1. Spirit Fanfics >
  2. The Bloody Sister's-New Creepypasta >
  3. O que...?

História The Bloody Sister's-New Creepypasta - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - O que...?


Fanfic / Fanfiction The Bloody Sister's-New Creepypasta - Capítulo 9 - O que...?

Ela encarava o Jeff com um olhar surpreso, devido a sua fraqueza ela não se aguentou muito tempo em pé e automaticamente se sentou no chão sem desviar o olhar um minuto

Bia-*De todas as pessoas que esperava ver...tanto vivas quanto morta...ESSA era a última que pensava em ver em toda minha viva...* Puta que pariu...você tá vivo....--Diz surpresa

Ele riu fraco e disse

Jeff-Surpresa--Diz sorrindo

Apesar de não parecer ela estava bem nervosa pois o único ciente de um de seus piores erros do passado estava de volta

## Flashback on ##

As duas irmãs estariam indo para casa de Jeff para ir ao jantar onde os pais de Jeff estariam, Liu estaria para a enorme felicidade de minha irmã, nossa tia estaria e...Jane e os pais dela estariam...

...

## Bia ##

Naquela época eu tive uma brigas fora dos olhos de Betty

Jane, estava apaixonada por Jeff e ela tentou marcar território comigo, nós duas brigamos e continuamos brigando

Não que....

Eu estivesse apaixonada por Jeff aquela época só que....

Não gostava de ver ele com ela! Só não gostava....

...

As duas saíram da sua casa e foi até a casa do Jeff, porém quando Bia olhou pra frente viu a porta meio aberta assim fazendo ela parar logo em seguida ouvi a voz de sua irmã

Betty-Hm? Oque foi B--

Rapidamente tampa a boca dela vendo ela a olhar assustada e ela sussurra

Bia-"Sussurra" Olha...

Ela olho para porta junto com a betty, logo tira a mão da boca dela e ela diz

Betty-"Sussurro" O-oque a gente faz?

Bia-"Sussurra" vamos entrar...com cautela...Liu, Jane, Jeff e os outros estão lá, você fica atrás de mim e---

Ambas se calam quando começam a sentir um cheiro de queimado, isso me preocupa ambas bastantes, depois de alguns segundos começam a ouvir gritos que ambas reconheceriam facilmente

Betty-Jane!

Bia realmente não gostou de ouvir o nome "Jane" ser mencionado. Ambas entram correndo e vêem Jane agonizando na mesa

...

Ela parecia presa, desde as pernas até os braços

Ela não parava de gritar....

...

Betty-J---

Bia segura o braço da Betty quando viu que ela ia correr até o fogo e logo recebe seu olhar confuso

Betty-m-mana?

Bia-....Deixa

Bia-q-que...?--Pergunta surpresa

Ela olhava para Jane na mesa agonizando, o cheiro de sua carne queimada era horrível...mas....Bia estava meio feliz em ver sua situação, tanto que não consegui evitar de pensar

Bia-*Adeus Jane...Até nunca mais*

## Flashback off ##

Ela negou com a cabeça percebendo um pouco a situação e pensou

Bia-Merda....

Jeff-O que? Não está feliz em ver seu "Amigo de infância"? Preferia eu morto em uma bandeja de prata?--Diz sorrindo

Ela encarei o mesmo e disse

Bia-Você...matou minha tia e...fez minha irmã sofrer por anos, então é o esperado, mas....não tenho ódio de você...mas meu humor não está dos melhores no momento--Diz sentada no chão sacudindo as correntes que me prendiam--Estou toda fodida de tanta agulhada que eu tomei,,,e não paro de vomitar...enquanto os babacas dos seus "amigos" não falam da minha irmã, não importa quantas vezes eu pergunte--Diz em tom de raiva

Jeff-Bem, ninguém vai contar de qualquer forma--Diz dando de ombros--E aqueles cara não são meus amigos

Ela riu fraco fazendo Jeff encarar ela

Bia-Parecem...Já que são todos escrotos e mentalmente fodidos....--Diz bufando

Aquilo já ergueu uma pontada de raiva em Jeff. Ela olhou para Jeff com o levantar de seus olhos e disse

Bia-E você?

Jeff-Eu?--Pergunta levemente confuso

Bia-Vai me contar algo? Algo que preste realmente....

Ele riu e disse

Jeff-Ainda não "Boneca"--Diz sorrindo

Ela recebe o apelido "Boneca" como uma forma de irritar ela e provocar, então ela decidiu entrar no jogo, ela sorriu debochado e disse

Bia-Obrigado por nada, "Boca cortada"--Diz com um sorriso debochado

Jeff sentiu uma leve pontada de raiva por causa do apelido logo se agachou perto dela tirando uma faca de dentro de seu moletom branco, estendeu a faca e pondo a ponta dela contra o pescoço dela fazendo ela se afastar um pouco para não se machucar com a faca afiada

Bia-W-wow....

