1. Spirit Fanfics >
  2. The bet - a new chance for love. >
  3. Primeiro beijo

História The bet - a new chance for love. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oie anjinhos do meu core, mais um capitulo pra vocês do meu casal lindo, espero que gostem, se tiver algum erro ignorem, só vou revisar o cap amanhã por que já ta tarde.

Beijos.

Capítulo 6 - Primeiro beijo


Fanfic / Fanfiction The bet - a new chance for love. - Capítulo 6 - Primeiro beijo

andei de um lado para o outro dentro do quarto até ter a ideia de ligar para ino. 

- O que foi testuda? 

Ino, eu abracei o sasuke. - eu não ouvia nada, ficou um silêncio na chamada e eu pensei que tinha caido. 

COMO ASSIM SAKURA, NEM DEIXA EU RESPIRAR JÁ É JOGANDO UMA BOMBA DESSAS NA MINHA CARA. - ela grita e eu afasto celular do ouvido. 

A-acabou de acontecer... - ela respira fundo. 

Mais espera...por que estamos falando como se eu tivesse transado com ele? - falo confusa, foi só um abraço ué. 

Por que é sasuke uchiha querida, eu acho que nem a mãe dele toca nele, e você conseguiu um abraço. - ela fala e eu fico nervosa. 

- Isso significa que eu ganhei a aposta né, eu toquei nele. 

- Pergunta pro sasori, sua aposta é com ele. 

Eu não quero falar com aquele merda. - sento na cama bufando. 

- Se você não pressionar ele não vai pagar. 

- Tem outra coisa ino... 

O que? - falou ansiosa. 

Ele me chamou pra sair. - mais um grito.

 Puta merda sakura, isso é bom certo? - suspiro. 

Não sei, acho que tô sentindo coisas que não deveria, ou talvez seja carência, só não quero magoar ele ino. - bufo e me jogo na cama. 

 - Testuda, você aceitou?

 S-sim - a loira suspira. 

Admite sakura, você tá apaixonada pelo sasuke. - arregalo os olhos. 

Apaixonada? Tá louca ino... - eu rio. 

Então saia com ele amanhã e descubra o que já está óbvio depois daquele surto de ciúmes. - ela debocha e ri. 

EU NÃO ESTAVA COM CIÚMES INFERNO. - grito e desligo na cara dela. 

Passo a mão pelo rosto suspirando, eu tentei fazer outras coisas mais não conseguia tirar o moreno da cabeça. 

Filha? - ouço alguns toques na porta. 

- Entra 

O jantar está pronto, seu pai ainda não chegou mais podemos comer sem ele. - assinto saindo do quarto com ela. 

Eu fiz macarrão com queijo, eu sei que você adora. - sorri. 

Obrigada mãe. - ela nos serviu e sentou na minha frente. 

Comi em silêncio totalmente perdida nos pensamentos. 

O que te aflige minha filha? - levanto o olhar engolindo o seco. 

É um garoto... - desvio o olhar sentindo as bochechas esquentarem. 

Então minha bebê está apaixonada? - seus olhos brilham e ela sorri abertamente. 

Mãe - repreendo. 

Não é bem assim, eu só não paro de pensar nele, e isso tá me irritando. - cruzo os braços. 

Ora sakura, se você pensa nele é por que gosta. - ela revira os olhos. 

Sei lá mãe, ele é um fofo e é muito legal, mas desde o relacionamento fracassado com sasori tenho medo de me envolver de mais. - suspiro ocupando a boca com o macarrão. 

E você já pensou em como ele se sente? - paraliso completamente, eu estou conhecendo um lado de sasuke que ninguém mais conhece. 

Mais e ai ele é bonitão? - ela pergunta curiosa. 

Muito - nós duas rimos. 

Então tá esperando o que minha filha? - se fosse tão fácil assim. 

Também tenho medo de magoá-lo. - ela me olha confusa. 

É muito complicado mãe, ele sofre bullying do sasori, e ele não tem amigos além do naruto, tenho medo de acabar fazendo algo de errado e estragar tudo. - abaixo a cabeça e ela me olha terna. 

