História The Connection of the Devil - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Devil May Cry
Personagens Dante, Personagens Originais
Tags Ação, Devil May Cry, Drama, Fantasia, Romance, Shoujo-ai, Sobrenatural
Visualizações 20
Palavras 1.676
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capitulo 16.
A noticia da gravidez de Lili é algo que mudará tudo! O casal está feliz, porem entendem que precisaram de ajuda, por isso pedem isso a um antigo amigo da família Sparda.
O primeiro obstaculo é vencido, porem mais um maior e pior surge.

Capítulo 17 - Capítulo 16: Primeira vitória


Fanfic / Fanfiction The Connection of the Devil - Capítulo 17 - Capítulo 16: Primeira vitória

Capítulo 16: Primeira vitória

   Dante e Lili continuavam abraçados, ouvir aquilo finalmente até parecia um sonho.

   -Mas espera? Como eu fiquei grávida? Pensei que iria demorar até meu corpo formar um útero.

   -Bom, eu tenho uma teoria de como isso aconteceu. Os Gemmis que ganharam corpos físicos evoluem e se adaptam deixando o corpo mais completo, isso acontece a partir de experiências e acontecimentos que ocorrem com os mesmos. Então juntando isso mais a Transferência, devem ter feito o útero se formar mais rápido.

   -E então na nossa noite de ontem eu te engravidei.... Amor, eu serei pai!- Dante diz quase explodindo de alegria. Ele a pega no colo, e a levanta deixando os peitos dela na cama dele e ele começa a girar.

   -D-Dante! Cuidado!

   -Eu vou ter querida. Vou te proteger com a minha vida! Você e o nosso filho.

   -Dante.... Cuidado para não deixar ela cair...- Sparda diz olhando aquela cena com um sorriso.

   Depois de um tempinho Dante coloca Lili no chão de novo e ela acaricia a sua própria barriga.

   -Nunca pensei que ficaria grávida, sempre foi meu sonho, mas nunca achei que se realizaria.- Lili diz enquanto sorri acariciando a barriga, mesmo ela sabendo que o bebê ainda era um pequeno grão, ela já o amava e sentia algo diferente dentro de si, ela sentia que o bebê estava se formando lá dentro.

   -Mas agora está, e melhor ainda.... Está gravida de mim! Dentro de você está se formando o filho de Dante e neto de Sparda.- Dante diz sorrindo e colocando a sua mão na barriga de Lili e acariciando. –Meu filho...

   Dante e Lili olham profundamente um nos olhos do outro e se beijam de maneira apaixonante.

 

   Algumas horas se passaram, Dante e Lili decidiram andar um pouco e foram falar com um antigo amigo da família Sparda.

   -Elden o nome dele certo?- Dante pergunta.

   -Sim, ele é um anjo. Eu e Sparda o conhecemos na guerra, ele se tornou médico do exército e, depois da guerra, medico participar de Sparda. E quando ele e Eva montaram uma família ele virou medico dessa família. Ele fez seu parto, cuidou da gravidez de Eva.... Ele entende tudo sobre todas as áreas da medicina. E também eu todo o mês faço minha revisão completa com ele.

   -Wow, ele parece ser bom. Tomara que ele aceite cuidar da sua saúde e do bebê.

   -Ele vai ajudar muito, sabe o Elder é pai então ele pode te dar umas dicas.

   -Será bom, mesmo eu querendo muito ser pai eu não sei de quase nada....

   Lili ri, o beija e eles continuam a andar.

 

   Eles chegam num pequeno hospital ali próximo que funcionava como uma farmácia também. Lá, uma garota que arrumava uns remédios os vê:

   -Lili! A quanto tempo...! Se lembra de mim?- Dizia a garota.

   -Sim Ashley, lembro de você sim.... Você cresceu muito!- Lili sorri para a garota. –Seu pai está ocupado? Preciso falar com ele, e é urgente!

  -Tudo bem.... Vou falar com o papai.- Ela entra numa das portas e depois de um tempo volta. –Podem entrar.

 

   Lili e Dante entram na sala e veem o Elder. Ele era um homem de aparência mais velha, talvez de uns 30 e tantos anos, tinha cabelos castanhos longos e uma barba bem definida.

   -Bom te ver Lili.- Elder diz sorrindo e ver Dante. –Olha só.... Cresceu muito Dante, ainda lembro de quando era um bebê.

  -Elder.... Falando de bebê, eu vim dá uma notícia para você.- Ela fica colada com Dante e o mesmo pega as mãos dela e as segura de maneira romântica. –Eu e o Dante estamos juntos e..... Estou grávida dele!- Ela diz com um sorriso no rosto e Dante faz o mesmo.

   -Espera.... Uma Gemmi grávida de um meio-demônio? Isso é incrível e inesperado. Me contem, vocês estavam planejando ou foi uma surpresa?

   -Eu estava tentando engravidar ela.... E consegui.- Dante diz olhando nos olhos de Lili e a beijando.

   Elden sorri ao ver aquela cena, ele logo se lembra de Sparda e Eva.... Dante e Lili erma um casal tão fofo ou até mais que eles. Ele então usa seus poderes para sentir o bebê.

   -Está mesmo grávida e o bebê ira se desenvolver rápido por conta do sangue Gemmi e do demoníaco juntos. Mas sinto uma força incomum.... Ele está muito forte para o estágio dele.

   O casal se olha e Dante pergunta:

   -O que isso quer dizer?

   -Talvez.... Eu estou querendo dizer que talvez não seja um bebê apenas.... E sim gêmeos. Mas eu disse talvez, posso só está enganado.

   Dante sorri para Lili.

   “Parece que o esperma da minha família só faz gêmeos...” Dante pensou e riu de leve.