Jeff-Você está brincando com o perigo Bonequinha ...você não sabe que quem brinca com fogo acaba se queimando?--Pergunta dando um sorriso meio assustador para Bia

Bia engoliu a seco mais logo deu um sorriso debochado e nervoso

Bia-Mas é claro que eu sei, afinal...eu te conheci não?--Pergunta com um sorriso nos lábios

Ele botou a ponta da faca mais próxima de seu pescoço fazendo ela recuar mais ainda pra trás fazendo ela. Bia sente ela bater contra a parede assim ficando encurralada com uma ponta de uma faca contra o pescoço

Jeff-Esqueceu o que eu falei? Quem com a faca nas mãos? Eu posso muito bem te matar agorinha mesmo...

Naquele momento seu coração estava batendo forte em seu peito e ela viu sua vista se clarear

.......

Bia podia ver os lábios de Jeff se mexerem com um sorriso assustador, com a ameaça de vai e vem com sua faca contra o pescoço da mesma, mas em outra cena que apareceu em um flash, ela pode ver ele afastando a faca de seu pescoço

.......

Em um momento ela podia ver lágrimas caindo no chão 

.......

Ela viu outra cena, um quarto branco com paredes e chão acolchoados, lá via alguém ao longe deitado no chão, ao ver tudo se aproximar via que era Betty com curativo em seu olho esquerdo, seu olho direito fechado como se estivesse dormindo, mas tinha algo a mais com ela...tinha alguma coisa, com ela, havia uma coisa atrás dela, era uma coisa meio transparente como uma fumaça negra, por algum motivo ela me fazia tremer

.......

Logo em seguida lhe veio outra cena, um local enorme, como um hospital, tinha luzes piscando dando para ver elas pelas janelas e dando para ouvir gritos ecoando, eu via alguém saindo de dentro de lá segurando um machado enquanto balançava ele de leve e o sujeito usava um capuz, como ele estava meio longe não dava para ver direito

.......

Bia acordou de seu "transe" em um pulo, ela tentou se manter calma devido a própria situação e pensou

Bia-*Eu nunca tive uma visões assim tão...claras e longas....*--Pensa tentando manter calma--*minha irmã.....ela não está bem...eu sei que não...estão todos mentindo sobre a situação dela*--Penso com raiva das pessoas que mentiram pra mim--*mas agora.....tenho que focar na minha situação*

Ela olhou para Jeff, o encarando e disse

Bia-Você não vai me matar.....--Diz negando com a cabeça

Jeff-Pff....Hahahahah!!!

Ele começa a gargalhar tanto que ecoaria pelo cômodo logo ele diz

Jeff-Como você sabe disso?!?--Pergunta em um tom levemente insano com um sorriso largo assustador--Hein?--Pergunta fazendo movimentos vai e vem com a ponta da faca em seu pescoço

Ela sorri meio debochada e diz

Bia-Eu sei que não vai--Diz sorrindo

Se passou alguns segundos até que ele abaixou a faca tirando do seu pescoço

Jeff-Tsc--Solta dobrando uma perna ainda sentado na sua frente--Você as vezes é super sem graça as vezes, Bianca

Ao ouvir o mencionar de seu nome inteiro fez ela se irritar um pouco pois ela não gostava que chamassem ela de "Bianca" apenas de Bia, pois ela simplesmente não gostava

Bia-Gozado, se eu sou "super sem graça" você é super esquisito, Jeffrey--Dizia dando um riso fraco depois

Ele trincou os dentes com raiva, ele se aproximou ficando cara a cara comigo, dando para ver a raiva em seus olhos logo disse

Jeff-Não me chama de Jeffrey, Bianca!--Diz em um tom mais alto

Bia-Então não me chama de Bianca, Jeffrey!--Diz no mesmo tom que ele

Tudo ficou em um silêncio mortal, com ambos se encarando com raiva como se eles lançassem facas pelos olhos, ficaram assim alguns segundos até que a porta se abre dando fazendo ambos desviarem o olhar para porta para ver o Slender entrando. Bia já tinha uma noção de que ele seria, afinal, ele era uma lenda bem conhecida e ambos tiveram um encontro um tanto desconfortável em um dos primeiros dias de seu "cárcere privado"

...Alguns dias atrás....

A mesma acordaria de um sono pesa, sentindo sua cabeça rodando como uma roda, seu corpo estava pesado como se tivesse uma bigorna em cima do mesmo e não sentia nenhuma vontade de levantar...