Sakura, todo mundo comete erros, isso é normal do ser humano, mas se você se importa o suficiente para admitir que errou e pedir desculpas, então para que ter medo? Só deixe rolar, aposto que ele está tão assustado quanto você. - não sabia que minha mãe era tão sábia. 

Você tem razão mãe. - sorrio e ela fica um pouco séria. 

Eu sei que estivemos afastadas durante um tempo mas...eu quero que saiba que você é a melhor coisa que já me aconteceu e você sempre poderá contar comigo para tudo, te amo. - sinto as lágrimas se acumularem nos cantos dos meus olhos. 

Obrigado mãe, me desculpa por tudo, eu também amo a senhora. - ela me abraça forte reclamando do quanto as mulheres da família são choronas. 

E se cuida, não quero ter netos tão cedo. - gargalhamos. 

O resto do jantar foi bem legal, conversamos sobre algumas coisas e logo papai chegou e se juntou a nós. 

Fazia tanto tempo que eu não tinha um momento assim em família. 

Mesmo indiretamente sasuke está me unindo a família de novo. 

Dormi muito bem e acordei super animada para o encontro com sasuke. 

Meu dia estava muito bom, eu assisti filmes com meu pai e cozinhei com minha mãe. 

Mas foi ai que recebi uma ligação do ruivo nojento. 

O que você quer? - falo seca. 

Ih tá bravinha é? O que eu fiz meu amor? - reviro os olhos. 

Fala logo o que você quer sasori, não me irrita que meu dia tá muito bom. - ele ri. 

Eu fiquei sabendo que você vai sair com o fracassado. - como ele sabe disso? 

O único fracassado aqui é você. - debocho. 

Você não esqueceu nossa aposta não né rosada? - odeio quando ele me chama assim. 

Claro que não, ainda preciso da grana. - sou ríspida. 

Aquele idiota tá caidinho por você haruno, pena que é tudo uma mentira. - engulo o seco, ele faz questão de jogar na minha cara que estou enganando sasuke. 

- Isso não é da sua conta. 

E você também tá caidinha por ele, mas se eu fosse você tomava cuidado...coisas ruins podem acontecer. - eu sei que ele está sorrindo do outro lado. 

Isso é uma ameaça? - sento na cama atordoada. 

Entenda como quiser, só estou avisando, ainda preciso de uma confirmação visual haruno. - ele gargalha como se isso fosse a coisa mais engraçada do mundo e desliga na minha cara. 

Idiota, eu não consigo me aproximar muito do moreno na biblioteca pois tem muita gente e ele fica bem constrangido com as minhas investidas. 

Levanto e vou até a sacada para pensar um pouco. 

É Isso, o encontro, posso tentar fazer alguma coisa, o mais difícil vai ser tirar uma foto. 

Whatsapp on 

Sasuke❤ 

- Oi, mais tarde ainda tá de pé? 

Claro ;) 

Te vejo daqui a pouco, tenho que fazer uma visita. 

- tudo bem, beijo 😚 

😊 

Quando percebo já é tarde demais e ele já visualizou. 

Jogo o celular para o lado sentindo meu rosto esquentar. 

Foi tão natural que eu nem sequer percebi que estava sendo carinhosa de mais. 

Mais ele não reclamou e até respondeu, então ele gostou certo? 

Vejo que já eram duas da tarde e ele me buscaria as seis. 

Quem ele estaria visitando? Se fosse naruto ele teria me dito. 

Tomei um banho bem relaxante e demorado, depois me enrolei na toalha e entrei no closet. 

O que eu devo usar? 

Olhei algumas roupas e tentei alguns looks mais no fim optei por usar uma calça jeans azul, uma blusa branca, um tênis vans vermelho e minha jaqueta jeans. 

Coloquei meus brincos simples, um colar também e passei um pouco de perfume. 

Amarrei o cabelo em um rabo de cavalo e passei um batom vermelho nos lábios. 

Quando finalmente terminei de me arrumar olhei no relógio e vi que já eram cinco e meia. 

