História The consequences of love - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Orange Is the New Black, Shadowhunters
Personagens Alex Vause, Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Galina "Red" Reznikov, Gloria Mendoza, Hodge Starkweather, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Nicky Nichols, Personagens Originais, Piper Chapman, Raphael Santiago, Sam Healy, Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Simon Lewis, Suzanne "Olhos Loucos" Warren, Tasha "Taystee" Jefferson, Tiffany "Pennsatucky" Doggett, Valentim Morgenstern
Tags Diversos Shipps, Larry, Malec, Nichorello, Polly, Vauseman, Yoga Jones
Visualizações 55
Palavras 1.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Orange, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


olá :3

Capítulo 1 - One


P.O.V PIPER

seis horas da manhã, okay, eu adoraria se esse despertador tivesse pifado, não quero aparecer naquele tribunal, eu amo aquele idiota, e amo a amizade daquela vadia, tá, vocês não devem estar entendendo nada, faz uma semana que tudo desabou, fui levar Patrícia minha filha para escola e quando chego vejo a pior cena da minha vida.

FLASHBACK ON

TRICIA: Mãe eu não quero ir na escola.

PIPER: Filha hoje é sexta-feira já.

TRICIA: Por isso mesmo.

PIPER: Nada disso.

TRICIA: Deixa eu dormir então só mais cinco minutinhos?

PIPER: Claro.

TRICIA: Muito obrigada mãe amor da minha vida.

PIPER: É claro que eu te dou cinco minutinhos para ir se arrumar, vamos.

TRICIA: Okay você não é mais o amor da minha vida.

PIPER: Na hora que eu te buscar na escola eu te levo para fazer compras no shopping, o que acha?

TRICIA: Eba, agora você voltou a ser o amor da minha vida.

PIPER: Você é uma criança muito interesseira.

TRICIA: Mãe eu não sou criança, eu tenho catorze anos.

PIPER: Mas sempre vai ser a minha bebê.

TRICIA: Okay mãe, bom, estou pronta.

PIPER: Mas já?

TRICIA: Querida enquanto você ficava ai falando o quanto eu sou a sua bebê, que eu estou crescendo, que eu vou te deixar quando virar adulta, eu me arrumei já.

PIPER: Então vamos querida.

Já tinha deixado Tricia na escola, passei em algumas lojas para comprar algumas coisinhas para a casa, passei no banco pegar uma boa quantia em dinheiro porque quando levo Tricia no shopping ela praticamente faz a festa, eu só queria voltar para o meu trabalho, as vezes eu odeio férias.

Chego em casa e guardo o carro na garagem, só depois que fui perceber o carro de Polly na rua, estranho ela não me avisou que viria aqui, enfim, entro em casa e vejo roupas espalhadas pelas escadas e gemidos vindo do andar de cima, deixo minhas sacolas no chão mesmo e vou seguindo as roupas, chego em meu quarto e calmamente abro a porta vendo Larry e Polly na cama.

PIPER: L-Larry? P-Polly?

POLLY: Piper...

LARRY: Piper nós podemos explicar.

PIPER: Por isso que você pediu para levar a Tricia na escola e ainda passar em lojas?

LARRY: Amor eu posso explicar.

PIPER: NÃO ME CHAMA DE AMOR SE NÃO FOR CAPAZ DE ME AMAR LARRY.

LARRY: Desculpa.

PIPER: E VOCÊ POLLY? É ASSIM? SE SEPARA DO MARIDO E VEM ATRÁS DO MEU?

POLLY: Desculpa Piper.

PIPER: PAREM DE ME PEDIR DESCULPAS, VOCÊS FIZERAM ISSO POR CONTA PRÓPRIA.

LARRY: Er...

PIPER: LARRY SAI DA MINHA CASA.

LARRY: Sua casa?

PIPER: SIM MINHA CASA, E VOCÊ POLLY TAMBÉM SAI DAQUI, EU NUNCA MAIS QUERO VER A TUA CARA.

POLLY: Amiga vamos conversar por favor.

PIPER: AMIGA É O CARALHO POLLY HARPER, AGORA SUMA DAQUI E SE POSSÍVEL NUNCA MAIS APAREÇA EM MINHA VIDA.

FLASHBACK OFF

E foi assim que aconteceu, faz uma semana que não boto um sorriso no rosto, uma semana que a insônia tomou conta de mim, o pior de tudo é ter que ver Tricia com os olhinhos inchados de tanto chorar.

PIPER: Bom dia meu amor.

TRICIA: Os dias não estão sendo mais bons mamãe.

PIPER: Oh minha filha, isso tudo vai passar.

TRICIA: Eu quero vocês dois juntos.

PIPER: Filha entenda que...

TRICIA: Eu sei mãe, eu sei que o papai te traiu com a tia Polly, mas o que custa dar uma segunda chance.

PIPER: Filha nada nessa vida é um mar de rosas, traição meu amor é algo que não tem perdão, sim, tem perdão, mas não tem volta entende?

TRICIA: Não mamãe eu não entendo.

PIPER: Ah meu anjo você é tão ingênua, como eu não queria que você virasse adulta, o mundo não merece você. Falo abraçando Tricia.

TRICIA: Eu não vou mesmo na escola hoje?

PIPER: Não filha você vai ficar com a sua vó.

TRICIA: Verdade, eu preciso aprender algumas receitas com a vovó Yoga.

PIPER: Vamos?

TRICIA: Er... vamos.

A casa de minha mãe não é tão longe e também não é tão perto, são apenas trinta minutos e nada mais, enfim chegamos.

PIPER: Mãe?. A chamo entrando em casa.

YOGA: Estou aqui na cozinha filha.

TRICIA: Oi vovó. Tricia fala abraçando minha mãe.

YOGA: Oi meu anjo.