Bia-H-Hm...--Solta de olhos fechados sentindo o local desconfortável aonde estaria deitada

Ela abre os olhos vendo sua vista se focar os poucos, dando para ver uma porta logo a frente

Bia-*Hã....? U-Uma...porta?*--Pensa confusa pois acabaria de acordar

Ela faz um pouco de esforço e se senta no chão dando para ver melhor o local

...

O Local era sem-limpo, tinha uma fina camada de poeira em alguns lugares e algumas pequenas teias de aranha em uns cantos, mas Bia não via problema

Tinha algumas caixas logo a frente tanto algumas grandes de madeira quanto algumas de papelão médias e pequenas, dava para ver em algumas abertas que tinha algumas tranqueiras dentro delas

Também havia alguns móveis de madeira bem velhos tanto que pareciam estar lascados, quebrados ou até com a marca que houve cupins ali

E o cheiro daquele lugar...

Era o típico cheiro de local velho que teria ficado fechado por longo tempo

...

Ao se sentar sentindo seu corpo pesar assim dificultando um pouco mas, logo ao mexer o pescoço sentiu uma pontada aguda em seu pescoço fazendo ela resmungar e botar a mão sobre o mesmo de imediato

Bia-*Merda...! Argh...por que meu pescoço tá doendo tan-- Espera.....*

## Flashback on ##

Bia-Me solta!! Ou oque você vai receber é um tapa na sua cara!--diz com raiva tensa

Smiley-Slender disse, que se ela não sair por conta própria ela não saí, você vai ficar aqui quieta... 

Bia-Eu não v---

Ela viu ele a puxar e viu ele puxar uma agulha de dentro de seu jaleco, ela não conseguiu reagir...ele teria sido mais rápido que ela....

Ela teria sentindo ele injetar uma agulha em seu pescoço e logo sentiu algo gelado sendo injetado em seu pescoço,...

Ela sentiu suas pernas ficarem fracas e bambas logo caindo, ele segura ela enquanto sua vista estaria ficando escura aos poucos....a última coisa que ela teria ouvi foi...

Smiley-Você é minha paciente...meu dever é cuidar de você

## Flashback off ##

Ela trincaria os dentes ao lembrar do que ouve e pensa

Bia-*Aquele filha da puta....*--Pensa com raiva

Ela se levanta meio tonta e pensa 

Bia-*Tenho que sair daqui..Agora!*--Pensa se equilibrando pondo a mão na parede

Ela começa a andar apressada ignorando um barulho estranho bem próximo dela até que na metade do caminho, sentiria algo puxando fortemente seu pulsos como um puxão de rédias e por não estar totalmente equilibrada devido a tontura ela cairia no chão batendo seu quadril contra o chão

Bia-Ah!!--Grita de dor

Ela sentiria seu quadril latejando de leve fazendo ela resmungar

Bia-A-ah...*m-mas que porra....!?*--Pensa com raiva

Após se recuperar da dor da queda ela se senta de novo assim, finalmente percebendo algo em seus pulso "Pulseiras" grossas de ferro com algo conectado, assim com algo conectando ambas a um local, correntes, um par de correntes presas nas pulseiras grossas de ferro em seus pulsos, as correntes estavam presas a uma placa de ferro na parede e as mesmas deixavam ela presa naquele local sem nenhuma chance de ultrapassar metade do quarto

Bia-*E-eu to presa aqui?!*--Pensaria ficando preocupada e meio desesperada

Ela começa a se debater mesmo sentindo seus pulsos doerem ao puxar e mesmo fazendo um barulho insuportável de metal, ela continuou até que parou um pouco para descansar os pulsos que ardiam como nunca, quando ela ia continuar el ouve a porta sendo aberta, ela olhou rápido para a porta e logo se assustou ao ver uma figura alta de terno e rosto branco entrando. Ela permaneceu parada, mesmo com o medo dentro de si

???-Vejo que acordou, sinto muito se eu lhe assustei--Diz entrando no quarto

Bia-*Ele fala?!* Se...Sem problemas.....--Diz desviando o olhar tentando entender--*Esse cara não me é estranho....essa aparência...* Pode....me dizer seu nome?

???-Onde estão meus modos?--Diz fechando a porta atrás dele mesmo--Você provavelmente já deve ter ouvido falar, mas nome é Slenderman

Ela deu um pulo surpresa e pensou

Bia-*S-slender.......*

Slender-Sinto muito manter você presa e ainda em um lugar como esse, mas é necessário

Ela ficou meio brava e pensou

Bia-Necessário a que ponto...?

Slender-Não posso dizer muito, mas você terá que ficar aqui um tempo, eu tentarei dar o máximo de confor--

Bia-Eu não quero!! não quero conforto! E não quero ficar aqui!! Eu quero sair daqui e ir atrás da minha irmã o mais rápido possível!! Vocês não entende?!--Perguntaria nervosa

Slender-Ela está bem, mas temos que espera--

Bia-Esperar?! Esperar o que?!?!--Pergunta com raiva--Você tem noção do que fazem com pessoas como minha irmã?! Pessoas frágeis que vêem o que não deviam ver?! Ou com pessoas que eles não entendem?!?!