Uau. - minha mãe exclama enquanto ei desço as escadas. 

Minha princesinha toda crescida. - meu pai fala e eu coro. 

Parem com isso, eu só vou sair com um garoto. - rio. 

Me sentei com eles e esperei por sasuke. 

Algum tempo depois ouço a campainha tocar e meu coração dispara. 

Eu levanto sentindo que a cada passo meu coração acelerava. 

Quando abri a porta quase infarto com tanta beleza. 

O olho de cima a baixo mordendo os lábios.

 Ele vestia uma calça preta rasgada nos joelhos, uma camisa branca lisa, all star cano longo e uma jaqueta de couro também preta.

 Nossa, como ele fica gostoso de preto.

 Balanço a cabeça para dispersar os pensamentos impuros e cumprimento o moreno a minha frente. 

Oi sasuke - falo dando uma bela secada no garoto a minha frente. 

Oi - ele sorri mostrando as covinhas lindas. 

Depois disso só se ouvia o barulho da tv ligada pois estávamos ocupados demais nos encarando. 

• • • 

Olá - uma outra voz se manifestou tirando os dois jovens da bolha que estavam presos. 

Eu sou a mãe da sakura, prazer querido. - a mais velha estende a mão e o garoto a aperta constrangido. 

Eu sou sasuke, amigo da sakura. - ele coloca a outra mão no bolso. 

Você é mesmo bonitão. - ele arregala os olhos e a rosada sorri amarelo puxando a mãe para dentro e mudando de assunto. 

Porém seu pai inventou de puxar papo com sasuke também. 

Ah, então é você que vai sair com a minha cerejinha. - sakura bate em sua própria testa. 

S-sim. - ele gagueja e sakura segura o riso.

 Cuide da minha filha rapaz, e não façam nada de errado. - o mais velho olha para sasuke com seriedade, ele consegue ser bem assustador quando quer. 

Claro senhor. - ele engole o seco. 

Já chega, vamos sasuke. - a garota puxa o moreno pelo braço até o carro. 

Estavam em silêncio desde que sairam da casa da rosada. 

Os dois se olham e começam a rir. 

Cerejinha. - zomba e caímos na gargalhada. 

Você é um idiota. - ela empurra o ombro dele de leve. 

Sasuke pov's 

Quando ela aceitou sair comigo quase tive um ataque, fiquei nervoso e quase desisti. 

Eu não vou e pronto, eu mando uma mensagem dizendo que estou doente. - meu irmão revirou os olhos me empurrando pelos ombros. 

Tá maluco sasuke? Chamou a garota e agora vai amarelar? - bufo irritado.

Eu não deveria ter chamado, foi no calor do momento, eu vou ser humilhado quando ela me der um fora mesmo, então vou ficar em casa. - sento na cama me dando por vencido. 

Você é um bundão sasuke - naruto aparece do nada na porta do quarto. 

Agora pronto, as meninas super poderosas estão reunidas. - sorrio irônico.

Se ela aceitou é por que ela quer ir mesmo, a sakura não é desse jeito que você tá pensando. - ele cruza os braços.

Eu tô sentindo que vai da merda naruto, você sabe que quando eu fico muito nervoso eu não sei como agir e eu nunca sai com ninguém antes, eu vou estragar tudo e ela vai odiar, fora que a sakura é uma garota incrível, ela não tem motivos pra aceitar sair comigo e com certeza aceitou por pena. - falo desanimado e passo a mão no cabelo. 

Sasuke, qual é cara confia em mim, se você não for você vai se arrepender escreve o que eu tô te falando. - ele segura meus ombros.  

E vê se para de ser tão inseguro, você não vai quebrar se deixar ela se aproximar. - ele sorri e eu suspiro. 

Sasuke, você é um garoto muito especial só você que não vê isso. - itachi bagunça meus cabelos e depois sai do quarto 

Você vai certo? - naruto pergunta esperançoso.  

Tudo bem, tudo bem, eu vou. - suspiro rendido. 

Então me arrumei todo para impressionar a rosada, mas quem se impressionou fui eu. 

