem e fofocando enquanto havia um resolvendo exercício na lousa...era uma total bagunça.

Professora: DÁ PRA TODO MUNDO CALAR A BOQUINHA  E  SENTAR A BUNDA EM SUA CARTEIRA POR FAVOR? – A vejo gritar enquanto eu e a Sana nos olhávamos espantadas. Quando todos se aquietam, ela entra e nos pede para nos apresentar. 

Sana: Bom sou a Sana e espero que nos demos bem – ela sorri, recebendo assovios de vários, mas olhava mais interessadamente um menino quieto que estava a ler. 

S/N: Meu nome é... – ia dizer quando um aluno surge na porta da sala desesperado. 

???: Professora, você sabe da minha situação, posso entrar? – Ele era um anjo ou um sol? Nada haver a comparação, mas tenho certeza que os dois são brilhantes como esse garoto. Quem é ele?

Professora: Você sempre será bem vido Seungmin, por favor entre... – todos guiavam seus olhos a ele, até eu o estava secando demais. O garoto quando me vê me manda um sorriso.

Seungmin: Ah, você vai terminar a apresentação? 

Hyunjin: Eu acredito em você, S/N, você consegue! – O outro me chama atenção lá do fundo da sala. 

S/N: Sou a S/N e vim aqui para estudar. Então espero que cada um continue cuidando de sua própria vida – o Hyunjin me olha com cara de desentendido e dá um tapinha em sua testa. 

Professora: Tá, né... Podem dividir a carteira, vocês duas lá perto da janela – pegamos um lugar bom, amém! Me dirijo até lá com Sana, e a mesma puxa papo comigo durante a aula. 

Sana: Acho que você não sabe como as coisas funcionam por aqui, mas apesar disso, você parece a mais sensata daqui, então vou ficar contigo. Viu como aquelas putas nos olharam? – Ela pergunta dez coisas. 

S/N: Primeiro: eu realmente não sei, então se quiser me explicar fique à vontade. Segundo: obrigada, eu sei disso, não querendo me gabar. Terceiro: também ficarei contigo, e se me abandonar, eu caço a sua família – a ameaço rindo baixo, para ela perceber que é brincadeira- e para terminar acho que era mais por você do que por mim, fala sério você é muito bonita. 

Sana: Obrigada…seguinte, aqui, pelo que eu pesquisei e perguntei para um primo meu que estuda nesta escola, as pessoas são socialmente divididas por castas, dos menos importantes – a gente, no caso – até os mais populares – a maioria das pessoas que estão nessa sala. Digo, os mais populares, os mais famosos. Eles estão entre dez. Os principais são: King, nome real sendo Hyunjin. Ele é o representante do corpo estudantil, bonito, inteligente e talentoso. A Queen é a beldade da escola, chamada de Tzuyu. Ela controla tudo que tenha haver com ciências por aqui. O Jack e o Joker, que são, respectivamente, Jisung – um típico playboy, mas que também é muito esperto quando o assunto é música. Ele sabe tocar todos os instrumentos possíveis – e o Yongbok, conhecido como Felix. É o mais frio dos cinco, bom em esportes.... 

S/N: Caramba, acabou? – Ela parecia sem folego depois de falar tanto. 

Sana: Tranquilo, último é o Ace, o nome dele sendo Seungmin. Não tem o que falar dele, simplesmente incrível em todos os aspectos e é bom em tudo que faz, na minha opinião é o mais simpático. 

S/N: Hum… você parece interessada naquele mocinho lá – aponto para o menino denominado Joker.

Sana: TÁ DOIDA, MULHER, NÃO DEIXA NA CARA! – A outra grita chamando a atenção de todos. 

S/N: Depois sou eu que chamo atenção, né... – digo rindo. 

Sana: Desculpa, professora – ela se curva e senta em sua carteira. 

A aula foi chata, com apenas duas pessoas respondendo o tempo todo. 

– Sinal toca dando o intervalo -

Sana: Vou lanchar com você – ela diz, imperativa. 

S/N: Nem precisa perguntar – digo rindo – vou te apresentar meus irmãos. 

Sana: Eles são bonitos? – Eu rio sarcástica e sem olhar para frente. Ao sair da minha carteira, esbarro com alguém que derruba todos os papéis que ele segurava.

S/N: Não olha para frente não? – me agacho para pegar alguns. 

Seungmin: Me desculpe, raramente esbarro em alguém – a voz do garoto me parecia bastante familiar, e sem querer seguro a mão da pessoa. Olhando em seus olhos, percebo que ele era incrivelmente bonito de perto...



CONTINUA ??????



Notas Finais


Bom acabamos aqui por hoje, se você não entendeu nada do Hyunjin ser filho do ministro vai lá pra cima nas notas do autor que está sendo explicado o governo da Coreia que eu quis retratar! Nos vemos no próximo cap, com mais ação e romance!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...