Ela estaria ficando com mais raiva e com mais vontade de explodir só de imaginar que sua amada irmã gêmea estava em um lugar tão perigoso quanto onde a mesma se encontrava

Bia-Drogas, choques ou pior! Se não descobrirem o que tem de errado com ela, ela pode acabar na mesa de cirurgia com um buraco na cabeça ou com o corpo aberto!--Diz segurando as lágrimas para se fazer de forte

Ela olhou Slender com raiva e ódio em seus olhos e disse

Bia-Se algo assim acontecer com ela! Eu juro! Aha! Mas eu juro que te mato!!

...De volta ao presente...

Para Bia realmente teria sido realmente desagradável aquele dia, bem mais desagradável quanto o encontro dela com Jeff. Ela sentiu um cheiro bom no ar cobrindo o cheiro de velho que ela teria se acostumado, ela olhou para frente vendo que em um dos tentáculos do Slenderman estaria uma bandeja cheia de comida

...

Era um refeição enorme dentro do prato, o suficiente para reabastecer os nutrientes de Bia

Havia coisa para comer e beber....

... 

Slender-Eu trouxe a refeição da Bia

Jeff-Deixe ela aqui e saí--Diz jogando a cabeça pra trás para encarar Slender

Ele olhou para Bia e disse

Jeff-Estamos conversando...

Eu olhei pro Slender meio receosa e acho que ele disse isso, mas, assim como Jeff pediu, Slender deixou a bandeja no chão com cuidado e disse

Slender-Jeff...

Jeff-"Suspiro" Fala logo vai--Diz com cara de raiva como se fosse levar uma lição de moral

Slender-não faça besteira--Diz antes de sair e bater a porta

Jeff ficou quieto ao ouvir isso, afinal, não era a melhor coisa contrariar o Slenderman, mesmo que Jeff não gostasse de seguir ordens dele. Ele bufou, logo foi até a comida, pegou um garfo e uma faca logo diz

Jeff-Você tem muita sorte sabia?

Bia-*Dúvido...*

Jeff- a maioria das pessoas que prendemos nesta casa nem comida tem e olha que faz um looooongo tempo desde que tivemos uma "visita" um pouco parecida com a sua--Diz cortado um pedaço de carne que havia no prato

Ele começa a ri e diz

Jeff-Mas ao contrário de você, ele morreu poucos dias depois hahaha--Diz rindo

Bia fico em silêncio com o comentário desnecessário de Jeff. Jeff ficou mais próximo dela e disse

Jeff-Agora....coma, você não come nada a vários e vários dias, não?

Ela continuou em silêncio e logo ele disse

Jeff- por isso estou aqui na maior boa vontade para te ajudar...--Diz erguendo o garfo como bife--Diga "Ahhh", Bia...

Ele aproxima o garfo perto de sua boca e na hora Bia virou a cabeça  pro lado fazendo a carne sujar um pouco sua bochecha para evitar comer. Jeff bufou e disse

Jeff-Anda, abra a boca e coma, antes que minha paciência se esgote--Diz parecendo se manter calmo

Ele tenta dar comida em sua boca novamente, porém ela se nega a comer, arrancando um suspiro de Jeff

Jeff-Sério? Essa sua "vontade" de não comer, não é falta de apetite até por que eu ouvi do Smiley...que você nem tem mais o que vomitar no seu estômago...você tá vomitando apenas nutrientes e mais nutrientes que estão sendo injetados em você...isso vai continuar até você morrer...ou até você deixar de ser uma IDIOTA e comer a comida que estão te oferecendo

Bia continuou em silêncio pois oque Jeff disse era uma verdade, o que não lhe faltava era apetite, seu apetite era enorme e sua fome maior que normal, tanto que poderia matar para conseguir comida, mas ela preferiria morrer de fome do que se entregar a esses animais que estariam a prendendo

Jeff- Anda, coma logo!

Ele tenta novamente alimentar ela de novo, dessa vez ele a segura pelo ombro enquanto a mesma se afastaria, depois do terceiro fracasso ele se afastaria um pouco e diria

Jeff-Isso TUDO é por causa da sua irmã?

O mencionar  de sua irmã fez ela se interessar logo fazendo ela dirigir o olhar para ele

Jeff-A fome, a vontade de escapar daqui, seus machucados, tudo seria apenas para reencontrar sua irmã, você sente que algo está acontecendo com ela, né?