Como ela consegue ser tão linda? 

É claro que eu não perderia a oportunidade de zuar o apelido dela. 

Fiquei a observando de canto de olho o caminho todo. 

Por que uma garota como ela, linda e rica, sairia com um cara como eu? 

Suspiro e acabo chamando sua atenção. 

Tudo bem? - ela me olha preocupada e eu desvio o olhar envergonhado. 

Você é muito fofo sabia? - ela ri e coro. 

Tomo um susto quando sinto sua mão tocando minha bochecha. 

Ela fez um carinho com o polegar. 

Não precisa ficar com vergonha sasuke, apenas seja você mesmo. - sorrio para ela. 

Tudo bem, desculpe. - ela franze o cenho. 

- Pelo o que? 

É q-que isso tudo é novo pra mim, espero estar fazendo certo. - ela morde o lábio inferior e sorri. 

Você está. - ela pisca para mim e sorri de canto. 

Porra, que lábios convidativos. 

Aliás, você está linda. - ela cora. 

Alguns minutos depois chegamos no parque de diversões. 

Estaciono do outro lado da rua e então saio do carro bem rápido. 

Dou a volta e abro a porta para ela. 

Entramos no parque e compramos vários ingressos. 

Qual você quer ir primeiro? - pergunto para ela. 

Huum - ela coloca a mão no queixo para pensar. - bate bate. 

Ficamos uns dez minutos na fila e finalmente entramos no brinquedo. 

Pegamos carrinhos diferentes para competirmos. 

Eu vou acabar com você. - ela fala e eu rio debochado. 

Isso é o que vamos ver. - sorrio de canto. 

Coloco o cinto e espero o cara ligar o brinquedo. 

Quando a brincadeira deu inicio sakura veio para cima de mim sorrindo vitoriosa. 

Desviei do carrinho dela e me choquei com a garota do lado. 

Ela tinha algumas mechas azuis e olhos castanhos, a garota sorriu para mim e antes que ela pudesse falar algo sakura bateu no carrinho dela a jogando pro outro lado da pista. 

Ele já tem companhia vadia. - arregalo os olhos. 

Dou ré e bato no carrinho da rosada que me dá o dedo do meio. 

Gargalho quando ela começa a me perseguir. 

Você não me pega. - cantarolo. 

A rodada do bate bate acabou e ela soltou um muxoxo saindo do carrinho. 

Dá proxima eu deixo você ganhar. - aperto as bochechas dela. 

Qual você quer ir agora? - pergunto de novo. 

Escolhe dessa vez. - ela sorri. 

Huum - olho ao redor. 

Que tal montanha russa? - ela arregala os olhos assustada e eu gargalho. 

Você tem medinho de altura? - brinco e ela nega com a cabeça fazendo um biquinho. 

C-claro que não - ela me puxa para a fila. 

Sakura, para, você tem medo, não precisa ir comigo. - ela nega de novo. 

Eu quero ir. - ela fala. 

Tem certeza? Você pode acabar passando mal, e eu não quero isso. - falo preocupado, ela não tem que ir só por que eu quero. 

Relaxa, você vai estar lá comigo. - sorrio e passo meu braço pelos seus ombros para lhe confortar. 

E ela passa o braço pela minha cintura. 

Me lembro do que aconteceu a alguns minutos com a garota dos cabelos azuis e comecei a rir. 

Do que você tá rindo? - ela pergunta confusa. 

De você. - ela franze o cenho. 

É, poderia ter machucado aquela garota sabia? - ela revirou os olhos. 

Ela tava dando em cima de você. - ela bufa irritada e cruza os braços. 

Mais ela nem disse nada - eu estava provocando ela, vou acabar apanhando. 

Mais ia dizer, vem cá você tá defendendo ela? - arregalo os olhos. 

Eu não - ergo os braços em sinal de rendição. 

Por que não vai atrás dela então? - eita porra ela se irritou mesmo. 

Eu não, por que eu iria se tenho você aqui? - a abraço de lado mas ela se vira e fica me encarando. 

