História The brandl - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 3
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii😍

Capítulo 4 - Human and passenger love


Fanfic / Fanfiction The brandl - Capítulo 4 - Human and passenger love

Entrei pela porta e caminhei pelo corredor,Indo em direção a sala,Olhei ao redor e vi Mart em uma das poltronas.

Olhei atentamente ao mesmo e vi que ele passava a mão em sua marca e bebia um copo de Whisky,no que ele estava pensando,caminhei até o mesmo e olhei minha marca.


-- Posso saber no que o mais velho está pensando ? -- Ele me olhou e sorriu sem graça,O olhar do mesmo estavam perdidos,sabia que algo o perturbava


-- Estava pensando nossos sobrinhos netos,que eu matei aquele dia,Aquilo é uma ferida que nunca se apaga,sabia que esses dias eu tenho apagado, tenho desligado minha humanidade,Se eu contar  te quantas pessoas eu matei,desde aquele incidente é capaz de eu tá alcançando nosso Avô,-- Olhei o mesmo compreendendo,sabia que aquele fato mexeria com ele,ele também sabia por isso quis matar sozinho,sabia que eu ficaria perturbado.


-- Irmão por que você não tenta se distrair ? Ou pode se entregar de vez e desligar a humanidade,Se tiver passando dos limites eu te trarei de volta,--Falei tentando ajudar ele me olhava.


E se eu matar gente inocente ?-- Ele me perguntou sério,


-- Você nunca machucaria alguém que não tivesse culpa,Somos só descendentes de Caim,não somos ele,Lembre Se do nosso Avô matou porque achou que era o melhor,Você também só matou por isto,-- terminei de falar e o mesmo concordou.


-- Tomé comigo --Ele disse eu peguei um copo e estendi até ele,O mesmo colocou um pouco da bebida no meu copo e colocou no dele

Eu me sentei na poltrona ao lado,nos olhamos,durante uns 20 minutos enquanto bebíamos,ele sorriu,se levantou me deu um abraço forte,Deu a última golada,e saiu,eu sabia que a partir desse momento,ele só voltaria quando eu chamasse, que ele iria tentar se encontrar.


Messes passaram e a única  notícia do meu irmão que obtive,que ele havia se desligado e estava matando muitos humanos e vampiros fora da lei,os guardiões  e os lobos vinham até mim,eu expliquei e mesmo não entendendo eles resolveram o deixar,


Um ano mais tarde...


Resolvi encontrar alguém pra mim dividir a minha vida….


Numa noite….


Eu saí para correr pelos belos parques de Londres,

É acabei por esbarrar em uma mulher,assim que me olhou,seus olhos brilharam não a ninguém que não conhecia os irmãos Prado,Muitos nos confundia,eu pedia a Loki pra ela não está nos confundindo por realmente me encantei por tanta beleza.


--Desculpe me moça-- Falei vendo a mesma me olhar


-- Está tudo bem irmão -- ela me olhou sorrindo


-- Irmão ? Filho de um dos descendentes de Gabriel ? -- Perguntei e a mesma concordou me olhando


-- sim irmão Prado da primeira linhagem -- assim que ela disse entendi


--Segunda,sou o irmão mais novo de Mart-- Assim que falei o brilho de seu olhar sumiu mais ela continuou fingir interesse em mim mais sabia que,ela queria mesmo o mais velho.