Ela arregala seus olhos surpresa e ele continuaria

Jeff-Como dizem....? vocês duas tem oque chamam de "conexão entre gêmeas"? --Diz dando um sorriso

Ele ri e diz

Jeff-Mesmo com suas diferenças e com todo mundo humilhando e menosprezando vocês, vocês sempre davam um jeito de "superar" tudo...

Bia estaria surpresa e assusta

Bia-*Como...como ele sabe disso?!*--Pensaria assustada

Jeff-mas na verdade, vocês nunca superaram, apenas jogaram tudo dentro de uma cova funda para acabar caindo nela...hah, vocês são boas irmãs, não?--Diz alargando seu sorriso

Ela continuaria quieta não se rendendo apesar dos comentários que a feriam como pequenos cortes, logo Jeff suspira novamente e diz

Jeff-Sabe......

 

 

 

 

 

Jeff-Sua irmã está sofrendo muito naquele lugar...

Bia sentiria seu coração dar um salto e suas mãos começarem a tremer logo Jeff continuou

Jeff-Ela toma vários tipos de medicamento por dia....

Jeff-Dorme a maior parte do tempo....

Jeff-Quase não come...

Jeff-Está atacando os funcionários...

Jeff-E assim criando vários problemas lá para ela mesma...

A Bia estava já sentindo seu corpo inteiro tremer por ela

Jeff-Até onde me informaram...Ela insiste que vê algo, algo que ela se refere como um "Monstro"--Diz fechando os olhos

Nesse tempo as lágrimas já estariam a escorrer pelos olhos de Bia

Jeff-Trágico, não?

Ele abre os olhos e ri fraco logo dizendo

Jeff-Não me olhe assim...

...

Sua expressão era de tristeza

Seu olhos estavam forçados como se tivessem tentando não chorar porém com grande falha

...

Ela abaixaria a cabeça chorando entre soluços

Bia-P-por que vocês não fazem nada...? G-Gostam de ver a gente sofrer?

Jeff-Ahh finalmente falou?

Ele dá um sorriso alargado e diria

Jeff-Eu amo ver você sofrer mais do que ver sua irmã sofrer, não é meu "Dever" cuidar dela e Slender disse que, foi ela se enfiou lá, então ela tem que sair de lá do jeito dela, afinal ela que entrou lá, mas se tiver sorte ela deve sair de lá inteira 

Ele segura levemente seu queixo e diria

Jeff-Você também torce para que ela fique bem e que ela ainda de um jeito de sair enquanto você está aqui, não é?--Diz por fim dando um sorriso

Bia estaria tremendo um pouco entre lágrimas e ela tentaria conter seu choro, ela não diria nem uma palavra

Jeff-Bem...Agora...

Ele segurou o queixo forte seu queixo totalmente o oposto de antes e logo ele diz

Jeff-Vamos tentar de novo...Okay?

Ele tenta dar comida na boca dela de novo e ela não contesta, apenas abre seus lábios trêmulos enquanto bota a comida dentro de sua boca

Bia- *....*

Jeff-Hah, Boa garota, vou ficar aqui até você comer tudo que o Slenderman mandou....e você vai comer tudo, não vai?--Diz dando um sorriso meio macabro

...6 Dias depois...

## Narradora off ^^^ Bia on ##

...

6 Dias...6 Dias que eu estaria comendo o que me davam, nos primeiros 3 dias que comecei a comer, quem vinha era Jeff vinha mas depois...

Parou de vir e quem passou a vir, que passou a vir foi o Slenderman, ele deixava a comida perto de mim e conversava um pouco comigo até que era...agradável...

Não me sentia tão solitária quanto estava antes

Mas...

Eu sentia algo estranho...

Por mas que eu comesse minha fome parecia não passar

Por mais que parecesse que meu estômago estava sendo forrado pela comida, eu ainda sentia fome de certa forma...

E minha saúde parecia piorar cada hora que passava...dois dias depois que comecei a comer....

Febre elevada...

 Tremores em meu corpo... 

Náuseas...

 Calafrios pelo corpo....

Eu ando sentindo isso...ás vezes sinto fraqueza ao nível extremo e começo a suar frio...

As coisas estão difíceis aqui também...

...

...Agora...

Eu estava sentada no chão, encarando a porta esperando a próxima "refeição" que seria trazida pelo Slender até que....

-*Tá cada dia ficando mais difícil...*--Penso respirando fundo

Eu me abracei sentindo um pouco de frio e pensei

-*Betty...eu queria saber como você tá....tipo no agora...não no futuro ou coisa assim...*

Eu estaria perdida em meus pensamentos, muitas coisas passavam pela minha cabeça...

Slender...

Jeff...

Minha irmã...

