História The Bet - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Philippe Coutinho
Visualizações 168
Palavras 2.537
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


DESCULPAS, DESCULPAS, DESCULPAS, DESCULPAS.
Gostaria de expressar o quanto sinto muito por ter demorado tanto tempo para postar.
Eu estava em Balneario com meu pai, e este semana minhas aulas começaram mas só vou voltar pra escola semana que vem então estava arrumando tudo o que preciso para voltar. Estou tentando colocar minhas fanfics em dia e tentar terminar minhas fichas das Interativas.
Sinceramente não acho que este tenha sido um dos melhores capítulos desta fanfic, mas juro que irei recompensar no próximo e espero que não desistam de mim e confiem que posso melhorar.

Amo vocês demais, espero que fiquem comigo mesmo com meus tempos de falta de inspiração.
Beijos.

Capítulo 6 - Masks


Fanfic / Fanfiction The Bet - Capítulo 6 - Masks

Eu quero que você me queira desta forma, E eu preciso que você precise que eu fique

Philippe Coutinho

 

Quando Isabella conversava conosco, dificilmente falava de sua família ou de sua relação com qualquer parente, principalmente com seus pais. Mas às vezes, quando conseguíamos arrancar algumas informações ela costumava contar de seus irmãos mais novos, e os chamava de “gêmeos”, Carlos e Roberto sempre tentavam descobrir o nome dos dois, mas como sempre, ela preferia mudar de assunto e dizia que ainda era muito complicado falar sobre isso.

Lembro-me de uma noite, quando Isabella bateu a porta de nosso quarto, e pediu para dormir junto com a gente, e por mais que estivesse uma cama vazia, ela preferiu se aconchegar ao lado de Firmino [não posso dizer que não fiquei com ciúmes, porque eu obviamente estava me corroendo por dentro, mas mesmo assim sempre me encantava com a amizade dos dois, e não conseguia ficar muito tempo irritado, já que na maioria das vezes Beto a chamava de nojenta e fingia que ia dormir com Neymar]. Nesta noite, Bella havia tido um pesadelo e pela primeira vez nós a vimos chorar, oque me fez ficar sem reação alguma, porque eu NUNCA imaginei que a veria neste estado, e quando as lagrimas caíram percebi que ela realmente não estava bem, e quando perguntamos, ela apenas deu de ombros, disse que na verdade tinha sido um sonho bom.

Que ela havia sonhado com sua mãe.

Não conseguimos falar mais nada depois disso, e apenas fingimos que nada aconteceu e seguimos sem tocar no assunto por dias. Realmente pensei que ela falaria algo, mas foi como se para Isabella, aquela noite nunca estivesse existido e por mais que eu estivesse com a curiosidade à flor da pele, não tinha coragem de falar sobre isso de novo, principalmente com ela.

Então, vê-la em minha frente, com um casal de GÊMEOS, me fez entrar em um estado de choque deplorável, e posso jurar que senti todos os lugares mais improváveis de meu corpo tremer, oque me fez ficar extremamente desconfortável e muito, mais MUITO surpreso também.

 

-Eu acho que preciso me sentar- Willian coloca uma mão na testa, antes de se jogar para trás no sofá, sendo acompanhado por todos os outros garotos- Eu estou muito confuso.

-Não faz sentido nenhum- Fagner encara Isabella- Quer nos explicar? Porque se quiser, a hora é agora.

-Avisa a Ludmila que é hoje- Carlos faz uma voz extremamente afetada, e quase todos os presentes nesta sala reviram os olhos.

-Então esses são os gêmeos?- Marcelo aponta para os dois ao lado de Isabella- Mas você é feia, não é possível ser irmã dessas beldades de Deus, não faz sentido.

-Você é um amor- Bella sorri de modo cínico e então revira os olhos- Sim esses são os gêmeos, Manuela e Bernardo estes são alguns dos garotos da seleção brasileira. Seleção brasileira, esses são meus irmãos.

-É muito legal conhecer vocês- Manuela sorri e então Bernardo a encara, parecendo assustado- O que foi?

 

-Nada, é só que você não gritou nem falou que se eles perdessem o hexa você ia matar cada um- Manuela soca o ombro do irmão que ri em resposta, e então deixa sua atenção a todos nós- Espero que não seja incomodo estarmos aqui.

