História The creepypasta human - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Jeff The Killer, Slender (Slender Man)
Personagens Jeff, Personagens Originais
Visualizações 124
Palavras 465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu gostei do conto, então, fiz um capitulo inspirado nele :3

Capítulo 8 - Akai ito


Akai ito - fio vermelho

Pov Yume

Andava pela floresta, meus longos cabelos estavam soltos e o vento frio e gostoso faziam os fios voarem, sentei-me em baixo de uma arvore qualquer e olhei para as minhas mãos, em uma delas, tinha presa em meu dedo mindinho uma linha vermelha, se esticava ate a algum lugar, curiosa, segui o estranho fio e o mesmo me levou a um rapaz, na sua mão também tinha o mesmo fio, o fio que começava no meu dedo terminava no dele, seu rosto não era visível. 

Me levantei sentindo um bom estar, pela primeira vez, não tive pesadelos. 

- Bom dia mamãe. - Mandy estava com sua boca melada de nescau. - Papai colocou minha merenda. 

- Merenda? Mais agora que é 3:00 da tar... PERA AE?!?! MEU DEUS. - corri para o banheiro e me vesti rapidamente, joguei as coisas da Mendy na cara do Liu que pareceu resmungar. 

- Puta desgraçada! 

- É feio chamar palavrão tio! 

(...)

Cheguei na cerejeira e lá estava Haru, dormindo relaxado, seus óculos de aro branco estava posto ao seu lado. Com cuidado, coloquei sua cabeça no meu colo, admirei seu rosto até ver aquela mesma linha, segui com os meus olhos e me admirei ao ver que o rapaz deitado em baixo da arvore cujo o rosto era desfocado, era Haru, assim como no sonho, a linha terminava no seu dedinho gordinho. 

- Hm... - abriu seus olhos e deu um leve sorriso. - Desculpa, acabei dormindo. 

- No problem. - um silêncio se fez presente até eu quebra-lo. - Haru você sabe o que é linha vermelha? 

- Sei, tem a linha vermelha do mêtro, a linha vermelha de costurar ou tricotar, a linha vermelha do destino... qual que saber? 

Parei por um tempo, a última me chamou bastante atenção. 

- A última por favor. - sorri e ele segurou minha mão firme. 

- A linha vermelha do destino, é uma lenda japonesa que aborda sobre ter uma linha presa em pessoas que estão destinadas, mas por que que saber disso? - perguntou curioso, ele não esbanjava emoção alguma, parecia ter sido conquistado pela preguiça.

- É que eu vi uma em meu dedo, em um sonho e agora a pouco. 

- Hm,,, - ele pareceu triste por um instante. - Espero que você encontre o sortudo. 

- Eu sei quem é! - quanto mais e falava, mas fechada era sua cara. - O fio que me liga a outra pessoa, a outra pessoa é você. 

Por fim abriu um sorriso. 

- Nunca tive a chance de dizer isso mas... eu te amo. - o vento soprou forte, arregalei meus olhos, por um momento ao meu redor só pareceu existir eu e ele. 

- Eu... eu também te amo! 

 

 

 


Notas Finais


meloso não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...