Me perguntava como minha vida que já era meio inclinada teria realmente virado de cabeça pra baixo, foi quando comecei a sentir uma enorme falta de ar

-A-ah-- 

Eu não conseguia respirar de forma alguma, era como se tivesse sendo sufocada e o ar tivesse ficado escaço em um estalo,eu tentaria levantar e ir até a porta mas não demorou até eu ser puxada da pelas correntes, eu sentiria lágrimas de desespero e sufoco escorrerem pelas minhas bochechas, eu estendi minha mão até minha porta tentando gritar e pedia ajuda, até que não aguentei mais me manter em pé e caí de joelhos no chão

 

 Parecia como se...tivesse uma corda em meu pescoço que apertava a cada segundo...

-Slen...-- Je....---

Minha voz não saía mais, minha vista começou a escurecer e eu apaguei...

Pouco a pouco...

Fui sentido...

Frio...

E mais frio...

E minha fome...aumentava...

## Bia off ^^^ Betty On ##

Eu estava deitada no chão do meu quarto, quase dormindo por causa dos medicamentos que eu havia tomado mais cedo, porém apesar do meu sono ser enorme....em um instante, senti um choque, como um mal pressentimento, o que me fez acordar, eu senti como se...tivesse alguma coisa errada...

???-Você realmente levou um susto--Diz "Meu monstro" em pé atrás de mim--Teve algum sonho ruim?

Eu fiquei quieta não querendo falar nada até que sinto unhas cravadas em minhas costas fazendo eu dar um gritinho de dor

???-Quando uma boa AMIGA pergunta se "Teve algum sonho ruim?" geralmente a OUTRA responde, então...

Eu senti mais suas unhas afundarem em minhas costas fazendo eu querer gritar mas, para eu não tomar outra dose de calmantes como hoje cedo tive que conter o grito

???-RESPONDA, ANTES QUE EU QUEBRE ARRANCANDO SUA COLUNA--Diz  com as unhas em minhas carne

Eu deixaria algumas lágrimas de dor escorrerem pelos meus olhos e digo

-M-Mi...Minha irmã....algo aconteceu com minha irmã....--Digo entre as pontadas de dor

Eu senti ela tirando seus dedos com suas garras afiadas sujas de sangue da parte rasgada da minha camisa de força

???-Entendo

Sentia o sangue quente escorrer por dentro da minha camisa de força me fazendo encolher

???-Porque você não tenta "ver" ela? Hein?

...

Minha sombra corrompida...

Era como...

Um reflexo invertido meu...porém...

Como disse...eles são o lado de uma pessoa que foi  deixado depois da morte...

Mas eu não sei...como essa corrompida...

Era um lado meu...

Ela...

Era possessiva

Vivia sussurrando coisas ruins no meu ouvido

Detestava que eu a ignora-se

E quando eu não fazia o que ela queria...ela me machucava...

Ela era horrível...

Piores do que os dias aqui...

...

-...Não....eu não sei como faz...eu só sei na hora que os nervos estão a flor da pele e....quando tava começando a controlar....eu não....consegui mais fazer isso depois da terapia de choque...

...

Eles fizeram isso mesmo...

.........

Eles começaram a me tratar como um caso perdido...

Medicamentos que nunca vi...

Tratamentos "diferenciais"...

E oque eu mais odeio...

......

Ser tratada como a "Boneca" de todos os homens daqui...

........

Vocês entenderam...

As vezes eu consigo escapar dos "Cuidados" deles...

Mas...

Eu acabo tento que tirar vidas no caminho...

As vezes quando to solta, roubo um bisturi...

Um pedaço afiado de azulejo banheiro que tá caindo aos pedaços...

Mas....

Eles tentam me controlar...me manipular...

Para isso...

Eles me dão todo tipo de coisa

Que me deixa no meu atual...

...

???-Tsc...Isso é muita frescura...

Eu sentiria a adrenalina da dor e da sensação anterior passar aos poucos, assim fazendo o sono vir aos poucos assim parando de ouvir ela falar, quando eu começaria a pegar no sono, minha vista estava escurecendo aos poucos, foi quando eu vi nos poucos momentos acordada a porta se abrir e logo vi duas pessoas entrarem no quarto deveriam ser enfermeiros ou médicos...eu ouvia as vozes como ecos em minha cabeça e eu fazia questão de me manter acordada o máximo de tempo para ouvir

enfermeiro/médico-Ela já dormiu?

enfermeira/médica-Acho que já...até que demorou mais tempo do que o esperado--Diz se agachando do meu lado e me olhando bem---o que vamos fazer com ela?

enfermeiro/médico-Primeiro de tudo...mande tirar ela dos registros...não quero nada sobre ela e quero que chame o pessoal da maca pra agora...

enfermeira/médica-Certo....

