História The Chosen One - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Revelaçoes, Romances
Visualizações 51
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction The Chosen One - Capítulo 13 - Capítulo 12

Point of View Lia

— Eu não compreendo o erro de vocês. — Dom disse um tanto irritado e eu bufei. 

— Não foi erro nosso, algo aconteceu. — Justin disse e Dom o olhou 

— Algo? Então me conte o que foi esse algo. 

— Alguém fez a Annelise voltar para impedir que acabassêmos com a garota. — disse e Dom me olhou confuso 

— Se a garota for um deles e tiver grande participação em algum plano eles vão salva-la. — Ryan disse e a feição de Dom se iluminou. 

— Alguém manipulou o ambiente ao redor dela. 

— O que? — Chris perguntou perdido na observação de Dom e eu sorri

— A pessoa responsável pela volta de Annelise manipulou o ambiente ao redor dela para que tudo a fizesse querer voltar. — respondeu e Chris assentiu, com certeza não tinha entendido nada. 

— Então...  

— Nem cogite essa ideia. — Dom cortou Ryan que bufou 

— É a realidade, aceite quem quiser. — bufou novamente

— Eu concordo com o Ryan. — falei e ele sorriu fraco — So alguém com o mesmo poder que o meu é capaz disso.

— É só ter um grau mais avançado  de poder e controle. — Justin completou e eu assenti 

— Acham que foi ele? — Dom perguntou um tanto incrédulo.

— Temos certeza. — respondemos em uníssono e ele sorriu 

— Ah, isso vai gerar uma grande confusão. — assenti. 

Point of View Annelise

— Eu realmente não tô entendendo a de vocês. — disse descendo as escadas e todos me olharam 

— O que? 

— Machucar minha melhor amiga? É sério isso? — me encostei no corrimão da escada. 

— Não faria falta. — Justin disse indiferente e eu bufei 

— Pra você não. 

— Exato! 

Babaca! 

Calma mocinha. 

Bufei ao ouvir Lia em minha mente e olhei para Justin, como podia ser tão lindo e idiota?

— Vocês tem suas exigências e eu tenho as minhas. — bufei. 

— Ninguém liga meu bem. — Justin disse entediado e eu o fuzilei.

— Adoraria que não me interrompesse enquanto eu falo. — bufou. 

— É sério isso? 

— Hanna não é um demônio e eu realmente não estou a fim de chegar e vê-la como um pedaço de carne entre vocês. — meu tom de voz saiu um pouco alta mas eu queria mesmo dizer aquilo. 

Hanna é minha amiga de infância e ela não merecia aquilo.

— Não viu o que vimos. 

— Hanna não tem qualquer tipo de ligação com esse mundo. Parem com isso! — bufaram 

— Acredite no que quiser, mas nós vamos acabar com ela. — Justin disse e eu realmente não aguentava aquela implicância. 

— Sem uma conversa não tem treino e muito menos escolhida. — disse e subi pro meu quarto ouvindo as reclamações com Justin. 

(...)

— O que quer? Você nunca vem aqui. — disse ao ver Ryan entrar no quarto e fechar a porta. 

— Mandaram eu vir para conversarmos

— Conversar ou me manipular? 

— Nesse caso, conversar. Não vejo razão para manipular você já que está certa. — deu de ombros e eu sorri 

— Estou? 

— Claro. Ela é sua amiga e você mais do que ninguém tem que defende-la. — sorriu e eu o acompanhei

Seus olhos tinham um tom bonito, chamativo... Dourados. Seus olhos estavam dourados e eu não conseguia fazer nada além de admira-los. 

— O que está fazendo Ryan? — perguntei encantada. Eu não conseguia fazer nada além de ficar fascinada com seus olhos. 

— Vamos treinar Annelise? 

— Eu não quero...

— Ah, vamos lá. Você tem que terminar o treinamento, ja está chegando a hora. — insistiu 

— Eu... — seus olhos estavam me deixando sem ar, totalmente incríveis. — Vou treinar. — sorriu 

— Ótimo! Lia está te esperando. — ofereceu a mão e eu aceitei. 

— Lia? — assentiu. 

(...)

