1. Spirit Fanfics >
  2. The context of the story - Country human >
  3. Just a fever

História The context of the story - Country human - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Just a fever


Brasil POV


Estava em minha casa treinando para as olimpíadas no campinho de futebol com meus filhos Rio de janeiro, Manaus, São Paulo, Rio do Sul e Santa Catarina até que sou interrompido pelo Argentina que entra no na quadra interrompendo o jogo.


Mano o china pra muito mal! pode levar ele no hospital?!- diz o argentino muito preocupado


Por que não leva você?! - diz o Brasil correndo para fora do campinho pegando a chave do carro correndo para a garagem e o argentino vem atrás


Por que estou embebedado - diz o argentino sincero


Caralho! - digo eu entrando no carro e o ligando 


Ele tá lá em casa- diz o argentino se sentando no banco do carona.


Tá bom, coloca o sinto - digo e ele não obedeceu e então eu coloco o cinto nele e começo a dirigir o carro.


Quando chego na casa do argentino saio e entro e o chinês estava jogado no sofá do lado dos Estados Unidos que também não aparentavam estar bem, então pego como noiva o china e coloco ele no banco de trás e o americano vem andando devagar e depois de colocar o chinês no carro o ajudo para ele andar mais rápido, depois de todos no carro e corremos para o hospital.


Ao chegar eles foram para os atendimentos de urgência, eu e o argentino ficamos na espera, até que o resultado veio a tona, uma doença nova o Coronavírus.


Ah, eu já sabia que ele tava com ele… -disse o argentino bêbado


Caralho! O que ele tava fazendo na sua cara seu animal?! - questiono eu com raiva 


Eu só convidei ele pra beber uma…- diz o Argentina inocente


Ta... mané, agora senta! - mando e ele obedece


E eu converso com o médico e ele me fala que eles tem que ficar em quarentena e que eles iriam ficar no hospital para análise do vírus e ligamos para o Reino Unido para ele vir assinar os papéis e ele estava ocupado demais então eu mesmo assinei. Saímos de lá eu e o Argentina então fomos para o meu carro e eu fiquei parado com o carro na frente do hospital pensando e o argentino ficou a mexer nas minhas coisas e achou um cd.


Guarda isso…- digo eu assustado


Por que? O que tem aqui?- pergunta o argentino curiosos


Deixa isso aí! - pego o cd da mão dele e jogo no porta mala


Calma…- diz o azulado ao meu lado


Tá, vou te levar para casa - digo ligando o carro


*Quebra de tempo*


Ao chegar em casa depois de deixá-lo em casa me jogo no sofá e ligo a tv e todos estão falando do Coronavírus, até que escuto o Rio de janeiro gritando e descendo as escadas.


O que foi… - digo eu sem tirar os olhos da TV


As torneiras toda vez que eu abro elas as' água sai tudo ruim - diz rio de janeiro com uma toalha na cintura e com uma pouco dela lama.


Pqp o que vc fez?! - Eu me levanto e abro a torneira da cozinha, a água estava limpa, então peço para ele abri-la e a água sai suja.


Acho que o problema é você…- digo eu preocupado


Chame seu irmão - mando 


Qual? - pergunta o menor


Distrito federal - fala o mais velho


Desce um garoto de terno das escadas.


Alguém me chamou? - diz o de terno


Sim, ajude seu irmão, problema com a represa de água…-mando 


Você não roubou de mim de novo não né? - diz o RJ ingênuo


Claro que não tu é meu irmão! - eles sobem as escadas e eu vou para a cozinha ver algo pra comer.


POV Rússia


Estava em minha casa até que eu decido ligar a tv e sentar pra descansar e tomo um susto com a nova notícia do Coronavírus, então decidi ligar para o Brasil porque apareceu que ele que levou a china e o ame para o hospital.


Ligação on


Alô? -digo preocupado


Fala Rússia - diz o Brasil tranquilo


Como ele tá? -diz Rússia parecia indócil


A ele tá lá no hospital, os médicos estão procurando as causas dos vírus…- diz o esverdeado


Oi? Você deixou eles lá?! - questiono


Sim, é melhor vc não ir lá, vai gastar seu tempo, eles não sabem o que transmitiu para eles e nem como se transmite para outras pessoas, então não tente bancar o herói -diz o Brasil desligando


Eu fico puto, mas entendo a preocupação do braseiro estressado.


Me desculpa praça - diz russ arrependo


Tudo bem, isso vai passar, nunca desista - Diz o brasileiro que nunca desiste(ou quase nunca)


Tá bom. -fala o Russo confiando no br


Ligação off


Quebra de tempo


O Brasil estava tomando seu banho e a 


~telefone do brasileiro toca~


-era o Argentina-


Brasil: Alô


Uruguai: Alô?!


Brasil: fala baixinho...o que houve?


Uruguai:meu irmão tá passando mal, pediu pra eu ligar para o Paraguai mas ele não atende e tirando ele eu só confio em vc…


Brasil: ótimo….mais um -falo em me levanto e pego meu carro, vou até a casa do argentino, agora preparado com máscara de proteção e luvas, eu sei a dimensão do problema.


Fomos para hospital e ele foi atendido e confinado também, Então levei o irmão mais novo do argentino para minha casa, ele tinha feito o teste no hospital e ele estava sem o vírus.


Então vou cuidar dele até o azulado voltar então deixei ele no quarto do rio do garante de Sul e certifiquei que ele estava bem ajustado.

Então me joguei no sofá e fui ver globo, tava passando fantástico, todos não paravam de falar do Coronavírus e como se prevenir e tals, mas eu tava bem de boa, já tive vírus piores, em me lembre do Zika, da dengue, sarampo Hahaha odeio lembrar destas coisas, tantas coisas que fizeram mal pra tanta gente mas ok.

Meu telefone começou a vibrar, estranhamente era o Americano, atendo, é ele lá da quarentena.


~ligação on-


Ame: Eae Zuero


Br:fala GRINGO


Ame:kkk só vc pra me fazer rir migo…


Br:a cara como vc tá?


Ame: A, febre e muito muco nas pulmões, mas a china tá pior.


Br:cara vai ficar tudo 


Ame: eu confio em você, quero melhorar logo 


Br: quero migo ;-; confia, já tive muito virus e sei que passa tá bom


*Alguma médica fala alguma coisa e eu não entendo*


Ame: tenho que ir, nebulizador


Br: tá bom, vai antes que o telefone pegue vírus GRINGO.


Ame: kkkkkk


Br:tchau


*O Brasil desliga*


~ligação off~


POV América


-Também te amo… - sigo depois dele desligar e arrancaram o telefone da minha mãe e higienizam ele, fui para a nebulização e coloco música brasileira no MP3.


-SEU AMOR, ME PEGOU, SE BATEU TÃO FORTE COM O TEM AMOR. - canto, meio alto, o MP3 tá alto.


As médicas me olham e começam a rir.


-VEIO A LOTA FOI A TONA FOI K.O, EU ME ENTREGUEI E DECRETEI K.O- Continuo cantando só de Zuera


-Ta bom, parei...







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...