   -Eu adoraria gêmeos, acho tão lindo.- Lili disse e beijou Dante.

   Elden faz uma revisão completa em Lili para ver se ela estava saudável o suficiente.

   -Lili, preciso que tome cuidado. Agora que está grávida precisa se alimentar bem e não fazer esforços físicos. E venha frequentemente aqui para eu cuidar da saúde do bebê, ou dos bebês.

  

   Eles terminam tudo e no caminho de volta se deparam com Diollan.

   -Aí está você Lili.... Junto dessa aberração.- Diollan diz num tom de ódio.

   -Diollan, você já perdeu essa batalha!- Dante diz confiante e na frente de Lili.

   -Como se nós nem lutamos sério?

   -Simples...- Dante pega Lili carinhosamente e aponta para a barriga dela. –Eu a engravidei Diollan! Eu concebi a ela a próxima geração dos Gemmis, e ela está aqui dentro, sendo gerada...- Dante começa a acariciar a barriga de Lili.

   Diollan olha chocado e começa a tremer.

   -Não.... Não, não, não! Impossível! Eu não.... Eu ainda não perdi!- Ele diz indo para cima de Dante com sua foice, logo Dante joga Lili para longe do alcance e defende o ataque.

   Eles começam a lutar para valer, eles sabiam que quem perdesse teria caminho livre para Lili. A mesma não pode fazer nada e apenas rezava para que Dante vencesse.

   Dante começa a atirar em Diollan que voava para tentar atacar seu oponente por cima, os dois naquelas mesmas posições concentram e usam seus poderes, Dante usa as chamas que Lili lhe ensinou e Diollan usa seus poderes gelo, os ataques colidem e fazem uma explosão elementar que atinge ambos.

   Diollan cai num telhando e aproveita a fumaça para ativar sua verdadeira forma, ele assume uma forma de pura energia Imperuim e vai atacar Dante sem dó, porem o mesmo defende sem dificuldade.

   -C-Como? Você não deveria conseguir defender! Hã...?!- Diollan toma um susto quando a poeira some, lá estava Dante, com seu Devil Trigger ativado. Eles se encaram e voltam a lutar.

 

   Depois de uma longa luta, ambos saem de suas transformações e ficam ofegando de tão exaustos que estavam, Diollan tenta atacar Dante de novo, porem o mesmo corta o seu braço e Diollan grita de dor. Uma voz misteriosa toma o local:

   -Diollan.... Você falhou! Dante é mais poderoso que você, e ele conseguiu engravidar a Lili. Agora é a minha vez de tentar!- Ela voz para e criaturas feitos de energia chegam ao lado de um homem de energia Imperuim usando uma foice.

   -Ceifeiro...- Lili diz olhando para o homem. –Ele é o responsável por executar Gemmis em nome de Primus....

   -Diollan, Primus me mandou mata-lo… Você falhou em restaurar nossa raça e seus crimes contra Primus são imperdoáveis agora!- Diz o Ceifeiro.

   As servas de Diollan aparecem:

   -Jamais matará nossa mestre!- Diz a mais velha delas que fica na frente de Diollan.

   -Rey…- Diollan diz surpreso ao ver ela na frente dele o protegendo.

   Ceifeiro apenas suspira, faz um sinal com as mãos e as criaturas começam a matar as servas sem piedade, Dante logo pega Lili em seus braços e se esconde num beco, aonde não seriam atacados. As servas lutavam para garantir que Rey e Diollan fugissem, todas morriam tentando lutar, uma por uma caia em nome de Diollan e o mesmo só podia ver aquela cena. Rey se distancia com ele e abre um portal, Diollan antes de entra pela ela pela mão.

   -Venha comigo.... Eu não quero ficar sozinho, tenho medo da solidão....- Diollan diz com vontade de chorar, Rey olha suas irmãs morrendo e escuta a voz de uma caída no chão, quase morta.

   -Vá! Proteja ele!- A serva morre logo em seguida com uma flecha no peito atirada pelo Ceifeiro, Rey olha para seu mestre e ver uma lagrima no olho dele, ela concorda com a cabeça e ambos adentram o portal enquanto o Ceifeiro iria ataca-los.

   -Droga! O mestre não ficará feliz.... Mas agora tenho outro assunto para resolver.- Ceifeiro diz e se vira. –Dante E Lili, sei que estão me ouvindo! Saibam que Primus não é que nem o Diollan, ele pode ver tudo....

   Ceifeiro e as criaturas entram numa luz e são levados até a lua que estava cobrindo o sol.

   -Esse Primus vai chorar quando eu começar a lutar com ele. Está me ouvindo!- Dante grita para o céu.

   Lili apenas olha em volta, as servas de Diollan no fundo tinham coração, talvez ele também tivesse.... A mesma ficou pensando nisso por um tempo.

 

   Eles voltam a andar calados até que Dante vê uma loja.

   -Vou comprar uns doces para você, fica aqui.- Dante diz sorrindo e entra na loja, ele não iria demorar então nem se preocupou.

   Lili ficou ali esperando, até que sente uma sensação de estar sendo observada, ela olha em volta e Dante logo volta. Ele percebe que ela estava estranha.

   -Tudo bem amor?

   -Sim Dante.... Eu apenas senti algo estranho, deve ter sido coisa da minha cabeça.

   -Ou da gravidez, vamos para casa. Precisamos descansar e eu tenho que cuidar de você.

   Eles voltam a andar e trás deles, sem perceberem, um homem encapuzado olha eles indo embora parado.

   -Quartel general, nossos videntes estavam certos. A garota está grávida de Dante, o filho mais novo de Sparda.... Devemos começar a colocar o plano em ação!- Diz o homem que logo se afasta do local e vai na direção oposta à do casal.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Capitulo 17 em breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...