PIPER: Oi mamãe. Abraço a mesma.

TRICIA: Eu vou ir para o quarto.

YOGA: Okay meu anjo.

TRICIA: Mãe até amanhã.

PIPER: Até filha.

YOGA: E ai meu amor? preparada?

PIPER: Não mãe.

YOGA: Vamos fazer assim, quando você sair do tribunal você vem aqui e eu faço aquele bolo de chocolate que você tanto ama.

PIPER: Obrigada mamãe, mas hoje eu quero ficar sozinha.

YOGA: Filha por que se isolar?

PIPER: Não vou me isolar eu só quero ficar sozinha hoje.

YOGA: Mas filha...

PIPER: Não mãe é sério.

YOGA: Okay okay.

PIPER: Bom mãe agora eu tenho que ir.

YOGA: Certo filha, vai com Deus, vai dar tudo certo, a mãe te ama.

PIPER: Eu também te amo mãe.

Durante o caminho todo eu fui chorando, eu nunca imaginei que iria para um tribunal fazer processo de divórcio, as vezes eu me pergunto: por que Larry fez isso? seria melhor ele terminar comigo e ir viver a vida de solteiro do que me trair, ele ainda me traiu com a minha melhor amiga, mas tudo bem, agora eu tenho que seguir minha vida, agora eu só quero cuidar de Tricia e nada mais. Paro em frente ao tribunal, saio do carro, respiro fundo e entro no local.

SIMON: Bom dia senhorita Piper Chapman Bloom. Doeu ouvir ele falar Bloom, mas eu ainda tenho esse sobrenome.

PIPER: Bom dia doutor Simon Lewis.

SIMON: Vamos entrar?

PIPER: O-Okay.

SIMON: Eiii? vai dar tudo certo. Sorrio para Simon e então entramos na sala, vejo Larry com o seu advogado Valentine.

JUIZ: Estamos aqui para dar início ao processo de divórcio da senhorita Piper Chapman Bloom e o senhor Larry Bloom Chapman.

VALENTINE: Como era a relação da senhorita com o senhor Larry?

PIPER: Não tenho que reclamar, nós éramos como todo casal, tínhamos brigas, tínhamos momentos bons, nos davamos muito bem, além de marido e mulher nós éramos os melhores amigos do mundo.

VALENTINE: Certo, e como éram as brigas de vocês?

PIPER: Ciúmes e estresses.

VALENTINE: Larry te traiu, já parou para pensar que ele pode ter feito isso pela forma que você o tratava.

PIPER: Espera ai, o senhor está dizendo que eu sou a culpada?

VALENTINE: Não exatamente, mas ele te traiu e então ele tinha motivos.

PIPER: Okay, então agora eu que sou a culpada por ter sido traída, eu que quis ser traída, francamente faça me o favor.

VALENTINE: Talvez a forma que você o tratava resultou nisso, meu cliente me falou que você é explosiva.

PIPER: Escuta aqui, eu vim aqui para assinar a porra do papel do divórcio e não para passar em um psicólogo.

VALENTINE: Certo.

JUIZ: Doutor Simon pode começar.

SIMON: O senhor concorda com tudo que foi ouvido?

LARRY: Concordo.

SIMON: O doutor Valentine falou que o senhor disse que a senhorita Piper é impulsiva, concorda?

LARRY: Concordo.

SIMON: Pode me dizer como ela é?

LARRY: Piper consegue se segurar ao máximo, mas quando algo a irrita ninguém consegue a segurar.

SIMON: Okay, agora me fala, o que te levou a trair a senhorita Chapman?

LARRY: Eu e Piper discutimos alguns dias antes, eu estava estressado com a explosividade dela, eu comecei a conversar com Polly Harper e marcamos de nos encontrar, ela foi em casa e aconteceu.

SIMON: Agora me responda uma coisa: por que não terminou então com a senhorita Chapman?

LARRY: Eu pensei em nossa filha Patrícia.

PIPER: Então era mais fácil você me trair do que conversar com a Patrícia e explicar pra ela?

JUIZ: Senhorita Chapman mantenha-se calada.

SIMON: Como a minha cliente acabou de falar, não seria mais fácil você explicar para a garota?

LARRY: Eu não pensei nisso.

SIMON: Certo, o senhor já tinha em mente se separar da senhorita Chapman?

LARRY: Sim, eu pensava isso bem antes da traição.

SIMON: Okay, e desde quando o senhor tem contato com a senhorita Harper?

LARRY: Polly e Piper sempre foram melhores amigas, então desde que estou com Piper eu conheço Polly.

SIMON: E antes dessa traição vocês já se envolveram?

LARRY: S-Sim.

PIPER: O que!?

JUIZ: Senhorita Chapman. O juiz fala me repreendendo.

PIPER: Okay.

SIMON: Que foi quando?

LARRY: Todas as vezes que eu e Piper brigavamos eu ficava com a Polly.

SIMON: Okay, senhor juiz finalizei.

JUIZ: Certo, nesse papel vocês estão cientes que terá separação total de bens, ou seja, tudo que foi comprado no nome da senhorita Chapman será dela e assim vice-versa, já a guarda da pequena Patrícia será compartilhada provisioriamente e caso encerrado. O Juiz fala batendo o martelo.

PIPER: Provisioriamente?

JUIZ: Sim, vocês estão dispensados.

Entro no carro, abraço o volante e me permito a chorar, por que eu tenho que amar tanto esse otário? maldita hora que eu fui chegar na casa da Polly e conhecer esse traste, ah Larry por que você foi fazer isso comigo?

CONTINUA...


Notas Finais


olá amores

espero que tenham gostado

até o próximo capítulo

não sejam leitores fantasmas aaaa

desculpas se tiver algum erro de ortografia

tchau :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...