-Nossa mais que ursinhos carinhosos- Bella faz uma voz melosa antes de deixar a expressão de nojo tomar conta de seu rosto- É tudo mentira, são uns ogros que comem criancinhas com molho picante no café da manhã. Não se enganem pelas carinhas de anjo.

-A general ficou brava- falo alto o suficiente para que todos ouçam e logo a risada toma conta do lugar, porem Isabella me encara com aquela carinha de criança brava oque me faz rir em resposta- Já sei “Philippe eu vou te agredir”.

-Philippinho ta sem amor pela vida- Carlos faz que não com a cabeça- Não te ensinei assim meu filho.

 

Por mais que eu esteja gostando de ver a cara da Isabella, de quem quer matar todo mundo e sabe que não consegue já que não alcança nenhum de nós, percebo Roberto impaciente ao meu lado, oque me deixa realmente intrigado e faz com que eu queira perguntar oque está acontecendo e o porquê de ele não ter zoado Bella uma vez sequer. Mas algo em seu olhar, no olhar que ele está redirecionando fixamente em Manuela me faz ficar com medo e eu apenas tento fingir que não estou extremamente curioso. Ele pode obviamente estar a achando uma garota linda, porque ela realmente é, mas seu olhar não tem nada haver com desejo, é quase como se ele estivesse decepcionado e magoado. E isso não faz sentido nenhum, já que eu tenho certeza de que ele nunca mencionou nada sobre a irmã de Isabella, já que nós nem sabíamos quem era essa garota e como era sua aparência.

Nota Mental: Matar Roberto Firmino por ser um péssimo melhor amigo.

 

-Isso é muito divertido, legal e até interessante- Alisson se levanta do sofá, arrumando o tapa-olho de pirata, mas que na verdade é da fantasia de Thor que ele está usando, e encara Isabella- Mas temos uma festa pra ir, e eu realmente estou com zero de interesse em sua vida no momento, mas eu te amo e tudo oque eu acabei de dizer foi com todo o respeito.

-É Bella, a gente até gosta de você, mas preferimos uma festa do James Rodriguez- Felipe dá um sorriso amarelo para a garota que apenas revira os olhos- Sem querer ofender.

-Pode ofender sim, ela não tem sentimentos- Jesus balança a cabeça de forma negativa- Isabella a gente vai pra festa e você que se foda tá meu anjo, te amo.

-Podem ir- ela ri enquanto todos começam a rapidamente andar em direção a garagem onde os carros estão- Encontramos vocês na festa depois.

 

Eu até iria correr em sua direção e fazer com que ela esclareça todas as minhas milhões de perguntas, mas estou sendo puxado por Neymar que está falando frases como “sem chance couto” ou “depois vocês se pegam”, gostaria que esta afirmação fosse verdadeira e totalmente capaz de ser realizada, mas não somente eu, mas todos os meus amigos sabem muito bem que é mais fácil eu tirar coca da teta de uma vaca do que conseguir um beijo, apenas UM BEIJO, de Isabella Braga. E isso faz com que a aposta me mate cada vez mais, porque além de odiar a ideia de não ter meu rosto tatuado na bunda de Neymar, eu ainda terei que tatuar o rosto dele em mim, com uma frase ridiculamente dita pela garota com quem apostamos todo meu futuro, e o futuro das nádegas dele também.

Como um milagre de Deus, pela primeira vez eu vou dirigindo até a festa, na qual eu NÃO QUERO IR, mas mesmo assim saber que posso dirigir o carro no qual Neymar esta, me faz ficar muito feliz e realizado como se nada na minha vida fizesse sentido antes desse momento digno de aplausos e comemoração. Infelizmente, neste carro também estão Carlos vendedor de Viagra, Gabriel o Jesus e Roberto mosqueteiro. Fingi prestar atenção na conversa nem um pouco interessante que os garotos estavam tendo, já que meus pensamentos estavam apenas em Firmino, que ao ver a irmã mais nova de Isabella ficou mais quieto que mudo, e simplesmente deixou uma cara de cu bem explicita em seu rosto, tentando sorrir sem sucesso nenhum quando um de nós faz uma piada, sem graça se for dita por Casemiro, oque me faz pensar, e eu dificilmente penso então tem que ser algo bem sério, porque eu realmente não quero estar fazendo meu cérebro trabalhar atoa.