Eu vi a mulher sair da sala e o outro ficar na sala. Nesse tempo eu não aguentaria me manter mais acordada, eu vi o outro se aproximar e se agachar na minha frente

enfermeiro/médico-Ai....você vai ajudar nós a entender tantas pessoas iguais a você...

...

Depois disso eu apaguei...

Eu não sei quanto tempo....

Mas foi tempo o suficiente para ele....

Quando acordei...

Tive uma visão não muito agradável de mim...

...

-Hm.....

Eu abri meus olhos eu via tudo distorcido, meio torto, como um borrão que aos poucos se estabilizaria, eu via, pessoas usando aquelas roupas de cirurgia estranhas...e as roupas e suas mãos cobertas pelas luvas estavam completamente sujas de sangue, quando olhei mais para meu corpo...

-*O...o...que....*--Penso chocada

Eu parecia que estava sobre o efeito de algo, algo que me deixaria bem tonta....

-*Que que...que....*

...

Havia um corte enorme em formato "Y" em meu corpo

Eu podia ver eles mexerem meus órgãos e ver meu sangue sobre eles...

......

Sabe oque os olhos não vêm o coração não sentem?

Então...

A dor que senti ao ver meus próprios órgãos sendo remexidos pelas mãos de outros, foi a pior que senti na minha vida...

...

Eu comecei a tenta me contorcer de dor mas quase não consegui me mexer, sentia meus pulso e pernas presas e eu nem gritar conseguiria, minha boca nem se mexia direito pareciam que haviam me dopado com algo bem forte, que nem conseguia raciocinar direito 

Cirurgião-Ela está acordando...!

O Enfermeiro olhou pro  cara que estava quase ao meu lado e disse

Enfermeiro-Aumente a anestesia--Diz enquanto segura um bisturi

Eu vi o anestesista se dirigir até o suporte que estava quase ao meu lado e começar a mexer, eu virei a cabeça pro lado vendo "meu monstro" em pé ao meu lado com um sorriso 

???-Olha só você...

Ela riu e disse

???-Você está toda aberta...seus órgãos estão todos expostos....

Ela se aproximou e colocou sua mão gelada sobre meu coração assim me fazendo estremecer por inteira, eu começaria a tentar me soltar enquanto ela diz

???-É uma sensação maravilhosa sentir o coração de uma pessoa batendo na palma de nossa mão...

Eu fiquei meio assustada pois literalmente estava na mão dela e apesar de ficar sonolenta aos poucos senti meu coração acelerar

???-Está com medo de mim? Seu coração está batendo tão rápido Hahahaha

Eu não consegui responder apenas senti meu corpo enfraquecendo pouco a pouco mesmo me forçando a ficar acordada

???-Bem....

Ela apertou de leve meu coração fazer eu sentir uma dor insuportável porém por mais que eu quisesse gritar eu não consegui...

???-Se você apagar aqui...provavelmente abrirão sua cabeça enquanto ainda está viva

Eu realmente fiquei assustada...se eles estavam fazendo isso comigo não duvidaria que eles fizessem pior

???-Mas....posso te ajudar se você me der algo em troca--Diz sorrindo

 Ela ri e diz

???-Então...o que me dará para eu te ajudar?

Esse foi o único momento que eu consegui juntar força para dizer algo

...

Uma coisa que "Meu monstro" dizia muito...

Era que queria liberdade de mim...

Ela queria meu corpo...

Um corpo para que ela pudesse fazer o que bem entendesse...

Mas...

Mesmo podendo me matar...

Ela dizia que não teria graça se não se divertisse...

........

Eu não podia oferecer meu corpo...

Mas podia oferecer algo...

Que ela queria muito

...

-"sussurro" Li...Liberdade....

Eu vi sua expressão surpresa em suas orbes vermelhas vibramtes logo virá um sorriso largo assustado

???-Hahahah!! Está querendo mastigar mais do que pode engolir só pra ficar viva?

Eu não consegui mais responder, eu não estava aguentando mais ficar acordada, meu corpo começou a pesar e minha vista escurecer, eu tentava me manter o máximo acordada tentando lutar contra o remédio em meu sangue

???-Já que permitiu...Okay

Ela se aproximou mais e disse

???-Mas quando chegar a hora....

Ela estendeu a mão pro meu coração

???-Eu voltarei...para pegar...MEU corpo de volta...

Eu senti sua mão pegar em meu coração, logo senti o meu coração sendo rasgado pelas suas garras me fazendo sentir uma dor que me dava vontade de gritar, porém tudo que consegui fazer foi chorar, eu senti meu corpo tremer e sentia o sangue transbordar pra fora da minha boca, eu podia ouvir bip's desesperados das máquinas

Enfermeiro 4-O-O que está acontecendo?!--Pergunta assustado

Cirurgião-O coração se abriu!!!

