1. Spirit Fanfics >
  2. The Camp // Uniter >
  3. Cap5

História The Camp // Uniter - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Cap5


Noah P.O.V


Hoje é oficialmente o primeiro dia de acampamento aqui. Como de costume deixamos as pessoas descansarem por causa do dia anterior, hoje não tem programação nenhuma, é só descansar.


Levantei da cama as sete meia, não estava tão cansado. Fiz minhas necessidades, botei um agasalho e sai da cabana para tomar um ar. Amo admirar as paisagens que esse acampamento me oferece, me faz perceber como tudo é maravilhoso. Me sentei numa das pontas de um penhasco e fiquei lá até escutar uma voz atrás de mim fazendo eu olhar assustado.


- Já está acordado?- é o Lamar.


- Sim, e você? Porque está acordado?- perguntei em quanto ele vem em minha direção sentado ao meu lado.


-Tenho sono leve, ouvi você saindo da cabana.


- Entendi.


-Ela está bem? - ele pergunta mudando de assunto.


-Quem? A Sina?- pergunto e ele afirma com a cabeça- ela está, só com um pequeno corte em sua bochecha e uns hematomas. Mas está. E você?


-Alguns hematomas também mas tá tudo ok.


Um silêncio paira até q ele fala


- Eu agradeço pelo o que você fez, mas fiquei o mais longe de nós o máximo possível. Não queira entrar nessa guerra- ele faz o sinal de aspas na palavra guerra.


-Ela me contou oque está acontecendo.


-Meu Deus Sina, sempre confiando nos outros.- ele fala balançando a cabeça.


-Não se preocupe, eu sei guarda segredo.


-Mesmo assim cara, você não sabe com quem você está se metendo. 

Essas pessoas de ontem foi só uma base de como são, conversei com eles ontem e parece que existe mais facções aqui. Não sei como ainda não pegaram esses contrabandos aqui.


-Nunca percebi, acho que é a primeira vez que acontece.


-Você está enganado, muitas vezes ouvi falar que aqui tem. Vim pela primeira vez, mas foi para ficar de olho na Sina.


-Você tem quantos anos?- eu pergunto.


-18 anos, por que?


-Por nada. Mas... Você já é um cara livre, pode fazer o que quiser. Por que não sai dessa vida?


-Bom, antes eu faria de tudo para sair, mas hoje vejo que não vale mais a pena. Eu tinha a oportunidade de denunciar a facção e sair impune já que eu não era de maior, mesmo já ter feito coisas ilegais. Mas não tive coragem na época, eu era ameaçado. E hoje em dia, se eu denucia-los vou preso também por ter feito muitas coisas. E também prefiro ficar pela Sina, sei como ela se sente. Não conversamos muito mas entendo ela, não seria de deixa-la só nessa.


-hm, tendi - compreendi.


NARRADOR(A)


As nove e meia todos já estavam no refeitório. Numa mesa sentou a Sina entre a Hayoon e a Any q estava do lado da Shivani conversando. Todas as meninas estavam comendo quando os meninos chegaram, Noah e Josh já estavam sentados comendo enquanto Bailey e Kristyan estava pegando a comida.


P.O.V  Kristyan


Tô indo sentar na mesa dos meninos da minha cabana junto com Bailey e enquanto isso eu estou trocando olhares com um dos organizadores, Bob, não sei se ele é oq eu penso que é. Isso faz eu esbarrar numa pessoa e desviar os olhares.


-Desculpe - digo ajeitando as coisas na minha bandeja.


P.O.V  JOSHUA


- Mano, oq você estava fazendo ontem a noite que chegou tão tarde? - Falo isso e Bailey e Kristyan chegam na mesa.- eu tava te esperando mas o sono não deixou.


-Sem problema brow, eu tava resolvendo uns negócios do acampamento.- ele fala dando um gole de suco depois.


- Tá ok, já comi e agora vou voltar para a cabana para aproveitar esse dia de descanso- eu falo me levantando.


-Calma ae pow, já estou terminando- Noah fala enfiando o último pedaço de pão na boca.


Nós fomos juntos para a cabana, chegando lá eu me jogo na minha cama e ele na dele e ficamos olhando para o teto.