Eu deveria beijar ela? 

Mas aqui tem tanta gente... 

Desvio o olhar e por sorte o cara disse que era nossa vez de entrar. 

Sentamos na segunda fileira, a ajudei a colocar o cinto que passava pelo tórax em forma de x e depois segurei na barra da frente sorrindo para ela. 

Vê se não grita igual uma garotinha uchiha. - ela brinca enquanto ri da minha cara. 

O carrinho começou a andar e ela apertou a barra nervosa. 

Relaxa, vai ficar pior. - ela arregala os olhos e me olha assustada quando o carrinho desce de uma vez. 

Ela grita assustada e eu grito animado. 

O carrinho desceu, subiu, fez loop, foi para um lado e para o outro. 

Tudo que se ouvia era os gritos, tantos de animação quanto medo. 

Depois de algum tempo sakura parou de gritar de medo e começou a rir. 

Ri com ela pois também estava me divertindo. 

Quando o brinquedo respirei fundo e sai do mesmo. 

Coloquei a mão nas costas da rosada, eu tava com medo dela desmaiar. 

E ai, gostou? - pergunto enquanto ela arruma o cabelo. 

Caramba...foi incrível. - ela dá alguns pulinhos de alegria. 

Vamo sentar um pouco e comer um cachorro quente. - ela assente e fomos para a barraca. 

Eu pago - ela falou e eu neguei com a cabeça. 

De jeito nenhum. - ela me olha brava.

Você pagou os ingressos, nada de mais eu pagar o lanche. - ela bate o pé emburrada e eu ri. 

Tá bom chiclete - ela semicerra os olhos em ameaça. 

Nos sentamos para comer e observo suas reações. 

Hmm - deu uma mordida no cachorro quente. 

É uma delícia. - ela passa a língua nos lábios. 

É sim... - falo num fio de voz, fiquei totalmente hipnotizado. 

Em qual vamos dessa vez? - ela pergunta e eu sorrio malicioso. 

Aquele ali. - aponto para frente. 

Túnel do terror? - ela fala com medo. 

Vai arregar haruno? - gargalho e ela me dá um tapa no ombro. 

- Vamos lá 

Entrego os dois ingressos para o carinha que olha para sakura como se ela fosse um pedaço de carne. 

Se continuar olhando pra ela desse jeito arranco seus olhos. - sorrio com ironia e o garoto engole o seco. 

Sasuke-kun - sakura repreende mais sorri o que me deixa confuso. 

Entramos no túnel devagar, as luzes piscavam e alguns sons aterrorizantes eram ouvidos. 

Eu adoro filme de terror então não tenho medo, mais confesso que estou me divertindo com o medo da rosada. 

Um barulho de moto serra alto é ouvido e olhamos para um quarto, tinha uma mulher toda ensanguentada numa mesa de ferro enquanto o cara da moto serra também coberto de sangue sorria sinistramente. 

Caminhamos mais um pouco e algumas pessoas fantasiadas atravessam no corredor a frente. 

Sakura estanca no lugar e respira fundo para continuar a andar. 

Passamos pelo corredor rapidamente e já pude escutar gritos. 

De repente um esqueleto aparece no teto bem na nossa frente e quem grita é sakura. 

Nem percebi que ela tinha se agarrado ao meu braço pelo susto. 

Ela se afasta mas no mesmo momento eu seguro sua mão e entrelaço nossos dedos. 

Não sei de onde tirei tanta coragem. 

Ela me olha surpresa mais depois sorri. 

Alguns segundos depois escuto um click conhecido. 

Olho para ela que estava tirando uma selfie. 

Ela apontou a câmera para nós e tirou outra foto, para que tantas fotos? fico envergonhado mas não falo nada. 

Ela aperta os dedos entre os meus e sorri para mim. 

Puta merda, o que essa garota fez comigo? 

• • • 

Sakura pov's 

Quando senti seus dedos entre os meus o ar escapou dos pulmões. 

Peguei meu celular rapidamente vendo que ele estava distraído e tirei uma foto das nossas mãos juntas. 