Conversamos por um longo tempo


Depois daquele dia eu acabei me apaixonado,mesmo sabendo que não era a mim que ela queria,passamos muito tempo juntos até demais sentia que ela estava,se afastando,ela realmente não me queria mais


Eu como estava ficando dolorido com aquilo,Saí pra correr,durante o caminho

Tentei não pensar em nada simplesmente

Esvaziei minha mente


Até que fui parado por uma senhora


--A mulher que mais te despreza te dará uma filha, sua Filha e o sol de alguém,esse destino pode matá Los,depende da escolha da Lua,no final da Batalha uma de suas melhores amigas retornaram e você viverá um grande amor--


A senhora simplesmente desapareceu na minha frente,sabe oque é engraçado ela era a cara da minha avó,minha linda e bela avó medusa


Guardian Pedro nos disse que ela retornaria pra viver seu grande amor



Passando alguns dias


Carla chegou até mim estava com o rosto inchado parecia que tinha chorado muito,não conseguia entender fazia uns dias que tínhamos separados,o'que ela tinha vindo fazer aqui.


-- Por favor você pode olhar esse teste novamente,por favor isto pode ser mentira não posso acreditar só confira -- A mesma jogou em cima da mesma um teste de gravidez,eu sabia não precisava olhar a velha no parque,mas tive que olhar pra ter certeza,aquilo significaria que nós dois teríamos que ficar junto.


Olhei o teste só pra ter certeza,realmente dois pauzinhos vermelhos,meus olhos encheram de água,minha menininha estava ali já sendo gerada pela mulher que me detesta,ajoelhei na sua frente e segurei em sua barriga,a mesma arregalou os olhos e tentou sair,Mas a segurei eu precisava daquele momento,Levantei sua blusa,e acariciei sua barriga olhando a barriga.


-- Pai está aqui minha filha,eu cuidarei de você,Meu pequeno raio de sol -- Falei e ela me olhou com a raiva nos olhos


-- É bom mesmo,eu vou dar a Luz a essa criança,e vou entregá la a você é irei sumir,nunca quis você,Eu queria Mart,fiquei esperando ele,-- Ela falou sem alterações  na voz como se fosse normal


Me levantei,não aguentei,Meti minha mão em sua cara sem dor nem piedade,a mesma girou,quase caindo a segurei,continuei dando,vários tapas na sua cara sem deixar ela fazer nem um movimento minha filha deveria ficar bem,minha vampirinha,

Quando a mesma desmaiou chamei,uma das empregadas e entreguei a mesma


--Leve ela pro quarto cuide dos ferimentos na cara e trate ela bem durante o tempo que ela vai ficar aqui não quero,nos cruzando pelo casa.--


A mesma assentiu e saiu com Carla,em direção ao quarto,me deixando sozinho na sala,ia dar cinco horas da manhã,peguei meu celular no bolso


Disquei o número do irmão mais velho que chamou,várias vezes e caiu,e eu disquei de novo,No terceiro toque foi atendido


-- Vovó medusa -- Falei por que era a única humana que ele conviveu tanto tempo se algo pudesse ligar a humanidade dele seria o nome da vovó


-- Já a liguei a uns três messes,mais tenho certeza que iria funcionar ,Amarei a vovó até meus últimos dias -- Ele falou sussurrando e eu sorrir


--O que fez o meu irmão mais velho, ligar a Humanidade? É porque sussurra? --Perguntei e ele sorriu do outro lado


--Eu estou apaixonado meu irmão vou me casar,ela está dormindo -- Ele falou e eu fiquei feliz pelo fato do meu irmão mais velho ter encontrado o amor.


-- Ótimo traga ela pra nossa casa,minha ex namorada está grávida e preciso de sua ajuda,Para cuidar --Falei e senti o humor do mesmo mudar


-- Eu nao posso ir,ela não sabe de mim,quero ser normal,quero ficar com ela.-- Ele falou com um tom de raiva,ele havia se apaixonado por uma humana



-- Irmão,você é a pessoa que eu mais preciso nesse momento,o amor humano e passageiro,venha pra casa,seu irmão mais novo precisa de você,-- Escutei a respiração do mesmo aumentar e abaixar rapidamente


-- Eu irei meu irmão abra a porta -- Neste momento escutei um vento forte,corri e abri a porta,ele estava chorando forte,aquilo me cortou o coração,ele caiu de joelhos me abraçando as pernas.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...