-Você sumiu do nada ontem e só apareceu tarde da noite, Noah. Oq houve?- pergunto curioso.


-Nada, cara, já falei. Foi uns negócios do acampamento.


-hmm, então tá.- demoro um pouco e falo.- Mas então, tem como desenrolar a Any para mim não?.


Falo isso e ele tira o olho do teto e olha diretamente para mim fazendo eu olhar para ele também.


-Olha, tu para visse. Depois que estiver iludido aí não vem chorar no meu ombro.


-C acha q o próprio Joshua aqui vai se apaixonar? Parece que você não me conhece.


- Sei lá cara, mas em fim, eu vou ver o que posso fazer- ele diz e eu faço um coração com a mão fazendo ele revirar o olho e rir.


P.O.V SINA


Estou comendo calada na minha, as vezes olho para o Noah mas ele está de costas para mim, depois ele sai e meu desejo é ir atrás para agradecer mais uma vez mas me contento para não chamar atenção.


-O que foi isso na sua bochecha Sina?- Hina pergunta me tirando dos meus pensamentos e fazendo todas as olharem para mim.


-Pse, e você chegou tarde também, né?!- Joalin diz.


-Aff meninas, tava apenas achando chato aquela coisa na fogueira e decidi sair, demorei além da conta e acabei caindo da árvore que escalei para ver a vista.- digo e parece que funciona a minha mentira, menos para Heyoon q fica com cara de desconfiada e finjo que não vi.


Depois do café da manhã, saímos e fomos para cabana e fizemos uma rodinha entre nós. Estava um clima frio agradável no local. 


-Meninas, vocês viram a nova música do CNCO?- Sabina fala e as meninas começam a falar um monte de coisa, menos a Joalin.


-Você não conhece Sina?- Diarra pergunta.


- Já escutei falar, mas nunca parei para escutar.- digo isso e elas me olham com cara de "inacreditável".


- Então você vai escutar agora.- Shivani pega o celular e bota uma música chamada "De cero".


Todas começam a cantar num coro e acho graça naquilo, principalmente na cara de Joalin como se estivesse tendo vergonha alheia de todas.


Y de cero empezamos- Sabina canta bem mais alto, acho que é o refrão.


Otro chance nos damos los dos- Any diz levantado a mão cantando também, que voz senhores e senhoras.


Mejor devemos lá estupidez - Hina canta com a mão no peito dando um sorriso.


Que el amor llega solo una vez- Todas cantam num alto e bom som. Elas têm uma voz linda. Nesse momento Joalin pula ao meu lado e diz.


-Sinto muito amiga, por está escutando essas doidas e eu riu. 


A música acaba e Joalin diz.


-Que bom né, não aguento mais todo o santo dia vocês escutando eles.


-Ai Joalin, você é a única do contra.- Hayoon diz.


-A Sina também não, né Sina?- ela diz e olha para mim. Fasso um sorrisinho e ela entende que eu gostei e começamos a rir.


Não achei que seria bom ficar aqui, já fiz amizade no primeiro dia. Só de pensar que daqui a três meses vou voltar para rotina me deixa deprimida.


Eu e as meninas estávamos conversando quando ouço uma batida na porta.


-Deixa que eu vou lá.- digo e me levanto, abro a porta e vejo o Lamar.- Já volto meninas.


-Oi moça, tudo bem?- ele pergunta enquanto eu fecho a porta atrás de mim.


-Oi Lamar, tudo sim. Obrigada por ontem, obrigada mesmo.- digo dando um abraço nele.


- Não tem de quê. Mas tome mais cuidado. Falei com o pessoal e parece que não são os únicos por aqui, disse para que nos deixem em paz, mas nem sempre devemos confiar totalmente.


-Ok, vou tomar mais cuidado.


- Então tá, vim aqui só para avisar e para ver se você está bem. Tchau.- ele diz acenando.


-Tchau- digo entrando novamente na cabana quando todos os olhos se direcionam para mim.


-Que foi gente, tem algo de errado em mim?- eu digo procurando algo de errado em mim.


