História The boy with the golden voice - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Red Velvet, TWICE
Personagens Sana, V
Tags Bangtwice, Bts, Chaeyoongi, Dahmon, Imagine Sana, Imagine Taehyung, Imagine V, Jina, Moseok, Namin, Taesana, Twice, Tzukook
Visualizações 58
Palavras 472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olá

essa e a nossa primeira fanfic falando de deficiente auditivo se tiver alguma coisa errada informe para mim ou minha amiga

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 1 - Aceitação - Prologo


Fanfic / Fanfiction The boy with the golden voice - Capítulo 1 - Aceitação - Prologo

Aceitação é uma coisa nada fácil , na parte da pessoa em si e em as de sua a volta ... Ops esqueci de me apresentar me chamo Hirai Sana nome legal né? mas gosto que chame meu sobrenome de Minatozaki Sana que é o nome de solteira de minha mãe , nem perguntem o por que desse sobrenome.

Voltando ao assunto anterior como eu disse e difícil para a gente aceitar essas coisas , as pessoas acham que é tipo você demorar para perceber que cresceu que não depende mais de sua mãe e pai que agora tem que trabalhar e se sustentar mas e outro tipo de aceitação : é aceitar que você não pode mais ouvir e depender de uma máquina para ouvir melhor.

Na verdade esse é meu tipo de aceitação , tudo começou quando eu nasci estava tudo "normal" para os médicos, mas aos 3 anos eles finalmente perceberam o que eu tinha. Com meus 3 anos eu não falava nada, não me incomodava com barulhos muito altos e não olhava quando eles me chamavam, foi quando eles perceberam meu problema... Eu não podia escutar.

Meu pai não aceitava naquela época ter uma filha assim , ele sempre dava mais atenção para momo, naquela época eu não entendia mais hoje eu entendo , foi nesse mesmo ano que eu aprendi a língua de sinais. que eu me lembre bem foi 2 anos depois que inventaram um aparelho ultra moderno, mas ainda era um teste , minha mãe estava desesperada então me colocou para testar esse aparelho novo , era o seguinte : esse aparelho era permanente você não podia tirar mesmo se não funcionasse e tinha botões para aumentar e abaixar no total você conseguia ouvir 70% igual aos outros já que dava para abaixar e aumentar.

E assim aconteceu , e afinal de contas o aparelho funcionava eu virei uma criança "normal" podendo ouvir falar se divertir, mas como a vida não e boa os problemas vieram 3 anos depois , eu era motivo de risada na escola já que eu tinha um negocio em cada orelha, me falavam coisas do tipo "maria orelhuda" ou "como vai o seu tímpano?" oque resultou em : uma menina que sempre mudava de escola , que nunca deixava o cabelo preso , e uma pessoa infeliz .

Anos e anos passaram , agora com 17 meus pais arrumaram a historia de morar na coreia do sul , eu sei que sou muito boa em falar coreano mais isso e demais se quiser me deixar longe e só colocar eu em Tokyo seria mais prestativo mais NÃO momo tinha que abrir a boca e falar "eu topo" ...

E agora estou num sofá de uma casa na coreia, contando para eu mesma oque aconteceu na minha vida... da para piorar?


Notas Finais


"as vezes eu queria colocar o aparelho no zero para não escutar oque as pessoas dizem..."


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...