História The City and The Monsters - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Little Mix, Riverdale
Personagens Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Leigh-Anne Pinnock, Perrie Edwards, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Beronica, Choni, Jerrie Thirlwards
Visualizações 10
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee
Tá um pouquinho tarde mas tá aqui.
Espero q gostem!❤

Capítulo 10 - Missing - Pt. 2


Mais tarde...


Jesy's POV 

Acordei no susto. Ele n tava lá. Ah, merda. Leigh tava lá. Mas o Chris e o Andre n.

L- amiga. Vc tá bem?

J- cadê os meninos?

L- sei lá. Teu namorado sumiu e o meu foi atrás.

J- merda! Ele já perguntou pra todos os meninos desse parque?

L- sim. O Jones, o Pea e o Fangs tão ajudando.

J- eu vou atrás. 

L- amiga. Fica aqui.

J- n. Eu sei onde ele tá. E quem o pegou tbm.

L- como assim?

J- vem comigo e eu te explico. - levantei e fui no banheiro dar um jeito na minha cara e no meu cabelo. - vc vem ou n?

L- calma. Tô indo. - apagamos o trailer e Leigh foi dirigindo a moto até o convento das Irmãs. - como vc sabe q é aqui?

J- tá. Eu descobri q nós quatro temos algum tipo de conexão. Só q ela é mais forte com o Chris, no meu caso. E no seu é com o Andre. 

L- tá. Me explica isso direito. Mas depois. - entramos e seguimos até a sala da direção. 

J- é aqui.

Edward- sejam bem-vindas, garotas!

J- porra. Pra q berrar desse jeito?

ED- pra notarem minha presença aqui.

J- solta ele.

ED- só por cima do meu cadáver. 

J- já q vc diz. - dei de ombros e fui pra cima dele. Soquei a cara nojenta dele e alguém chegou. - n mandei mexer com meu namorado!

Dei um soco forte na cara de cu q ele tem e escutei Andre chegando. Ele me segurou, me tirando de cima do filho da puta.

AN- Jess! Calma!

L- amor. Deixa. Eu te explico depois.

JJ- deixa ela terminar de socar a cara dele.

AN- ele já morreu.

J- ele ainda n morreu. Mas vai morrer agr! - me soltei do Andre e o peguei o Edward pelo pescoço. - vc nunca mais mexe com a gente ou vai se arrepender! Só não faço o mesmo q eu fiz com teu irmão pq vc é um bruxo. Pq se n fosse, já tava morto.

ED- sou bem mais poderoso do q vc. E só pra constar, fui eu q matei seus pais, Jessica. - senti meus olhos arderem de raiva e tive q morder ele. Dez anos depois eu descubro quem matou meus pais. Na minha frente pra variar. Arranquei a cabeça dele e a joguei bem longe.

J- Andre. Pega o Chris e leva ele pro trailer. Eu e Leigh vamos no Pop's. 

AN- como quiser. 


[...]


Veronica's POV 

Vi alguém entrando com a boca cheia de sangue e fui até a mesa.

V- amiga?!

L- ela n tá muito bem. 

V- vão querer o mesmo de sempre?

J- sim. - fui preparar os shakes e Toni, Cheryl e Betty tão me ajudando um pouco. Levei os shakes pra porta do porão e elas me seguiram.

T- amiga. Pode falar oq foi.

J- ele matou meus pais. Na minha frente. 

CB- ele quem??

L- o Edward. 

T- é quem eu tô pensando?

J- se for no irmão gêmeo do Edagr, sim.

T- n. N era ele.

J- então. Ele matou meus pais. Dez anos atrás.

B- e vc lembra?

J- foi meio q trágico pra mim. Ele até tentou me pegar. Mas, saí correndo e foi aí q o FP me achou.

L- ou melhor, todos nós. Pq o Edward, o Edgar e o resto deles mataram nossos pais.

B- mano. Eu n tô acreditando nisso. E ele é algum tipo de criatura?

J- era um bruxo. Se eu n tivesse acabado de matar ele depois q falou q tinha matado meus pais. - ela começou a chorar. 

L- ei. Calma. Ele já pagou.

J- é. Eu sei. Mas o pior foi ele ter pegado o Chris. Eu sonhei com isso hj. Mano. Se começar a aparecer mais bruxos, eu vou matar um por um.

CB- pode ser q apareçam. Pq o Dia do Vampiro é daqui uma semana.

J- q legal. Agr nossas vidas tão fodidas. E o pior é tipo... n tem só bruxos. Lobos e outras delas aparecem. Meus pais me contaram essas coisas. 

B- amiga. Vai pra casa e descansa. Amanhã tem aula.

L- ela tem razão, amiga. Vamos? O Chris deve tá desesperado te procurando. 

J- é. Vai ser melhor até pra mim.

T- acho q vamos indo tbm, né?

CB- sim. Vcs esperam só um pouquinho?

V- só até a gente fechar. Vai ser rápido.

J- se quiserem, a gente ajuda.

B- n seria uma má ideia. - subimos e arrumamos tudo. 

CB- Leigh. Posso falar com vc?

L- claro. 

CB- queria te convidar pra fazer parte das River Vixens. A Toni e a Jesy tão dentro.

L- isso seria... demais. 

CB- no ensaio é seu teste. Pode ser?

L- claro. Se eu chegra atrasada, já sabe pq.

CB- ok. - apaguei as luzes e saímos. Eu tô andando muito de moto ultimamente. A Betty comprou um trailer no SunnySide. 


Chris POVs 

Acordei no susto com uma luz na minha cara.

C- Jesy!

AN- mano! Calma. Vc tá pior q ela.

C- cadê elas? - escutei alguém mexer na porta. - Andre Gray. Responde minha pergunta. 

J- acabamos de chegar, meu amor.

C- q susto. Pq vc tá assim?

L- se quiser perguntar pro cadáver do Edward...

J- é. Ela tá certa. Ele mereceu. Por ter matado meus pais. 

C- mereceu mesmo. Agr vamos dormir.

Nos arrumamos pra dormir e Andre ficou com o quarto. Aqui a gente reveza o quarto. 

Escutei ela chorando. Fui até a cozinha e sentei na banqueta do seu lado.

C- fala pra mim.

J- ele matou meus pais na minha frente. E eu nunca consegui lidar com isso. N antes dele voltar e me lembrar disso. - puxei seu queixo, fazendo-a me olhar nos olhos. Mesmo q ela n queira.

C- ei. Esse desgraçado já foi. Graças à vc. N precisa ficar assim por causa disso. 

J- eu só... n consigo esquecer disso. - enxuguei algumas lágrimas. Fomos pro sofá e nos ajeitamos. Comecei a fazer um cafuné em seus cabelos.

C- eu te amo. - falei baixo.

J- eu tbm te amo. - ela tava com uma voz de sono. N demorou muito pra ela dormir. Sinceramente. Eu amo essa garota.


No dia seguinte...




Notas Finais


Oieee
Tchauzinho!🖐


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...