-Nenhum problema linda, só pq você tava com aquele bonitão lá fora- Heyoon disse.


- O Lamar? Gente, ele é só meu amigo. Sério.- digo indo sentar perto delas- Não imagino eu e ele juntos.


-Uhum, então tá bom. Já que você diz...- Sofya diz dando os braços.


-Falando em boy, Any, que troca de olhares é essa de você e Josh?- Diarra diz e todas fazem "uouu".


-Diarra, desculpa se ele é alguma coisa sua. Não sabia, não era minha intenção.


Diarra dá uma risada e diz- Que nada amiga, ele é só meu amigo. Só perguntei porque percebi que rolou um clima.


- Então né- Any diz olhando para cima e dando um sorrisinho.


-Amiga, ele não presta tá. Só para constar, fica, mas fica sem se apegar.


- Nem é tudo isso, mas ele tem seus contras.- Diarra diz.


-Mas calma gente, se acontecer é só uma ficada no máximo.- Any fala.


-Quando vê tá os dois transando atrás da moita- Hina diz e todos se surpreendem dando risadas.


-Que pensamento é esse Hina, você é uma criança- Hayoon diz com a mão na boca de Hina.


Ficamos conversando sobre de tudo e mais um pouco, evitei de falar da minha vida. Chegando de noite nos arrumamos para ir para o jantar. Saímos juntas as 7h da cabana, chegamos lá e sentamos na mesma mesa. De pouco em pouco saímos para pegar a comida.


P.O.V SOFYA


Vou atrás de Shivani,Hayoon e Hina mas não consigo alcança-las, me deixaram para trás. Ótimas amigas hein?


-Sofaaa.


Eu paro, olho para trás e dou um sorriso quando vejo que é o Bailey.


-Oi Bai- digo fazendo um aceno tirando minha mão do moletom.


-Tudo bom?- Ele pergunta.


-tudo sim. Algo para falar?


-Então, queria falar contigo- Ele fala sem jeito- Olha Sofa, eu andei pensando em nós, e....


- É melhor nós terminamos- digo isso o interrompendo fazendo ele fazer uma cara de que não entendeu oq falei.


-Olha, você é muito importante para mim.-continuo- Você me ajudou e me ajuda muito estando ao meu lado todos esses momentos difíceis para mim. Você realmente cuidou de mim, eu sou eternamente grata por você. Mas você merece mais.


-Mas você.....


- Não Bailey- eu o interrompo novamente- Você merece alguém que te ofereça o mesmo carinho que você oferece, como a Joalin- ele gela- Sei que vocês já tiveram algo no passado. Não ficaria triste se eu visse a pessoa que só quer me fazer feliz ficar feliz também. Eu ando meio afastada por causa disso, faço as pessoas prisioneiras de mim por ter pena. Por isso que eu não queria que ninguém soubesse.- abaixo a cabeça tentando conter as minhas lágrimas.


-Ei - ele levanta minha cabeça com um dos seus dedos.- Você não faz ninguém prisioneira de você.- ele diz isso e me dá um abraço.


- Obrigada Bailey, obrigada por tudo.- Dou um abraço mais forte a ele.- Vai atrás da sua felicidade maior, não é porque terminamos que não seremos amigos.


Ele me dá um beijo na testa e saímos sorrindo até a bancada para pegar a comida.


Eu realmente acho que fiz a coisa certa. Quero ver a felicidade de quem me faz feliz.


P.O.V BAILEY


Peguei a comida e me despedi da Sofa com um abraço, fui para mesa pensativo em tudo oq a Sofá tinha falado. Eu tinha acabado de terminar um namoro, eu amava ela, mas não um amor muito grande. não consegui comer direito e Pepe percebeu.


-O que aconteceu, cara?- ele pergunta.


-A Sofá terminou comigo.- eu digo e ele abre os olhos surpreso.


-Jura? Poxa mano.


-Sim, ela acha que é melhor assim. Também acho que é melhor assim, não estávamos indo tão bem, eu amei todo tempo com ela. Amei mesmo, mas não deu certo.


-Qualquer coisa eu estou aqui, tá?- ele fala segurando forte meu ombro e eu acenti. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...