1. Spirit Fanfics >
  2. The Beta's Wedding - ABO JIKOOK >
  3. Alfa e Ômega

História The Beta's Wedding - ABO JIKOOK - Capítulo 4


Escrita por: MyOppasFics

Notas do Autor


Romances surgindo?

Capítulo 4 - Alfa e Ômega


Fanfic / Fanfiction The Beta's Wedding - ABO JIKOOK - Capítulo 4 - Alfa e Ômega

Capítulo quatro - Alfa e Ômega



Autora on.


Chanyeol aproximou-se rapidamente do primo, preocupado com seu estado de saúde, Yoongi estava suando frio, sua boca estava pálida e ele reclamava de intensas dores no estômago.


- Você consegue andar? - Yoongi revirou-se de dor, gemendo alto.


- Ai, meu Deus, porque eu fico sozinho quando dá uma merda dessas?! Vamos para o hospital! - Pegou o menor no colo, desajeitado, e correu em direção ao carro, pôs Yoongi deitado no banco de trás e dirigiu rapidamente para o hospital da Universidade Nacional de Chonbuk, eles moravam em Jeonju, este era o melhor e mais próximo hospital por ali.


- Vamos lá, primo, aguenta firme. - Pegou o outro no colo, correu até a porta do hospital, seguiu aflito até a recepção, quase correndo.


- Por favor, atendam o meu primo, ele está com muita dor! - Disse nervoso.


- Vamos fazer a ficha dele primeiro, quais são os sintomas dele? - Yoongi gemeu forte e Chanyeol se desesperou.


- Moça, ele tá com muita dor, deixa as formalidades pra depois, ele precisa ser atendido!! 


Um médico que passava pelo corredor veio quase que farejando até os dois, olhou para o jovem no colo do primo e para a recepcionista do hospital.


- Pode deixar que eu atendo ele. - Falou olhando para os dois que estavam num conflito. - Você é o guardião dele?


- Sou o primo dele...


- Okay, você fica aqui passando as informações sobre o seu primo enquanto eu atendo ele, pode ser?


- Mas Doutor, tem o protoco...


- O rapaz está com dor, você não está vendo? - Puxou uma cadeira de rodas para Chanyeol colocar o rapaz.


- Ele já é maior de idade?


- Sim, doutor...


- Então ele pode ser atendido sozinho, vou levá-lo para a minha sala e vocês dois resolvem a burocracia. - Virou as costas e seguiu empurrando a cadeira de rodas até o final do corredor, adentrando na última porta à direita.


- Eu sei que você está com dor, mas vou ter que te examinar primeiro. - Yoongi sentia tanta dor que seus olhos ficavam fechados quase o tempo todo, ele suava excessivamente e sua boca estava extremamente pálida.


O médico o pegou no colo, deitando-o na maca, levantando sua camisa.


- Me diz onde você sente dor. - Apertou o rapaz na região do apêndice e ele não demonstrou dor, subiu apertando-o no estômago e Yoongi quase chorou de dor.


- É claramente o estômago, você comeu alguma coisa diferente?


- T-tteokbokki picante... - falou com dificuldade


- Já entendi, vou te dar um remédio que irá aliviar você rapidinho. - Ajudou o menor a se sentar e lhe entregou um comprimido e um copo d'água.


- Você pode ter tido uma reação exagerada ao alimento picante, ou mesmo ter desenvolvido uma úlcera estomacal... Você come comida assim com frequência?


- Sim...


- Nós vamos precisar fazer uma endoscopia para ver a gravidade da situação, então... Mas você vai precisar maneirar em alimentos ácidos e picantes por um tempo de qualquer forma, está bem?


- Está bem...


- Vamos esperar o efeito do remédio e te libero, a endoscopia precisa ser agendada, enquanto isso, vocẽ vai tomar um antiácidos todos os dias, não poderá beber depois de comer, tem que ter um espaçamento de pelo menos uma hora entre a ingestão de alimentos sólidos e líquidos, coma batata doce ou maçã e pêra cozida, te fará bem. - Yoongi acenou com a cabeça.


- Vou deixar tudo anotado pra você e pedir o exame da endoscopia. - O médico explicou o que era o exame, como era feito e os cuidados pré e pós exame.


- Está se sentindo melhor?


- Estou, acho que fez efeito. - Sorriu pequeno e foi retribuído. - Obrigado, doutor... Rowoon. - Leu no jaleco.


- Não fiz mais que o meu trabalho... E o seu nome é?


- Yoongi, Min Yoongi. - Sorriu fofo.