Mesmo com várias perguntas sem solução, meu cérebro parou totalmente ao ver a mansão em que estava acontecendo uma das maiores, e talvez melhores, festa que a Rússia já viu, e por mais que eu odeie admitir isto e provavelmente NUNCA irei falar estas palavras em voz alta, James Rodriguez é muito bom em dar festas e o mais incrível é que nós nem entramos ainda, e já estou me sentindo bêbado, só por olhar para as luzes coloridas que saem através das grandes janelas que rondam todo o lugar.

Entro com o carro pelo portão já aberto, e dirijo até o grande quintal dos fundos que serviu como garagem para milhares de carros, muito melhores que os nosso, diga-se de passagem. Neymar e Casemiro estão tendo um colapso nervoso, e foi somente eu estacionar que eles já pularam para fora, sendo acompanhados por Gabriel e Firmino, que de repente estava sorrindo muito mais do que uma criança, quando ganha algum doce.

 

-Crianças, nada de aceitar bebidas de estranhos- Gabriel, deixa uma voz grave tomar conta de si mesmo e passa a mão na barba falsa de Jesus que esta usando- Não façam nada que eu não faria.

-Você beijaria duas garotas ao mesmo tempo?- Gabriel o Jesus responde um “provavelmente sim” e Neymar sorri em resposta- Então tudo certo Jesus.

-Carlos espera um tempo pra depois entrar tudo bem?- Firmino mosqueteiro sussurra e Casemiro o olha indignado- Não quero ser associado a você.

-Não vamos ser associados a quem?- Felipe Luis aparece do nada, junto com outros dos garotos e sorri como se sua fantasia de Cássio fosse realmente DIVERTIDA.

-A você- Fagner o Mario Bross diz com voz de nojo e Felipe finge estar ofendido, e ele deveria mesmo estar, porque ninguém aqui quer ser associado a ele também- Tudo bem, vamos nos lembrar das regras. Marcelo.

-Não beber mais do que não se pode aguentar- Marcelo o nosso Aisten negro responde e então encaramos novamente Fagner.

-Alisson.

-Não fazer tatuagens que com certeza servirão de arrependimento na manhã seguinte- Muralha Thor responde e sorri convicto como se responder a estas perguntas o fizesse mais inteligente.

-Thiago.

-Não trair esposas e namoradas, não beijar esposas ou namoradas de outras pessoas- Thiago está como o flash, um tanto gay se realmente fossemos pensar por este lado, mas mesmo assim parece estar orgulhoso de si mesmo e de sua fantasia.

-Willian.

-Não ligar chorando para sua ex, sem exceção- Will está vestido de taxista, e encara escancaradamente Neymar que guarda rapidamente o celular no bolso.

-Fernandinho.

-Não ficar com a Isabella Braga- Fernando está usando uma fantasia de Mickey Mouse e sorri pra mim- A não ser nosso querido Philippe.

-Duvido que ele também consiga- Danilo o Gigolô me encara com um olhar desafiador antes de rir- Se ele não consegue eu consigo.

 

Fingi não estar farto das pequenas e constantes indiretas que Danilo vive jogando em cima de mim, como se Isabella fosse um dia querer ficar com esse mané, que mal fica com a gente e sempre que fica está bêbado demais para perceber que é zoado pelo time inteiro. Nada contra esse otário, só quero que não respire o mesmo ar que eu.

Enquanto adentramos a festa pela grande porta que dá acesso para a cozinha, nos deparamos com milhares de pessoas bêbadas o suficiente para nos embriagar somente com um olhar. Fui rapidamente consumido por uma alegria momentânea, e todos correram para fora da cozinha onde nos deparamos com a maior sala que já vimos, e com essa maior sala também está a maior festa que já participei, e me sinto levemente honrado por ter sido convidado, por mais que James queira somente Isabella por aqui. Um palco improvisado para um dj foi posto em frente a uma parede branca cheia de grafites estranhos, assim como todos os fantasiados estavam com pinturas extremamente cintilantes de Neon, o que fez Neymar correr até uma garota que estava pintando muitas das pessoas e eu apenas ri com o ato infantil que provavelmente todos os meus amigos tem.