Um mes. O treino com Lia não  era tão legal quanto pensei  que seria. Ela não sorri, não  brinca e muito menos é divertida, ela simplesmente muda no segundo em que  o treino  começa, quase da medo.

— Encontre o seu fascínio Annelise. — Lia disse e eu bufei. 

— Eu não tenho fascínio nenhum Lia. — resmunguei e ela revirou os olhos. 

Essa versão de Lia não é boa, nem um sorriso e nem nada.

 Me concentrei e levantei a mão num sinal de "pare".

— Sua mão não é um fascínio mas seu esmalte é. — deu uma piscadela e eu sorri fraco 

O meu fascínio seria algo que eu conseguisse encantar os outros. Assim como o fascínio de Ryan são seus olhos, o fascínio de Lia é seu sorriso, o fascínio de Chris é o seu toque, eu deveria ter o meu fascínio. Mas eu nunca vi algo tão difícil e complicado. 

— Você deve ser igual ao Chris. — comentou 

 Queria ser igual ao Justin 

Voltando ao treino mocinha.

Sorrimos.

Me aproximei um pouco mais de  Lia e toquei seu rosto quente com a palma de minha mão e olhei dentro de seus  olhos...  Eles haviam mudado. Seus olhos antes pretos estavam num tom avermelhado. 

Senti minhas pernas fraquejarem...

— Você conseguiu. 

— Consegui quase cair no jardim — retruquei e ela revirou os olhos. 

— Você encontrou o seu fascínio Annelise. — direcionei meu olhar para ela — Seus olhos e seu toque. Assim como Ryan e Chris. — sorrimos  

O resto do treino foi bem tranquilo já que Lia me ajudou a controlar o meu fascinio e no próximo treino ela me ajudaria a usar mais a minha força. 

Estavamos saindo do jardim em meio a risadas e eu podia sentir o olhar duro de  Justin sobre mim. 

— Então você queria ser igual ao Justin né mocinha? 

— Ah Lia, vai dizer que você não queria ser um fascínio?

— Justin pode encantar todos de qualquer jeito mas a simpatia não é o forte dele. — respondeu e eu sorri 

— Mas a beleza... — olhei pra ela e notei um sorriso. — é indiscutível. 

(...)

No período em que estou treinando com Lia, Ryan tem sido uma ótima companhia. Chris só fica entre o conselho e o casarão e vice-versa. Lia insiste em dizer que ele encontrou alguém lá e cá entre nós, não duvido não. 

Saber que Ryan pode se apaixonar por mim seria um ponto maravilhoso se eu não ouvisse sobre a quebra do equilíbrio a cada cinco segundos. 

— Annelise? 

— O que? 

— Não tem treino hoje? 

— Lia foi ao shopping. — respondi e ele sorriu 

— Como sempre. — sorrimos. 

Ryan era bonito. Seus cabelos loiros, ouhos azuis e uma covinha no queixo poderiam fazer qualquer uma se apaixonar mas eu continuo fascinada com Justin. Como pode ser tão sexy? 

Se eu comentar isso com Lia ela tem um ataque de gritos e ou de qualquer outra coisa que faça muito barulho. 

— Ryan, você viu a Lia? — a voz de Justin ecoou pela sala. 

— Foi ao shopping. — respondeu simples enquanto jogava 

— Droga! Ela disse que ia fazer o almoço — bufou 

— Só colocar tudo no microondas, ela deixou pronto. — disse e Justin sorriu 

Justin foi ate a cozinha e de lá gritou de felicidade. Eles realmente não eram nada sem Lia e Chris. 

— Me dá esse e faz outro? — Ryan pediu assim que Justin voltou e ele lhe mostrou o dedo do meio. 

Ryan bufou e foi a cozinha preparar o dele. Continuei sentada tentando ignorar a existência de Justin mas eu não conseguia. Já comentei que ele é muito cheiroso? 

— O que está comendo? — perguntei e ele arqueou uma sobrancelha

— Lia fez escondidinho de carne — respondeu com um sorriso e eu assenti — Quer? 

— Vai dizer pra eu ir fazer o meu? 

— Talvez 

— Então eu quero

— Faz um. — deu uma piscadela e voltou a comer. 

Babaca! 

Mas o medo de me apaixonar por esse babaca me assombra. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...