- Vou estar te esperando na próxima consulta, se cuide, viu? Nada ácido ou apimentado, tente evitar estresse também...


- Pode deixar, doutor.


- Fique aí, vou chamar seu primo pra te buscar - Levantou-se de sua cadeira, fazendo menção de ir à porta.


- Não precisa, eu posso ir sozinho. - Levantou-se também, colidindo sem querer contra o médico.


A diferença de altura dos dois era grande, Yoongi tinha seus 174 centímetros enquanto Rowoon possuía 190, quando eles se esbarraram, estranhamente, não se afastaram imediatamente, como o que seria normal, na verdade, Yoongi gostou, o cheiro amadeirado do médico o embriagava deliciosamente, quase exigindo que ele não se afastasse nem um pouco de seu corpo imponente e atrativo.


Rowoon compartilhava da mesma sensação, aquele ômega tornava seu corpo quente, seu cheiro doce lhe invadia as narinas o convidando para possuí-lo ardentemente, ao mesmo tempo que lhe proporcionava um instinto protetor, queria tê-lo de qualquer maneira, seu toque era macio e suave, Min era fofo e delicado, isso enlouquecia o alfa que lutava contra seu lobo interior para não agarrar o rapaz ali mesmo.


- Oh, desculpe... - Yoongi se afastou lentamente, erguendo os olhos, já violetas, para o médico, que lhe retribuía olhos vermelhos como sangue.


O menor corou.


- Você é alfa, não é? - Entrelaçou os dedos, nervoso.


- E você ômega... - Riu fofo, era excitante, fofo e assustador ao mesmo tempo, seus olhos eram intensos, mas seu rosto era amável, e sua voz fez o corpo de Min inebriar, seu timbre grosso abalou a estrutura do menor, que desejou se jogar aos braços do médico.


(toc toc)


- Doutor, o primo dele está aqui. - Os dois se recompuseram, tentando a todo custo voltar a seus olhos castanhos escuros.


- Claro, entre. - Afastou-se do menor, sentando-se novamente na cadeira.


- Como você está, Yoongi, está melhor? Nossa você está vermelho! - Pôs a mão no rosto dele, estranhando a falta de febre.


- O remédio que ele tomou pode causar rubores no corpo. - Olhou sugestivo para Yoongi, que o agradeceu mentalmente por tê-lo salvado dessa.


- Ah, entendi, o que ele teve, doutor?


- Eu quero que ele faça uma endoscopia para ter certeza, mas a princípio, é desconforto no estômago e a causa é comida apimentada e em excesso.


- Eu falo pra ele não comer isso, seu teimoso! - Deu um tapa no ombro do menor. - Yoongi fez bico.


- Obrigado, doutor... Rowoon, para ele fazer esse exame é só eu falar lá na recepção?


- A marcação - olhou sugestivo para Min. - de exames é feita pelo site do hospital, você escaneia esse pedido do exame e anexa-o na requisição da endoscopia.


- Ah, certo, obrigado! Yoongi, está se sentindo melhor? - Tanto o médico quanto o jovem fizeram que sim com a cabeça.


- Então é isso, vamos indo, obrigado novamente doutor.


- Por nada, quero que o Yoongi volte o mais rápido possível para não deixar nada pendente. - Falou inocentemente, mas cheio de segundas intenções, ele e Min se controlaram para a cor viva de seus olhos não aparecer.


- Até a próxima, doutor... - Yoongi falou fofo.


- Até. - Sorriu acompanhando-os até a porta.


Rowooon se sentou em sua cadeira e inclinou a cabeça para trás, ele sentia o cheiro de Yoongi se afastando corredor à fora.


- Esse é meu. - falou para si mesmo, sorrindo num misto de desejo e doçura, como o menor era fofo!


[ No hotel em que S/n trabalhava ]


? - Amiga, pode ir almoçar, você está aqui desde cedo, eu assumo daqui.


- Tem certeza?


? - Vá, S/n, vai que você passa mal e fica com pressão baixa de novo!


- Verdade, estou indo, obrigada. - A outra sorriu com os lábios, assumindo a função da colega.


S/n seguiu em direção à cozinha, mas foi puxada bruscamente pelo pulso para o almoxarifado.


- Mas o que... - O rapaz cobriu a boca dela.


- Tenho uma surpresa pra você, s/n!


- Mas não podia simplesmente me chamar normal, Kai? Qual é, quase me mata do coração!


- Seu aniversário é semana que vem, fiz três pratos e umas sobremesas pra você experimentar e me dizer qual gosta mais. - Sorriu.


- Não precisava fazer isso!