Alguns foram para o meio das pessoas e outros foram levados para a cozinha, onde vão pegar as bebidas e repetir consigo mesmos cem vezes os nossas regras privilegiadas e sempre muito bem respeitadas. Firmino ficou junto a mim, com um sorriso um pouco grande demais para alguém que estava com os sentimentos levemente instáveis.

 

-Como conheceu a Manuela?- perguntei fazendo meu melhor amigo arregalar os olhos e me encarar- Se você não me contar eu descubro sozinho.

-Ela é noiva- engoli em seco aquela afirmação e continuei o encarando- Mas mesmo assim nós nos encontramos e ficamos. Faz um ano em que fazemos isso. Um ano que ela trai aquele marido babaca dela comigo.

 Sorri em resposta e pude perceber que Roberto ficou muito mais confuso que eu hoje mais cedo.

-Foi bem mais fácil do que eu pensei que seria- dei de ombros- Por que não me contou antes?

-Acha certo  fazer uma garota trair seu noivo?

-Não- Beto suspirou em resposta e eu voltei a sorrir- Mas você não é culpado nesta merda toda. Conheço caras que se apaixonaram em circunstâncias piores.

-Algumas pessoas não entendem que estão apaixonadas até perceberem que podem perder quem gostam- ele revira os olhos e bufa me encarando de forma extremamente séria- Quer me contar algo?

Faço que não com a cabeça e Beto ri, fazendo que sim.

-O que quer que eu te conte? Você já sabe de tudo o que acontece comigo.

-Não sei não- seu tom de voz ofendido me faz rir novamente, e é como se a musica alta não estivesse tocando e nós dois apenas estivéssemos conversando, como fazíamos antes- Você nunca me conta nada.

-Mas é logico que eu conto!

 

Talvez meu olhar tenha se afastado de Firmino para que eu não desse um soco em sua cara, talvez eu apenas quisesse olhar pela festa ou talvez, talvez eu tenha sentido que ela havia chegado, e talvez meu coração tenha parado de bater apenas por um breve período de tempo, tempo o suficiente para que os olhos de Isabella estivessem colados ao meu.

Isabella é uma borboleta. Uma mascara em forma de asas circunda seus olhos enquanto o vestido curto mas mesmo assim ondulado e esvoaçante deixa suas curvas extremamente a mostra. Não consegui prestar muita atenção em seus irmãos a medida com que se aproximavam, apenas a encarava com os olhos cobertos do mais puro desejo que eu estava sentindo por ela. Bem aqui e bem agora, percebo que preciso de Bella mais do que preciso de qualquer coisa. E preciso que ela precise de mim também. Que ela me queira como eu a quero.

Por um momento achei que nada poderia estragar este momento, nada a não ser James Rodriguez, que entrou rapidamente em minha frente e encarou Isabella com os olhos brilhando de emoção, ele está vestido como um verdadeiro pirata e até deixou um pouco da barba crescer. O ódio começou a crescer em mim também, algo em como ele age me faz acreditar que minha garota merece muito mais que isso. Merece muito mais que um babaca metido a melhor jogador pode oferecer.

Eu sei que posso ser mais que ele.

 

-Bem vinda minha querida- o sorriso galanteador de James fez com que ela cruzasse os braços, e a medida com que a música ia abaixando para a próxima tocar Isabella sibilou em alto e bom som.

-Eu não sou sua querida.

 

 

 


Notas Finais


Próximo capítulo irão conhecer mais de Manuela e Bernardo.
até a próximo, e prometo de mindinho não demorar.

[ℂ𝕒𝕞𝕚𝕝𝕒 𝕄𝕖𝕟𝕕𝕖𝕤 𝕔𝕠𝕞𝕠 𝕄𝕒𝕟𝕦𝕖𝕝𝕒 𝔹𝕣𝕒𝕘𝕒]
[𝕊𝕙𝕒𝕨𝕟 𝕄𝕖𝕟𝕕𝕖𝕤 𝕔𝕠𝕞𝕠 𝔹𝕖𝕣𝕟𝕒𝕣𝕕𝕠 𝔹𝕣𝕒𝕘𝕒]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...