Enfermeiro 2-Não é Rompimento da artéria?! Como isso aconteceu?!

Cirurgião-Quem se importa?! Vamos dar um jeito nisso se não ela vai acabar morrendo!! E isso não pode acontecer!!

Eu senti outro corte doloroso dessa vez em meu pulmão

Enfermeiro 3-Outro rompimento!! Pulmão direito!!

Eu comecei a ver minha vista ficar cada vez mais escura e me sentia cada vez mais sufocada no meu próprio sangue como se tivesse me afogando no meu próprio sangue, apenas senti o gosto metálico do meu sangue consumindo cada vez mais minha boca...

 

 

Eu não vi mais nada apenas ouvi os gritos das pessoas desesperadas....

E por fim....

Um bip...continuo e agudo....

.

.

.

---

Eu acordei depois de slá quanto tempo, eu estaria sentindo muito frio, eu tentei me mexer mas, acabei batendo em algo

-Ai...!

 Eu abri meus olhos sentindo uma leve uma leve dor em meu braço, assim que abri meus olhos eu vi local sufocante que eu me encontrava

...

Era como uma caixa gelada ou um frigorifico de tão frio que estava

Era um local pequeno que mal conseguia me mexer direito e as vezes sentia embaixo de mim se mover de leve com cada movimento meu

...

-*Onde eu estou?*--Penso confusa meio assutada ao acordar

...

Apesar de está assusta... 

Eu me sentia bem melhor que antes

Não sentia nada de errado comigo...

Dor...

Medo...

Tontura...

Sono...

Nenhuma das sensações que eu geralmente sentia, eu não sentia mais...

...

Eu comecei a me mexer tentando sair dali, era sufocante, eu olhei acima da minha cabeça e vi uma pequena luz como uma brecha, eu me virei de barriga pra baixo sentindo algo deslizar pro lado, botei duas mãos na parede acima logo comecei a empurrar e bater, aos poucos senti afrouxando até que abriu uma espécie de porta para uma saída de onde eu estava

-*Consegui!*--Penso enquanto sou cegada pela luz local

Quando eu fiz força pra sair pois ainda estava me recuperando, o lugar aonde eu estava deitada se mexeu, era algo...móvel dentro de uma gaveta, eu comecei a estranhar, mas isso facilitou minha saída, quando eu consegui sair, eu fiquei em pé me equilibrando até que percebi algo um tanto...constrangedor...

-*Eu estou sem minhas roupas....!*--Penso surpresa

Eu me abracei, logo olhei envolta e olhei pro buraco onde eu estava que parecia uma espécie de gaveta , lá tinha uma coberta fina branca

-*Melhor que nada....*

Eu peguei a mesma e quanto ia cobrir meu corpo notei a enorme cicatriz em formato de "Y" em meu torso me surpreendendo

...

Ela estava quase 100% curada tirando por marcas vermelhas! Isso me fez me perguntar quanto tempo fiquei apagada...

...

 Ao ver aquela cicatriz enorme em meu corpo junto com as outras causadas pelo "Meu monstro" fiquei meio angustiada ao lembrar das sensações que senti naquele lugar horrível...assim como o que "meu monstro" disse. Eu me cobri e amarrei a coberta para não cair

-*Isso vai servir por enquanto...*

Eu olhei ao meu redor vendo o local estranho onde encontraria

...

Havia macas de metal espalhadas por quase todo local, algumas vazias outras...com corpos com panos brancos cobrindo até o rosto...

Tinha uma mesa no centro com uma luz enorme, pias  em um canto algumas estantes com potes com equipamentos ou conteúdos como pílulas ou resíduos 

Havia alguns balcões no outro canto com alguns documentos, uma lixeira no chão e um jaleco jogado na cadeira

E....

Tinha um cheiro meio podre no ar

...

Ao reconhecer o local pois toda pessoa já teria visto um local assim...em filmes ou em momentos tristes da vida, eu pensei

-*Isso...é...isso é um necrotério*--Penso meio assustada olhando envolta olhando envolta--Que que eu...---

Eu comecei a andar mas senti algo em meu dedo arrastando no chão

-Hm?--Solto confusa

Eu olhei pra baixo vendo uma espécie de etiqueta preto no meu dedo do pé

-*Que isso?*--Penso confusa

Eu me agachei com cuidado tirando do meu dedo e logo me levantei, eu comecei a lê e me assustei

-*Mas que porra é essa....*--Pensa assustada

"Nome: Betty Noire Campbell"

"Data: XX/XX/XX"

"Causa da morte: Hemorragia Interna"

 

Eu encarava aquilo confusa, desacreditada e assustada que pareceria que meu coração teria parado de bater e as únicas palavas que saíram da minha boca foram de forma involuntária foram

-Eu...morri?

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...