- Vamos, já está na sua hora do almoço mesmo... Senta aí, o zelador me deixou usar a sala hoje, assim você não vai ter que dividir com ninguém.


- Só você mesmo.


S/n experimentou os quitutes, um melhor que o outro, as sobremesas então... estavam uma delícia! Kai a observava em silêncio, satisfeito.


- Estava bom? - Perguntou quando ela dava uma última garfada no bolo de chocolate com chantilly.


- Uma delícia! Fechou os olhos satisfeita. - Kai notou um pouco de chantilly no canto dos lábios da moça, perguntava a si mesmo se seria uma boa ideia beijá-la, levando em consideração as consequências, optou por pegar um guardanapo e limpá-la suavemente, ela abriu os olhos e sorriu agradecida, logo depois tornando a fechá-los.


- E o seu namorado, S/n?


- O que tem ele?


- Vocês estão bem?


- Estamos sempre bem, tá pra nascer um casal que nem a gente, nós sequer brigamos. - Disse ainda de olhos fechados.


- ah, entendi...


- Enfim, qual dos pratos você mais gostou? Vou fazer pra você semana que vem.



[ A essa hora, na casa dos Jeon ]


- Nam, não estamos sendo muito duros com ele? Só tem vinte e quatro aninhos, os irmãos dele são quatro anos mais velhos e nunca fizemos algo parecido com eles...


- Jin, eles são alfas, é diferente.


- Mesmo assim...


- Quer casar eles também? Só pra fazer seu filho preferido se sentir melhor?


- Namjoon!!


- Disse alguma mentira?


- Para com isso, todos os três são meus filhos, você não pode falar uma coisa dessas!


- Você se identifica mais com ele, naturalmente, vocês dois são betas, por isso você gosta mais dele.


- Fala baixo, não quero que os meninos ouçam.


- Você acha que eles não sabem?


- Não seja injusto comigo, ser beta não é fácil! No meu caso mais ainda, eu sou praticamente um ômega... eu só fico em casa, cuidando de você e dos meninos, você poderia ser mais grato! - Irritou-se, dando as costas à Namjoon.


- Não acho que nada disso te desmereça. - Abraçou-o por trás. - Desculpa, querido. - Beijou seu pescoço, fazendo-o se arrepiar.


- Você quer casar os gêmeos?


- Acho que eles estão na idade, o que você acha de darmos um prazo a eles?


- Prazo?


- Pra eles se casarem, ao que tudo indica o casamento do Jungkook será primeiro, mas se passar mais de um ou dois anos do casamento dele e os gêmeos não se casarem também, os outros alfas vão estranhar... Kook casar mais cedo é o normal, já que ele é beta, mas os gêmeos não podem ficar para trás também...


- Trinta anos, pra você está bom?


- Por mim esse é o prazo máximo, até lá, capaz de já sermos avôs. - Riu animado.


- kkkk, eu também fico animado com a possibilidade de ser avô, se nossos netinhos não forem que nem eu quando pequeno, está tudo bem rsrs. - Jin riu também.


- Temos que deixar os passarinhos saírem do ninho... - Seokjin abraçou Namjoon, carinhosamente.


- Faz parte da vida... - Nam passava as mãos nas costas do marido.


- Vamos conversar com os gêmeos? - Selaram os lábios um do outro.


Jin foi ao quarto da filha enquanto Nam ia ao de Taemin.


- Seu pai e eu queremos falar com você.


Os quatro desceram à sala de jantar.


- O que eu fiz? - Os dois perguntaram sem mais delongas.


- Vocês dois já estão com vinte e oito anos, já são duas pessoas responsáveis, já trabalham... já são dois alfas maduros... - SeokJin introduziu.


- Queremos que vocês se casem até os trinta. - Namjoon foi direto.


- Casar?? 


- Pai, casamento não é pra mim! - Sunmi falou.


- Não precisa ser, você se adapta, ninguém nasce sabendo das coisas. - Nam foi sincero.


- Já que a omma de vocês aqui é beta, vocês não precisam dividir um único  ômega. Podemos arrumar ômegas ou betas de boas famílias pra vocês, se quiserem abrir mão da escolha. - Jin disse quase num tom de ameaça.


- Deixa que a gente escolhe, Omma. - Disseram juntos.


- Está bem, mas escolham boas pessoas, não esqueçam que você dois tem um nome e uma reputação a zelar!


- Tá...



Notas Finais


Essa fic é uma delícia de escrever, vou demorar uns dias pra lançar cap novo mas é isso aí.

Leitores, vocês fazem meu dia mais feliz 🫶


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...