1. Spirit Fanfics >
  2. The big four >
  3. Eu por acaso te conheço ?

História The big four - Capítulo 30


Escrita por:


Capítulo 30 - Eu por acaso te conheço ?


Fanfic / Fanfiction The big four - Capítulo 30 - Eu por acaso te conheço ?

Era uma manhã calma e nublada. O sol se escondia atrás de grandes nuvens cinzas. Os alunos ficariam o dia todo cuidando dos preparativos. 

- bom dia, turma ! Venho por meio deste dizer a vocês que uma professora de artes geral vai nos auxiliar para a realização perfeita do evento. Ela é uma senhora muito importante na região, além de ser a esposa do prefeito ela que realiza os festivais da comunidade, é dona do popular teatro regional e do grupo teatral mais famoso do continente. Ela é simplesmente incrível haha ! Professora Ariana... Pode entrar. 

Assim que a mulher adentrou na sala de aula, Rapunzel a olhava intrigada. Era um rosto familiar. 

Ariana começou a explicar os procedimentos a serem realizados e virou a presença de um caça talentos. A moça foi andando pela sala até que avistou Rapunzel. Seus olhos cresceram e ela a fitava nos olhos com esperança. Depois de alguns segundos a retomou a conversa. 

Assim que os alunos saíram ela abordou a garota. 

- Q-querida... Com licença. Poderia me dizer o seu nome ?

- Desculpe, eu te conheço...? 

- Eu... Eu não sei... Por isso perguntei.

- eu me chamo...

- vamos Punzie ! 

Merida a puxou rapidamente pelo braço  a afastando da mulher e interrompendo a conversa. 

Os alunos treinavam sem parar. Merida is mostrar seu talento com o arco e flecha. Soluço estava focado em mostrar um número com banguela. Enquanto Jack simplesmente não tinha interesse. 

Alfred moon passava por ali procurando a loira e assim que a encontrou ele respirou e disse desesperadamente. 

- olha... Eu acho bom você não contar para sua mãe sobre Ariana... 

- por que ?

Ela arqueou as sobrancelhas

- só faça o que eu digo 

Ele saiu rapidamente. 

Ao fim do dia, no caminho de casa, Rapunzel ficou calada. Preferiu atender a ordem de Moon. Ela se perguntava de onde conhecia aquela mulher. 

~pov Ariana~

A mulher andava de um lado para o outro inquieta. 

- Querido, eu a encontrei. Encontrei nossa filha ! Eu tenho certeza disso! Eu só preciso saber o nome dela... Onde ela mora...

- meu bem, fique calma. Já se passaram tantos anos... Eu sinceramente não sei... Vamos esperar. 

Ela fitava a cidade pela sacada da casa grande esperançosa. 

~pov jackunzel~ 

- Ah eu não sei não... Aquela mulher é tão parecida com você ! 

- jura ?

- claro! O nariz, o formato do rosto. Chega a ser surpreendente ! 

- é, acho que tem razão haha 

- o filme foi legal, não acha ? 

- sim! É... Está mais frio do que eu pensei que fosse ficar. É melhor eu ir trocar de roupa. Colocar uma calça e um casaco...

- tudo bem, pode ir lá no quarto. Eu fico esperando. 

Ela colocava suas roupas até que se deu conta de ter esquecido a calça na sala. 

- Jack, pode pegar minha calça na bolsa em cima do sofá ,por favor ?

Ela disse entre a porta. 

- claro, mas... Tem certeza de que está aqui ? Não vejo nada ! 

- procura ai, vou dar uma olhada aqui...

Ela procurou por cima das coisas até que engatinhou até debaixo da cama. De repente a porta se abriu. 

- eu encontrei, estava na cozinha. Como você não disse nada eu achei que podia  entr...

Ele se depara com a cena. 

Punzie se levanta rapidamente envergonhada. 

- Ah, me desculpa ! Eu deveria ter batido... 

- t-tá tudo bem...quer dizer... Você é tipo... É m-meu namorado então não deveria s-ser um p-problema,  né?

Ela corava sem jeito. 

Jack a abraçou e a beijou lentamente. Aquele calor começou a arder. Se antes estava frio logo começaram a suar. Jack apagou as luzes e a deitou na cama removendo sua calcinha. Ela estava nervosa, pensando que aquela seria a hora. Mas ele não mencionou tal ato. Não se ouviu nenhum som de calças se arriando ou coisa do tipo. Ele beijou os pés e as coxas da moça delicadamente até ficar frente a frente com sua intimidade. 

- J-jack...?

- shh

Ele começou a beijá-la, sugá-la e a lamber. 

Para ela era estranho, mas depois de um tempo foi ficando melhor. 

Depois de uns minutos assim o despertador toca. 

- droga! Coloquei um despertador pra não ficar muito tarde... Temos que ir. 

Ele se levantou, vestiu a loira e a levou para casa. 

É, ela teria muita coisa pra falar para a amiga. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...