Quando ele se virou fingi estar tirando uma selfie e até tirei uma nossa. 

Apertei sua mão sentindo meu coração palpitar forte. 

Deitei a cabeça em seu braço e o moreno acariciou minha mão com o polegar. 

Ele me olhou corado e eu sorri mostrando que estava gostando. 

Fomos até o final e não nos soltamos em nenhum momento. 

Soltei o ar que estava segurando, eu tinha ficado com muito medo. 

Ficou com medinho né. - ele zomba e eu sorrio debochada. 

Qual o próximo brinquedo haruno. - sorrio e aponto para roda gigante. 

Enquanto esperávamos na fila conversamos sobre algumas coisas, ele me fez algumas perguntas sobre minha família mais quando perguntei o mesmo ele mudou de assunto. 

Entramos na cabine e sentamos no banco enquanto a roda começava a se mover devagar. 

Uau - ele fala olhando a lua. - o céu está lindo não é? 

Está. - sorrio de canto e ele morde o lábio inferior. 

Seus lábios parecem me chamar, de repente meus olhos se prendem em sua boca. 

Não consigo segurar, a muito tempo venho ansiando por isso. 

Sasuke...- me inclino e acaricio seu rosto com o polegar. 

Me desculpa por isso. - ele me olha confuso. 

Como ass...- o interrompo juntando nossos lábios. 

Ele fica parado completamente confuso, droga será que ele não gostou? me afasto com medo de ter feito algo errado. 

Mais no segundo seguinte ele me puxa para um beijo necessitado. 

Ele parecia ter esperado tanto quanto eu. 

Sentir sua língua enroscar na minha era como estar no paraíso, nossas cabeças girando de um lado para outro dando mais intensidade ao beijo. 

Uma mão desceu pela minha coluna enquanto a outra ficou em meu pescoço. 

Enquanto eu afundava uma mão em seus fios sedosos a outra ficou em apoiada em seu peito ouvindo as batidas frenéticas do seu coração. 

Porra, esse é o melhor beijo da minha vida, sinto as famosas borboletas no estômago e gemo quando ele suga meu lábio inferior. 

Infelizmente o ar faltou e tivemos que nos separar com um último selinho. 

Ele me olha com aquelas ônix brilhantes, os cabelos levemente bagunçados, os lábios vermelhos e inchados. 

Ele não poderia estar mais lindo! 

S-sakura desculpa, eu não... - o abraço afundando o rosto em seu pescoço e acariciando os fios negros. 

Nada de desculpas, eu amei, não precisa ficar acanhado sasuke - ele arregala os olhos e sua mão brinca com uma mecha do meu cabelo. 

Conversamos um pouco e nos beijamos mais vezes é claro, quando saímos da cabine, tomamos um sorvete entre risadas e mais beijos. 

Pareciamos um casal e as pessoas nos olhavam curiosas. 

Já é um pouco tarde e amanhã é segunda então ele me levou para casa. 

Você se divertiu? - pergunto quando ele parou na frente da minha casa. 

Não era eu quem deveria perguntar? - ele brinca e eu reviro os olhos sorrindo. 

Me diverti sim - ele sorri abertamente. 

Deveria sorrir mais, você fica lindo sorrindo. - ele cora e desvia o olhar. 

Fica mais lindinho ainda corado. - aperto suas bochechas e me aproximo tomando seus lábios de novo. 

Posso acabar ficando viciada nesse beijo, que coisa mais maravilhosa. 

Ele termina com um selinho e deposita outros beijinhos pelo meu rosto. 

Boa noite, chiclete - ele sorri. 

Boa noite, poste. - saio do carro e aceno para ele.

Ino tinha razão, estou fodidamente apaixonada por sasuke!



Notas Finais


Ai cara eu morro com esse casal, o sasukinho inseguro e a sakura toda fofa com ele é de fazer o coração dar uns pulos.

Mais nosso casal não tá 100% junto, ainda vão acontecer coisas, sasori vai fazer mais merda em breve lkkkk
Beijos e boa noite meus nenéns, comentem o que acharam pls.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...